História Perdoe-me. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Suga
Tags Adoreiescrever!, Bts, Carta, Desculpem, Sad!yoongi, Yoonmin
Exibições 30
Palavras 1.022
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oi gente,
essa one-shot é mais ou menos baseado em fatos reais <3 então, deem muito amor a ela! <3

Capítulo 1 - Único; m. yoongi.


Se vocês estão lendo isso quer dizer que meus planos deram certo.

Não tenho muito tempo, daqui a alguns minutos os que eu devo chamar de amigos – vocês – chegarão para me fazer companhia. Vocês chegam, se divertem, me abraçam e vão. Uma rotina muito chata se me permitem dizer.

Gosto deles. São pessoas boas. Kim Taehyung é divertido. Jeon Jungkook é cínico. Park Jimin é arrogante. Kim Seokjin é altruísta. Jung Hoseok é alegre. E Kim Namjoon é destemido. E eu sou infeliz.

Sim, garotos, eu sou infeliz. Mesmo que meu sorriso seja grande, que minha risada seja alta, que eu jogue a cabeça para trás e meus olhos se fechem, mesmo que eu chore de rir e diga coisas animadas, nada esconde o buraco negro em meu coração.

No início, pensei que eu estivesse apenas sendo dramático, contudo, com o tempo, eu percebi que minha constante melancolia não se passava de uma parte de mim. E tentar ser feliz, forçar a companhia de vocês seis ao meu lado, é algo que me sufoca. Simplesmente não aguento mais; como se meu corpo estivesse sofrendo de uma reação alérgica.

Quis ser feliz por muito tempo, e, eu tentei. Eu juro. Tentei fazer piadas, tentei chamar Jimin para sair, tentei me apaixonar, retribuir o amor que ele me estendia de bandeja. Mas, como eu já sabia bem no fundo do meu coração, eu falhei. Reconheço que; da mesma forma que Park Jimin não consegue ficar triste, não consigo ser feliz.

É como se todas as minhas tentativas fossem sugadas para um buraco negro, deixando que em meu corpo não reste nada além de dor, confusão e tristeza. Tive pena de mim por muito tempo, mas agora, já estou acostumado.

Meus planos eram aguentar a imagem de boa pessoa que minha Omma tanto quis, para deixá-la feliz, porque, suas últimas palavras foram: “Por favor, meu filho, seja feliz”. Então, Omma, o pedaço desse texto é para você: eu te amo, mas, não consegui realizar seu último pedido. É algo impossível. Se eu tentar, será forçado. Não quero forçar algo que deveria sair de mim naturalmente.

Ah, droga, não queria chorar, mas está na hora de algumas palavras muito importantes para vocês rapazes.

Kim Seokjin: obrigado por me acompanhar em momentos de dúvida e escuridão. Você me guiou como um ótimo melhor amigo, sempre tentando me animar. Foi, sem dúvidas, o que mais se esforçava para ver um sorriso no meu rosto, e, eu não poderia estar grato. Agradeço por tudo, principalmente pelas suas noites mal dormidas ao meu lado enquanto assistíamos filmes de terror (que você odeia), mas que se forçava a assistir para poder me deixar com o humor um pouquinho melhor. Queria ser tão simpático quanto você.

Jeon Jungkook: obrigado por trazer minha adolescência de volta com suas piadas infantis e diversos pedidos irritantes para comprarmos os videogames que você tanto queria e amava. Pelas partidas que você me massacrou com mais de quinhentos pontos a mais e por ter marcado meu rosto na segurança shopping depois de ter discutido com uma garota escrota na loja de jogos que ralhou nosso jogo favorito. Queria ser tão naturalmente jovem como você.

Kim Taehyung: obrigado por ser como o irmão mais novo que eu não pedi para nascer, por ter me feito rir, mesmo que fossem risadas forçadas e baixas. Por ter me feito passar diversos vexames ao seu lado, como aquela vez que fomos ao cinema e você encontrou sua ex-namorada (saudades de quando você fingia que era heterossexual) e simplesmente me agarrou pelos ombros, me enchendo de beijos, fazendo com que todo o shopping me encarasse torto. Eu chorei por saber que nunca serei tão importante e querido quanto você.

Jung Hoseok: obrigado por ser meu salvador, por ser a flor mais cheirosa no meu jardim e por ter me feito participar da melhor festa de Halloween de todos os tempos. Por ter me defendido sempre que comentavam coisas ruins em meu blog – e por ter me forçado a começar um na verdade! – e ter me obrigado a te acompanhar naquela montanha russa dos infernos no parque de diversões que fomos ano passado. Queria ser tão feliz quanto você.

Kim Namjoon: obrigado por me proteger e me mostrar o que realmente é sentir-se completo em um espaço cheio de gente próxima. Você me mostrou o que realmente era a compaixão e amor, desde que me dera aquele cachorrinho de aniversário, mesmo sabendo que antes eu detestava animais (e pessoas). Foi meu primeiro amigo, meu primeiro confidente. A melhor pessoa que eu poderia pedir; que brigava comigo quando eu precisava, mas, sabia me abraçar também. Queria ser tão decidido quanto você.

Agora...

Park Jimin.

Obrigado.

Por tudo.

E me desculpe.

Por tudo.

Agradeço pelos nossos melhores momentos; quando te conheci, quando percebi que te amava, quando descobri que você me amava e até mesmo o segundo em que acordei e notei que tinha te perdido. Obrigado por me mostrar as etapas entre gostar, se apaixonar e amar alguém como todas as forças das células de meu corpo.

Perdão por não ter te amado quanto deveria, por não ter dito “eu te amo” mais vezes, por não te abraçar de noite enquanto você choramingava ao meu lado, por te tratar mal, e, por não demonstrar que tudo o que eu sentia por você era único e que nunca, ninguém (!), faria com que eu me sentisse da mesma maneira de novo. Queria saber me expressar como você.

Bem.

Eu só queria desabafar, porque escondi de vocês uma coisa por muito tempo: hoje era meu último dia.

Com tristeza,

M. Yoongi.

 

– O que achou? – perguntei com um sorriso exibido.

– Aigo – Jimin fez um biquinho fofo ao meu lado enquanto lia as palavras pelo meu computador. – Por que você escreve cartas de despedidas, hyung?

– Eu não sei... – olhei para baixo. – Acho engraçado.

– Não quero te imaginar morto. – Jimin passou os braços ao redor do meu pescoço.

– Aish, calma, Jiminie. – o abracei com força, sentindo que meus olhos lacrimejavam. – Eu vou ficar aqui por muito tempo.

 

Park, esqueci de adicionar uma coisa em meu texto: perdoe-me por mentir.


Notas Finais


sim, eu sou uma cuzona
enfim, essa é a primeira yoonmin que eu escrevo (talvez eu seja apaixonada demais por jikook) e pretendo fazer mais. se gostou deixa um comentário e até mais <33

leia minhas outras histórias: https://spiritfanfics.com/perfil/camilargasmo/historias
me sigam no tt: @larryworldlove

bye-bye
~chu! sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...