História Percy Jackson e a Sagrada Sabedoria - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Percy Jackson & os Olimpianos
Tags Ação, Mitologia, Percy Jackson
Exibições 26
Palavras 502
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Violência
Avisos: Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Encontro meu pai acorrentado


Fanfic / Fanfiction Percy Jackson e a Sagrada Sabedoria - Capítulo 7 - Encontro meu pai acorrentado

Quando a Esfinge se moveu eu percebi que ela estava bloqueando a saída, logo estávamos em outro corredor, já estava enjoado de passar por tantos deles, desta vez o corredor era diferente, não era estreito como os outros, ele era espaçoso, tanto que quando conseguia ver a parede lateral, a escuridão escondia o outro lado,  sem perceber, nos “teletransportamos” novamente, agora não conseguíamos ver nenhuma parede, nem o teto, foi quando alguém disse:

-Quem está aí ? – a voz dele parecia familiar, foi quando eu disse – Pai ?

-Percy ? – era realmente Poseidon – Saia daqui logo, eles vão te pegar. – eu reclamei – Nunca deixarei você aí, viemos para o labirinto em uma missão, precisamos resgatar vocês, onde você está ?

-Bem atrás de vocês. – viramos lentamente e avistei uma sela, onde meu pai estava acorrentado lá dentro. – Eu vou tirar você daí.

                Peguei uma barra de ferro solta, e quando bati contra a fechadura, alguma coisa me lançou longe e bati contra a parede, a escuridão era tanta que agora não conseguia mais ver meu pai e meus amigos.

-Aaahhh – Annabeth berrou, desesperado eu a chamei – Annabeeeeth. – Grover também berrou.

                Agora eu estava sozinho, comecei a gritar o nome do meu pai, mas nenhuma resposta. Alguém me socou no queixo e acabei desmaiando. Quando acordei, continuava em uma sala escura, mas de repente, as luzes se acenderam, estava acorrentado no chão e ao meu lado estavam Grover e Annabeth, desacordados ainda. Alguém apareceu da escuridão e me disse:

-Se está tentando estragar nosso plano, esqueça. Ninguém irá conseguir, nem mesmo os olimpianos conseguiram, quem dirá apenas dois meros semideuses e um sátiro preguiçoso.

-Quem é voc... Espera, Luke ? Voce estava morto.

-Sim, eu realmente “estava”, mas Hades me ressuscitou.

-Hades ? Ele está contribuindo para vocês ? Aquele maldito. Mas, se ele é o rei do submundo, se ele está com vocês, por que ainda não ressuscitou Cronos ?

-Ele é o rei do submundo, mas a área que Cronos está, o Tartáro, nem mesmo o rei pode tirar alguém de lá.

-O que vai fazer conosco agora ?

-Ora, eu vou mata-los, vamos brincar ? Escolha um dos dois para eu matar primeiro, e, você não vale, se não perde a graça da brincadeira, você precisa ver seus amigos morrendo, então, qual dos dois morrerá primeiro ?

-Ninguém.

                Tive de pensar rápido, cuspi no chão e dessa saliva, multipliquei a água que estava misturada, acertei Luke no rosto e ele caiu no chão, esfregando a manga de sua camiseta em seu rosto.

-Que nojo!

-Annabeth, Grover, acordem logo.

-Isso não adianta eles estão sobre o efeito do pó do sono.

-Ora seu...

                Consegui tirar a caneta do meu bolso, eu a segurei e quando tirei a tampa, ela virou Anaklusmos, e quando estava crescendo, cortou a corrente e eu me soltei, segurei firme a espada e disse:

-Como da última vez hein, eu contra você, sem ninguém atrapalhando e nada de truques.

                Luke levantou um leve sorriso e me atacou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...