História Perfect - Capítulo 48


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ashley Benson, Lucy Hale, One Direction, Sasha Pieterse, Shay Mitchell, Taylor Swift
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Lucy Hale, Niall Horan, Personagens Originais, Sasha Pieterse, Shay Mitchell, Taylor Swift, Zayn Malik
Tags Ashley Benson, Harry Styles, Hot, Liam Payne, Louis Tomlinson, Lucy Hale, Niall Horan, One Direction, Perfect, Romance, Sasha Pieterse, Shay Mitchel, Taylor Swift, Zayn Malik
Visualizações 253
Palavras 6.384
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


GENTE, quero primeiro pedir desculpas, sei que talvez os capitulos nao estejam tendo a mesma qualidade que tinham antes, estamos em uma fase meio enjoadinha da fic e eu sei, mas ela é importante para a historia!
Queria dizer que nao estou me dedicando menos á historia, só estou com alguns problemas, e uma certa dificuldade de escrever, as vezes nem consigo escrever, mas estou me esforçando ao maximo! Voces devem saber como problemas pessoais interferem em tudo! Confesso tambem que tenho lido fics maravilhosas e as vezes coloco a leitura em dia e acabo nao escrevendo... mas ler sempre me ajuda a procurar melhorar a minha escrita, então espero que me entendam!
Tambem queria agradecer aqueles que continuam lendo e comentando! e Questionar porque muita gente deixou de comentar! Fiz algo errado? Sinto que alguns de voces estao me abandonando! E sinceramente? Essa historia nao vai pra frente sem o apoio de voces! Toda historia precisa de pessoas que a leiam, e se eu nao souber que voces estao aqui comigo lendo e curtindo, como vou escrever?
Sinto muito por estar sendo chata, mas realmente preciso de voces, PRINCIPALMENTE AGORA, talvez eu precise mais de voces agora do que nunca! POR FAVOR, ME AJUDEM A NAO DESISTIR! Comentem nem que seja uma carinha feliz ou triste, um continua, qualquer coisa que me mostre que voces ainda estao aqui comigo! Preciso mesmo desse apoio!


Deixando a choradeira e os problemas de lado... só queria avisar que agora só falta um capitulo, e finalmente vai acontecer a primeira vez e a reconciliaçao que voces tanto esperam, e só posso dizer uma coisa, vai ser fantastica!
Boa leitura gente! Espero que gostem, o proximo vai ser maior

Capítulo 48 - The Plan


Fanfic / Fanfiction Perfect - Capítulo 48 - The Plan

POR FAVOR LEIAM AS NOTAS INICIAS!!! É IMPORTANTE!

A sexta chegou antes que todos pudessem notar,  o dia estava imensamente bonito, como nunca, era o dia perfeito para o que devia ser feito. Diana estava contente, tinha sido a primeira a chegar na escola, e estava ansiosa como se fosse ela que fosse se declarar, ela abriu um livro e começou a ler tentando ignorar os olhares que ainda estavam pousados sobre elas, e os sussurros que ainda a seguiam pela a escola, um dia ela enforcaria Misha por aquilo, mas por enquanto, ela apenas continua fingindo que nada aconteceu.

— Isso me dá uma sensação de nostalgia. — a voz rouca diz e ela sente um corpo se jogando ao seu lado, Diana sabe muito bem quem é, ela não precisa levantar os olhos para encara-lo.

— Mesmo? — ela pergunta ironicamente enquanto coloca o garoto na lista, junto com as outras pessoas que estavam sendo ignoradas.

— Mesmo. — ele concorda soltando um risinho, se lembrando do tom que ela usava na primeira vez que ele se falaram. — A diferença é que agora você não está lendo “O Senhor Dos Anéis.”

— Bom saber que sua memoria funciona Styles. — ela disse tentando parecer o mais fria possível, e convencendo a si mesma que não tinha nada de especial nele se lembrar do livro que ela estava lendo quando se conheceram.

— Ela não costuma ser tão boa. — ele diz como se estivesse distraído, mas quisesse explicar uma teoria. — Mas é engraçado porque me lembro de tudo relacionado a você.

— Não tem nada melhor pra fazer? — ela rebate ainda sem encara-lo. — Porque não vai procurar a Misha e passa esse papinho por ela.

A risada de Harry preenche o ambiente, e os dois não notam aos sussurros das pessoas a volta deles, Harry apenas encara a escola antes de voltar a falar.

— Nunca senti necessidade de ‘passar um papinho’ na Misha. — ele diz usando de ironia e continua. — E não é o que estou fazendo agora.

— Jura? — ela pergunta com a ironia carregada e a risada de Harry soa outra vez incomodando Diana e trazendo recordações de momentos nos quais ela estava adorando ouvir aquele som.

— Você sempre usa a ironia quando esta irritada, ou quando esta tentando afetar alguém. — ele diz como se fosse obvio a menina não consegue mais fingir que esta lendo, mas continua encarando o livro para não olhar para o menino. — Dessa maneira faz você se sentir que tem tudo sobre controle, e que ninguém vai descobrir o quanto você verdadeiramente é doce.

