História Perfect Creation - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Louis Tomlinson, Personagens Originais
Exibições 21
Palavras 522
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie! :)

Mais uma historia linda pra vcs...
Espero que gostem dessa nova adaptação...
Bom dia e boa leitura !

Capítulo 1 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Perfect Creation - Capítulo 1 - Capítulo 1

 

Camila

 

Estou pensando em uma maçã quando o carro me atinge, minha perna fica toda ferida, minhas costelas se quebram e meu braço não é mais braço, mas algo irreconhecível, molhado e vermelho.

Uma maçã. Estava na barraca de frutas da feira. Eu a notei porque estava tão estranhamente deslocada, uma vermelha e vibrante em meio a um monte que são verdes.

Ao “morrer” — e eu percebo isso quando voo pelo ar como um pássaro ferido —, você deveria estar pensando no amor. Se não no amor, pelo menos você deveria estar repassando seus pecados ou tentando entender por que não atravessou na faixa de pedestre. Mas não deveria estar pensando em uma maçã.

Escuto o barulho dos freios guinchando e os berros assustados antes de eu cair na calçada. Ouço meus ossos se partirem, se quebrarem. Não é um som agradável, mas mais delicado do que teria pensado. Faz com que eu me lembre dos sinos de vento de nosso quintal.

Várias pernas param ao meu redor. Entre as canelas finas de um mensageiro de bicicleta, consigo ver o 30% DE DESCONTO, SÓ HOJE do cartaz na loja de calçados.

Eu deveria estar pensando no amor agora — não em maçãs, e muito menos em um par de tênis Nike novo — e, então, paro de pensar totalmente porque estou ocupada demais gritando.

Abro os olhos e a luz me cega. Sei que devo estar morta porque nos filmes sempre tem um túnel de luz forte antes de alguém morrer.

— Karla? Fique conosco, garota. Camila? Nome legal, Karla Camila. Olhe para mim, Karla. Você está no hospital. Quem devemos chamar?

A dor toma conta de mim, e percebo que não estou morta afinal, apesar de desejar que estivesse, porque talvez, assim, eu pudesse respirar em vez de gritar.

— Karla? Você atende por Karla ou Camila?

Algo branco com manchas vermelhas me sobrevoa como uma nuvem ao pôr do sol. Ele me cutuca, aperta e murmura. Mais um, depois outro. São sérias, mas determinadas, essas nuvens brancas. Elas falam com poucas palavras. Pedaços, como eu estou em pedaços. Vitais. Preparação. Avisar. Permissão. Grave.

— Karla? A quem devemos avisar? Veja o telefone dela. Quem está com o maldito telefone dela?

— Não encontraram, só a identidade escolar.

— Qual é o nome da sua mãe, querida? Ou do seu pai?

— Meu pai morreu — digo, mas sai em gemidos agudos, uma canção que eu não sabia que conseguia cantar. Chega a ser engraçado, realmente, porque não sei cantar nada. Tirei C+ na prova do coral para iniciantes (e é uma nota bem ruim), mas aqui estou, cantando pra valer.

Seria ótimo estar morta agora. Meu pai e eu, só nós, não isto.

— A sala de cirurgia 2 está pronta. Não temos tempo. Agora, agora, agora.

Estou presa como uma cobaia de laboratório, mas ainda assim estou me movendo, passando pelas nuvens vermelhas e brancas. Não sabia que conseguia voar. Tantas coisas descobri esta tarde que não sabia de manhã.

— Karla? Camila? Diga um nome, querida.

— Minha mãe é Sinuhe Cabello — canto.

As nuvens ficam em silêncio por um momento, e então eu voo da sala de luz clara.



 


Notas Finais


E ai??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...