História Perfect Partner - Book Two - Capítulo 38


Escrita por: ~

Visualizações 48
Palavras 3.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii 😍
Outro capítulo, com a volta da aprendiz de vilã .
Aproveitem a leitura. 😉

Capítulo 38 - Dirty Press


Fanfic / Fanfiction Perfect Partner - Book Two - Capítulo 38 - Dirty Press

Dirty Press

 

 

I Hate This Part

 

We're driving slow through the snow on 5th Avenue

And right now, radio's all that we can hear

Now we ain't talk since we left, it's so overdue

It's cold outside but between us it's worse in here

 

The world slows down

But my heart beats fast right now

I know this is the part

Where the end starts

 

I can't take it any longer

Thought that we were stronger

All we do is linger

Slipping through my fingers

I don't wanna try now

All that's left is goodbye

To find a way that I can tell you

 

I hate this part right here

I hate this part right here

I just can't take your tears

I hate this part right here

 

Everyday, seven takes of the same old scene

Seems we're bound by the laws of the same routine

Gotta talk to you now before we go to sleep

But will you sleep once I tell you what's hurting me?

 

 

The world slows down

But my heart beats fast right now

I know this is the part

Where the end starts

 

I can't take it any longer

Thought that we were stronger

All we do is linger

Slipping through my fingers

I don't wanna try now

All that's left is goodbye

To find a way that I can tell you

 

I hate this part right here

I hate this part right here

I just can't take your tears

I hate this part right here

 

I know you'll ask me to hold on

And carry on like nothing's wrong

But there is no more time for lies

'Cause I see sunset in your eyes

 

I can't take it any longer

Thought that we were stronger

All we do is linger

Slipping through our fingers

I don't wanna try now

All that's left is goodbye

To find a way that I can tell you

 

But I gotta do is,

I gotta do it,

I gotta do it

I hate this part

I gotta do it,

I gotta do it,

I gotta do it

 

I hate this part right here

I hate this part right here

And I just can't take these tears

I hate this part right here

 

Eu odeio essa parte

 

Estamos dirigindo devagar pela neve na 5° Avenida

E agora, o rádio é tudo que temos para ouvir

Não nos falamos desde que fomos embora, é tão ultrapassado

Está frio lá fora, mas entre nós está pior aqui

 

O mundo desacelera

Mas meu coração bate rápido agora

Eu sei que esta é a parte

Em que o fim começa

 

Não posso continuar com isso

Achava que éramos mais fortes

Tudo que fazemos é ir levando

Escapando de nossos dedos

Não quero mais tentar

Tudo que nos restou foi o adeus

Para encontrar um jeito de te dizer

 

Eu odeio essa parte

Eu odeio essa parte

Não posso suportar suas lágrimas

Eu odeio essa parte

 

Todos os dias, sete vezes a mesma velha cena

Parece que vamos ficar sempre na mesma rotina

Preciso falar com você agora antes de irmos dormir

Mas você irá dormir quando eu te disser o que está me magoando?

 

O mundo desacelera

Mas meu coração bate rápido agora

Eu sei que esta é a parte

Em que o fim começa

 

Não posso continuar com isso

Achava que éramos mais fortes

Tudo que fazemos é ir levando

Escapando de nossos dedos

Não quero mais tentar

Tudo que nos restou foi o adeus

Para encontrar um jeito de te dizer

 

Eu odeio essa parte

Eu odeio essa parte

Não posso suportar suas lágrimas

Eu odeio essa parte

 

Eu sei que me pedirá para aguentar

E continuar como se nada estivesse errado

Não há mais tempo para mentiras

Pois eu vejo o pôr-do-sol no seus olhos

 

Não posso continuar com isso

Pensava que éramos mais fortes

Fomos levando

Escapando de nossos dedos

Não quero tentar agora

tudo o que restou é um adeus

Para encontrar um jeito de te dizer

 

Mas eu vou fazer

Eu tenho que fazer isso

Eu tenho que fazer isso

Odeio essa parte

Eu tenho que fazer isso

Eu tenho que fazer isso

Eu tenho que fazer isso

 

Eu odeio essa parte

Eu odeio essa parte

Não posso suportar essas lágrimas

Eu odeio essa parte

 

 

NOAH

 

Em meio à tempestade que virou de novo do avesso minha vida, contar com o apoio da família e de Jade, era o que estava me mantendo com forças para continuar lutando. 

