História Perfect Partner - Book Two - Capítulo 21


Escrita por: ~

Visualizações 54
Palavras 3.712
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá amoras e amorecos !!!
Quero agradecer aos antigos leitores e dar às boas - vindas aos novos 😍😍😍
Estou muito feliz com os comentários e apoio de vocês . E animada para continuar com a nossa história, o incentivo de vocês é essencial.
Vechini presente de aniversário é este ( Jade ) , porque não é Natal o ano todo 😉 !!!
Saqui expliquei direitinho o significado 😜 ?

Capítulo 21 - Truces ?


Fanfic / Fanfiction Perfect Partner - Book Two - Capítulo 21 - Truces ?

Truces ?

 

 

GABI

 

 

Depois do casamento e da reconciliação de Noah e Jade , temos vivido um tempo de paz.

A mamãe megera não deu mais sinal de vida, o que para mim é um alívio, já Jade acha preocupante e Liv vivendo seu próprio conto de fadas não opina.

O que tem me preocupado é  a saúde de Gabe . Ele tem perdido peso , mas insiste em dizer que é por conta da pressão no trabalho e dos últimos  acontecimentos. 

Contudo, hoje ele não tem escapatória !!! Assim , que sairmos da obstetra , a Dra. Chang , iremos ao gastroenterologista que agendei no mesmo hospital , no andar de baixo . Quero  só  ver qual a desculpa que ele vai tentar dar ...

Outra que apesar de feliz, não me parecia bem fisicamente, era a minha Pimenta. Ela também tinha perdido peso , mas se recusava a falar sobre o assunto. Noah até tinha pedido para que eu falasse com ela há algum  tempo, porém, não fui bem sucedida. 

Sendo assim, Liv e eu já tínhamos combinado de ir à casa dela para conversar e saber de fato o que está acontecendo. E ansiosa como sou ,não vou conseguir esperar até amanhã, então ...

- Liv , sou eu Gabi.

- Oi . Já sei você quer ir hoje na Jade. – disse sem surpresa. 

- Exatamente. 

- Às 18 h ?

- Perfeito. Te amo ,minha guru.

- Gabi !!!

Desliguei rindo, imaginando a expressão brava dela do outro lado.

 

 

Me arrumei e fui encontrar Gabe no hospital, ele tinha tido uma reunião em uma subsidiária e iria direto para lá. 

Cheguei com vinte minutos de antecedência e decidi tomar um chocolate quente, sentada na lanchonete observando o vai e vem de pessoas, me dei conta do quanto às vidas de todas nós tinham mudado e nós também. Quantos altos e baixos... 

Como fomos obrigadas a amadurecer ,lidar com nossos medos e preconceitos. E apesar disso, estamos juntas , mesmo com Jade tendo se afastado de nós. Ainda somos uma família, com novos membros à caminho. 

Sorri, acariciando meu ventre. 

“ Ei , amor da mamãe !!! Que tal você deixar confirmarmos se você é menina ou menino hoje ? Por favor, bebê !!! “

Fui conversando com ele ,enquanto me dirigia à  recepção. 

Gabe vinha pelo corredor com o celular no ouvido , de cabeça baixa e não me viu .

-  Ei, Grandão !!! 

- Ah, oi. – disse sério , beijando levemente meus lábios .

- O que foi ? – perguntei ficando imediatamente preocupada. 

- O vigia viu um cara estranho rondando pela segunda vez a casa de Noah.

Entramos na sala e nos acomodamos.

- Mas em plena luz do dia ? E por que ele achou estranho ?

- Bandidos não têm horário, amor. E porque é o mesmo cara ,todo tatuado ...

- Ah ,só porque ele é tatuado !!! Nada a ver !!! Isso é puro preconceito. 

- Não é nada disso ... 

- Senhora Gabrielle Miller Montgomery, sua vez.

Tivemos que interromper nosso pequeno debate , havia chegado a hora da verdade. 

