História Percy Jackson o retorno do traído - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eragon, Percy Jackson & os Olimpianos
Tags Percy Jackson
Exibições 65
Palavras 1.473
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eaee galerinhaaa, a quanto tempo que eu não atualizava né jsjssjs
Bom espero que gostem desse novo cap e do rumo que a fic esta tomando, agradeço muito a vocês por lerem e comentarem.

Capítulo 19 - A reunião surpreendente


Anteriormente

 

Assim que Cronos terminou de contar história, meu pai Hades tinha uma espada contra o pescoço de seu irmão caçula, assim como os seis deuses mais velhos que tinham lagrimas nos olhos, lagrimas de arrependimento.

 

Narrador

Presente

 

Assim que Zeus viu todos os seus irmãos com sangue nos olhos, com suas áureas ao máximo e suas armas divinas em mãos, Zeus sentiu medo pela primeira vez em sua vida imortal, ele sentiu medo por todos os erros que cometeu, sentiu medo pelo pai horrível que ele foi e sentiu medo por colocar o poder acima de sua família. Zeus sabia que seu reinado tinha chegado ao fim, porem ele era muito orgulhoso para admitir, admitir que errou, que seu tempo como rei acabou.

 

-- Vocês são idiotas?? – Perguntou Zeus aos seus irmãos -- vão acreditar em um titã e um semideus que a muito tempo nos traiu?

-- Cala a boca Zeus – falou Hades – meu filho nunca nos traiu, foi você e sua paranoia que queriam ver ele longe do monte Olimpo, tudo por causa da sua fome de poder, você sabe que ele nunca nos traiu, foi você que inventou essa traição porque tinha medo de perder seu trono.

-- Hades tem razão – falou Hera quase chorando de vergonha por ter julgado mal o seu pai – eu estou me lembrando agora, nós éramos felizes na época dos titãs, até a mamãe trair o papai e você nascer, você se tornou um tirano, você se tornou um tirano, você não merece estar entre nós Zeus.

-- Irmão irmão – foi a vez de Poseidon se manifestar – nunca pensei que você faria isso com nós irmão, você foi cruel, fez eu esconder meu verdadeiro poder, assim como exilou Hades por ele ser ais poderoso que você, e você não ter controle sobre ele, você realmente não mercê estar entre nós, não merece seu trono.

 

 

Os deuses mais novos, a segunda geração de Olimpianos, estava totalmente chocada com o que estava acontecendo, Ártemis chorava abraçada a seu irmão Apollo, Atena estava paralisada olhando para Perseu, Ares tinha fúria em seus olhos e olhava com pura raiva a seu pai, Dionísio estava com os olhos erguidos de sua revista de vinhos e olhava a cena a sua frente como se não houvesse nenhuma surpresa para ele, Afrodite estava tranquila e tentava passar isso para os deuses, Hermes estava cabisbaixo (ele nunca foi o mesmo depois da traição e da morte de Luke), Hefesto criava algo nervosamente. Zeus estava em uma fúria descomunal, seus olhos cintilavam com tempestades de raios girando em suas órbitas oculares, seu raio fazia estalos em sua mão direita, já a sua mão esquerda estava fechada e seu punho tinha energia pura rodeando-o. Zeus levantou rapidamente de seu trono, e lançou seu raio em direção ao rei titã, que com a pouca que força que tinha depois da batalha com os deuses, não conseguiu desviar, porem quando o raio foi atingir seu peito e mandar o titã para o tártaro mais uma vez, uma luz branca que cegou todos presentes apareceu no meio do salão dos deuses, quando a luz cessou o raio de Zeus estava congelado a centímetros do peito de Cronos. Da luz saiu três senhoras, Cloto (a encarregada de tecer o fio da vida), Láquesis (responsável por decidir o destino que cada ser tomaria) e Atropos (responsável por cortar o fio da vida de cada ser).

 

-- Zeus – falaram as três irmãs em uníssono – viemos aqui impedir de você cometer mais um erro em sua vida, a aliança de Perseu com Cronos, é a única coisa que pode evitar a destruição dos deuses.

-- Do que vocês estão falando – perguntou Zeus de modo arrogante para as Moiras – eu decido o que é melhor para os deuses e não vocês.

-- É Zeus você decide o que é melhor para os deuses – concordou Atropos – porém não é você que decide o melhor para o planeta e sim um ser com muito mais poder que você, então por favor desça de seu trono enquanto estamos de acordo em manter você um deus.

-- Não vou deixar meu posto como rei dos deuses – falou Zeus já quase explodindo de raiva – vocês não podem me tirar de meu trono, nem poderes sobre os deuses vocês tem.