O fato de Katherine também ter desaparecido, sem tentar seguir com aquela chantagem maluca, também tinha aliviado bastante a pressão sobre mim.

Entretanto, nos últimos dias eu vinha notando que Jade estava estranha. Impaciente, a surpreendi algumas vezes com ar de enfado, enquanto conversávamos. 

Tentei me convencer de que não passava de mera impressão, mas na noite anterior, confirmei a minha suspeita. 

 

FLASHBACK ON

 

Jantávamos em silêncio e ela parecia alheia, perdida em pensamentos que a levavam para muito longe de mim.

- Carinho, eu acho que devemos marcar a data e começarmos os preparativos. – disse de supetão. 

Afinal, se eu não tivesse tido outra crise, nós já teríamos tido essa conversa. 

Ela se assustou e me olhou de com os olhos praticamente, saltando das órbitas. 

- Marcar a data ?! – repetiu como se precisasse confirmar o que tinha escutado. 

- É, Jade. Do nosso casamento. -falei pausadamente – Eu não entendi o porquê do choque.

- Não é choque. – respondeu visivelmente desconfortável- Eu só não esperava por esse assunto agora, durante o jantar...

- E para falarmos sobre o nosso casamento, tem que haver algum horário especial? Talvez, horário comercial ... ?! – disse sarcástico. 

- Nossa ,Noah !!! Às vezes, você é insuportável !!!- disse irritada – Eu quis dizer que você me pegou de surpresa. Apenas isso. 

- Desculpe. – disse, segurando a mão dela por sobre a mesa – É que você reagiu de uma maneira tão estranha ...

- Tudo bem.  Me desculpe, também. Eu estou muito estressada, cansada e acabo sendo ríspida, sem querer.

- Certo. Então ,vamos começar de novo ... – falei sorrindo – Vida, que tal marcarmos a data do nosso casamento? 

Ela sorriu fracamente e disse :

- Acho melhor nós esperarmos um pouco. Você acabou de sair de uma crise, está se recuperando e os preparativos serão cansativos ...- ela começou a enumerar desculpas- E há a questão do tipo de cerimônia, que não entramos em acordo. São tantas coisas, melhor ...

- Melhor o que, Jade ? Qual o problema? – perguntei firme – O real problema? 

- Noah !!! Eu acho que devemos e podemos esperar um pouco mais, só isso !!! Não há problema algum. – disse impaciente, levantando e indo em direção à sala de estar.

Conduzi a cadeira e parei próximo à ela.

- Converse comigo. – disse  suavemente – Me diz o que está te incomodando, por favor. 

Ela me olhou e por um instante, reconheci a minha Jade. Mas em seguida, a Jade irritadiça voltou a dominar a situação. 

- Por que você acha que tem algo me incomodando? Meu Deus !!! Que saco, Noah !!! Eu só não quero falar sobre isso ou marcar nada agora. Estou cansada. 

Fiquei olhando para ela, depois dessa explosão e fiz a pergunta que estava me assombrando :

- Você está arrependida de ter aceitado meu pedido? 

- Ah, não !!! O que está acontecendo com você ?!

- Eu vou entender ... depois dessa última crise, você se deu conta que a situação só tende a piorar. E tem a história da Katharine, também. – disse  cabisbaixo – E a nossa relação esfriou ...