Entramos no consultório e depois das perguntas e exames de praxe ,me preparei para a hora mais aguardada. Estranhamente, Gabe manteve -se sério durante toda a consulta. 

- Prontos ? – Dra . Chang perguntou sorrindo e olhando diretamente para Gabe , que em todas as consultas era quem sempre fazia o interrogatório. 

- Sim. – respondemos em uníssono.

Ele segurou minha mão e percebi como as mãos  dele estavam frias, o olhei detidamente e só então  me dei conta do quão pálido ele estava. Contudo, tive minha atenção desviada pela imagem que se formou na tela. 

Gabe olhava encantado , com lágrimas escorrendo pela face .

- Hoje nós vamos ter a confirmação do sexo ,se vocês quiserem. Da outra vez, ainda havia margem para erros. 

- Nós queremos com certeza !!! – respondi me antecipando , enquanto ele permanecia hipnotizado pela imagem se mexendo no monitor. 

- Bem , o garotão está saudável e bem agitado hoje – ela disse sorrindo. 

- Garotão ?! – ele murmurou. 

- Sim ,um menino. Vocês já tem algum nome em mente ?

- Alec . – falei decidida – Alec Miller Montgomery. 

- Lindo , soa imponente. -sorriu , tirando mais algumas medidas – Alec ... algum significado em especial ?

Ela perguntou e Gabe desviou o olhar da tela e me encarou à espera da resposta . Afinal, nunca tínhamos conversado sobre os possíveis nomes , para o nosso bebê. 

- Sim, muito especial. Esse nome significa aquele  que traz felicidade ,o protetor da família . Deriva  de uma planta chamada alecrim que tem vários benefícios, entre eles ajuda na concentração , na saúde e beleza. 

- Belíssima escolha, Gabrielle. Muito bem , agora falta pouco para termos o Alec entre nós , aproximadamente onze semanas. Continue se cuidando , modere o apetite e evite desgaste físico . No mais , vocês estão ótimos. 

- Obrigado, Dra . Chang. 

- Até a próxima consulta. 

 Ela saiu com um aceno e eu o olhei sem entender aquela repentina apatia.

Pela manhã quando nos separamos, ele estava eufórico. E agora, mal reagiu.

- Gabriel, eu posso saber o que está acontecendo ? O que há  de errado? – perguntei impaciente, enquanto me sentava na maca com a ajuda dele.

Ele evitou me olhar e começou a passar os lenços umedecidos no meu ventre com toda a delicadeza, como se não tivesse escutado minha pergunta. 

- Grandão !!!

- Gabrielle nós precisamos conversar, mas aqui não é o melhor lugar .- disse sério, porém seus olhos brilhavam pelas lágrimas represadas. 

Terminou de me auxiliar com todo carinho e acariciou minha barriga como se quisesse gravar a sensação. 

-Então, vamos a algum lugar. – disse, ficando na ponta dos pés e segurando seu rosto com as duas mãos – Só divida comigo o que está te angustiando ...

- Eu ... Aqui não. – hesitante segurou meu cabelo e me abraçou – Vamos para casa , baixinha. 

- Certo . Mas antes , eu marquei uma consulta para você com um gastroenterologista ...

- Não vai ser necessário , eu já estou me consultando com um, também daqui.- retirou do bolso um envelope com o que parecia ser resultados de exames – Ele é excelente...

- Ai ,que bom amor , que você já está se tratando !!! Uma preocupação a menos . – sorri aliviada .

Ele se abaixou para colocar as sapatilhas em meus pés e eu não pude ver a expressão de angústia em seu rosto,  quando ele respondeu; 

- É, meu amor. Um problema a menos ...

 

 

 

Pontualmente às 18h , Liv chegou para me buscar. 

Meu carro continua lindo na garagem do prédio e os planos para as aulas de direção esquecidos, o que eu acho ótimo. Não consigo entender essa necessidade, que as pessoas tem de achar que todos têm ou querem dirigir. 