— Está me confundindo com algum dos seus brinquedinhos. — ela diz tentando soar convencida de suas palavras e falha miseravelmente.

— Não estou. — ele diz simplesmente, tentando não se abater com o comportamento dela. — Uma garota que ama os animais, que lê romances e livros sobre mundos fantásticos, que escuta musica boa e canta como se pudesse parar o mundo. Alguém que dá tudo para ajudar os amigos, que se importa mais com os outros do que consigo mesma. — ele diz e Diana nota que o olhar do menino esta sobre ela, de maneira carinhosa. — Alguem que tem vergonha de coisas bobas, que adora comedias românticas, que encara o chão quando esta envergonhada, que chora quando se sente triste, e que abraça alguém que só a trata mal só porque a pessoa não parecia bem, a sua armadura não me engana. — ele diz por fim e é só nesse momento que Diana nota que esta o encarando, deixando os olhos azuis nos verde do garoto. — Você é doce, é gentil, inteligente, e sim, muito teimosa, mas é a melhor pessoa que eu já conheci, e deve ser por isso que eu sinto tanto a sua falta...

— Harry, eu não... — ela tenta arranjar algum jeito de mandar ele ir embora, de demonstrar que as palavras dele não fizeram efeito nenhum sobre ela, mas se sente tonta quando escuta o fio que sua voz se torna ao falar o nome dele.

— Eu preciso que você me perdoe. — ele diz e suas mãos pegam o rosto de Diana entre elas com um carinho tão grande que a menina fica sem ar. — Eu sou o cara mais imbecil e estupido do mundo e sei disso, mas não consigo continuar vivendo assim, não consigo ver você e não poder te abraçar, não poder ouvir sua risada, ou olhar nos seus olhos, ou... — ele esta a ponto de dizer ‘poder te beijar’ quando são interrompidos.

— É hoje, estou tão nervoso. — Niall diz sem nem notar o clima que estava entre os amigos, ele se joga entre Diana e Harry que se afastam rapidamente e então o loiro começa a tagarelar sobre como estava ansioso para o ensaio daquele dia. Parado atrás dele estava Louis, ele tinha um olhar curioso, que ele logo deixou de lado para rir da afobação de Niall. Diana não tinha ideia do que o menino estava fazendo ali, e nem do porque ele esta parecendo tão sereno, e tão otimista, como se pela primeira vez na sua vida ele tivesse um motivo que o deixasse feliz.

A loira deu de ombros sem se importar muito com o assunto, o foco de sua raiva tinha nome e sobrenome, Harry Styles, e mesmo que Louis fosse um tipo de capanga do garoto, ela não o odiava por nada, mesmo sabendo que ele a odiava.

Pobre Diana, não tinha ideia que de todos seus pesadelos, Louis era o pior.

*********

—NIALL! — Diana falou mais alto interrompendo outro discurso do menino, Zayn também já tinha chegado na escola e se aconchegado intimamente entre as pernas de Diana, apoiando os braços nos joelhos dela enquanto ria de Niall. Liam e Lucy estavam abraçados, e também se divertiam com o falatório do loiro, já Louis apenas mantinha um olhar concentrado em Niall, como se o enxergasse pela primeira vez, soltava algumas risadinhas, e mantinha um sorriso de lado que por incrível que pareça não era irônico e nem debochado. Harry era o que parecia mais distante, seu olhar estava perdido, mas precisamente nos braços de Zayn que apoiavam nos joelhos de Diana, e na mão do menino que acariciava a perna da menina distraidamente com uma das mãos, era como se algo nele estivesse quebrando, e ele estava em silencio desde que Niall chegou na escola acompanhado de Louis, o momento entre ele e Diana tinha sido quebrado tão rapidamente, que ele ainda podia jurar que sentia o hálito dela em seu rosto, as bocas estavam tão próximas que ele poderia amaldiçoar Niall por ter chegado.

— Que foi? — Niall perguntou parecendo irritado com a amiga por ter o interrompido.

— Nós já falamos disso a semana toda, está tudo pronto, tudo muito bem organizado, e vai dar tudo certo. — ela disse em um tom de voz que parecia que ela estava ordenando que isso acontecesse. — Agora vê se dá um tempo e para de falar sobre isso! Eu não aguento mais ouvir essa chatice!

— Qual o problema? Eu estou animado, quero que dê tudo certo, que tudo seja perfeito! Não vejo nenhum problema em falar disso, e nem em estar tão ansioso! — Niall parecia realmente chateado, como se Diana tivesse ferido ele.

— Ninguém disse que tem problema em estar ansioso, mas não tem que nos torturar com isso tá legal? Já ouvimos, já sabemos o que temos que fazer, e já estamos prontos para ajudar! Só estou pedindo para dar um tempo com isso. — Diana disse irritada, ela estava mesmo estressada, não tinha certeza se era com Niall, mas estava irritada. — E não é como se você pedir ela em casamento tá legal? É só um namoro idiota! E já sabemos que ela vai dizer sim de qualquer maneira, então e daí se vai cantar para ela ou se vai pedir enquanto se pegam no fundo da escola?