- Noah, eu realmente não estou com disposição para aguentar sua crise de  auto-piedade agora.- falou ríspida – Meu Deus, até quando eu vou ter que ficar falando e provando para você, que te aceito e te quero do jeito que você é? Isso é muito desgastante !!! Eu sinto muito, que você ainda não tenha aprendido a lidar com a sua condição. Mas se a cada crise, eu tiver que ficar reiterando os meus sentimentos ... Olha, é melhor eu ir embora, antes de falar alguma besteira.

Fiquei sem reação, olhando para ela que me encarava friamente. 

- Desculpe. Eu achei que pudéssemos conversar .- disse por fim, conduzindo a cadeira para longe dela.

O silêncio pesava entre nós. 

- Hoje não é um bom dia ... desculpe. Amanhã nos falamos, ok ? Tchau. 

Saiu ,sem esperar pela minha resposta. 

 

FLASHBACK OF

 

As lembranças desagradáveis foram interrompidas por Peter, que trazia os jornais e ligou a televisão. 

- Bom dia, senhor Noah. O senhor precisa ver isso ...

Olhei para a TV e vi Katherine em um desses programas matinais, que se ocupam em dar notícias  ( nem sempre verdadeiras ) sobre as celebridades e os ricos do jet-set Internacional. 

Ela falava da gravidez e de quanto estava sofrendo por ter sido abandonada pelo pai da criança. 

Na tela, a chamada : “ Descubra quem é o milionário de uma das mais ilustres famílias de Boston, que abandonou a namorada grávida e está rejeitando o filho. Quem será? “ .

Me senti enregelar .

Maldita !!!

Ela continuava falando, mas eu já não ouvia mais nada.

Passei os olhos pelos jornais que ele havia me trazido e em uma revista de fofocas.

- De onde surgiu isso, Peter ?! – perguntei friamente. 

- Foram entregues agora pouco, com uma única rosa negra, senhor. – ele respondeu agitado. 

- Filha da puta !!! Desgraçada !!!

- Senhor Noah !!! – disse  atônito, não sei se pelo meu palavreado ou pela minha agitação – Acalme – se, o senhor não pode se agitar dessa maneira. 

- Peter ,por favor, prepare meu banho.

- Sim, senhor. 

Assim que ele saiu, liguei para a assessoria de imprensa da Montgomery. Precisamos conter os estragos que as declarações dessa louca, podem causar para as ações da empresa. Credibilidade, ainda é um fator determinante, no mundo dos negócios. 

E ela sabe disso, melhor do que ninguém. 

Peguei a revista e li a reportagem curta, ilustrada por três fotos nossas. Uma das fotos era de uma festa de final de ano antiga, a segunda de uma viagem de negócios que claramente tinha sido adulterada e a última do casamento de Liv.

Mil vezes maldita !!!

Além de falar sobre a gravidez, Katherine insinuava ter mais informações interessantes para contar sobre a família Montgomery. Deixava claro, que seríamos uma fonte inesgotável de fofocas. 

- Vagabunda.

A pior parte, foi a afirmação de que eu a troquei pela minha cuidadora. E quando a repórter, pergunta o porquê de eu precisar de uma, ela se nega a responder. Ótimo, agora atiçou ainda mais o interesse desses abutres. 

- Senhor, o banho. 

Irado, deixei que Peter me ajudasse.

Quem sabe a água, conseguisse aplacar a minha fúria. 

 

 

Fui para a empresa e minha raiva era tanta, que só me dei conta de que muitos estavam me vendo pela primeira vez em uma cadeira de rodas, depois que já estava instalado na minha sala.

Bem, a hora de assumir minha condição, já tinha passado há muito.

Chega de me esconder, de ter vergonha, chega !!!

Me reuni com a equipe e elaboramos uma nota de esclarecimento, que será publicada em todos os veículos de comunicação sérios. 

Em seguida, a reunião foi com o departamento jurídico e autorizei que levassem a cabo, todas às medidas judiciais cabíveis ao caso.

Katherine não sabe com quem mexeu. Se ela quer jogar, nós faremos isso, mas com as minhas regras.

