História Pensamentos de uma adolescente em crise - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Ficção Adolescente, Romance
Exibições 31
Palavras 524
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Capítulo 1- Minha vida é otima/uma merda


Fanfic / Fanfiction Pensamentos de uma adolescente em crise - Capítulo 1 - Capítulo 1- Minha vida é otima/uma merda


"-Como está a sua vida?

-Uma merda e a sua?

-Também."

Era uma vez, uma garota (que no caso sou eu!) que em seus 14 aninhos de vida, estava metida no maior problema da sua vida.

Pois é, tenho 14 anos e estou prestes a completar o Fundamental II e partir para o colegial, o que será um problema quando o fim do ano chegar, afinal eu sou de câncer e EXTREMAMENTE apegada a meus amigos, ai junta uma pessoa que já é chorona de natureza e que odeia pensar que vai perder alguns amigos, sim, vou fazer um rio novo na frente da escola.

Enfim, tenho duas melhores amigas que eu amooooo demais (Melanie e Emma)e um quase melhor amigo que eu amo mais do que eu deveria (Raphael) e sim isso é um problema, mas não é assunto para agora.

Tem três coisas que eu amo fazer: ler, ouvir música e comer. 

Sou de humanas, então nem perca seu tempo me pedindo ajuda ou cola em matemática.

Sou meio bipolar... Okay sou bipolar pra caralho e sou muito dramática as vezes (quase sempre), tenho várias crises diárias e minha família (ou pelo menos parte dela) pensa que sou uma ótima candidata a ter depressão, o por que? Quando eu tinha 9 anos meus pais se separam, não sofri com a separação como a maioria das crianças e nem vejo motivos para ter sofrido, ele nunca foi meu pai mesmo, mas voltando ao ponto, eu amo desenhar e quando eu tinha uns 11 anos fiz uns desenhos (meio merdas, afinal eu ainda não sabia desenhar muito bem nessa época) aleatórios e quando eu tinha 12 anos, ou seja, UM ANO depois de eu ter feito aqueles desenhos, minha madrinha se formou em psicologia e decidiu que eu estava sofrendo e que ela precisava me "ajudar", então ela achou aquele caderno que estava enterrado no fundo do solo de Nárnia e viu uma princesa que eu tinha desenhado e a minha prima (filha dela, que é uma falsiane do caralho) perguntou " o que você vê nesse desenho mãe?" foi ai que ela começou, com voz mais suave possível:

-Eu vejo dor, sofrimento, solidão, uma pessoa fechada...

-É só uma princesa, não significa nada.

Falei em minha defesa e então ela fez cara de quem se ofendeu e disse:

-Tudo bem, não falo mais nada então.

E lógico que a família inteira ficou sabendo daquele episódio.

E isso não foi o mais absurdo, um dia ela chegou em mim e disse que, preste bem atenção, EU NÃO SABIA SER EU E QUE ELA IRIA ME ENSINAR A SER EU! Porra se nem eu sei "ser eu" como ela vai saber? Acho que só não mandei ela pra puta que pariu por respeito à família.

Minha cor favorita é preto e meu estilo é bem Dark e minha mãe não se conforma com isso até hoje, a questão é que quando eu era pequena ela me vestia igual a uma boneca e a esperança dela é a que eu virasse uma "patricinha" mas deu ruim e eu virei rockeira ;)

P.S: Sou apaixonada por All Star ❤

Tem uma história ruim com sua família também? Sinta-se à vontade para conta-la aqui.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...