História Perigosamente Amor - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Selena Gomez, Zayn Malik
Personagens Justin Bieber, Selena Gomez, Zayn Malik
Visualizações 57
Palavras 1.443
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Procuro alguém que me dê uma conta da Netflix para amizade linda e sincera! KKKKKKKKKKK, brincadeira.
Mas se quiser, é verdade! sz Só quero ver minhas séries </3

Capítulo 20 - Haunted.


Fanfic / Fanfiction Perigosamente Amor - Capítulo 20 - Haunted.

Zayn Malik Point Of View.

Eu acabará de prometer para mim mesmo que aquela, era a última garrafa de whiskey que eu terminava. Mas, na verdade era apenas a próxima para o meu fim. Meu celular tocava desesperadamente, mas eu estava sem forças para atender ou eu realmente não queria atender.

Ashley me contou tudo. A festa que eles fizeram, o amor que eles ainda sentem e claro... a minha estupidez em acreditar que alguma vez na vida dela, eu a fiz feliz como ele. Ela ama os tapas que ele dá, a agressividade que ele fala e o relacionamento abusivo que ambos tem.

E agora, ela está me assombrando. Neste exato momento, posso vê-la a me olhar de braços cruzados, balançando a cabeça negativamente em decepção.

- Você se tornou tudo aquilo que eu mais desprezo!

N-não. Não é verdade! Você que me deixou na rua da amargura, da decepção para morrer Selena! Eu jamais me tornaria algo que você tanto despreza, jamais! Eu te amo e tudo que eu te peço, é que por favor... para de me assombrar e volte para meus braços. Diga que ainda se lembra de mim, por favor!

Em um ato de completo desespero, corri para abraça-la mas ela não estava ali. A sua figura era apenas algo de minha imaginação. Joguei a garrafa de whiskey no chão com força, sentindo os estilhaços de cacos de vidro, atingirem meus pés. Peguei meu celular em cima da mesa, digitando para ela. Digitando tudo o que eu sentia e tudo o que eu queria dizer.

Zayn: Pare de me assombrar e volte para mim. De corpo, de alma e de boa vontade! Eu não aguento mais saber que você me usou, apenas para me machucar e machucar ele. Isso, não é o amor que eu esperava para nós. Eu amo você, mais do que a minha própria vida! Não me deixe sumir, porque se eu for... Nunca mais voltarei para você!

- Hoje, ás 23:30PM.

Ah, Selena. Não me deixe sem uma resposta ou argumento concreto. Pois, o silêncio também é resposta e nesse caso... não é uma resposta agradável!

Minutos se passaram, e a certeza de que ela não me responderia se fez presente dentro de mim. Liguei o chuveiro, entrando debaixo da água gelada para recuperar meus sentidos. E se ela tiver se lembrado de tudo e acabar sabendo que estou com outra? Meu deus! Eu não deveria ter aceitado o acordo de meu pai! Céus, o que eu faço?

Audrey é linda, fofa e encantadora. Mas, nosso romance é apenas marketing! E ela sabe, desde o momento em que eu amo e sempre irei amar uma única pessoa. Uma única mulher que faz meu coração acelerar em apenas pensar nela. Mas, que me trocou por um desgraçado que só a faz se sentir mal.

Sai do banheiro, enxugando meus cabelos com a toalha branca e entrei em meu quarto. Tirei minhas roupas molhadas e coloquei roupas secas, me sentando na cama enquanto olhava fixamente para meu celular jogado no chão. A esperança é a última que morre.

E quando eu já estava completamente frustrado com a decepção de não ter recebido nenhuma mensagem sua, meu celular toca. Prendi a respiração, me levantando e o tirando do chão. Sem olhar para o visor, o atendi inesperadamente.

- Oi? – Perguntei, fechando os olhos.

- Z? – Sua voz, como era bom ouvir a sua voz.

- Sel... – Suspirei aliviado, sentindo um nó se formar em minha garganta.

- Abra a porta.

Desligou.

Desci as escadas correndo. Será que ela se lembrou de mim? Então, ela se lembrou de tudo. De todos os nossos momentos juntos, de toda a nossa felicidade. Ela me ama, assim como eu a amo. Assim que abri a porta, e felicidade me invadiu por completo. Ela estava linda! Sorri, fazendo ela me dar um meio sorriso sem dentes.

- Entra. – Pedi, mas ela negou.

- Se eu entrar... será doloroso sair. – Assentiu para si mesma. – Zayn, eu nunca perdi a memória. Eu só agi como, porque eu queria proteger vocês. Eu quero, proteger vocês! Por isso, eu fingi a amnesia, fingi me esquecer de vocês e eu me fiz de inocente. Eu briguei com Ashley, ignorei todas as suas mensagens e ligações. Afastei vocês de mim. Tudo isso, porque o que eu irei fazer... poderia acabar machucando vocês se ainda estivessem ao meu lado. Para Justin, eu não me lembro de nada. A não ser, de nossos momentos “felizes”. – Riu. – Falando em não se lembrar de nada... você está bem preocupado com a gente não é? Enquanto eu estava sem memória, você dormia com outras. Como esperava me aju...

