História Pengamat: Ema - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bruno, Ema, Fnaf, Helena, Pengamat, Yandere Simulator
Exibições 24
Palavras 479
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Survival, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Hey Observadoras u.u,temos o capítulo de hoje, MAS EU QUERO COMENTÁRIOS!
Foto: Lucy

Capítulo 12 - Um ano


Fanfic / Fanfiction Pengamat: Ema - Capítulo 12 - Um ano

Guilherme havia sumido!
Isso mesmo,quando Ema chegou no hospital aquela manhã a cama estava vazia e arrumada. Quando perguntou ao medico ele falou que ele havia recebido alta porque seu tio havia vindo busca-lo,isso deixou Ema menos preocupada, mas só por alguns segundos pois na mesma hora o pai de Guilherme chegou correndo perguntado a mesma coisa acontece que nem o pai e a mãe de Guilherme tinham irmãos,ele tinha sido levado por um estranho e ninguém sabia para onde
O pai de Guilherme comunicou a polícia e as buscas começaram bem, mas depois de três meses os polícias arquivaram o caso. Ema virou uma pessoa depressiva, Não saia de casa gritava no meio da noite, estava a beira da loucura quando Harry começou a ajuda-la com sua perda, primeiro ele torce seu amigo isso durou quatro meses,depois ele a encorajou a sair de casa,a levou para passeios fez ela se divertir, depois de cinco meses ele conseguiu roubar um beijo dela,depois de um ano,Ema acordou, não queria mas viver daquele jeito, queria voltar a ser o que era, e de certa forama ,ela não se sentia 100% segura com Harry, tinha algo nele que ela desconfiava, talvez fosse a bondade que era demais,a perfeição o grude
-você o que?
- Eu fui contratada em uma loja
- Por que quer trabalhar Ema?seu pai pode bancar tudo o que você precisa
- eu quero pagar minhas aulas com o meu dinheiro,já tenho 17 anos,tenho que ter responsabilidades
-aulas ? De que ?
- Línguas, Francês, italiana, alemão e japonês
- Eu posso pagar pra você
-Não Harry, você já fez muito por mim e eu agradeço mas,quero fazer isso
- Ema você não entende,eu amo você faço tudo por você
O som de vidro se quebrando foi ouvido, Lucy que estava na cozinha secando a louça e chorando por ouvir a conversa,deixou um copo cair de sua mão
Foi os piores meses de sua vida, o seu padrão havia ficado indiferente com ela desde que passou a "Ajudar" a filha de seu sócio, "Essa vadia" pensava ela "Vagabunda, finge de depressiva para o senhor Harry ter pena"
Ela pegou um vassoura e varreu o vidro, "Quero que ela morra, morra como a antiga mulher do senhor Harry, sem ar, com a garganta cortada"

-Que foi isso?
-Lucy deve ter derrubado algo - Harry pegou os braços de Ema e olhou em seus olhos
-por favor Ema, Aceite que eu pague seus estudos,você não precisa trabalhar, eu posso te dar a melhor vida que o dinheiro pode proporcionar
- Me desculpe Harry mas o senhor conhece meu pai,ele não gosta da nossa amizade e não vai aceitar isso muito menos eu......esta tarde eu tenho que voltar pra casa,preciso terminar um trabalho
- Ema fique aqui hoje por favor
- Não posso, boa noite - Ema saiu pela grande porta de madeira da casa deixando um homem extremamente irritado ali 


Notas Finais


Comentem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...