História Perfume Instável - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias WINNER
Personagens Jinwoo, Mino, Seungyoon, Taehyun
Visualizações 28
Palavras 1.492
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom dia, boa tarde ou boa noite.
Vocês acreditam que escrevi essa bad ouvindo Lu do LuHan? POIS É, ESCREVI OUVINDO ISSO!
Enfim, como sempre, mais uma bad para vocês lerem e sofrerem junto comigo... OBAAA
Mentira, eu escrevi com lágrimas, sério.
Foi bem doloroso para mim.
E a saída do Nam não ajuda nem um pouco... E eles (WINNER) falando sobre o Nam me dói mais ainda...
Ainda mais aquele negocio de voltarem a ser OTP5, eu sou idiota e iludida de acreditar nisso, mas tudo bem.
Desejo uma boa leitura... (Ou boa lágrimas)

Capítulo 1 - Seus dois lados


Acredito que sempre te associei aos perfumes que você tanto gostava e daqueles que davam um realce ao cheiro do seu corpo, principalmente o perfume de lavanda que emanava do seu corpo depois de um banho. Adorava o modo como meu nariz, automaticamente, se enfiava entre as madeixas claras e se afundava no perfume distinto do seus cabelos. Lavanda? Não, não era lavanda e nem rosas... Era Nam Taehyun. Era o seu cheiro, o cheiro da mistura que você deixou no travesseiro. Era o cheiro perfeito para o meu olfato, era o seu grande detalhe. 

Consigo me recordar da primeira vez que sentou ao meu lado e sorriu, minimamente, de forma tímida e seu cheiro começou a emanar de seu corpo e de seu cabelo. Consigo sentir a sensação de meus dedos começarem a formigar por querer tocar em seu pescoço pálido e sentir o cheiro exalar daquele ponto... Algum tempo depois, apenas fui descobrir que o cheiro vinha de seus cabelos e não de sua pele. Sim, o perfume da sua pele era único e maravilhosamente bom, mas o de seu cabelo era sempre depois de ser molhado. Você já conseguiu sentir o cheiro de seu cabelo misturado com outros perfumes, com os melhores perfumes do mundo? Na verdade, o cheiro que mais atiçava meu nariz e minha vontade de o puxar para perto era antes de você dormir, quando seus cabelos ainda estavam molhados e com o cheiro fresco deles e da pura lavanda.

Lavanda, um perfume que sempre achei semelhante a talco de bebê e algo muito delicado... Enjoativo.

Lavanda e Taehyun eram minha morte, bem lentamente.

Devo confessar que adorava o modo como você escorava suas costas em dois travesseiros, realmente em dois travesseiros, e pegava um novo livro na cabeceira da cama e ficava ali, por algumas horas, lendo-o. O modo como você enrugava seu pequeno nariz ao rir de uma cena engraçada ou o modo como seus lábios se moviam quando estava empolgado com a leitura. Realmente, Nam Taehyun era um leitor nato! Tinha certas vezes que você brincava em desistir da musica, o que em parte me partia ao meio, e pensava em ser escritor... Mas logo você agitava sua cabeça e seus cabelos se agitavam em um movimento único, você sorria e falava "Não, eu acho que sofreria sem a melodia da musica". 

Consigo me recordar claramente do tom de voz que você, habilmente, usava para me convencer a ler um trecho do livro que sempre achava que não deveria perder. Desculpe Nam, na maioria das vezes dava risada de algo que nem ao menos havia entendido e soltava um "não acredito nisso" ou "nossa, ele(a) realmente falou isso?" apenas para ver como você concordava e voltava, todo sorridente, para seu livro da noite. Sempre me perguntei como você conseguia 'devorar' livros em um dia inteiro, com todos os ensaios e shows... Até então que descobri que não importava o tempo da pausa, você sempre sumia por um tempo e ficava escorado em algum canto, lendo tão solitário que fazia meu coração se espedaçar. 

Solitário...

Até mesmo quando você dizia estar feliz comigo, você se sentia solitário? 

Nam, você se lembra de quando viu um desenho de uma lótus e praticamente enlouqueceu, dizendo que queria uma daquelas em casa? Passei uma semana inteira pesquisando sobre ela e quando resolvi procurar para comprar, você disse que queria tulipas azuis em vez de uma lótus. Isso me deixou perdido por uma semana inteira e novamente fui a pesquisar, para que você mudasse de ideia e me pedisse por uma rosa alaranjada, um tom original e tão raro! E você parou por ai, dizendo que seria essa e exatamente foi essa que lhe dei. Você a cuidou tão bem e exatamente dois dias antes de você ir embora, a rosa morreu. Ainda não sabemos o motivo... Ou talvez você saiba e não tenha me dito.

Dizem que flores são a essência de amor, principalmente as que tem um cheiro tão marcante quanto uma rosa. É praticamente impossível não reconhecer o perfume de uma rosa, não é mesmo? E dizem que se uma rosa, tão bem cuidado, venha a morrer é porque nunca existiu um amor tão profundo assim.