— Ei, relaxa gente. — Liam tentou acalmar a conversa do casal de loiros que pareciam bem irritados.

— Não sei porque isso te incomoda tanto, você é a única que está reclamando! E sinceramente não entendo porque! — ele exclama ainda mais chateado, e agora, também estava irritado e logo vira seu olhar para a loira. — Eu nunca pedi ninguém em namoro tá legal? Caso você não saiba sou o único aqui que nunca namorou antes! Eu não tenho ideia de como fazer isso! E eu gosto mesmo da Liza para por tudo a perder! Então porque decidiu implicar comigo?

— Calma ai... — Zayn se juntou a Liam tentando acalmar a situação, mas as palavras dos dois eram ignoradas, ninguém parecia se importar.

— Não estou implicando com você... — Diana começou a dizer notando que tinha mesmo magoado Niall. — É só que você não calou a boca desde que chegou, não parou de falar disso e...

— E? Eu me esqueci que tudo tem sempre que girar em torno de você e dele não é? — ele rebateu irritado e apontou para Harry, Niall se levantou segurando a mochila, e se virou para lançar as ultimas palavras afiadas. — Se vocês não conseguem se resolver, não é culpa minha! Ao invés de implicar com a minha felicidade, talvez devesse correr atrás da sua!

E então ele se virou e foi embora, deixando Diana ali em silencio, com o coração dolorido. Niall tinha razão? Bom, ela não sabia dizer.

Harry no entanto finalmente tinha acordado de seu transe e encarava o lugar para onde Niall foi, ele se virou depois de perder o menino de vista e encontrou Diana, seus olhos estavam lagrimejando, e a menina se desvencilhou de Zayn assim que o sinal bateu, Harry se levantou imediatamente, mas mesmo assim foi tarde, Zayn já tinha ido atrás da garota.

*********

—Ei, espera. — a voz vinha atrás dela, mas ela não queria esperar. Não tinha ideia de porque estava sendo tão idiota com Niall, fora ela que deu toda a ideia, bom, pelo menos uma parte da ideia. Diana não sabia o que estava acontecendo consigo mesma, algo parecia quebrado, e ela estava tão chateada que parecia esperar que todos estivessem tão chateados como ela. Quem ela estava querendo enganar? Lucy e Liam estavam juntos, depois de tanto tempo, depois de tantos desencontros, eles finalmente estavam juntos. Eram os melhores amigos dela, e o que ela mais queria era estar plenamente feliz por eles, mas parte dela não estava, essa parte estava com inveja. Não era justo que Lucy tivesse tudo, o namorado perfeito, a vida perfeita, ela era a garota perfeita, e Diana sempre tinha se contentado em ser a sombra dela, mas agora isso parecia não ser o suficiente. Não entendam mal, a loira amava Lucy, demais, mas é tão difícil ser boa quando esta a sombra de alguém todos consideram perfeita! Lucy tentava fazer Diana ver a perfeição em si mesma, mas aquilo para a loira não existia, tudo na sua vida sempre tinha saído de seu controle, e isso a magoava mais do que ela admitiria.

E depois vinha Niall, outro que merecia mais do que tudo a felicidade, e estava a ponto de tê-la, e Diana queria estar feliz por ele, mas lá estava aquela parte que sentia inveja, porque a felicidade sempre andou tão longe de sua vida.  E ai vinha Harry, ele a magoou tanto, e ela queria com todas forças o odia-lo, mas não conseguia. E para piorar tudo ele sempre aparecia com aquelas palavras doces, brincando com ela, com os sentimentos dela, fazendo ela se questionar sobre o que era real e o que era mentira. E por ultimo, as fofocas. Ela tentava com todas as forças não ligar e não ouvir nada daquilo, passava por deboches e cochichos desde que chegara na escola, mas agora ela não era apenas uma novata estranha, ser considerada estranha era algo com o qual ela já estava acostumada, até sua avó na Argentina achava ela estranha. Porém agora ela tinha outro apelido, um bem mais sujo, um que ela não merecia nenhum um pouco, um baseado em mentiras, ela era Diana a VADIA.

— Espera! — e então ele a alcançou, segurou os braços da menina com força quando eles estavam nos corredores que davam acesso para as salas de aula. E ele virou o corpo de Diana para ele, os olhos dela tinham se desmanchado em lagrimas sem que ela pudesse controlar, ele não disse nada, apenas envolveu a menina em seus braços de maneira protetora. — Não importa ok? Estou aqui com você.

******

— Eu não sei o que esta acontecendo comigo. — ela admitiu secando as lagrimas que insistiam em cair. — E como se tudo estivesse explodindo em cima da minha cabeça!

— Você esta confusa, chateada, e machucada. — ele disse delicadamente acariciando o joelho da menina. Zayn era tão carinhoso, e ninguém sabia disso. Ele a levou para um armário de zelador, e apesar do lugar feder desinfetante e agua sanitária, e ser apertado e escuro, era melhor do que estar chorando na frente de toda a classe.

— Não posso acreditar que deixei ele fazer isso comigo, quer dizer, ele nem é tão importante, e eu não o conheço a muito tempo e... — Diana começou a justificar e Zayn apenas balançou a cabeça.