Eu nunca tive essa vontade, mas não consigo convencer o cabeça -dura do meu marido. 

Ela saiu do carro para me cumprimentar e pude ver o quanto ela está linda. Nossas gestações têm apenas seis semanas de diferença, mas eu pareço estar maior ,porque engordei mais e sou mais baixa. 

- Liv, você está linda !!! E magra. – disse sorrindo divertida .

- Magra ?! Ai Gabi , a tal lentidão que dizem que as mulheres grávidas tem, te pegou.- respondeu rindo, enquanto tentávamos nos abraçar de frente, porém nossas barrigas não permitiram – Olha isso !!!

Gargalhamos e ela disse :

- Você também está linda !!! E o meu sobrinho, como vai se chamar ?- perguntou enquanto entrávamos no carro. 

- Obrigada , mas a médica disse delicadamente “ modere o apetite “- rimos novamente – Para bom entendedor ... E seu sobrinho, se chama Alec.

- Sonho realizado. Pensei que com o tempo você fosse se esquecer ...

- Não. Minha felicidade está aqui e eu vou ser muito diferente da minha mãe  Liv... eu vou ser mãe de verdade para o meu filho. Ele vai se orgulhar de mim.

- Gabi, ela fez o que podia . – disse suavemente – Você precisa perdoa -la para poder seguir em frente e ser a mãe que deseja e que o Alec merece.

- Liv ,eu já perdoei. Mas é que às vezes, ainda dói ... – meus olhos ficaram marejados e para desviar o foco falei – Ah , o Gabe comentou comigo  por cima, que o vigia da casa do Noah está preocupado com um sujeito que vem rondando por lá. Achei um exagero ...

Antes de responder ,ela me olhou e sorriu de lado. Conhecia como ninguém  minhas táticas. 

- O Ethan também comentou e falou algo sobre o cara ser tatuado. E que tinha visto um parecido, nas nossas redondezas. Paranóia !!! Quantos milhares de caras tatuados existem em Boston ?

- Verdade. Paranóia e preconceito. Às vezes esses Montgomery, me irritam.

- E nós casamos mesmo assim com eles e estamos ajudando para que se reproduzam. – disse com ar de fatalismo. 

- Graças aos céus, à nossa boa genética vai salvar esses pequenos seres . – acariciei minha barriga e em seguida à dela .

E assim, entre risos e um papo descontraído, chegamos à casa de Jade que já nos esperava. 

 

 

That's What Friends Are For

 

And I never thought I'd feel this way

And as far as I'm concerned

I'm glad I got the chance to say

That I do believe I love you

And if I should ever go away

Well then close your eyes and try

To feel the way we do today

And then if you can remember

 

Keep smilin' keep shinin'

Knowing you can always count on me for sure

That's what friends are for

For good times and bad times

I'll be on your side forever more

That's what friends are for

 

Well you came and opened me

And now there's so much more I see

And so by the way I thank you

 

And then for the times when we're apart

Well then close your eyes and know

These words are coming from my heart

And then if you can remember

 

Keep smilin' keep shinin'

Knowing you can always count on me for sure

That's what friends are for

For good times and bad times

I'll be on your side forever more

That's what friends are for

É Para Isso Que Servem Os Amigos

 

Eu nunca pensei que me sentiria assim

E até onde eu saiba

E estou feliz de ter a chance pra dizer

Que eu acredito que amo você

E caso eu um dia vá embora

Bem, então feche seus olhos e tente

Sentir-se como estamos hoje

E aí então você pode lembrar

 

Continue sorrindo, continue brilhando

Sabendo que você sempre pode contar comigo, com certeza

É para isso que servem os amigos

Nos tempos bons e ruins

Eu estarei ao seu lado, pra todo o sempre

É para isso que servem os amigos

 

Bem, você veio e me abriu

E agora há tanta coisa que eu vejo

E então, por sinal, eu te agradeço

 

E então nos tempos em que estamos separados

Bem, então feche seus olhos e saiba

Essas palavras estão vindo do meu coração

E aí então se você puder lembrar

 

Continue sorrindo, continue brilhando

Sabendo que você sempre pode contar comigo, com certeza

É para isso que servem os amigos

Nos tempos bons e ruins

Eu estarei ao seu lado, pra todo o sempre

É para isso que servem os amigos 

 

 

LIV

 

A porta do apartamento estava destrancanda e o cheiro de bolo de chocolate perfumava o ar . 

