História Percorse Perso - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, EXO, Got7, Hello Venus, HyunA, Mamamoo, Pentagon (PTG), Red Velvet, Samuel Seo, Super Junior
Personagens Alice, Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, Cho Kyuhyun, Choi Siwon, D.O, D-Lite (Daesung), E'Dawn, G-Dragon, Han Geng, Heechul, Henry Lau, Hong-seok, Hui, Hwasa, HyunA, Irene, Jackson, JB, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jin-ho, Jinyoung, Jisoo, Joy, Jungkook, Kai, Kangin, Kim Jongwoon, Kim Kibum, Kim Ryeowook, Kino, Lay, Lee Donghae, Lee Hyukjae "Eunhyuk", Lee Sungmin, Lime, Lisa, Mark, Moonbyul, Nara, Park Jungsu, Rap Monster, Rosé, Samuel Seo, Sehun, SeoYoung, Seulgi, Seungri, Shin Donghee, Shindong, Shin-won, Solar, Suga, Suho, T.O.P, Taeyang, V, Wendy, Wheein, Woo-seok, Xiumin, Yan An, Yeo One, Yeoreum, Yeri, Yesung, Yooyoung, Youngjae, Yugyeom, Yuto, Zhou Mi
Tags Bts, Got7, Hwamon, Mamamoo, Pentagon, Red Velvet, Samuel Seo, Strip Club, Super Junior, Traição, Violencia
Visualizações 38
Palavras 1.118
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


GENTE ME PERDOEM PEMA DEMORA AAAAAA
Eu estou com problemas em casa, então é capaz dos capítulos demorarem mais.
Mas enfim, boa leitura. 🌸

Capítulo 15 - Perdas


Fanfic / Fanfiction Percorse Perso - Capítulo 15 - Perdas

Capítulo 15 - Perdas


Que isso não tem nada a ver com você

Isso é pessoal, eu mesma e eu

Nós sempre temos algo a ajeitar

E eu sentirei sua falta

Como uma criança

Sente de seu cobertor

Mas eu tenho

Que seguir em frente

Com minha vida

Chegou a hora de ser

Uma garota grande

E garotas grandes não choram


Fergie - Big Girls Don't Cry






      Hyelim estava no banheiro, observando o seu rosto manchado pela maquiagem que havia escorrido por causa de suas lágrimas, e seu batom borrado por causa das bocas dos clientes que atendia para tentar tirar o alguém que nunca saia de sua cabeça, Park Jimin.

       Não era de hoje que Hyelim estava com Jimin em sua cabeça, ela pensava no Park o tempo inteiro, até mesmo quando tentava ter alguma relação com um homem aparentemente bem mais bonito que o baixinho.

     Antes de Lime entrar na vida de Stripper no Podoju's, tinha um relacionamento conturbado com o Park, pois seus pais eram de família conservadora, e não queriam que sua filha andassem com um "monstro" - na visão de seus pais, uma pessoa bissexual não podia ser alguém normal, era alguém digno de ser enternado as sete chaves em uma clínica psiquiátrica.

      Então, Hyelim fugiu de casa para o Podoju's, que viraria seu novo lar a partir daquele momento.

      Jimin ainda amava Lime, por mais que ela não quisesse o ver pintado com prata e cristais de altíssimo valo. Por causa desse amor, Jimin já foi ver Lime escondido de seus amigos e famíliares, e apenas uma vez, Hyelim deixou se levar pela emoção, e simplesmente deixou acontecer.

    Hyelim não discordaria ao falar que aquela havia sido uma das melhores noites que havia vivido no Club, mas sabia que todas as ações tinham consequências, mas aquilo era demais para a sua cabeça.

       Hyelim estava esperando um filho de Park Jimin, e não tinha coragem de retirar o filho de seu ventre.

      A Kim sabia que não poderia ficar no estabelecimento de Siwon tendo uma criança em seu útero, então tentava esconder o máximo possível, e estava a procura de um emprego normal, e uma casa para alugar, mas isso não foi o suficiente para Darling não perceber o comportamento estranho de Hyelim.

     O celular de Lime vibrou, era uma ligação de Jimin.





- LimLim, é o Jimin! Hoje você pode sair?

- Não, não eu não posso. - A respiração de Lime estava ofegante, seu coração palpitava forte a cada palavra que o mais novo falava.

- Calma, o que aconteceu? - A voz de Jimin soava preocupada com oas palavras de Hyelim.

- Nada, eu apenas não quero sair tá legal?