— Dizem que para sentir o que você esta sentindo, basta um olhar. — ele disse e Diana o encarou como se ele tivesse acabado de falar algo errado. — Ah, qual é?  Sou observador, e não é algo que você consiga esconder.

— Sou mesmo tão obvia assim? — Diana diz chateada e Zayn apenas sorri, a língua entre os dentes em um tipo infantil e encantador de um sorriso que poderia ser safado, mas é apenas amigável.

— As vezes. — ele diz e gargalha vendo a cara chocada da menina. — Você parece não ter filtro Diana, suas emoções, suas palavras, elas simplesmente pulam para fora.

— Como os peitos de Misha naquele sutiã? — Diana pergunta fazendo piada e Zayn gargalha ainda mais.

— É, como os peitos de Misha pulando para fora do sutiã. — ele confirma ainda sem conseguir parar de rir, depois de alguns segundos rindo ele encara Diana que finalmente  parou de chorar, e fica serio. — Não é errado gostar de alguém Di, errado é alguém despertar um sentimento que não pode corresponder.

— Acha que ele não gosta de mim? — Diana finalmente toma coragem para pergunta, aquilo vinha atormentando sua mente por muito tempo, e se alguém além de Louis talvez, era bom para responder sobre aquilo era Zayn, o mais observador do grupo.

— Sinceramente? — ele pergunta e ela afirma. — Acreditei que ele gostava de você desde o primeiro momento, nunca me meti entre vocês mesmo sabendo da fama dele, porque acreditava nesse sentimento que ele nutria por você. — Zayn disse e então parou por um minuto e coçou a cabeça parecendo chateado. — Mas não sei mais se conheço totalmente o Harry, não dá pra ter certeza do que se passa na cabeça e no coração de alguém, então não sei te dizer.

— Mas o que você acha? — Diana perguntou enfatizando a palavra ‘você’.

— Eu, sinceramente, acho que ele gosta, gosta muito de você. — Zayn diz e torce os lábios antes de prosseguir. — Mas eu acho que ele não tem ideia disso, ou pelo menos ele não sabe como agir em relação a isso.

— E eu Zayn? Como eu vou agir? — ela pergunta depois de alguns minutos em silencio, Zayn suspira e se levanta caminhando pelo pouco espaço do armário e parando de frente para a menina que estava sentada sobre uma caixa, ele estende a mão sorrindo.

— Isso é algo que só você pode decidir. — ele diz e ajuda Diana a se levantar. — Mas não importa qual for a decisão, vou estar do seu lado.

**********

Zayn e Diana se abraçaram, e Diana gostaria de permanecer naquele abraço por mais tempo, apesar de eles já estarem assim a pelo menos uns cinco minutos. Quando Liam começou a namorar Lucy, ela sabia que as coisas mudariam entre eles, Liam era seu amigo urso, aquele que a abraçava e a espremia em um abraço tão apertado que fazia Diana se sentir segura, mas Zayn, ele tinha uma calmaria. Toda vez que Zayn abraçava Diana ela sentia que podia morar ali, na calmaria daquele abraço, ele transmitia tranquilidade, e parecia silenciar as vozes em sua mente. O comportamento normalmente agitado de Niall fazia os abraços dele serem sempre agitados e alegres, o loiro não sabia lidar com situações sentimentais, Diana não teve a chance de conhecer Louis direito, o único abraçou que deu nele foi por ele estar triste, e ele parecia uma criança sem saber como agir, mas com vontade de se encolher e pedir colo. Mas não importava quantos abraços ela desse, só tinha um que calava sua mente, e todo o mundo a sua volta, que eliminava todas suas dores, e fazia seu coração disparar, e infelizmente, o dono desse abraço era o motivo para que ela precisasse de um agora.

— Ei, o que vocês pensam que estão fazendo aqui? — a voz grossa soou, e eles se soltaram dando de cara com Albert o zelador. — Já para aula os dois, antes que eu decida contar isso para a direção...

Zayn e Diana não esperaram mais nenhuma palavra, na verdade Zayn segurou a mão de Diana e puxou ela pelo corredor. Os dois correram juntos rindo até a porta da sala deles, Diana quase podia esquecer o seu choro. Foi algo simples, mas correr como um adolescente normal pelos corredores de mãos dadas com Zayn fez ela se sentir livre, de uma forma meio bizarra.

— O que é tão engraçado senhor Malik? E senhorita Benson? — Diana que até então estava encarando Zayn, e Zayn que estava rindo olhando para o chão enquanto apoiava as mãos no joelho recuperando o folego se viraram assustados, e só então eles notaram que tinham realmente parado em frente a porta da classe, mas por milagre, ela estava aberta, e agora todos os olhares estavam sobre eles. — Querem contar para gente o motivo da graça? Ou talvez queiram nos explicar porque não estão na classe até agora?

— É... eu.. — Diana começou a dizer, ela nunca tinha passado por uma situação daquela, nenhuma professora tinha a encarado como se ela fosse um aluno problema, mas ela via o olhar rigoroso que estava recebendo nesse momento e não tinha ideia do que fazer.