 

 

 

Estava analisando o impacto das noticias no mercado de ações e nos ativos da Montgomery, quando meu celular tocou. 

- Alô. 

- Oi, querido. Gostou da surpresa? – Katherine perguntou ironicamente. 

- Katherine, eu não vou perder meu tempo com você. Meus advogados, entrarão em contato. 

- Noah !!! Não desligue !!! – disse agitada e percebi que ela tinha perdido a pose – Você não está levando a sério, o que eu disse. Vou destruir a sua Vida a sua empresa e colocar vocês todos na cadeia !!!

- Certo. Meus advogados entrarão em contato. – repeti frio.

- Você acha que vai ser feliz com ela ?! Logo você vai ficar em definitivo em uma cadeira de rodas e ela vai te abandonar !!! Mas eu te amo e posso cuidar de você !!!

Desliguei. 

Mas as palavras dela conseguiram me atingir. 

Inferno !!!

Será que eu nunca teria paz ?!

A dor minha companheira aumentou, em resposta a minha pergunta. 

Parece que paz, é algo que não me pertence. 

 

 

JADE

 

 

Cheguei à clínica atrasada. Só consegui dormir de madrugada e acabei perdendo a hora. 

Eu me arrependi da explosão que tive e das palavras duras ,que falei para o meu Ursão. O que ele menos precisava nesse momento, era de grosseria e ser magoado. 

Eu não consigo entender, porque reagi daquela forma.

Para piorar o meu humor que já estava péssimo, peguei trânsito por conta de um acidente entre duas motos. E quando cheguei à clínica, havia um tumulto na porta, com imprensa e tudo.

O que será que tinha acontecido ?!

Estacionei o carro  e corri para a entrada. 

Logo fui rodeada por aquelas pessoas, todas falando ao mesmo tempo. Flashes eram disparados, microfones ,celulares e gravadores foram colocados no meu rosto.

- Jade Walker é verdade que você é enfermeira  de Noah Montgomery ?!

- Ele está morrendo ?!

- Você sabia da gravidez ?!

- Acha justo separar uma família ?!

- Qual a doença que ele tem ?!

Atordoada em meio àquela confusão, só pensava em fugir. E foi o que fiz, corri para o carro, como se disso dependesse minha vida.

Katherine !!! Só podia ser obra dela ...

Dirigi o mais rápido que meu pobre Honda permitiu e ao chegar à  casa de Noah, a empregada me disse que ele tinha ido para a empresa logo cedo.

Mais uma surpresa !!!

Noah na empresa, de cadeira de rodas ?!

O que estava acontecendo com o mundo ?!

Liguei para ele, mas caiu na caixa postal. 

Já estava me preparando para dar partida no carro e ir embora, quando o vi chegando. 

Observei , enquanto Peter descia a rampa do carro  adaptado e ele conduzia a cadeira para casa. A expressão dele estava bem abatida, indicando que provavelmente ele estava sentindo dor .

Saí do carro e ele se surpreendeu com a minha presença. 

Me aproximei e parei ao lado dele. Os olhos azuis estavam escurecidos e espelhavam dor e algo mais que eu não soube identificar. 

- Noah, nós precisamos conversar. 

- Sim, precisamos. – seu tom frio me surpreendeu. – Eu já sei o que você tem para me dizer e não vou te pedir para ficar. Para aguentar essa situação... Sei que é pedir demais. 

Olhei para ele e por um momento, Adam me veio à mente. 

“ Jade ,qual é o problema com você, hein ?”

- Noah, será que você pode me perdoar por ontem ? Pelo o que eu disse? 

- Jade está tudo bem. – disse  sem me encarar – Você já suportou muita coisa.

- Deveria haver um jeito mais fácil de resolver isso ... – disse com os olhos marejados. 

Eu realmente o magoei e doía em mim, ve-lo mal.

- Mas não há e nós dois sabemos disso. 

Em um impulso mandei às favas, meu orgulho e me sentei no colo dele que me olhou surpreso. 

