História Perigos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chanyeol, D.O
Tags Chan!bottom, Chansoo
Visualizações 158
Palavras 830
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não teve capa por motivos de preguiça (:

Capítulo 1 - Perigos


O dia estava mais que estressante. Estava insuportável. Trabalhar em um escritório definitivamente não era pra Kyungsoo. Odiava a sensação de se sentir preso, ainda mais com pessoas falsas. Bufava em sua mesa mas ao mesmo tempo agradecia por ter uma sala só pra si. Virou a cadeira pra observar o céu que estava extremamente azul. Que desperdício. Um dia lindo desses e ele trancado.

Estava tão imerso em seus pensamentos que só despertou quando sentiu um beijo em seus pescoço.

"QUE SUSTO CHANYEOL!" Kyungsoo quase morreu do coração.

Chanyeol ria feito uma criança, batendo palmas na frente do corpo. "Desculpa, Soo. Não podia perder a oportunidade de te surpreender. Você estava tão fofo no reflexo da janela."

"Chan, eu não aguento mais ficar na trancado nesse lugar. Eu quero sair, ver outras pessoas mesmo que eu não goste delas. Me ajudaaaa."

"Amor, eu adoraria te ajudar. Sério, mas você sabe que precisa cumprir suas obrigações." Chanyeol sentou no colo do mais novo. "Pensa que mais tarde, a gente vai sair, vamos jantar e eu quero no mínimo, uma noite inteira com você me fodendo bem devagarzinho." Finalizou a frase chupando o lábio gordinho de Kyungsoo.

O mesmo soltou um gemido. "Channie, você sabe que não podemos ser vistos aqui." Park bufou. "Eu sei mas eu um beijo rapidinho não machuca ninguém." Chanyeol tomou os lábios do moreno com vontade. Beijo estalado e desesperado. O maior começou a rebolar devagar sobre o colo do outro que já tinha o membro desperto.

"Channie, aaaah, para. Alguém vai ver gente" Kyungsoo sentiu vontade de tirar a roupa do mais velho e fode-lo ali mesmo. Só pela audácia de o provocar daquele jeito.

Apesar dos dois estarem imersos em seu mundinho, ouviram batidas na porta. Chanyeol ao invés de levantar e fingir que nada estava acontecendo, se jogou no chão e se escondeu em baixo da mesa. Kyungsoo não podia acreditar na reação do mais velho. Como ia explicar o gerente do setor, escondido em sua sala.

Antes de gritar um "pode entrar" passou a mão nos cabelos, os alinhando para perecer apresentável. A secretária, com seus cabelos perfeitamente penteados, seu corpo escultural entrou e deu um sorriso doce pra Kyungsoo. Hwasa não conseguia esconder o amor platônico pelo chefe.

"Chegaram alguns fornecedores e eles queriam conversar com você sobre alguns pontos específicos do contrato." Chanyeol só de ouvir a voz da morena sentia vontade de vomitar.

Kyungsoo acentiu e pediu que ela os mandasse entrar. Chanyeol já estava se sentindo sufocado em baixo daquela mesa. Viu Do levantar e provavelmente dar a mão para o que ele julgava ser três pessoas. A conversava estava durando mais do que ele esperava.

Queria ir embora, queria estar em casa, fodendo, igual era o plano. Estava com tesão e nem sabia que hora aquilo ia acabar. Pensando nisso, rolou um ideia que Do provavelmente o mataria por isso.

Se virou ficando de frente pro mais baixo. Passou a mão pela a coxa farta. Massageou a mesma e depois seguiu até o membro de Kyungsoo que engasgou quando sentiu a mão do mais velho lhe dar um apertão.

"O senhor está bem?" os fornecedores se entre olharam assustados.

"Sim, estou ótimo."

Chanyeol se ajoelhou, bateu a cabeça na mesa e praguejou baixinho pela pancada. Abriu o zíper da calça social de Do. Baixou a box preta, Soo se ajeitou tentando manter o sorriso e a sanidade.

O de cabelos pretos começou uma masturbação com movimentos leves. O rosto do mais novo estava tão vermelho que parecia que ia explodir. Chanyeol posicionou os braços em baixo das pernas do outro, apoioando as mãos nas coxas. Abocanhou o membro já rígido, fazendo um vai e vem tranquilo, com cuidado pra não bater a cabeça, novamente.

Kyungsoo revirou os olhos, os apertando com força. Passou a mão por debaixo e mesa puxando os cabelos do mais velho que engoliu seu membro por inteiro. Nessa hora, Do não aguentou. Gemeu baixinho, o que acabou fazendo Chanyeol rir causando uma vibração que fez o castanho soltar um "Aaaah, sim. Com certeza. Posso ver isso sim. Vou por como prioridade. É só..."

Quando estava terminando de falar, sentiu que o orgasmo estava chegando e Chanyeol sugou cada gota que saiu, continuando a sucção com força. "É só, aaaah, uhum! Procurarem a Hwasa com o esboço dos pontos que foram mudados." Sorriu doce, se curvando com cuidado.

Quando os três saíram com olhares desconfiados, Soo se jogou na cadeira. Suando mais que tudo. Chanyeol saiu de baixo da mesa com a cara mais lavada do mundo. "Chanyeol, eu vou te matar!"

Chanyeol sorriu, fechou o zíper da calça do mais novo. O beijou com vontade e perguntou "Soo-ssi, vai me dizer que não gostou?" o encarou com um bico nos lábios.

"Chanyeol, eu vou te foder tanto mas tanto, que você vai se arrepender de ter feito isso." Era só isso que Chanyeol precisava ouvir. Um Kyungsoo bravo era o que proporcionava as melhores transas. Mal podia esperar pra chegar em casa. 


Notas Finais


🙆


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...