-- Você mais uma vez tem razão Zeus – disseram as parcas em uníssono e com um sorriso sinistro no rosto de cada uma delas – nós não temos poder, mas nossa mãe tem.

 

Quando as três irmãs fecharam a boca, o salão ficou completamente escuro, os únicos que enxergavam eram Perseu e Hades e mesmo assim enxergavam com dificuldades, quando as luzes apagaram Zeus percebeu o erro que tinha cometido, ali presente naquela sala não estava uma força qualquer e sim uma força mais antiga que os próprios titãs, uma força que praticamente participou da criação do universo, ali estava a própria escuridão, ali naquela sala e naquele momento estava a personificação da noite, ninguém mais ninguém menos do que Nyx a primordial da noite. Então do nada todas as luzes do salão se ascenderam e diante dos deuses estava uma mulher, mais bela do que qualquer outra mulher já vista no planeta terra, Afrodite perto dela era uma simples mulher, ela vestia um longo vestido negro, sua pele era clara como a neve, seus cabelos era os mais escuros já vistos e quem olhasse em seus olhos começaria a tremer de medo no mesmo momento, pois seus olhos transmitiam seus maiores pesadelos. O rosto de Nyx estava pacifico, porém, seu olhar era de pura raiva, Nyx se virou para Zeus em um flash e em questão de segundos estava segurando do colarinho de Zeus.

 

-- Você trai sua família – falou a primordial da noite – mentiu para eles, foi um tirano durante todo o seu reinado, matou seu próprio pai por fome de poder, traiu a sua mulher inúmeras vezes e ainda acha que tem direito de contestar as minhas filhas, trata-las mal e ainda por cima desafiar a ordem de um primordial – Zeus apenas baixou a cabeça nervoso com Nyx tão perto de si – Eu Nyx, primordial da noite, filha de Caos o criador do universo, estou agora banindo Zeus de seu posto de rei dos deuses e tirando seus poderes de deus, deixando apenas a sua imortalidade para que ele viva como um mortal para o resto dos tempos.

 

Assim que Nyx parou de falar, uma luz saiu de Zeus, então Nyx pegou um recipiente que cabia na palma de sua mão, então a luz que saiu do corpo de Zeus entrou por conta própria no recipiente que sumiu das mãos de Nyx e foi parar em um canto da sala perto do tanque de água, um buraco se abriu no chão e puxou o trono de Zeus fazendo o sumir e logo depois o buraco se fechar deixando um lugar vazio que pertenceria ao novo rei dos deuses, logo depois Nyx olhou para Perseu e sorriu, logo depois de sorrir Nyx sumiu em um feixe de escuridão.

 

Percy

 

Logo após o show de Lady Nyx e o banimento de Zeus, a primordial da noite olhou para mim, sorriu e sumiu em um feixe de escuridão, deixando na sala apenas as parcas, os deuses Olimpianos, eu, os semideuses que me acompanharam na missão (que por sinal olhavam para a cena que ocorreu de boca aberta e um olhar chocado em seus rostos), os deuses da segunda geração estavam totalmente surpresos pelo acontecimento e Cronos o Rei Titã. Thalia tinha lagrimas em seus olhos, pois não esperava que seu pai seria capaz de fazer algo assim, Clarisse assim como Malcom tinham apenas um olhar chocado em seus rostos, as deusas choravam sentadas em seus tronos e os deuses, a maioria tinha raiva em seu olhar.

 

-- Bom – falaram as Moiras tranquilamente – Antes de nomearmos o próximo rei dos deuses temos algumas coisas para anunciar, uma guerra jamais vista na terra se aproxima, ela atingira vocês dentro de alguns anos, por isso nós conversamos com os primordiais e resolvemos anular as leis antigas que restringem vocês de ver os seus filhos, a partir de hoje vocês irão treina-los e prepara-los para a guerra que vira – o deuses que agora estavam mais calmos pareceram contentes com a notícia das Parcas – Mais uma coisa, a urna que contém os poderes de Zeus deverão ser dados a alguém pelo próximo rei.

-- E quem deveria ser essa pessoa? – Perguntou Atena me fazendo sorrir – e quem será o novo Deus?

-- Calma Atena – falou Cloto calmamente – Tudo ao seu tempo deusa da sabedoria, o ser que vai adquirir o poder de Zeus vai ser de escolha do novo rei e o novo rei, depois de muito observarmos, resolvemos dar este posto o deus mais justo, levante-se Dionísio o novo rei dos deuses.

 

 

 

Continua...

 


Notas Finais


COMENTA E FAVORITA!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...