Apesar da arrumação, era fácil perceber que ela apenas habitava aquele lugar e que lá não era seu lar. Digo isso por conta dos porta-retratos ( seus xodós) com fotos nossas, do vovô Walker, dos vários momentos que vivemos juntos que provavelmente, ainda estavam em alguma caixa.

Pelos livros que normalmente, ficavam nos locais mais incríveis possíveis, já que ela apesar  de toda tecnologia disponível gostava de complementar  suas pesquisas à moda antiga, para elaborar um plano de reabilitação para os seus pacientes. 

São tantos detalhes, que mostram que esse lugar ,é só de passagem ...

Absorta nos meus  devaneios, não percebi que Gabi me encarava preocupada.

- O que foi Liv, há algo errado ?

- Não, está tudo bem. – respondi segurando suas mãos que estavam frias – É que a Pimenta está sofrendo há tanto tempo e à toa ...

- Como assim ?! – perguntou perplexa. 

- Você vai ver .

- Pimenta !!! Jade , chegamos. – chamei alto para não  assusta -la .

- Venham até aqui na cozinha !!! Fiz uma surpresa !!! – disse animada. 

- Bolo de chocolate !!! – falamos em uníssono e Gabi correu para lamber a tigela da cauda .

- Oi para você também, pantera !!! – Jade riu olhando para ela .

A abracei e senti meus olhos  se enchendo de lágrimas. 

- Sua teimosa, cabeça -dura, turrona !!! Nós te amamos e somos sua família !!! Por que você sempre se afasta de nós, quando o problema é sério ?!

Ela correspondeu o abraço e seu corpo estremeceu com os soluços, que o choro há tanto represado , libertava naquele momento. 

- Ei !!! Eu posso saber o que está acontecendo aqui ?! – Gabi perguntou atônita com a nossa explosão emocional .

Jade e eu nos separamos, ela nos olhou envergonhada e disse :

- Eu vou explicar tudo. 

- Acho ótimo. – Gabi respondeu sarcástica. 

Fomos para a sala , nos acomodamos e permanecemos em silêncio, esperando que ela começasse a falar. 

- Amoras ... eu ... – pigarreou e como de hábito foi direto ao ponto – Eu achei que estava com câncer de mama ,estágio quatro. 

- O QUE ?! – gritamos, nos colocando  de pé em um salto.

- E justamente, para evitar esse tipo de reação e envolve -las nos meus problemas, eu não contei .-ela falou calmamente, enquanto nos fazia sentar .- Vocês estavam vivendo um momento de alegria , de plenitude e seria muito egoísmo da minha parte vir com a minha “ nuvem de mau agouro “ e estragar. 

- Achou ? E ? -  Gabi assumiu seu tom frio e baixo ,que prenunciava uma tempestade se aproximando , ignorando o restante da explicação. 

- Olha eu vou pegar ...

- Não, Jade. Você não vai pegar nada .- disse mais baixo ainda – Nós estamos bem, não é Liv ? Por favor , continue sua explicação. 

Eu me mantive em silêncio e apenas assenti. 

- Gabi ,você está  chateada ... – com o olhar que recebeu de Gabi, ela que já não era de rodeios, desistiu de vez – Bom , logo depois que Noah terminou comigo, vocês sabem que entrei em modo automático. Entretanto , minha menstruação atrasou e entrei em pânico, e se ele achasse que era um golpe para voltarmos ? Fui ao médico, e o teste deu negativo. 

