História • Pequena Nerd • - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 120
Palavras 1.981
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Escolar, Fantasia, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 18 - 18° sera que estou fazendo certo?


Acordei, acho que a minha outra Beca, já já vai aparecer, já vai fazer dois dias que eu não tomo nenhum remédio, só tic-tac, espero que meus pais não percebam, e que eles não mecham na minha caixinha de remédios.

Fui pro banheiro e tomei banho, sai e fui em direção do guarda-roupa, tirei de lá uma calça clara rasgada, um all-star branco e o uniforme, mesmo que eu seja meio dark vou com roupa clara hoje, também está um calor dos infernos lá fora, mesmo sendo de manhã.

Beca: Bom dia mãe.

Mamãe: Bom dia flor, vamos comendo, hoje é pão com ovo, só pra informa, fui eu que fiz.

Beca: Tomare que eu não morra intoxicada, Jesus me salve.

Mamãe: Me respeita garota, fiz com todo amor. -disse com falso som de tristeza-

Beca: Ta, hoje você não saiu primeiro que eu por que?

Mamãe: Queria ver se o remédio ta fazendo efeito, e ai? Ta se sentindo como?

Beca: Como sempre mãe, o remédio sempre faz efeito.

Mamãe: Ok, agora eu vou indo, beijos meu amor.

Beca: Beijos mãe, até de tarde.

Ela saiu e eu fiquei pra termina de comer, subi escovei os dentes e peguei minha mochila, peguei a chave do meu bebê ( é uma picape ) e fui em direção a escola, mesmo que por relutância, eu fui, eu posso ter uma crise, mas pelo menos eu vou saber que está dando certo.

Cheguei, estacionei e fui direto pro meu armário, sério, é muito melhor ter um armário na escola, por que tipo, você não precisava levar coisas desnecessárias pra casa e ficar pesando nas costas, ou seja, não levo os livros pra casa, só os meus cadernos.

Como eu sempre chego um pouco cedo, eu fico sentada debaixo de uma árvore ouvindo música, até por que, eu não tenho amigos pra conversa, eu não faço questão de ter, mas sempre vai ter aquela hora que eu vou precisar de alguém, muitas vezes eu tenho inveja das meninas aqui da escola, mas sempre passa, por que essas meninas são mais falsas do que nota de 3$ reais.

O sinal tocou, agora é aula do professor de educação física, ou seja, usar aquele uniforme super colado de educação física, é um saco, antigamente eu conseguia escapar, mas de tanto escapar eu posso reprovar, e é nesse momento que as meninas mostram sua verdadeira face, fico até com medo que elas rocem em mim também.

Fui um pouco devagar pro vestiário, não gosto de lá, além de não ter paredes, as meninas ficam olhando umas pras outras comparando e menosprezando umas às outras, da -muitas vezes- nojo, sério, uma novata até trocou de sala, e ela era uma morena de cabelo cacheado linda, sinto saudades dos cachos dela.

Entro lá e só tem as tímidas, muito melhor, as outras meninas devem estar piranhando por aí, tirei minha blusa e botei a regata -super colada- branca da escola, tirei minha calça e vesti o short -super curto- laicra azul, vesti o tênis do colégio e peguei o casaco e amarrei na cintura, não ajuda muito mas é melhor do que não está usando.

Beca: Professor, desculpa pelo atraso.

Sr. Wilde: Tem nada não Beca, há, você pode tirar a blusa da cintura, ela vai ficar caindo e você pode tropeçar.

Beca: Realmente, eu não tinha pensado nisso, já volto.

Ótimo, o professor acabou com o meu plano, se meu plano era não mostrar, ele ficou totalmente o contrário, sério, por esse short ser laicra ele fica esticado, e por minha bunda ser um pouco mais avantajada, o short fica mais esticado, e mostra a marca de calcinha, e bom, não quero que ninguém veja, já sei, vou deixar o short um pouco mais pra baixo, simples.

Voltei pra quadra, e tudo que eu menos queria era chamar atenção, mas tudo foi ao contrário, e claro, ninguém quer fazer exercícios de cabelo solto, tive que amarrar, e tipo, o cabelo tampava um pouco da minha bunda, mas não, tinha que amarrar, to super desapontada, não era pra chamar atenção.

