História Perdendo a inocência - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Exibições 117
Palavras 994
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Primeiro quero pedir desculpas sei que tem muitos erros na fic, farei correções referente a isso, e desde já quero agradecer a cada um que lê a fic obrigado! leio todos os comentários, amo suas vidas.

Capítulo 6 - Capítulo 6


 

Mais um abençoado dia na escola ainda bem, ao entrar vejo um casal se pegando no pátio que coisa não só obrigada a ver essas cenas logo pela manhã. Caminhei pelo corredor para guarda minhas coisas no armário.

Bom dia laur.

Aí Lucy quase me matou do coração menina não chega asim por tras de mansinho não.

Aí laur não tenho culpa se você é meio lerdinha e gosta de ficar divagando.

Ei não sou lerda coisa nenhuma.

E sim jauregui, falou Normani brotando do meu lado.

O céus, vocês estão prendendo os encantamentos do Harry Potter por acaso? As duas riram, fechei a porta do meu armário e encarei as duas.

O que querem, porque essa animação logo pela manhã? Aconteceu algo que eu não sei.

Deixa de mai laur, vamos para a aula, disse Lucy me abraçando assim chegamos na sala, encontrando nada mais nada menos que minha amada professora Senhorita Cabello, que me olhou com cara de poucos amigos ao me ver abraçada com Lucy, mulher estranha essa. Fomos em direção as carteiras e sentamos até ela dar início a aula, Camila me lançava olhares mas não os sustentava. Depois passou um trabalho para fazermos em casa de dupla. 

Ei laur podemos ser nós duas né? Perguntou lucy.

Sim você prefere que eu vá para sua casa ou quer ir para a minha?

Pode ser na sua mesmo laur.

Senhoritas jauregui e vives tem alguma coisa que queiram dividir com a classe?

 Desculpe Senhorita Cabello só estávamos comentando sobre o trabalho. disse Lucy um pouco envergonhada.

Eu ainda vou dizer as duplas, vai ser com quem eu escolher certo classe. Todos confirmaram.

Ótimo vou falar as duplas Hanna e Jéssica, Roger e Tony, Brad e Jason, Lucy e Harry, Lauren e Verônica... 

Fiquei triste por não fazer o trabalho com a Lucy e eu nem mesmo conheço essa tal de Verônica, bem parece que vou ter fazer amizades forçadas espero que ela seja legal.

Ei laur e uma pena né, eu queria muito fazer o trabalho com você.

Eu também Lucy mas acho que o seu parceiro deve ser legal.

Eu conheço ele mas já troquei algumas palavras com ele, parece ser legal.

Eu vou lá falar com a menina e ver como vamos fazer o trabalho.

Boa sorte laur, e me deu um beijinho estalado rosto antes de sair da sala, Camila me encara mas resolve ignorala e fui até a Verônica ela parecia uma patricinha vestido azul claro colado uma botinha de cano curto e os cabelos perfeitamente penteados e um gloss nos labios, espero que não seja arrogante.

Olá eu me chamo Lauren vamos fazer o trabalho juntas, falei com um sorriso nos labios.

Ela me olhou de cima a baixo como se me avaliasse.

E até que você é bonitinha, me chamo Verônica, mas isso acho que você já sabe né! Podemos marcar para fazer o trabalho. Anota seu número aqui Lauren e depois agente marca como vai ser tá bom. Ela me estendeu o celular e logo anotei meu numero, devolvi a ela e sai para encontrar as meninas no refeitório.

Quando me dirigi em direção a porta ouvi uma pessoa me chamando.

Lauren podemos conversar? 

Senhorita Cabello eu preciso ir para o refeitório.

Rápido laur.

O que é?

Está com raiva de mim, eu te fiz algo laur.

Camila não seja cinica você convenceu não sei com que magia negra o meu irmão a me pedir para dormir na sua casa com você sozinhas. Ela soltou uma gargalhada pendendo a cabeça para trás.

Laur relaxa eu já disse não precisa ter medo mim só farei com você o que você quiser, e caminhou de frente para mim passando as mãos pelos meus cabelos.

Eu não sei o que pretende com isso Camila mas não sou o seu brinquedo, você não se sente mal pelo cris? Até parece que você não o ama desse jeito.

Lauren vamos esquecer o seu irmão, ninguém precisa saber o que acontece entre a gente, ou vai me dizer que não gostou quando eu te chupei naquele banheiro? Ela desceu suas carícias para meu rosto com a ponta dos dedos indo até meus labios.

Você não presta camila! Falei firme olhando em seus olhos retirei sua mão de meu rosto e me dirigi para a porta.

Se me chingar e ficar mais agressiva eu posso ficar mais louca ainda por esse corpinho gostoso Lauren.

Não olhei para trás sai da sala indo para o refeitório, e pensando como uma mulher pode ser tão louca assim, onde eu fui amarra meu jege, essa doida quer me enlouquecer também. Avistei as meninas sentadas e fui ao encontro delas é o garoto Harry também estava lá com elas.

Pensei que não vinha mais laur peguei seu lanche porque demorou tando? Perguntou Maní.

A senhorita Cabello queria saber se eu estava com alguma dúvida em relação a matéria. Falei a primeira desculpa que veio a minha mente.

Bem esse aqui é o Harry, e Harry essa Lauren. Nós presentou Lucy

E aí Harry, teve sorte com sua parceira, Lucy e ótima na matéria.

E eu vejo que sim, além de muito bonita eu sou realmente um cara de sorte. Todos rimos e Lucy ficou corada.

Relaxa Lucy eu não vou te atacar a não ser que você tenha um pinto no meio das pernas. Disse ele com ar pensativo, e essa foiinha vez de corar.

Acho melhor falarmos de outra coisa pessoal, tentei corta aquela conversa.

Isso mesmo mesmo laur e eu tenho reunião com as líderes e vou ver minha gatinha loira. Falou mani toda empolgada.

Nossa quem é a gatinha dela, perguntou Harry.

Mani tem um abismo pela treinadora Jane, Harry. Ela pensa que um dia elas terão um relacionamento sério.

Aí querida eu adoro esses lances de amor proibido e tão excitante. Depois eu quero saber desse babado todo.

Harry bancava o macho alfa na frente algumas pessoas mas na nossa frente ele começou a soltar a franga e se revela totalmente. Lucy e eu teríamos treino depois das aulas mani iria para a reunião das líderes, e Harry disse que esforço não era para ele pois era muito sensível. E eu só conseguia pensar naquela latina.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...