Meu amor era tão profundo que estou agonizando no seu travesseiro, o que você usava para dormir, e me lamentando por não ter mais seu tão delicado perfume.

Na verdade, quando você foi embora a única coisa que sempre rezei era que você estivesse esquecido algo importante e voltado aqui somente para pegar... Ou que você fingisse ter esquecido algo aqui e voltado, apenas para me ver, usando uma desculpa qualquer.

"— Se eu tiver que ir embora, sempre usarei desculpas para ter ver."

"— É sério que eu gosto de você, Minho."

"— Jura que irei pedir para ficar, por você?"

Nam Taehyun, suas palavras ainda cortam meu coração. 

Na verdade, as palavras que mais cortam eram as promessas amorosas que você me lançava toda vez que se sentia manhoso e ganhava aquilo que exatamente você queria. Poderiam ser comida a uma miníma atenção minha... E convenhamos, você nunca pôde reclamar de que nunca lhe dei a devida atenção. Quando você se emburrava com Seungyoon ou quando você acabava brigando com JinWoo por qualquer coisa, sempre acabava por me aproximar de você e tentar lhe acalmar. Lembra de quantos tapas acabei recebendo por querer o acalmar? Ou quantas vezes fui chamado de idiota por simplesmente tentar te confortar? Exatamente isso, Nam... Eu teria te dado o mundo se isso estivesse em minhas mãos e talvez esse tenha sido o meu maior erro. Ter te mimado ao ponto de ser abandonado por você.

Sim, completamente abandonado por você.

E você não pode dizer que não, quando você simplesmente aceitou o que a empresa queria... Por ser considerado um "louco". Você aceitou, você não brigou e nem pediu para ficar. Você também não disse que mudaria, que começaria a seguir as regras e não tudo ao seu medo. Mas a empresa e nós não éramos nada para você, não significamos nada. Você realmente era uma pessoa instável. As vezes você era a pessoa mais maravilhosa do mundo e depois era como uma fera selvagem, onde jogava tudo longe e até mesmo tentava agredir a mim ou ao Líder. Ao contrário de mim, SeungYoon não era tão paciente com você e realmente não se importava se as palavras duras iriam lhe fazer chorar a noite... E quando você chorava a noite, por ser chamado de criança mimada e imatura, o único tolo que se aproximava e lhe abraçava por trás era eu.

Um tolo.

Song MinHo.

E apesar de todas essas coisas e principalmente por Nam Taehyun ser uma pessoa falha, eu te amava. Te amava com todo o fundo de meu ser, com todo o meu coração latente por você. Por você, Nam. Exatamente por você que eu faria as coisas, exatamente todas as coisas. E se quando você foi embora e tivesse me dito um "venha comigo", eu teria ido sem pensar. Eu teria segurado sua mão e dito "claro" ou simplesmente ter pegado minhas coisas e saído com você. Mas você não disse, você não fez nada do esperado. Na verdade, você parecia ter estado de saco cheio o tempo todo. Você não se importou em explicar o motivo, só disse que estava indo embora.

"— E o WINNER?" JinWoo perguntava, daquele modo inocente dele.

Lembro do olhar agressivo que lançou a ele e de como o coitado se encolheu, achando que seria seu novo saco de pancadas. 

Exatamente isso, você não disse nada.

E por não ter dito nada, ninguém pensou que você realmente iria embora.

E você só foi embora, sem dizer nada.

E essa foi a parte que mais doeu.

Saber que a coragem que possa ter te levado para longe de nós é algo que está longe de nós compreendermos. Tudo bem, você queria ir embora e tudo o que pensamos era se você voltaria. Você não voltou. E tivemos que anunciar sua saída. E então você entrou em uma banda tão rápido que me partiu o coração. 

Me pergunto se você já tinha planos disso. Se já estava marcado de sair daqui para entrar em uma banda que seria sua, com suas regras. Lembro da sua resposta no sms que te mandei "estava sendo muito difícil" e essa foi a última de todas. 

Esse foi nosso último contato.

E ainda sou o tolo de mandar sms para um celular que não visualiza, que não liga e nem nada. E sou o tolo por em suas contas, olhar sua foto e sentir saudade de como seus lábios tocavam os meus, ora tão agressivos quanto um oceano em fúria e ora tão suave como o toque de uma pétala de cerejeira. 

Pois você não conseguia somente ser um... Você era os dois.

Você era exatamente os dois que amava.

E os dois que sinto falta.


Notas Finais


Como boa incle, meu bias é o líder e não Song ou Nam.
Mas como estou bem chorosa com esse negocio de OTP4 e não OTP5, eu só consigo escrever com o Nam ou com o Song... Sério, não sei lidar!
Algum dia trago uma fanfic felizinha com meu amado bias ♥
Muito obrigada a quem leu por aqui e se tiver algum erro, por favor, me avisem nos comentários.
Mereço comentários, alias?
Até breve.
Ciao, ciao.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...