Sr. Wilde: Bom, hoje vamos começar com alongamentos em duplas, e no caso, eu escolho a dupla, vai ser misto, e os que sobrarem pode decidir com quem ficar.

Bárbara: Professor só não ponha nós com os nerds.

Sr. Wilde: Há, claro começando por você, você vai ficar com o Caio (um dos nerds), bom lá vamos nós, Luan, você fica com............

Depois de alguns nomes.

Sr. Wilde: Beca, você fica com o Danilo.

Eu fui uma das ultimas meninas, graças a deus foi com o Danilo, digamos assim, os alongamentos do Sr. Wilde é meio quente, então os meninos se controlam ao máximo pra não sair daqui da barraca armada.

Danilo: Parece o destino pequena, vamos sempre fazer dupla, que tal?

Beca: Eu apoio, mas agora vamo alonga que eu preciso passar em educação física.

Danilo: Você vai reprovar?

Beca: Eu sempre dava uma fuguinha então não fazia nenhuma atividade.

Danilo: Ata, mas agora vamo se alongar Sra. Pavanelli.

Eu ri e fui fazer os alongamentos, tipo, o primeiro era assim, a menina ficava na frente do menino e botava as mãos no chão, e o menino segurava nos ombros da menina e jogava o quadril pra trás, muitos meninos ficavam exitados por que as meninas sem querer esbarravam as bundas nos..... Membros dos meninos, vou tentar não deixar isso acontecer.

O Danilo estava com a cabeça apoiada nas minhas costas, eu deixei por que, eu não estava usando. Voltamos ao normal, agora era assim, o menino continuava atrás da menina, ele segurava a nossa mão, e as meninas ficavam fazendo agachamentos, por um descuido eu caí pra trás, simplesmente por que a Bárbara deu um grito na quadra, todo mundo levo susto, mas EU tinha que me destacar, quer dizer, eu e o Danilo. Nos estávamos rindo, levantei ele e voltamos a fazer os alongamentos.

Alguns alongamentos depois.

Um dos últimos era assim, o menino ia pra frente da menina, a menina plantava bananeira, e o menino segurava os pés da menina, e a menina flexisonava os braços, cansa muito esse exercício. Agora era um que o menino fazia flexões e a menina ficava nas costas dele, eu como uma boa amiga, soltei todo o meu peso, mas pelo jeito não fez diferença.

Beca: Ta pesado? eu posso aliviar um pouco.

Danilo: Beca, você é.... Mo levinha, não precisa.

Beca: Ok, mas depois não reclama.

Continuamos, o próximo era o seguinte, ambos os dois iam fazer, a menina deitava de barriga pra cima, e o menino nos pés dela também de barriga pra cima, e os dois faziam flexões, e claro, todos quase se beijavam, quem ficava com os bonitões aproveitava, mas no meu caso era o Danilo que aproveitava, claro que eu não reclamei, magina gente.

Depois da sessão hot, tínhamos que correr a quadra inteira 10 vezes seguidas, por isso que quando tem educação física na minha escola, é um dia inteiro, e não para por aí, o menino tinha que correr com as meninas nas costas, eu simplesmente amava essa parte, era super engraçada, e digamos que os meninos aproveitavam, por exemplo, pegar na nossa bunda, tentar esfregar ao máximo os seios das meninas nas costas deles, super escroto isso, ainda bem que o Danilo é um menino de Deus e não fez isso, as meninas tinham que correr com um peso nas costas, claro que elas não iriam pegar os meninos no colo.

Depois da corrida, tinhamos que treinar luta, essas coisas, e claro eu e o Danilo ficamos zuando os outros, sem eles saber, devo acrescentar. Depois disso não íamos pro intervalo, e não podíamos tirar a roupa, por que depois sério muito nojento vestir uma roupa suada, o Danilo disse que hoje queria ficar comigo, não achei problema.

Danilo: Pequena, já to morrendo, imagina na segunda parte?

Beca: Eu soube que a segunda parte é tipo uma dança, e também falaram que é beeem sensual. -mentira não tem dança-

Danilo: To fudido, Deus pode me levar tá bom?!

Beca: Por que tá fu..... Haaaaa, agora entendi, desculpe, mas eu não expliquei direito, não é a menina que dança e sim o menino, então aproveite pra seduzir.

