História Pensamentos confusos meio transparentes diante de um público - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 3
Palavras 442
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Espero que gostem, e se gostarem, favoritem, me ajuda bastante :>

Capítulo 4 - Relacionamento a distância


Fanfic / Fanfiction Pensamentos confusos meio transparentes diante de um público - Capítulo 4 - Relacionamento a distância

Poderia começar dizendo que estou quase em um relacionamento a distância. Sim, não estou mentindo. Sim, pessoas podem namorar a distância sem se traírem. 

Eu to meio confusa? Na verdade nunca senti ciúmes por ninguém e essa pessoa foi a primeira pela qual senti ciúmes. Que sentimento de bosta né? Você fica se sentindo um lixo e pensando que qualquer um é melhor que você. Isso não é verdade ok? Você é incrível, acredite em sí mesmo. Estou sendo hipócrita... eu nem acredito em mim mesma para ter o direito de dizer isso a vocês. Na verdade, é complicado. Distância complica tudo, mas se quer mesmo saber, eu aguentaria tudo isso por ele sem pestanejar. 

Sou aquele tipo de pessoa que tem medo de amar, devo admitir, é meio difícil pra mim, eu sei o que to sentindo, mas colocar em palavras parece que vai fazer eu me prender a algo, tipo um casamento. Estranho? Sim, bizarro. Mas é como me sinto, infelizmente. Tenho 16 anos e parece que já vivi de tudo, mas sei que ainda tem muita coisa pela frente, na real, eu prefiro nem pensar muito sobre isso, lembrar que vou ter que trabalhar todos os dias da minha vida para ter nem que seja um salário para me alimentar. Mas eu fugi do assunto, o foco era a distância.

Essa distância machuca, dói no peito, parece que alguém sentou em cima dos meus pulmões e por causa do peso eu não conseguisse respirar direito. Mas vale a pena. Quando você encontra uma pessoa especial... vale a pena continuar. Eu discuto bastante com essa pessoa, vivemos nos desentendendo por motivos diversificados, mas um sente algo forte pelo outro. Porque? Ótima pergunta, procuro a resposta todo dia e nunca acho. Eu só queria que sua moradia fosse perto de mim, do meu ladinho, para que eu pudesse abraçá-lo quando eu quisesse e beijá-lo o quanto pudesse. Mas eu não posso. E de verdade? Nem tenho o direito de pedir por isso. 

Tal pessoa comentou comigo que não queria que ficássemos sofrendo um pelo outro sem ter algo fixo, que passar um ano esperando por algo que não tem dói muito. Tem razão, eu sei que dói. Mas olha, por você eu quero passar por essa dor, porque vale a pena, porque você parece a pessoa certa, porque foi com você que eu mudei para melhor apesar do pouco tempo. Não leve a mal, mas já fazem 4 meses essa enrolação toda. 

De repente eu me apaixonei e, de repente, eu senti a dor da saudade de algo que nem ao menos tenho ainda. Dói. Mas espero que valha a pena.


Notas Finais


Obs: a quem lê minha história "Letras de Sangue" me desculpem, eu perdi o rumo da história, ela não saiu bem como o planejado no início e não sei como continuar, enfim, espero que tenham gostado dessa história que não passa de pensamentos meus, obrigada por lerem, não esqueçam de favoritar :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...