História Another page - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ever After High
Personagens Apple White, Daring Charming, Darling Charming, Raven Queen, Rosabella Beauty
Tags Appleling, Applexdarling, Darlapple
Visualizações 68
Palavras 1.748
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yuri
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu tive insônia, fiz isso. Espero que gostem.

Capítulo 1 - Capítulo - I


Passaram-se dias desde o dia em que eu fui acordada por meu príncipe encantado, e dias que todos sorriam amarelo toda vez que eu tocava no assunto, mas hoje durante a aula que eu dividia com a Raven, decidi que ela seria a pessoa certa para confrontar sobre isso, a corrida de dragões contra a mãe dela só nós aproximou, sei que ela não mentiria para mim.

 E eu tinha razão, não sei o que eu senti naquele momento, meu coração batia como se fosse explodir, todo ar que eu tentava puxar para respirar apenas me sufocava, nada mais fazia sentido. Queen me disse que Darling me beijou, que ela me acordou com um beijo de amor verdadeiro, mas isso não faz o menor sentido.

"Para de mentir para mim, Raven. Não tem como algo assim ser verdade". Gritei com todo o ar que me restava, eu corri dali o mais rápido que pude. Não me importei de ter gritado no meio da aula, não me importei com a pose de princesa que eu sempre tinha, eu só precisava sair dali.

Darling ter me beijado explica Daring me evitando, o porquê de ninguém me contar o que aconteceu comigo desacordada, mas isso não faz sentido, não pode fazer.

Eu corri, corri até todo o meu corpo fraquejar. Daring, Darling, as expectativas da minha mãe, meu destino, meu final feliz, tudo passava cada vez mais rápido por minha cabeça... Até eu perceber que estava no meio do bosque e um estranho barulho me chamar atenção.

"Toma isso". Disse Darling fatiando um homem-fantoche com sua espada. Darling, a culpa é dela, tudo isso é culpa dela.

"Darling". Eu gritei me aproximando dela juntando toda força que me restava. "Isso é culpa sua, você destruiu qualquer chance que eu tinha de seguir meu destino e ser feliz". Eu comecei a bater nela com toda a raiva que eu sentia naquele momento. Eu só queria fazê-la desaparecer, eu bati, bati e bati nela esperando que ela revidasse a qualquer momento com sua espada e fizesse esse sentimento acabar de vez. "A culpa é sua". Eu gritei milhares de vezes. 

Mas não senti nenhuma espada me atravessando, o objeto se encontrava no chão, Darling apenas me envolveu em seus braços.

 "Me desculpe Apple, me desculpe por fazer você chorar". Ela disse luntando para me manter em seus braços enquanto eu ainda a socava, foi apenas aí que eu percebi que todo meu rosto estava molhado de lágrimas. 

Eu não resisti mais, deixei todo o choro descer de uma vez, molhando toda a armadura que Darling Charming usava, ela só me apertou cada vez mais, ao passo que meu choro aumentava, sempre implorando para perdoa-la.

Aos poucos minhas lágrimas foram parando, e meus pesamentos ficaram mais claros, o mundo parecia um lugar muito assustador para encarar agora, mas o abraço da Charming continuava forte, por alguns segundos pensei que meu mundo podia se resumir aquele gesto. Ela me afastou gentilmente quando percebeu que eu estava mais calma e me encarou.

"Apple, não chore, por favor não chore mais. Me perdoe, eu realmente sinto muito". Ela falou secando os resquícios das minhas lágrimas, enquanto eu ainda soluçava um pouco. Ela tinha uma expressão tão triste em seu rosto. "Meu coração se parte te vendo assim". Darling disse, me fazendo perceber uma coisa óbvia.

"Darling, você me ama?" eu perguntei meio incerta sobre se deveria mesmo perguntar isso, assim do nada. Ela encostou sua testa na minha, o que me fez olhar-la mais de perto.

"Sim, por isso me dói te ver assim. Apple, me dói mais te ver desse jeito do que te ver ao lado de outro, ao lado do meu irmão". Ela falou fechando os olhos e a boca com força, passando alguns minutos assim. "Vem, eu te acompanho até o dormitório". Charming disse levantando-se e estendendo a mão a mim, que me encontrava no chão, estática sem conseguir falar nada naquele momento.

XXX

Andamos lentamente todo o caminho, ambas olhando para o chão em silêncio mortal, as vezes Darling me encarava e eu não conseguia ter outra reação senão fechar a cara, cerrar os punho e continuar a não encara-lá, todo aquele dia foi demais para mim. Eu só queria deitar na minha cama e dormir até amanhã, e eu suspirei alto quando finalmente chegamos ao dormitório, eu só consegui olha-la nos olhos, desviar o olhar e correr ao meu quarto sem agradecer a Darling por me acompanhar, eu não estava com cabeça para nada.

Eu entrei no meu quarto encarando minha cama, mas antes que eu pudesse deitar meu espelhophone toca com o número da minha mãe. Se eu não atendê-la ela virá para onde eu estou. Mas não importa, eu só quero dormir, coloquei ele no silencioso e deitei com todo o cansaço que eu carregava.

XXX

"Apple, acorda. Você dormiu 26 horas seguidas, está me deixando preocupada". Raven me sacudiu na cama. 

Me perguntei o porquê eu deveria acordar, todo o futuro que foi planejado para mim acabou. Minha vilã não é mais minha vilã, meu príncipe encantado não é meu príncipe encantado, todo o meu destino acabou.Mas Raven estava sendo gentil, e eu fui uma grande idiota com a Darling, eu ainda sou a Apple White. Me sinto um poço de contradição.