- Negativo? – falei tristonha. 

- Sim , para a gravidez. Porém, os marcadores tumorais estavam altíssimos . – sua voz ficou embargada e ouvi o suspiro de Gabi – Então, o médico de acordo com o meu histórico familiar, decidiu investigar. 

- Meu Deus !!! Você passou por tudo isso sozinha ... E eu envolvida com o casamento, em fazer você e o Noah voltarem, não percebi nada . Me perdoe, Pimenta ...

Gabi mantinha -se em silêncio e tentativa disfarçar as lágrimas que escorriam pelo seu rosto. 

- Vocês não tem culpa, foi uma escolha minha. Errada ,mas minha. – falou olhando diretamente para Gabi – E como sabemos o nosso psicológico tem muita força , porque depois que o médico levantou essa suspeita,  encontrei um nódulo entre minha axila e meu seio esquerdo .

- Mas e os exames ?

- Inicialmente, confirmaram a minha suspeita. E apavorada em reviver todo aquele sofrimento que passei com meu avô , não realizei nenhuma biópsia e não voltei mais ao médico. Estava decidida a viver meus últimos dias, longe de Boston e principalmente, o mais  distante possível  do mundo de quem tem câncer. 

- Então quer dizer , que você não ia desistir de viver ?! Não ia lutar ?! E pior , não ia nos contar nada ?! – Gabi rompeu seu silêncio obstinado. 

- Gabi, você lembra muito bem o que passamos com o meu avô !!! Vê – lo definhar, sofrendo dores atrozes , lúcido mas preso em um corpo que não correspondia aos seus desejos ...

- Mas Jade , hoje os tratamentos estão mais avançados e ...

- Não para estágio quatro com metástase, Gabi !!! E você consegue me imaginar em uma cama ,dependendo de outras pessoas até para comer ?!

- Você fala do Noah ,mas é igualzinha à ele !!! Orgulhosa e ...

- Não é questão de orgulho !!! Eu só não queria dar trabalho para ninguém !!! Vocês estão casadas, vão ter seus bebês e têm outras responsabilidades e ...

- E NUNCA IRÍAMOS TE ABANDONAR !!! ARROGANTE E PREPOTENTE !!! ACHA QUE PODE DECIDIR PELOS OUTROS ... AI ,DROGA !!!

- GABI !!!

Nós nos assustamos com seu grito de dor e como ela pálida, repentinamente largou o corpo sobre o sofá .

- Ai meu  Deus !!! – Jade disse em pânico – Vou ligar para o Gabe !!!

- Não. Eu estou bem ... – ela disse segurando o braço dela, enquanto eu tirava os cabelos do seu rosto e a ajudava se sentar – Foi só uma pontada no pé da barriga. Já passou.

- Acho melhor nós irmos para o pronto – socorro. – falei preocupada. 

- Não há necessidade. A Dra .Chang já me disse que isso às vezes, acontece e é normal,  desde que não tenha sangramento. 

- Ok. Mas é melhor pararmos com essa discussão ...

- Desde que sua amiga admita , que ela é igualzinha ao amor da vida dela : orgulhosos e prepotentes. Você entendeu Liv , que ela ia abandonar a família, achando que ia nos dar trabalho? – Gabi conseguia ser bem irritante quando queria e Jade já estava prestes a explodir – Claro ,que ela está certa. Afinal, durante todos esses anos juntas , foi assim que nos  comportamos ...

- Gabrielle ... – tentei conter a fúria de ambas mas foi inútil. 

- E afinal, você está  ou não doente ? Porque preciso me preparar para ignorar as suas ligações, rejeitar seus convites e arranjar desculpas para não encontrar com você. Se bem, que é só seguir seu exemplo. 

- Ok. Eu errei, mas foi tentando poupar vocês ...

- Chega as duas !!! – entrei no meio delas que se enfrentavam – Por favor !!!

- É ela que ... – disseram em uníssono, ainda se encarando e apontando uma para a outra. 