- Hyelim, eu te conheço, não está tudo bem. O que foi?

- VOCÊ, FOI VOCÊ, POR SUA CULPA!

- Perdão?  - A voz de Jimin soava confusa e perdida.

- Por sua causa, eu posso ser chutada pra fora do Club, seu desentendido!

- Lim, de verdade, eu não estou te entendendo. - Jimin estava começando a ficar com raiva das palavras de Hyelim, que o afetava tão grandemente.

- Eu estou com um filho seu, na minha barriga, seu infeliz!

- Como? Um filho meu?

- Isso, um filho seu! Eu estou completamente fodida! - Hyelim chorava do outro lado da linha, enquanto o Park estava sem palavras.

- E-eu posso te ajudar se você quiser. Você pode morar aqui! - O Park dizia lentamente e com uma voz acolhedora.

- Não. Eu vou lidar com isso sozinha.

- Hyelim esp-





        Após desligar o telefone, Lime começou a chorar entre a pia do banheiro, e o espelho que estava um pouco acima de sua cabeça.

         Era muita pressão para sua cabeça, não queria ter um filho agora, mas não queria fazer um aborto. Queria e não queria trazer aquela criança ao mundo.

     Mas então, a visão de Hyelim começou a ficar escura, sua cabeça girava, e sentia-se completamente leve.

      E então, Hyelim ficou inconsciente, e caiu perto do box preto do banheiro, a ali ficou.


    






- X -







        Hoseok e Wheein iriam sair naquela tarde, iriam no médico faz o pré natal de Wheein, e o mais importante de tudo, ver seu filho - ou filha - se formando no ventre de Wheein.

      Por mais que a criança não estivesse o escutando, ou sabendo de sua existência, o casal já havia se apegado muito com o pequeno bebê. As vezes, Jung passava horas no quarto do pequeno, pensando como seria se eles brincassem naquele quartinho.

     Wheein não era muito diferente de Hoseok. A mesma vivia arrumando as roupas da pequena cômoda em de várias maneiras diferentes, e imaginava seu filho em seus braços, e nos braços de Hoseok.

      Estava tudo simplesmente perfeito.

    Hoseok estava arrumando a bolsa de Wheein, enquanto a mesma estava terminando de arrumar o quarto de casal que ambos dormiam.

      No momento que Wheein saiu do quarto e viu Hoseok arrumando suas coisas, teve a certeza que amou o Jung pela segunda vez.

      Hoseok viu que Wheein o observava, e sorriu largamente enquanto sorria e sentia as borboletas em sua barriga.

     Wheein se aproximou de Hoseok, e deu um beijo na bochecha do Jung, que corou levemente e sorriu.

- Acho que deveriamos ir, caso contrário nós vamos nos atrasar. - Disse Hoseok enquanto sorria para Wheein, que correspondeu o mais alto.






- X -






          Jung Hoseok e Jung Wheein estavam indo para o hospital a pé, pois o carro do casal estava no concerto, então ambos decidiram ir a pé, já que o ônibus estaria cheio aquele horário, e Hoseol se preocupava muito com a saúde do seu filho e de sua esposa.

           Mas, eles não observavam que, em um beco, Bae Joohyun estava os observando. Quem a visse naquele momento, podia jurar que o inferno estava cravado no seu olhar.

     Bae estava em um Cadillac preto, e fez questão de sair do beco lentamente, e logo após sair do lugar, foi para a avenida aonde Hoseok e Wheein iriam atravessar a rua.

      Hoseok e Wheein estavam de mãos dadas, esperando o farol abrir, enquanto Bae observava cada detalhe, esperando o farol abrir.

     Quando o farol abriu, Wheein correu para o outro lado, mas Hoseok gritou, enquanto Wheein olhou rapidamente para o Cadillac de Bae, que acelerou o automóvel friamente, e atropelou a Jung, a atingindo na barriga.

     O Cadillac foi perdido de vista logo em seguida, enquanto Hoseok tentava acordar a esposa desesperadamente, enquanto gritava por socorro.

    Alguns instantes depois, algumas pessoas ajudaram o mesmo a levar Wheein para o hospital.

     A poça de sangue embaixo das pernas de Wheein deixou Hoseok sem chão. Não queria acreditar no que estava acontecendo. Em menos de algumas horas, havia perdido uma das coisas mais importantes de sua vida.

     Apenas esperava que Wheein não fosse mais uma de suas relíquias perdidas.


Notas Finais


Obrigada por ler até aqui~
Plágio não é legal
Tchau é bença 🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...