A cortei, completamente transtornado com suas palavras. Quem ela pensa que é para fazer isso comigo? Enquanto eu me culpava amargamente por ter me deitado com outra, ela me usava como um fantoche em suas mãos, apenas para me manter manipulado a sua falsa amnesia! Como eu pude acreditar em toda essa mentira?

- Como você teve coragem... – Senti meus olhos arderem. – se você soubesse o quanto eu estava arrasado por ter feito o que fiz, o quanto eu me odiava por ter ficado com outra... você jamais falaria isso comigo. Foda-se, se você fez isso para me proteger ou proteger quem você ama. Você fez isso porque quis! – Cuspi as palavras. – Isso não têm perdão!

- Não seja um babaca – a cortei novamente.

- Não, Selena! – Segurei o seu braço. – Não seja você, uma babaca! Foda-se se você queria me proteger ou não queria me perder. Eu não me importo mais! Quer continuar com esse fingimento todo? Vá em frente!

A morena entre abriu sua boca para dizer algo. Porém, ela não conseguiu. Seu corpo cambaleava para frente e para trás, como uma boneca de pano.

- Selena... – Sussurrei baixo, segurando sem braço com mais força.

Ela ficou pálida, como se não comesse a dias. Foi então, que ela se jogou em meus braços, desmaiando. A peguei no colo, completamente desesperado e entrei com ela para dentro de minha casa. E foi assim que toda a raiva, todo ódio e toda decepção viraram pó.

 

                                                                 [...]

 

Abri meus olhos calmamente, não reconhecendo o local aonde eu estava. Me sentei na cama lentamente, sentindo meu estômago se revirar. Abracei meu tronco, sentindo arrepios incômodos na pele. Senti uma forte vontade de vomitar e não perdi tempo, me levantando da cama rapidamente e entrando no primeiro banheiro que encontrei. Sentei no chão do banheiro, escorando meu cotovelo na beirada do vaso e limpei minha boca. O que diabos está acontecendo comigo?

- Você desmaiou. – Uma voz disse atrás de mim.

Ergui meu olhar para ele, encontrando o mesmo escorado no batente da porta. Seus olhos estavam vermelhos, assim como o seu nariz. O moreno se sentou no chão, as costas escoradas na parede.

- Você disse que não queria entrar. Porém, eu não poderia te deixar desmaiada do lado de fora. – Fungou.

- Obrigada, Z. – Sussurrei. – Acho que eu não comi muito durante esses dias.

- Deve ser isso. – Concordou. – Está com fome?

Balancei a cabeça, como se desse para ele me ver.

- Não. – Senti meu estômago se revirar novamente. – Não consigo pensar em comida por agora...

Sem conseguir terminar de dizer a frase, acabei vomitando novamente. Limpei a minha boca mais uma vez, sentindo os olhos de Z sobre mim. Olhei para a porta, vendo os seus olhos preocupados com o meu estado. Sorri sem dentes, lhe dando a liberdade de sorrir também.

- Estou bem. – Me levantei, abrindo a torneira do lavatório e molhei meu rosto. – Eu acho. – Coloquei um pouco de água na boca. – Quantas horas?

- Não sei. – Ergueu a cabeça. – 1hr da manhã, talvez?

- Ainda está bravo comigo? – Ajoelhei na sua frente.

- Não. – Me encarou. – Eu só fui pego desprevenido. Você é bem corajosa de se usar como isca para isso. Eu não teria essa coragem.

- Só quero proteger vocês. – Senti meus olhos queimarem. – Mas, você parece não querer o mesmo. Você não parece estar preocupado comigo, você...

Zayn me abraçou forte como a dor que eu sentia. Acabei chorando, molhando toda a sua camiseta, enquanto eu lhe dava vários murros de raiva.

- Audrey e eu, estamos juntos por marketing. – Sussurra. – Meu pai acha que eu teria mais respeito, se eu tivesse uma mulher ao meu lado. Você é a mulher de Justin e nossas empresas são inimigas. Eu arruinaria todos os negócios de minha família se aparecesse publicamente com você... por mais que eu te ame.

Inspirei forte o seu perfume, erguendo a minha cabeça para olha-lo.

- Eu irei embora para o Canadá, amanhã cedo. 


Notas Finais


Bom dia, acabei de acordar então é bom dia!
Eu queria primeiramente agradecer a todos vcs por me ajudarem e me apoiarem. Sério gente, de todas as fanfics que eu já escrevi essa é a segunda delas que eu estou conseguindo terminar! Obrigada, de coração!
Amo vcs demais, ~thepussylove, ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...