História Perfect Two - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Jikook, Namjin, Vhope
Exibições 25
Palavras 723
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey ❤
Sim, já estou postando o segundo capítulo por que sou ansiosa 😂

Fiquei com dúvida de quem colocar no lugar de uma determinada personagem... Vocês a conhecerão nesse capítulo... a Bitch!

Espero que vocês gostem do capítulo ♡

Amo vocês ♡♡

Boa leitura :)

Capítulo 2 - Locomotiva do ciúmes


Fanfic / Fanfiction Perfect Two - Capítulo 2 - Locomotiva do ciúmes

Seria mais fácil morrer do que perceberem que estou com ciúmes. Entendam, fiz teatro.

   Era um dia normal, a névoa da ilusão em relação a Jungkook  já havia se dissipado…Um pouco.
   Já está obvio que Taehyung é meu melhor amigo, não? Bem, se não estava, agora está! De qualquer forma, eu tenho uma colega chamada Neide. Eu e o universo sabemos que ela é apaixonada por Jungkook, pois a mesma faz questão de falar do pobre garoto o tempo inteiro, e eu como bom amigo, nunca contei pra ela que Kook também é meu crush.

— Você já viu o sorriso dele? Sério, perfeito! — Dizia sorridente.
— Nossa Neide, eu não sei o que você vê nesse menino... ele na verdade nem é bonito, ele é um Mal-educado e galinha. — Será que devo agradecer minha mãe pelo teatro?
— Ah, só você que acha isso! — Ela fala me encarando de um jeito estranho, mas depois volta a falar dele, atitude que me faz revirar os olhos.

(…)

  Neide resolveu virar “amiga” de Jeon, mas a situação passou dos limites quando ele passou realmente considerá-la uma amiga
.
   Qual o problema dele? Ele não percebe a forma em que ela olha pra ele? Não vê que é um grande e delicioso pedaço de bife acebolado sem gordura aos olhos femininos?

— Tae, ela está sugando a pouca merda de paciência existente no meu corpo...

   Sabe quando seu coração sente um ódio inexplicável em relação a uma pessoa?
   Eu definitivamente arrancaria todas as unhas de Neide, uma a uma. É definitivo, odeio essa maldita.
   Ela já demonstrou pra ele suas verdadeiras intenções, e o cachorro parece corresponder.

(…)

— Então, depois das lágrimas veio o tão esperado beijo. É sério Neide, melhor filme … tipo, pra sempre. Nenhum ser vai tirar do topo! — Como bom nerd que sou, eu assisto tudo antes de todos e depois corro por aí, vomitando spoilers, enquanto danço Fifth Harmony – Sledgehammer.

Fico tão empolgado falando sobre séries, que é assustador! Não faço o tipo: “Oh, que fofinho”, estou mais para: “Oh, que fofinho, ele está com uma faca!”... De qualquer forma sou fofo! Nossa, como eu divago.

— Olha que folgado Chimchim... — saio da minha viagem matinal pra assistir uma pequena desgraça.

   Jeon estava sentado no colo de Neide, olhando pra mim e sorrindo. Já à minha doce, linda, querida, cheirosa, quase melhor amiga linda Rose, olhava pra mim com o olhar “Cara, ele está tão na minha!”

   Minha deusa interior entrou em combate com Katherine — nome que dei pra minha parte maléfica. — Contei que a deusa se chama Delphine Valentine?

   O tempo parou, consegui ver a poeirinha que entrava pela janela, vi também que um menino que praticamente brigava com os raios solares — os raios estavam batendo nos seus olhos — e perdia feio.
   A última cena vista em meu subconsciente foi Delphine e Katherine brigando dentro de uma locomotiva, enquanto a mesma atropelava meu coração.

— Que bom pra você, vocês realmente se merecem! — Explodi.

   Essa foi a primeira vez na minha doce vida que eu realmente senti ciúmes.
   Não demorou muito pra conseguir recuperar o controle da situação.

— Neide? Eu vou ver se a professora de Biologia já corrigiu nossas provas...tá? — Saí, sem nem ao menos esperar sua resposta.

(…)

   Eles continuaram conversando, e eu fiquei aqui, parado atrás da professora, olhando de rabo de olho pros dois.
   Só voltei pra mesa de Neide quando Jungkook saiu com seus amigos.

— E aí... A professora já corrigiu as nossas provas? — Indagou.
— Bem, ela deve ter corrigido antes, porque a nossa eu não vi! — Sorri, provavelmente amarelo.

   Considerando que eu nem estava olhando...
   Acho que compreendo o que querem dizer quando dizem que a adolescência é difícil...
   Mentira, eu não entendo nada, sempre me iludo em relação a tudo. Ao menos acredito que seja uma fase de descobertas. A única coisa que eu sei, é que eu espero profundamente que Neide não descubra nada sobre meus sentimentos — sim, eu tenho! — Se isso acontecer, a situação — que já não é agradável — vai ficar muito, mas muito feia mesma.

Piedade, eu sei que nasci trouxa... Mas preciso morrer também? — Diário, guarde isso! Ou queime no mais profundo inferno. Bjocas, Jimin.


Notas Finais


Psiu... Essa fanfic é baseada em fatos reais... (Em mim). 😂

Eu não mordo não... Bem, só se pedir com carinho
Socorr
Ajsiabsiab

Não desiste de mim ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...