História Perdidas no amor - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Ashley Benson, Bea Miller (Beatrice Miller), Demi Lovato, Fifth Harmony, Little Mix, Nick Jonas, One Direction, Selena Gomez, Taylor Swift, The Vamps
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Ashley Benson, Bradley Simpson, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Jade Thirlwall, Lauren Jauregui, Liam Payne, Nick Jonas, Normani Hamilton, Perrie Edwards, Selena Gomez, Taylor Swift
Tags Arially, Buttahbenzo, Cake, Camren, Jerrie, Norminah, Semi, Vercy
Exibições 378
Palavras 1.128
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey...cara, fiquei muito tempo sem postar.
Porém eu tenho uma bela explicação.
Eu tive uma prova de vestibular hoje, eu tive que estudar pra cacete, e eu passei por alguns problemas pessoais na escola, então eu não estava bem psicologicamente e fisicamente, enfim, os problemas foram resolvidos, minha prova acabou, SÓ QUE, minhas provas escolares começam essa semana, mas mesmo assim eu ainda terei um pouco mais de tempo, mas isso não é nada concreto. Me desculpem, de todo caso.

Capítulo 5 - Capítulo 5


Lauren Pov.

Acordei um pouco tonta sentindo braços envolta da minha cintura.

Mas que diabos?! Será que eu dormi com alguém?.

Olhei pra baixo e vi que em meu corpo só havia uma lingerie, me virei um assustada e vi que quem estava atrás de mim era.. 

- LUCY? - gritei aterrorizada, ela estava vestida da mesma forma.

- O QUE? - ela também gritou assustada tirando os braços de mim.

- N-nós dormimos.. - engulo seco - juntas? - sussurrei a última parte.

- Você não se lembra de nada - ela estava.. magoada?.

- Nós?.

- Você não lembra das declarações? das juras de amor? da maneira como nós nos entregamos uma pra outra? - ela abaixou a cabeça.

- Lucy - falei baixo, erguendo minha mão para tocá-la, o que foi em vão já que ela se levantou e foi pra ponta da cama.

Eu não conseguia lembrar de nada, a única coisa que eu lembro foi de ter chegado em casa e me jogando na cama.

- Você disse que me amava - sua voz estava embargada e eu sentia meus olhos úmidos.

- Lucy - ela abaixou a cabeça e seu corpo começou a tremer - Lucy, não... - ela começou a rir. Espera, RIR?.

- Lauren - ela se jogou na cama e gargalhou, mas gargalhou alto - você tinha que ver sua cara quando me viu agarrada contigo, foi tipo 'meu Deus que merda eu fiz dessa vez?' eu sabia que eu deveria ter filmado - ela limpou as lágrimas dos cantos dos seus olhos.

- SUA FILHA DA PUTA - me joguei em cima dela e comecei a socá-la - você não sabe o quão assustada eu fiquei - ela me empurrou de cima dela e inverteu nossas posições ficando montada em meu colo.

- Seria tão ruim assim dormir comigo, Jauregui? - perguntou aproximando nossos rostos quase tocando nossos narizes e eu engoli seco - seria tão ruim se imaginar cavalgando em meus dedos enquanto eu te fodia com força - mordeu meu lóbulo e eu suspirei sentindo meu corpo arrepiar, qual é? eu não sou de ferro e a Lucy é bem gostosa, diga-se de passagem - pena que você não faz o meu tipo - sorriu e saiu de cima de mim, eu a fitei incrédula.

- Como assim eu não faço teu tipo? eu faço o tipo de todo mundo - pisquei pra ela - olha pra mim, eu sou gostosa - me apoiei em meus cotovelos a observando.

- Tem razão - mordeu os lábios - mas eu não sou fã de incesto - rimos.

- Eu ainda vou te pegar, Vives - ela sorriu debochada.

- Garota, a única coisa que você vai pegar vai ser o murro que eu vou dar na tua cara se tu não parar de palhaçada - ri alto e me levantei.

- Me aguarde - corri pro banheiro quando vi ela pegando um travesseiro.

Camila Pov.

- Ainda não consigo me acostumar com essa distância - suspirei no telefone.

- Eu também não amor - ela respondeu com uma voz melancólica - mas me diz, como é Miami?

- Não sei, ainda não tive a oportunidade de conhecer a cidade, eu estava muito ocupada com a mudança, mas graças a Deus já arrumamos tudo.

- Eu gostaria de ficar mais tempo com você, mas eu tenho que ir, meus pais estão me esperando - respirei fundo - está chateada?.

- Não, eu só.. estou com muita saudade - ouvi seu suspiro - mas tudo bem, manda um beijo pra eles, e eu te amo.

- Também te amo - desligamos.

Isso vai ser mais difícil do que eu pensei.

Dias atuais...

ACORDA CAMILA - minha mãe gritou de fora do quarto, mal ela sabia que eu tinha passado a noite em claro (literalmente), eu também já havia me arrumado completamente pra escola - EU NÃO V....

- Você pode falar baixo? eu já estou pronta -suspirei e ela arregalou os olhos ao me ver pronta.

- Você... - ela segurou meus ombros - não fique nervosa, Mi amor - beijou minha testa - eu preparei um café da manhã delicioso pra vocês, agora vai antes que esfrie - deu um tapinha em minha bunda, eu desci rindo. Encontrei a mesa pronta e me sentei já me servindo.

Alguns minutos depois...

- Mãe, eu não quero ir com meu carro, eu quero ir andando.

- Problema seu, eu não perguntei o que você quer, sua irmã vai com você enquanto o carro dela não chega e eu quero as duas juntas.

- Mas..

- Cala á boca antes que eu meta a mão na tua cara - bufei - agora vão, e eu amo vocês - santa bipolaridade.

- Vamos - nos despedimos e eu fui tirar o meu carro a garagem.

.

.

.

.

- Vamos lá Camila, vai dar tudo certo - repeti baixinho quando estacionei em frente à escola.

- Relaxa mila, eu vou estar com você - minha irmã Selena disse pondo sua mão por cima da minha.

- Mas você é do terceiro ano e eu segundo - falei cabisbaixa.

- Ainda tem o intervalo e não se preocupe eu se que você irá arranjar amigas - sorriu - vamos? - assenti e saímos do carro.

A escola era mil vezes maior que a nossa antiga, assim que saímos do carro senti os olhares dos alunos em cima de nós.

- Mila - fui despertada pela minha irmã.

- Oi? - perguntei ainda encarando aqueles pares de olhos curiosos.

- Relaxa - sussurrou em meu ouvido - mamãe disse que eu ainda tinha que passar na diretoria, mas você não, eu estou indo, okay? - neguei freneticamente, ela ia me deixar sozinha? - calma, eu não demoro, enquanto isso vai conhecer a escola ou procurar tua sala - beijou minha testa e eu a vi se distanciando no meio daquele bando de alunos.

PUTA MERDA!

Okay, se acalma - dei um tapinha fraco na minha cara e vi um grupo de garotas me encarando - ótimo, elas devem estar me achando louca - neguei com a cabeça.

Caminhei em passos curtos até a entrada, tombando com um corpo.

- NÃO OLHA POR ONDE ANDA? - sua voz era grossa e olhei pra cima vendo um garoto me encarando irado.

- E-eu.. m-me d-desculpa - gaguejei.

- Você é gaga? - riu alto, chamando atenção de alguns alunos - sai da minha frente novata, antes que eu resolva não ser bonzinho com você - trombou com meu ombro, fazendo meus livros caírem.

- Merda - me abaixei catando meus livros.

- Quer ajuda? - ouvi uma doce voz e olhei pra cima.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...