Danilo: Huuum, me aguarde Sra. Pavanelli.

Beca: E depois dos meninos é as meninas.

Danilo: Beca, não, pelo amor de Deus, isso é um sonho?! Diga que sim, eu não quero acorda.

Beca: Seu tarado, agora você vai ver minha fúria.

Quando o Danilo ia falar alguma coisa o sinal tocou, pode parecer que o intervalo e pequeno, mas ele é razoável, vamos dizer assim, voltamos pra quadra/ginásio, e quando a Bárbara passou por mim, tava um cheiro de CeCe, claro que eu não disse, isso deixa a pessoa bastante constrangida, claro como uma pessoa normal que sou, não cherei meu suvaco pra ver, pfff, claro que não.

Danilo: Beca, por que você ta cheirando seu suvaco?

Beca: É que a Bárbara passou por mim e tava um cheiro de CeCe, então tô checando se eu tô fedendo também, aparentemente o Rexona funciona mesmo.

Danilo: Deixa eu ver eu.... Rexona, não te abandona, o meu nem Rexona é, é da Dove, mas fingi que é Rexona.

Beca: Sossega girafa.

O professor chega, manda todos pra quadra que não tem cobertura, achei estranho, mas tudo bem.

Sr. Wilde: Gente, vocês precisam usar Rexona, mandaram economizar água, não Rexona.

Beca: Eu não tô fedendo, mas se o senhor me deixar ir no vestiário tomar uma ducha eu agradeço.

Sr. Wilde: Não, todos vocês vai tomar banho juntos, AGORA.

Do nada, venho um monte de água na gente, e tipo, se eu e o Danilo tivesse chegado um pouquinho pra lado, não teria pegado em nos, fiquei muito puta, além de eu estar de top, estou de blusa branca no meio de vários adolescentes com os hormônios a flor-da-pele.

Sr. Wilde: Pronto, agora vamos voltar ao treino.

Beca: Professor se tem noção que você molhou as roupas debaixo de todo mundo, o que a gente faz agora?

Sr. Wilde: Se virem, não mandei vocês não usarem Rexona.

Levantamos, e como não podemos sair, tivemos que ficar com a roupa molhada, não estava tão amostra, ficamos lá fazendo exercícios, corridas, etc. Até que do nada vejo um flash, olho pra todo lado, quando olho pra uma ponta da quadra tem um paparazzi ali, até na escola eles me perseguem?! Velho que raiva.

Com certeza vai ter várias fotos minha por aí, claro que só vão mostrar a minha, mas será que eles vão mostrar a do Danilo, vou lá tirar satisfação.

Beca: Danilo, eu vou ali e já volto, rapidinho.

Danilo: Ok pequena, mas vai logo se não o professor vai achar ruim.

Fiz sinal de positivo e fui lá, ele nem saiu do lugar, mas que droga viu, eu tenho que resolver essas merdas.

Beca: Você não pode publicar essas foto, eu estou na escola, vocês não podem fazer isso.

Paparazzi: Não só posso como vou, já temos bastante fotos, não é só por que você pediu que eu vou obedecer.

Beca: Eu vou processar vocês, se livrem dessas fotos.

Sr. Wilde: BECA, VOLTA AQUI, AINDA TEMOS QUE TERMINA O TREINO.

Beca: Por pouco, mas eu ainda te processo.

Quando eu tô saindo vejo vários flashs, não acredito que esse inútil ta tirando foto da minha bunda, quer saber, que se foda a etiqueta, parei de andar, corri pra trás e peguei a câmera dele, com certeza tem mais paparazzis, mas não vou perde meu tempo com eles.

Paparazzi: PIRRALHA DEVOLVE ISSO.

Beca: GIRAFA, PEGA ISSO E NÃO DEVOLVE.

Joguei pro Danilo e ele pegou, tomare que meu plano nao falhe, corri pra perto da saída e pedi pro Danilo jogar a câmera, mas eu sabia que algo ia acontecer, mas não esperava por isso..

To be continue.


Notas Finais


Desculpe não postar ontem :( tinha me esquecido que tenho uma vida aqui, mas aqui está pra vocês, espero que tenham gostado :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...