"Apple, você tem que encarar isso, você sabe que tem. Talvez Daring não seja seu príncipe. Eu não serei sua vilã, mas você ainda tem chance de um final feliz, White". Disse Raven, me surpreendendo por praticamente ler meus pensamentos.

"Obrigada, Raven". Eu disse sorrindo. Ela sorriu de volta, entendendo que eu podia me virar dali, e foi embora. A primeira coisa que eu fiz foi ligar para minha mãe.

"Oi, Mãe". Falei encarrando o espelho.

"Como assim 'Oi, Mãe' ? Você não me atendeu depois de umas 300 chamadas realizadas, eu estava quase pegando um avião e indo te ver minha filha. Aconteceu alguma coisa? Seu diretor ligou preocupado, me disse que você saiu repentinamente de uma aula. Aposto um reino que foi coisa da Srt. Queen, estou errada?" Ela jogou todo o balde de preocupação dela em cima de mim de novo.

"Mil perdões, mãe. São problemas de princesa, entende?" Menti. Ela se decepcionaria demais se eu falasse a verdade. Ela continuou com mil sermões sobre princesas e responsabilidades, os quais eu ouvi atentamente como sempre, apesar de tudo ela sempre foi minha inspiração de vida. 

Saí do meu dormitório depois de estar devidamente arrumada, como uma princesa deve estar, convencida de que ajeitaria minha vida hoje, como eu deveria ter feito ontem. Procurei Daring por aí, até acha ele em frente a cafeteria da Ginger.

"Vamos conversar em particular". O puxei pela mão e ele me seguiu.

"Apple, precisamos mesmo conversar". Ele falou quando paramos. "Eu sei que você sabe que eu não sou seu príncipe encantado por que eu não te acordei quando voce foi enfeitiçada". Falou ele derrepente.

"Não, Daring". Eu respirei fundo e ele gesticulou para que eu continuasse. "Eu sei que você não é meu príncipe encantado, mas não porque você não me acordou. Você não é por que eu não te amo, apenas sinto um grande carinho pelo cara que me disseram ser meu príncipe encantado a vida inteira. Eu sei que você também não me ama, eu vejo o jeito que você olha para Rosabella, Daring você nunca me olhou daquele jeito. Nós estavamos presos as imagens que outras pessoas faziam de nós. Daring, acabou, ambos estamos livres para tentar um final feliz com outras pessoas". Suspirei depois de colocar tudo para fora.

" Apple..." Ele abriu a boca parecendo chocado. "Obrigado" . Disse ele me surpreendendo. "Você têm razão, me desculpe, eu nunca te amei. E sabe, depois de ver minha irmãzinha te beijando acho que realmente não podemos continuar. Eu confrontei ela depois daquilo, Darling confessou te amar". Ele disse me encarando sério. 

Eu só consegui dizer um "eu sei" de volta. Ele me desejou boa sorte e disse que sempre seríamos amigos, enquanto se despedia de mim. Eu passei algum tempo pessando no nosso termino e no que isso significava, só consegui chegar a conclusão de que isso era o melhor a se fazer. 

Agora, me restava encarar a Charming. Segui todo o caminho da floresta que tinha feito ontem, esperando encontrar ela em seu campo de treinamento, onde costuma matar algumas aulas.

"Oi". Eu falei me aproximando, incerta. Ela me encarou confusa, Darling Charming mantinha uma expressão neutra no rosto,  enquanto se aproxiva de mim. "Darling, nós precisamos conversar devidamente sobre o que aconteceu". Eu falei encarando-a, esperando que ela falasse o quanto eu fui grossa com ela e que ela não iria querer falar nada comigo agora. Mas ela apenas sorriu, um pequeno sorriso triste.

"Claro, Apple". Ela disse, ajeitando a cabeça um pouco pra baixo para me encarar.

"Darling, eu não sei se eu posso retribuir o que você sente por mim. Mas você com certeza me deu um beijo de amor verdadeiro, então racionalmente falando eu sinto ou vou sentir alguma coisa por você. Porém, se isso acontecer gostaria de pedir que não viesse a público qualquer relacionamento futuro que possamos ter, pelo menos não agora". Eu falei tudo muito rápido, encarando o chão, por que olhar para ela me fazia corar sem motivo e atrapalhava minhas palavras. "O que eu quero dizer é, namorar você aceita comigo?" eu a encarei na última parte, eu nunca pedi ninguém em namoro antes, sempre fui pedida. Ela me encarou e soltou um pequeno riso quando eu me atrapalhei, mas sua expressão foi de riso para espanto e depois para alegria em segundos.

"Apple, não há nada que eu deseje mais". Ela disse se aproximando de mim como no dia anterior. "Posso beijar você?" Ela perguntou, me fanzendo corar fortemente. Eu assenti com a cabeça e ela me puxou pela cintura para mais perto dela.

 Seu beijo começou suave, seus lábios eram tão macios, mas ela pediu passagem com a língua e logo o beijo se tornou voraz, Darling me apertava cada vez mais contra ela, fazendo meu coração doer de tanto palpitar, minhas mãos estavam pousadas delicadamente em seus ombros, e as dela passeavam entre minhas costas e cintura. Darling Chaming tinha o estranho gosto de amoras roxas e me fez experimentar o melhor beijo da minha vida, seguida da sensação estranha no meu coração, que eu nunca havia sentido antes, talvez seja isso que é definido como o começo do amor.


Notas Finais


Se vocês quiserem tem mais, >\\\<.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...