— A culpa foi minha professora. — Zayn se pronunciou já acostumado com os esporros. — Eu fiz a Diana perder a hora.

— E como  o senhor fez isso senhor Malik? — a professora perguntou completamente por fora de qualquer fofoca, Zayn trocou um olhar com Diana, ele não tinha ideia do que inventar agora.

— Eu tive que ir, que ir até a biblioteca e pedi para, pedi que ela... — Zayn começou a dizer gaguejando um pouco e os risinhos dentro da sala de aula se tornaram em cochichos até que uma voz se sobressaiu entre as outras.

— Acho que a senhora não vai querer saber o que eles estavam fazendo para perder a noção da hora professora. — era a voz de Misha, alta e debochada, cheia de uma malicia cortante. Novamente a sala encarou Diana e Zayn que ainda estavam parados em frente a porta, a professora encarou Misha de cara feia, como se a menina tivesse feito algo muito errado e voltou seu olhar para o casal na porta.

— Entrem logo Malik e Benson, antes que eu me arrependa. — a mulher disse parecendo chocada com a insinuação de Misha, Diana e Zayn entraram na sala e os olhares seguiam eles por onde eles passavam, Diana se encolheu envergonhada e cansada daquela situação, a insinuação de Misha tinha feito ela se sentir suja. Zayn envolveu os braços dela de forma protetora e caminhou com ela pela sala.

— Está tudo bem, ignore eles, estou com você. — ele sussurrou enquanto levava a menina até a carteira dela, sentado algumas cadeiras distante deles estava Harry, seus olhos seguiam o casal tristemente, ele queria tanto estar no lugar de Zayn, poder abraça-la, protege-la.

— Está vendo só, depois dizem que eu sou a vadia... — foi só o que os outros conseguiram ouvir depois que a sala finalmente voltou ao silencio, a professora já tinha voltado a anotar algo no quadro e pareceu não ouvir o comentário maldoso de Misha. Diana se encolheu ainda mais ao se sentar em sua cadeira, e encarou a mesa enquanto Zayn ocupava uma carteira vazia atrás dela e fuzilava Misha com o olhar.

— Já parou para pensar que nem toda mulher que fica no mesmo ambiente que um garoto está pensando em dar para ele Misha? — a voz rouca rebateu irritada, não podia acreditar em tudo que Misha estava causando na vida de Diana. — Talvez isso seja novo para você, mas nem todas se aproximam de um garoto com o intuito de dar para ele.

Ele tinha ido longe demais, sabia, Misha virou para a carteira bufando e visivelmente magoada, suas palavras tinham a ferido, e ele não teria feito isso, pelo menos não gostava de fazer, mas era insuportável ver Diana passando por aquilo e ficar quieto. Ele não desviou seu olhar para encarar Diana, na verdade ele apenas voltou sua atenção para o caderno, não tinha notado que todos que estavam por perto puderam ouvir, incluindo Zayn e Diana.

Diana se virou e encarou os cabelos cacheados que agora tampavam o rosto dele, ele não se virou para ela em nenhum momento, não estava em busca de nenhuma aprovação, então porque? Porque Harry a defendeu?

************

A tarde Diana conseguiu o carro de sua mãe emprestado mais uma vez e dirigiu diretamente para a casa dos Malik. Diana já tinha se acostumado a ir ali, toda sexta ou quase toda sexta desde a festa no sitio Wali, Liza e ela se reuniam para assistir filmes, comer pipoca, rir, e de vez enquanto falar de garotos. Era bom ter algo normal, algo de garotas que ela nunca tinha feito antes, Lucy nunca tinha ido á uma dessas reuniões, mas Zayn de vez enquanto era liberado de entrar no quarto e assistir o filme com elas, mas assim que o filme acabava e elas tinham que colocar o papo em dia, ele voltava a ser expulso do quarto.

A casa dos Malik era mediana, tinha três quartos, as meninas dividiam o maior, os pais ficavam com o médio, e Zayn com o menor dos quartos. Eles eram uma família acolhedora e gentil, mas Diana ainda não tinha conhecido Doniya, a Malik mais velha.

Ela tocou a campainha e logo o rosto conhecido apareceu a sua frente.

— DI! — a menina disse empolgada e puxou a loira para um abraço apertado, o que Zayn tinha de quieto, Wali tinha de agitada, era sempre tão calorosa que Diana só conseguiu rir. — Estavamos só te esperando.

— Cheguei! — Diana disse rindo e envolvendo a cintura fina de Wali enquanto a menina se empoleirava no pescoço dela apertando a loira.

— Elas estavam prestes a te matar se você atrasasse mais. — Zayn disse zoando a irmã que soltou Diana, a loira revirou os olhos e andou até ele, foi a vez de Zayn enlaçar a cintura de Diana que por sua vez envolveu a cintura dele o apertando forte, ele fez o mesmo e tirou os pés da menina alguns centímetros do chão.

— Até parece que vocês não se veem a dias. — Wali disse revirando os olhos e eles se soltaram rindo.

