História Pensamentos de uma adolescente em crise - 1° temporada - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Ficção Adolescente, Romance
Exibições 59
Palavras 742
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Capítulo 4 - Babacas em minha vida


Fanfic / Fanfiction Pensamentos de uma adolescente em crise - 1° temporada - Capítulo 4 - Capítulo 4 - Babacas em minha vida


"-Sabia que graças a ele não consigo mais chamar nenhum menino de melhor amigo?"

Como a Mel, eu já tive um melhor amigo, dois pra ser mais exata, mas a amizade com nenhum dos dois foi pra frente.

Meu primeiro melhor amigo conheci quando entrei no 6°ano, começamos com pé esquerdo, eu estava encostada na porta da sala com meu "grupinho" de meninas na minha frente, quando uma delas me avisou que tinha um retardado fazendo chifrinho em mim, eu nem conhecia ele e até hoje tento entender o motivo de ele ter ido mexer comigo, mas enfim, corri atrás dele e o cobri de tapas ( me da um desconto eu só tinha 10 anos) e no mesmo dia ele fingiu que ia jogar papel no lixo e parou na minha frente e a miss maturidade mostrou a língua pra ele no mesmo momento em que ele pediu desculpa, ele realmente me pegou desprevenida. Depois desse dia ( que tinha sido o primeiro dia de aula em uma nova escola e em um novo ciclo: o Fundamental II) eu comecei a reparar nele e achei ele muito metido, descobri que o nome dele era Bruno, mas não tinha mais falado com ele desde àquele episódio, até que chegou o dia de eleger o representante da sala e ele se candidatou ( e eu também, mas só recebi um voto: o meu, mas vamos deixar essa parte em off okay) ele ganhou, e naquela aula a professora estava deixando irmos tomar água de dois em dois e nós fomos, então tentei ser um pouco sociável e puxar assunto:

-Parabéns por ter ganhado.

-Obrigado

-Já tinha sido representante antes?

-Já, mais me tiraram do cargo.

-Por que?

-Eu conversava demais.

Essa foi nossa primeira conversa, de muitas. Ai começaram as brincadeiras, os xingamentos (acreditem se quiser, mas brincavamos de nos xingar em ordem alfabetica) ele ficava bravo quando eu não contava algo que tinha acontecido comigo, um tempo depois trocamos os números de telefone e era mensagem 24 horas por dia.

Até que um dia, sem mais nem menos, o Rapha (eu não falava com ele nessa época) anunciou que o Bruno tinha mudado de escola, foi como se tudo tivesse perdido o som, as cores, me fiz de forte o dia inteiro, mas desabei à noite, os meses seguintes não foram fáceis e ele nem me procurou. Quando soube dele de novo ele tinha outra BFF e estava super feliz com ela, ele perguntou algumas vezes de mim pra Mel, mas nunca mais nos falamos.

Um ano depois, encontrei outro melhor amigo: o ex da Mel. Mas ela não se incomodou com isso, eu me apeguei muito a ele, descobri um lado fofo meu que eu não sabia que tinha e um lado incrivelmente ciumento,  fazia tudo por ele, até passava por cima do fato de ele ter outra BFF (que morava naquela época e ainda mora nos EUA) eramos beeem chegados, até tentei ajudar ele a voltar com a Mel (o que não deu certo) até que em um belo dia (sexta-feira 13 de novembro) ele disse que a gente precisava conversar, e ele tinha passado a semana inteira estranho, quieto, dizendo que queria ficar sozinho. Ele me chamou no canto da quadra e começou a andar de um lado pro outro:

-Olha, eu tive que tomar uma decisão difícil... Eu voltei a conversar com a Larissa, na verdade a tia dela me ligou e disse que ela estava triste e estava chorando nada... Ela não chora fácil, ela quase chorou uma vez, mas ai ela começou a rir... Então eu voltei a conversar com ela e ela disse que não tava aguentando mais, que não aceitava eu ter outra melhor amiga e pediu pra mim escolher.

-E você escolheu ela.

-É, desculpa.

Eu fiquei sem chão, eu não ia chorar na frente dele, foi difícil mas reprimi as lágrimas com toda a foça que eu tinha e fiquei péssima por 3 dias, até que conversamos de novo, ele disse que ainda podíamos ser amigos.

No ano seguinte (2016) ele mudou de escola, ele foi ver eu e a Mel algumas vezes, até que a presença dele na minha vida se tornou indifernte e recentemente fiquei sabendo que ele nunca tinha voltado a falar com a Larissa, que tinha sido uma desculpa pra terminar comigo porque eu considerava ele demais e ele não me considerava.

Enfim, esse dois babacas me deixaram sensível à despedidas, destruíram minha armadura e me deixaram incapaz de chamar outro menino de melhor amigo.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...