História Pequenas Histórias (com BTS) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga
Exibições 27
Palavras 668
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Fantasia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura ❤

Capítulo 4 - Voce é um safado Kim Taehyung


Fanfic / Fanfiction Pequenas Histórias (com BTS) - Capítulo 4 - Voce é um safado Kim Taehyung

Hoje o dia foi corrido, e tudo o que eu mais quero é tomar um banho quente, e me deitar.

A casa ainda estava escura, sinalizando que tae ainda não tinha chegado.

Entro jogando minha bolsa na sala, e subo para o quarto, chegando no mesmo, vou logo tratando de me livrar das roupas.

Jogo elas pelo o chão e vou em direção ao banheiro, entro no box e ligo o chuveiro, dou um gritinho com a água gelada.

Ajustei a temperatura, deixando a água morna, isso relaxava meu corpo, apenas deixava a água correr pelo meu corpo, relaxando cada músculo.

Peguei o sabonete e passava pelo meu corpo, mantinha os olhos fechados, até sentir mãos me envolver.

-Quer ajuda? - reconheci a voz de tae e logo sorri.

-Se você puder fazer isso. -falei me virando e vendo o dono do sorriso mais lindo.

-Está cansada amor? - ele passava a mão por meu corpo.

-Sim. -com um simples toque dele sentia minha pele arrepiar.

-Posso te ajudar com isso também.

O loiro me empurrou, fazendo meu corpo se chocar com a parede fria do boxe, tae não demorou para atacar minha boca.

Ele desceu os beijos pelo meu pescoço, e suas mãos apertavam meus seios, tae puxou minha perna, a colocando em sua cintura.

Ele sorriu safado antes de voltar a me beijar, ele apertava minha cintura, tentando diminuir a quase inexistente distância entre nossos corpos.

Kim voltou a descer seus beijos parando em meus seios, onde mordiscava e sugava, minhas mãos foram para seus cabelos, os segurando.

Continuou seu caminho descendo para minha barriga, já estava ofegante só de imaginar o que viria a seguir, ele me olhou, e riu da minha expressão.

Tae segurou minhas pernas, à colocando-as em seu ombro.

-Vou te fazer relaxar bebê.

Taehyung começou a lamber devagar, passou a língua em cada parte saboreando cada segundo e depois de uma leve tortura abocanhou com tudo, me fazendo agarrar seus cabelos.

Ele me chupava com uma habilidade incrível, eu chegaria rápido ao orgasmo, se ele continuasse com essa língua maravilhosa em mim, e eu queria mais.

Gritava por mais fazendo ele acelerar seus movimentos, e senti meu corpo explodir em um orgasmo que me arrebatou por uns segundos. Quando voltei a mim, taehyung estava em pé me olhando guloso.

Como depois de um orgasmo desses eu queria mais?

Bem, mas eu queria, o queria dentro de mim.

-Você é uma perdição de mulher.

Apenas me virou, estava agora de costas pra ele. Senti um tapa em minha bunda e arqueei mais, tae beijou meu pescoço, arrepiando cada pelo do meu corpo. Sentia seu membro encostar em minha bunda.

-Você me deixa louco. -sussurrou mordendo minha orelha.

-Taehyung. -sentir seu pênis tão perto e não tê-lo  em mim era tortura. Ele fez menção de entrar, mas não o fez. Voltou. -Tae…

-Você me enlouquecer.

-Por favor… - ele entrou um pouco e eu gritei de prazer.

-Você é um safado taehyung. -ele riu atrás de mim. Para completar a tortura o pouco que ele entrou ele saiu e entrou de novo lentamente. -Puta que pariu daddy…

Com uma mão ele segurava meus cabelos e com a outra minha cintura, seu pênis passeava em mim, mas sem aumentar ou sem invadir como eu queria.

Ele se divertia enquanto eu sofria, até ele decidir acabar com meu sofrimento, me penetrando.

Gemi alto sentindo tudo dentro de mim, rebolei fazendo o gemer baixo.

Então Tae começou a investir em mim, matando meu desejo. Estavamos nos entregando da maneira mais intensa que podíamos, éramos só instinto e gemidos.

Não conseguimos nos controlar, e nem queríamos, eu estava retardando o máximo o orgasmo que queria vir. Mas não consegui segurar isso com uma forte estocada de tae.

Gozamos aos berros nossas respirações descontroladas e nossos corpos suados, tae ligou o chuveiro, e o choque da água no meu corpo que causou espasmos.

-Eu te amo. -disse tae ainda ofegante.

-Eu também te amo.

Selei nosso lábios com um beijo calmo.

Terminamos o banho, com vários beijos e carícias. Estava exausta, apenas fomos para a cama dormir, tae me puxou para perto me colocando em cima de seu peito, me aninhando em seus braços. E logo dormi.






Notas Finais


E aí gostaram?
Quem vai ser o próximo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...