— Você também me viu na escola. — Diana disse e Wali fez uma cara de ofendida.

— Mas eu não estudo com você! — a menina se defendeu e eles gargalharam.

— Qual filme vão ver hoje? — Zayn perguntou mudando de assunto e Wali o encarou de cara feia.

— De preferencia um bem romântico para você não ver! — a menina disse puxando Diana pela mão e passando por Zayn que caiu na gargalhada e logo seguiu as duas.

— Sou um cara bem romântico. — ele provocou Wali que gargalhou.

— Claro que é! — ela ironizou e completou. — Tão romântico quanto um ogro.

— Acho que você é o Shrek. — Diana debochou e Zayn fechou os olhos balançando a cabeça e fazendo careta para Diana, a loira riu e logo eles estavam no quarto de Wali onde Liza já tinha as possíveis escolhas nas mãos.

***********

—Eu realmente amo ‘Velozes e Furiosos’. — Diana disse quando filme chegava ao fim e Wali tacou pipoca na cabeça da menina.

— Não acredito que não vimos ‘Querido John’, isso foi completamente injusto. — Wali reclamou e Liza acenou concordando.

— Bom, eu já vi esse. — Diana disse dando de ombros e deu um olhar cumplice para Zayn. — De qualquer forma não estava muito afim de ver nenhum romance.

— Mas ‘Querido John’ nem é tão romântico! — Liza defendeu a ideia de Wali e elas bateram nas mãos uma da outra.

— Tão pouco é tão maneiro quanto ‘Velozes e Furiosos’. — Zayn disse batendo na mão de Diana como Liza e Wali tinham feito segundo antes, as meninas deram língua para eles e eles retribuíram se encarando e revirando os olhos para as meninas juntos.

Foi nesse momento que a campainha tocou lá embaixo e Diana soube que os meninos tinham chegado, Wali se segurou para não dar gritinhos e pulinhos, e Diana se segurou para não enforcar Lucy que furou outra tarde de filme dizendo que iria junto com Liam para o grande show. A loira ainda não havia tido a chance de se desculpar com Niall, então ela lançou um olhar cumplice para Wali que logo concordou e puxou conversa com Liza.

— Vou atender a porta. — Zayn disse se levantando e fingindo que não tinha ideia de quem era.

— Eu vou no banheiro. — Diana mentiu e saiu atrás de Zayn, as meninas apenas assentiram e Liza não pareceu notar nada. Diana seguiu Zayn até a entrada da casa, o menino trocou um olhar com ela e abriu a porta. Os dois se surpreenderam, todos estavam ali juntos, e Niall comandava o grupo com um sorriso no rosto, ele cumprimentou Zayn e seu olhar caiu em Diana, o sorriso em seu rosto se fechou e a menina torceu os lábios, todos se cumprimentaram e depois Diana andou até Niall que estava no canto da sala mexendo nos equipamentos.

— Loirinho? — Diana chamou se aproximando, usando o apelido que sempre usava com Niall em momentos fofos, ou em momentos em que ela precisava pedir desculpas. Ele se virou depois de um suspiro e encarou a menina. —Posso falar com você?

— Já está falando comigo. — o loiro disse se levantando e suspirou outra vez. — Mas tudo bem, também quero falar com você.

— Olha não sei o que você tem pra falar comigo, mas por favor deixa eu começar. — ela pediu e o menino apenas a encarou, então ela tomou coragem e logo continuou. — Eu sinto muito mesmo pelo o que eu disse na escola, eu não queria te magoar e nem implicar com você é só que...

— Eu também tenho que te pedir desculpas. — Niall soltou interrompendo a menina que franziu o cenho. — Não queria, e nem devia ter falado com você daquele jeito, não foi nada legal, eu estava muito nervoso e...

— Eu entendo, e foi eu quem começou... — Diana interrompeu Niall novamente e foi a vez dele franzir o cenho. — E tudo bem, alias você estava certo.

— Não, eu não estava. Não podia ter falado da sua vida daquela maneira não foi justo.

— Pode ser, mas não disse nenhuma mentira. — Diana confessou e encarou o chão tristemente. — Eu só estava implicando com você porque não consigo resolver meus próprios problemas, mas não é justo descontar em você, em nenhum de vocês. — Diana disse e levantou o olhar, Niall estava calado, surpreso com a súbita confissão de Diana. — Não me entenda mal, eu desejo o melhor do mundo para você, só quero que seja feliz, quero que todos vocês sejam felizes! Vocês são meus amigos, e eu realmente amo todos vocês. — Diana disse não se importando se alguém iria ouvir aquela conversa. — Mas eu estou um pouco chateada, porque queria estar feliz, poder compartilhar os momentos felizes com vocês sem me sentir tão mal, e sem acabar descontando em vocês.

— Ei, tá tudo bem. — Niall disse sem jeito, ele claramente não sabia lidar com esse tipo de situação, ele segurou as mãos de Diana e sorriu de maneira divertida, típico daquele loiro. — Eu adoro você, é a minha melhor amiga, e esse momento de hoje não seria tão feliz se você não estivesse aqui. — Niall diz e olha a volta vendo que os meninos estavam ajeitando as ultimas coisinhas. — Não seria a mesma coisa se qualquer um de vocês não estivesse aqui.