- Por favor, me perdoe !!! Eu sou uma idiota !!!- falei chorando – Mas eu te amo demais, mais do que você pode imaginar. Eu perdi a cabeça, não queria te magoar. Por favor,  Vida ...

- Mas eu achei que você quisesse terminar ... -disse rouco.

- Terminar ?! Eu ?!

- Sim. Por ontem e por tudo o que aconteceu hoje.- confirmou me olhando confuso. 

- Noah, eu te amo !!! Sei que passei dos limites e para mim, quem estava terminando era você. 

- Ah, meu Deus ...

Me beijou sofregamente, como há muito não fazíamos. 

Quando nos separamos sem ar, falei sorrindo :

- Que tal entrarmos e fazermos as pazes dignamente? 

Ele sorriu e fui no colo dele ,desabotoando a camisa para ganhar tempo. 

O ajudei deitar e a se despir, beijando cada parte que ia desnudando. 

Que saudade daquele corpo perfeito !!!

Tirei as minhas roupas apressadamente, eu precisava ser dele desesperadamente. 

Ele me beijou e me fez sentar em sua barriga, enquanto acariciava meus seios. Eu apertava seus braços fortes e arranhava seu peito. 

Suspirei em agonia, quando ele ergueu meu quadril e me penetrou com seus dedos. Ele movimentou rapidamente os dedos e subitamente parou, substituindo -os por sua língua. Com poucos movimentos, me desmanchei em sua boca. 

Então, ele me beijou com o meu gosto e passou a massagear minha pélvis que ainda pulsava. 

Mudei de posição e de costas para ele o abocanhei por inteiro. Ele batia no meu bumbum, enlouquecido. 

- Porra Jade, que delícia !!!

Brinquei com suas bolas e quando percebi que ele estava prestes a gozar, montei nele com afinco. Ele segurava minha cintura e me ajudava nos movimentos de vai e vem.

Nossas respirações estavam ofegantes e murmurávamos palavras desconexas. 

- Noah eu te amo ...

Falei me deixando levar pelo prazer.

Continuei me mexendo e senti ele me inundar com seu gozo.

Caí por cima das pernas dele sem forças. 

Quando me recuperei um pouquinho, me levantei com as pernas ainda trêmulas e vi as marcas que tinha deixado nas coxas dele.

- Desculpe, eu te machuquei. – falei sem jeito. 

- Carinho ,por favor, me machuque sempre assim.- sorriu maliciosamente. – Agora vem cá, preciso de você. 

Olhei para ele assombrada .

- Já ?! Mas Noah ...

- Agora. 

Me puxou e me fez sentar sobre sua ereção. Enquanto nos  movíamos em um ritmo próprio, ele sugava meus seios. 

- Tão apertada ... gostosa ...

- Vem amor ,me fode ...

Ele intensificou as estocadas e logo atingimos o ápice juntos. 

- Noah !!!

- Jade !!!

Falamos o nome um do outro em uníssono, numa sintonia perfeita. 

Ficamos abraçados com as pernas entrelaçadas, até que percebi que ele estava inquieto. 

- O que foi vida ?

- Carinho você está com a perna em cima do meu pé. – respondeu mordendo o lábio. 

- Ai ,desculpe. Mas por que ,você não disse antes ?

- Porque nosso encaixe estava tão perfeito, que eu não quis estragar. Mas aí ... 

Fez uma careta tão linda que não resisti e rindo o beijei. 

Ele retribuiu e me puxou para o colo dele novamente, 

- Noah, eu não acredito !!!

- Eu tenho problema nos pés, nas articulações ... outras coisas funcionam muito bem. 

- E como funcionam. – respondi me movimentando sobre o seu membro,  sorrindo com o ar de safado dele.- Eu te amo ,minha vida. 

 


Notas Finais


Trilha :
I Hate This Part
The Pussycat Dolls
https://youtu.be/S97MaG3kOMY


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...