História Perdida nas Sombras - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eldarya
Tags Eldarya, Guarda Sombra, Nevra, Romance, Shadow, Sombra
Exibições 75
Palavras 688
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Capítulo 3 - Indo rápido demais


Depois de finalizar a missão que me tinha sido designada, fui me encontrar com Miiko na sala do Cristal.

— Já de volta, Clarice? Completou a missão que lhe dei? — fiz que sim com a cabeça — Muito bem. Já que irá ficar aqui por tempo indeterminado, poderá decorar seu quarto. Me diga: Quem será seu decorador? Nevra, Ezarel ou Valkyon?

Eu mal pude respirar. Mal acreditava que poderia ficar a sós com Nevra em meu quarto.

– Escolho Nevra. Acho que um quarto mais sombrio me agradaria bastante. — Miiko fez que sim com a cabeça, e disse para eu me retirar.

Assim que saí, resolvi dar uma volta pelo Quartel General. Depois de mais ou menos meia hora, resolvi voltar para meu quarto. Foi quando senti alguém me segurando pela cintura.

— Então você quer que eu decore seu quarto? Ou isso é só uma desculpa para passar mais tempo comigo?

Eu fiquei sem ar, e abaixei a cabeça. Ele mantinha meu corpo próximo ao seu e sussurrava em minha orelha, mordendo meu pescoço.

— Vamos começar a "decoração"? Estou ansioso. — Eu me deixei levar, ele me guiou até o quarto. — Sabe, você é a primeira humana que eu não pretendo matar. O que você tem que me deixa assim, Clarice? — Disse ele, chegando cada vez mais perto de mim.

​Nevra me empurrou levemente na cama, deitando em cima de mim. Ele tirou minha blusa, enquanto me dava leves chupões no pescoço. Eu arranquei toda a sua roupa de uma só vez, não aguentava mais esperar. Sei que eu mal tinha chegado em Eldarya e estava indo rápido demais, mas me sentia cada vez mais excitada. Nevra susurrou em meu ouvido que eu era muito apressada, e pude sentir seu sorriso. Ele colocou a mão em meus seios por debaixo do pano e foi até as costas, desabotoando meu sutiã. Ele começou a morder e chupar meus seios. Eu estava muito excitada, e soltei um gemido. Ele sorriu, enquanto retirava minha saia. Logo em seguida, ele passou a mão por dentro da minha calcinha, até tirá-la. De repente, notei seu corpo quase colado ao meu. Ele estava começando com a penetração. Eu gemi alto. Ele sorriu, e começou a ir mais fundo. Quanto mais eu gemia, mais fundo ele ia. Eu estava em êxtase. Ele tirava e colocava o tempo inteiro, e a cada vez eu sentia mais prazer e gemia mais. Eu agarrei seu pescoço e apertei as pernas, e ele começou a ir mais rápido. Cada vez mais rápido. Eu mal conseguia respirar.

Em​ seguida, Nevra me pediu para que ficasse de quatro na cama. Obedeci. Ele estava indo muito rápido, enquanto chupava meu pescoço e passava a mão em meus seios. Eu estava gemendo muito, estava em um nível enorme de excitação. Eu comecei a sussurrar.

— M-Mais rápido, Nevra. Isso. Vai, vai. Mais rápido.

 Nós dois estávamos gemendo, quando Nevra se deitou. Eu já sabia o que fazer. Sentei lentamente em seu pênis, e comecei a subir e descer. Foi uma das melhores sensações que tive. Em seguida, ele me jogou no chão, abriu minhas pernas e começou a fazer sexo oral em mim. Ele tinha uma língua infalível, e eu estava puxando-o pelos cabelos. Era tão bom. Eu gemi. Ele massageava meus seios com força, e eu gozei. Em seguida, ele ficou em pé, e eu me ajoelhei em sua frente. Ele se aproximou, e eu comecei chupando a cabecinha. Ele foi chegando cada vez mais perto, e eu sentia seu pênis descendo cada vez mais em minha garganta. Era tão bom. Ele gemia alto, e me puxava pelos cabelos. Eu chupei com toda a força que tinha, lambi, e voltei a chupar. Ele gozou. Nós vestimos nossas roupas, e ele sorriu para mim.

— Olha só, parece que a decoração não foi tão ruim quanto pensei que seria. Muito pelo contrário. Mas estou meio atrasado... Será que a senhorita poderia me ajudar?

Nós passamos o resto da manhã decorando o quarto e trocando olhares maliciosos, até a hora do almoço. Fazer sexo com Nevra foi uma das melhores experiências que já tive. A primeira de muitas, com certeza.


Notas Finais


Eu sei que esse capítulo saiu rápido demais, mas eu estava muito inspirada hihi
Em compensação, o próximo não sai tão cedo *foge*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...