Louis, Harry e Zayn que estavam mais próximos e ouviram fragmentos da conversa sorriram um para o outro, como se eles também estivessem fazendo as pazes, e logo todos voltaram a se empenhar ajeitar as coisas.

********

—Você demorou, o que estava fazendo? — foi a primeira coisa que a ruiva perguntou quando Diana entrou no quarto com um sorriso no rosto.

— Acabei ficando curiosa e fui ver quem era. — Diana disse com um sorriso ainda maior e encarou as meninas fingindo não saber de nada.

— E quem era? — Wali entrou na brincadeira, também fingindo não ter conhecimento do que ia acontecer ali hoje.

— Ah você sabe, aqueles idiotas dos amigos do seu irmão. — Diana disse fazendo cara de nojo e revirando os olhos.

— Pensei que eles também fossem seus amigos. — Wali rebateu ainda jogando o mesmo jogo de Diana e se fingindo de desentendida.

— Alguns são, mas outros eu não suporto nem ver. — Diana disse e as meninas olharam para Liza, ela estava aproveitando a ‘conversa’ das amigas para pentear o cabelo.

— E o que eles vieram fazer aqui? — Liza perguntou ao notar o olhar das meninas sobre ela, e tentou disfarçar sua agitação.

— Parece que houve um problema na casa do Styles, e infelizmente eles vão ter que ensaiar aqui. — Diana respondeu fingindo não ter gostado da ideia, Liza arregalou os olhos visivelmente animada, ela só tinha visto a banda tocando junta uma vez, e pelo visto estava louca para ver de novo.

— E será que eles deixam a gente assistir o ensaio? — Liza perguntou deixando sua timidez um pouco de lado, e demonstrando toda sua animação com a ideia.

— Serio que você quer assistir essa tortura? — Diana ironizou e Wali revirou os olhos, era obvio que a loira estava indo longe demais.

— Ah não seja implicante, eles não cantam tão mal assim. — Wali falou sorrindo e se levantou da cama. — E como a casa é minha e Zayn se intrometeu em nossa ‘secção pipoca’, nós vamos nos meter no ensaio dele.

Então ela pegou a mão de Liza e puxou Diana que saiu fingindo não querer assistir o ensaio, as três chegaram na sala e os meninos fingiam não estar esperando, eles se viraram para elas e Niall logo abriu um sorriso que poderia rasgar sua face.

— Meninas. — foi Liam quem cumprimentou com um sorriso. — Não sabia que estavam aqui.

— Ah e pensou que a Diana estava aqui porque? — Wali rebateu rindo e completou. — E além do mais, essa é a minha casa.

— Bom, a Diana me trocou, e só anda com seu irmão para cima e para baixo agora. — Liam reclamou e Diana lançou um olhar serio para ele, quem havia trocado ela por Lucy, tá que Lucy era namorada dele, mas vocês entenderam. — E você podia ter saído coisinha.

— O que importa é que estão aqui, e é bom ver vocês. — Niall disse se aproximando e cumprimentando as meninas, ele aproveitou para roubar um selinho de Liza que corou envergonhada e quase se derreteu ao ver o menino que estava muito bem arrumado, cabelos penteados, perfume exalando, e a roupa bem passada.

********

O ensaio foi rolando, e enquanto as musicas tocavam as meninas dançavam, Wali aproveitou para trazer a pequena Safaa para a fez, e a garotinha gorducha com dez anos dançava com a irmã como se estivesse em um show de verdade. Eles já deviam ter tocado quatro ou cinco musicas quando finalmente o momento esperado chegou.

— Essa musica é especial, é uma musica nova, e eu quero dedicar ela para você... — Niall disse e encarou Liza que corou tanto que ficou vermelha da cor de seus cabelos. — Liza.

Baby, eu quero saber no que você pensa quando está só

É em mim? Você está pensando em mim?

Somos amigos há um tempo, já

Quero saber, se quando você sorri

É por mim? Você está pensando em mim? — Liam começa a cantar e seus olhos passeiam pela sala, encontram Liza para quem ele sorri, e logo se focam em Lucy para quem ele canta. Diana amou a escolha da melodia, é bem calma no começo, gostosa de se ouvir, e apropriada para uma declaração.

Menina, o que você faria?

Você ficaria se eu dissesse... — Harry canta, seus olhos também encaram Liza e ele também sorri, mas Liza esta sentada ao lado de Diana entre a loira e Wali agora, todas compenetradas demais na letra para pensarem em dançar, e os olhos verdes de Harry aproveitam para observar Diana discretamente.
Que quero ser o último, é

Baby, me deixe ser o seu, ser seu último primeiro beijo

Eu quero ser o primeiro, é

Quero ser o primeiro a me entregar desse jeito

E se você soubesse, eu quero ser o último

Baby, me deixe ser o seu último, último primeiro beijo. —os meninos cantam juntos e Liza esta prestes a explodir, tanto de vergonha quanto de alegria. Era obvio que a letra tinha sido pensada para ela, afinal Niall tinha dado o primeiro beijo da vida de Liza.

