História Pequenina - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Estrupo, Incesto, Morganna, Mpreg, Pequenina
Exibições 21
Palavras 930
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


O último cap que eu postei só ficou metade
Não sei se foi só no meu celular que deu problema ou se foi no de todo mundo então eu reescrevi o cap pelo computador
Dêem uma olhada lá pfv. <3

Capítulo 3 - Os meninos


Fanfic / Fanfiction Pequenina - Capítulo 3 - Os meninos

Cheguei em casa e todos os meus irmãos estavam me esperando, João estava em pé próximo a porta, JP estava sentado no sofá pressionado gelo no olho roxo e Cats estava vindo da cozinha com um prato pra JP. Quando eu passei pela porta eles começaram a me bombardear com várias perguntas que eu quase nem entendia

Ei ei, calma, eu só fui conversar com ele - disse dando as chaves pra João e colocando minha bolsa em cima da mesa

Conversar é?? E porque seus braços estão todos roxos Morganna?? - merda, porque eu tinha que ficar roxa tão fácil

Ahh isso? Eu devo ter batido enquanto tava dormindo, vcs sabem que eu vivo me machucando sem querer né - falei é sorri. João me puxou pelo braço escada acima até o quarto dele trancando a porta. Merda, ele não acreditou em mim

O que ele fez com vc ? Me conta tudo. Nada de omitir nenhum detalhe senão eu vou até lá e pergunto pra ele - merda, eu amo meu irmão mas às vezes a superproteção dele é um saco

Ele chamou o Paulo de viado e eu deu um soco nele, ele agarrou meus braços e me prendeu no sofá, depois a nova piranha/puta chamou ele e eu fui embora. É só isso, eu juro - João me olhou desconfiado mas logo seu rosto voltou ao normal ele se levantou e pegou uma caixinha atrás da cômoda

Tá bom, eu vou acreditar em você dessa vez, mas só dessa vez, você é uma péssima mentirosa. Toma, é pro seu aniversário, eu sei que tá atrasado pra porra mas tá aí - eu abri a caixa é era um colar de prata com o meu nome escrito e um monte de cristaizinhos no M

Ownn meus deus João, é lindo. Obrigada maninho - dei um abraço nele e depois de bagunçar todo o meu cabelo -.- ele me chamou pra descer e almoçar

Depois do almoço eu, João, Paulo e Cats fomos jogar vídeo game, eu não sei qual era o nome mas era de terror e, como sempre, eu assustava mais com os gritinhos de susto da Cats do que com o videogame em si, apesar dele me dar uns sustinhos também, mas eu nunca iria assumir isso, levo esse segredo pro meu túmulo. Os meninos iriam me zoar pro resto da vida

Quando já era tarde da noite Cats fez os meninos desligarem o vídeo game e foi deitar, eu fiquei na cozinha comendo um pedaço de pizza que tínhamos pedido a tarde, assim que começamos a jogar. Eu achei que todos já estavam dormindo e só a gulosa aqui estava acordada ainda mas eu errei feio, cheguei perto da porta da sala e tentei espiar sem que ninguém me veja



**Paulo**


João estava me ajudando a trocar os curativos dos meus braços, ele não parecia estar feliz, estava com cara de bravo, eu iria levar uma bronca a qualquer minuto

Você é idiota demais. - Ele disse sem olhar pro meu rosto - Porque ficou com aquele imbecil?? Todo mundo sabe que ele é um galinha. E ainda por cima ele também é um covarde que gosta de bater nos outros sem motivo - ele está mais que bravo, está furioso comigo

Eu já sei ok?? Quem apanhou do imbecil fui eu - eu falei puxando meu braço das mãos dele é subindo as escadas

Assim que fechei a porta senti lágrimas nos meus olhos, não são por causa de Kauan, são por causa dele, escutar ele brigando comigo me dá vontade de afundar meu rosto em um travesseiro e chorar, eu sou um idiota mesmo, eu fiquei com um imbecil pra fazer ciúmes pro meu irmão, PRO MEU IRMÃO, ele é meu irmão, eu não devia está afim dele, muito menos fazer uma ceninha pra ele ficar com ciúmes, mas eu já aprendi minha lição, além de ter levado uma puta surra eu ainda levei uma bronca enorme do meu irmão mais velho, só isso mesmo, meu irmão mais velho que me acha um idiota e nunca vai me amar do mesmo jeito que eu amo ele. Eu sou patético


**João**


Paulo subiu as escadas e me deixou sozinho na sala. Eu acho que fui grosso demais com ele, eu devia ter feito algo antes. Talvez se eu tivesse dito pra ele que eu o amo antes ele teria largado aquele imbecil e ficado comigo. Mas que porra é essa que eu tô falando?? É lógico que ele não ia ficar comigo, ele é meu irmão, nunca ia querer nada com o chato do irmão mais velho dele que vive dando bronca e se preocupando com ele e as irmãs. Sinto lágrimas escorrendo pela minha bochecha e às limpo rapidamente, eu sou o irmão mais velho, o que cuida de todo mundo, eu não choro

Morganna, vai dormir - eu disse assim que minhas lágrimas cessarão

Mas que merda, como você sabia que eu estava aqui??? - ela apareceu na porta com cara de indignada

Da pra escutar você mastigando - falei é ela começou a falar com a pizza(estranha), voltou pra cozinha e surgiu com 2 pedaços de pizza em um prato e um copo enorme de refrigerante resmungando sobre suas técnicas de espionagem

Vê se não bagunça muito o seu quarto.

Você fala como se ele estivesse arrumado - ela deu um sorriso e começou a subir as escadas

Assim que escutei sua porta fechando voltei a pensar em Paulo e minhas lágrimas escorreram de novo, dessa vez não tentei para-las, seria inútil. Eu sou patético 


Notas Finais


Comentem oq vcs acharam


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...