Ficamos nos olhando e de repente em meio às lágrimas, misturaram -se as risadas. E logo estávamos abraçadas. 

- Me perdoem, amoras. Eu realmente, fui orgulhosa ...fiquei com tanto medo e não soube lidar com a situação. Estava me sentindo tão vazia , tão cansada e decepcionada com tudo,  que eu só  desejava que fim chegasse o mais rápido possível. 

- Pimenta... Eu ...- sem saber o que dizer, a abracei.

Depois que aclamados os ânimos ,retomamos o assunto e o esclarecemos em definitivo .

- E como você confirmou que não era câncer ? – Gabi perguntou delicadamente. 

- Depois do casamento e ao ver Noah fazendo tantos planos, não achei justo reatar sem ter um futuro para oferecer à ele .- os olhos dela brilharam emocionados – Acabei  realizando novos exames , inclusive uma biópsia, que afastaram por completo esse pesadelo. E o Noah foi fundamental durante esse período ,meu porto-seguro . O médico ficou chegou a comentar que ou tinha acontecido um milagre ou os resultados haviam sido trocados, porque ele nunca tinha visto algo assim .

- Jade a sua sorte é que eu te amo demais, porque você merece uma surra !!! – Gabi disse sorrindo .

- Eu sei ,esquentadinha . Mas eu pensei ,que mesmo parecendo uma bolinha,  você fosse me bater hoje.- Jade provocou – Você está tão linda redondinha. 

- Bolinha ? Redondinha? – riu ,andando lentamente na direção dela – Pois, agora eu vou comer metade do bolo ,só para fazer jus aos apelidos injustos que você  me deu.

- Ah, Jade !!! Você deu a desculpa que ela precisava !!!- disse rindo.

- Olívia Clark Montgomery, não se faça de desentendida !!! Porque a senhora não fica nada atrás de mim .

- Então me dei mal !!! – Jade riu ,enquanto íamos para a cozinha e arrumávamos a mesa para o lanche – Provavelmente, nem as migalhas vão sobrar para mim .

- Não se preocupe ,nós podemos dar um pedacinho da nossa parte para você. Afinal, está pele e osso.- provoquei. – Vocês são de extremos, uma é oito e a outra oitenta. Mas como tudo tem um lado positivo, podemos fazer um remake do Gordo e o Magro ,versão feminina. 

- Liv, vá à m ...

- Ops !!! Olha o linguajar, senhora Gabrielle Montgomery !!!

Nós nos sentamos e enquanto saboreávamos o bolo , aproveitamos para colocar boa parte das novidades em dia .

Ao nos despedimos ,Jade nos abraçou e com os olhos marejados falou :

- Por favor, me perdoem. Vocês são minha família. 

- Com uma condição. – disse .

- O que vocês quiserem !!! 

Gabi me olhou e falou :

- Nunca mais esconda nada de nós !!! Por pior que seja , nós estamos juntas.

- Afinal, somos ou não somos as Panteras ? Unidas até o fim e para o que der e vier ?! – falei ,chorando novamente 

- Somos. – Jade nos encarou séria – Vocês são a melhor parte de mim,  minhas amoras . Obrigada por não desistirem de mim. 

- Viu o que eu disse Liv ? – Gabi perguntou para quebrar o clima emotivo – Até no modo de falar ,ela e o Noah são iguais.  Fazem as burradas e depois vêm com esse jeitinho doce : “obrigado por não desistirem de mim “.

Gargalhamos e quando recuperei o fôlego, concordei :

- Gabi , você tem  razão !!! Eles realmente foram feitos um para o outro. 

- E apesar disso tudo vocês me amam .- Jade disse ainda rindo.

- E amamos mesmo, nunca duvide disso. Amigos são feitos para isso. 


Notas Finais


Trilha :
That 's What Friends Are For , Dionne Warwick.
https://youtu.be/NNHBT7wjqVI
Beijos de Luz 💋💋💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...