Querida, me diga o que tenho que mudar

Estou com medo que você fuja se eu disser

O que eu queria te dizer. — Niall canta, os olhos azuis deles estão tão focados em Liza que a ruiva deixa ser sugada por eles, como se Niall fosse o único ser existente ali, ou pelo menos o único que importava. Era algo bonito de se ver, e Diana sabia qual era a sensação, inconscientemente ela se vira para Harry, e encontra o olhar do menino que também esta sobre ela, as palavras cantadas por Niall são as mesmas que ele gostaria de dizer a ela.

Talvez eu só tenha que esperar

Talvez isso seja um erro

Eu sou um tolo, é, baby, eu sou só um tolo. — Louis canta, pela primeira vez ele não esta sendo irônico, nem encarando Diana e Harry de cara feia, na verdade ele nem parece notar a troca de olhares entre os dois, ele esta feliz por estar com os amigos e por participar de algo importante para Niall como um igual, como todos os outros garotos. Ele deixa seu olhar correr pela sala, e canta com um sorriso no rosto como se aquele fosse um dos dias mais felizes da sua vida, e depois seus olhos analisam Niall e Liza e quando ele termina seu verso sorri ao observar o loiro e a ruiva se olhando como se ninguém mais existisse, quando ele teria algo assim?

Menina, o que você faria?

Você ficaria se eu dissesse... — Harry canta outra vez, e ele parece perguntar algo para Diana enquanto canta, ela desvia o olhar encabulada, mas os olhos de Harry continuam sobre ela.

Que quero ser o último, é

Baby, me deixe ser o seu, ser seu último primeiro beijo

Eu quero ser o primeiro, é

Quero ser o primeiro a me entregar desse jeito

E se você soubesse, eu quero ser o último

Baby, me deixe ser o seu último, último primeiro beijo. — eles cantam juntos em perfeita sincronia, enquanto a melodia fica um pouco mais agitada, mas ainda é uma ‘balada romântica’ é uma boa musica, uma boa melodia, e eles estão perfeitamente afinados, apesar de Zayn parecer que esta ‘economizando’ sua voz, como se estivesse com a garganta incomodando, e talvez estivesse mesmo já que ele ainda estava um pouco gripado.

Seu último primeiro beijo

Seu último primeiro beijo. — Zayn e Harry cantam, e Harry se encarrega de ficar com o tom mais alto, então Zayn devia mesmo estar com a garganta meio dolorida.

Menina, o que você faria?

Você ficaria se eu dissesse... — Liam canta ainda com os olhos pregados em Lucy como se ela fosse uma estrela que tinha caído diretamente do céu para ele.

Seu último primeiro beijo. — Harry cantou pegando as notas altas que geralmente eram de Zayn, mas que ficaram muito boas na voz dele também.

Que quero ser o último, é

Baby, me deixe ser o seu, ser seu último primeiro beijo

Eu quero ser o primeiro, é

Quero ser o primeiro a me entregar desse jeito

E se você soubesse, eu quero ser o último

Baby, me deixe ser o seu último, último primeiro beijo

Eu quero ser o último, é, baby me deixe ser seu último... — eles cantam juntos e Niall encara Liza parando de cantar no momento que Zayn entra finalizando a musica no seu único solo na musica.

Seu último primeiro beijo.

*******

É instantâneo, as meninas logo começam a aplaudir e dar gritinhos de incentivo, Niall se afasta do microfone, ele parece nervoso e seca as mãos no jeans, ele se aproxima de Liza que parece em estado de choque, completamente paralisada e vermelha como um morango, delicadamente Niall ignora os assobios e incentivos dos amigos e segura o rosto de Liza entre suas mãos.

— E então? — ele pergunta baixinho com um sorriso. — Você me deixa ser seu ultimo primeiro beijo? — ele pergunta de novo e a menina pisca os olhos sem ter o que falar como se não pudesse acreditar no que estava acontecendo. — Quer namorar comigo?

Nenhuma palavra é dita pela menina, ele apenas afirma com a cabeça presa entre as mãos de Niall e envolve o pescoço dele, os dois se beijam e a sala rompe em aplausos escandalosos, Harry se aproxima de Diana com um sorriso mas a loira demora para nota-lo, ela esta apenas observando Niall e Liza, feliz pelos os dois. Ela sorri tanto que seu rosto chega a doer, mas Harry continua ao lado dela.

Quando a garota finalmente nota a sua presença ela o encara como se perguntasse o que ele esta fazendo ali, ou o que ele quer, ele sorri de lado e se inclina mais para ela.

— Eu também tenho uma musica. — ele diz como se aquilo explicasse muita coisa, Diana franze o cenho e depois ergue a sobrancelha confusa. — É pra você, podemos cantar se você quiser. 


Notas Finais


E ai curtiram? NAO ESQUEÇAM DE COMENTAR!!! Favoritem e indiquem a historia!!!
BEIJU até o proximo .....
PS: Musica do capitulo da declaraçao do Niall para a Liza é da 1D e se chama Last First Kiss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...