História Pernico: Amor e Ódio - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo
Personagens Afrodite, Annabeth Chase, Calipso, Eros (Cupid), Frank Zhang, Hazel Levesque, Jason Grace, Leo Valdez, Nico di Angelo, Percy Jackson, Piper Mclean, Will Solace
Tags Frason, Pernico, Piperbeth, Valace
Exibições 69
Palavras 1.354
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, FemmeSlash, Ficção, Lemon, Magia, Romance e Novela, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Super Power, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente! Tudo bem com vocês?
Mil e uma desculpas por não ter postado nada! Tô tentando do fundo do meu cori fazer surgir um capítulo novo e só agora eu terminei ;-;
Espero que gostem :)

Capítulo 6 - Adversidades


Foi uma longa jornada para os tripulantes do Argo II e uma longa jornada para Nico.
O filho de Hades teve mais enjôos somados a dores fortes na barriga. E as lutas não estavam facilitando. As adversidades aumentavam dia após dia, deixando Nico mais aflito e com medo de perder o bebê. Eros disse que sua filha aguentaria, mas não disse o quanto. Caía, se machucava e quando utilizava o poder das sombras, ficava muito debilitado.

Quando Reyna sentiu a situação de Nico, também soube do bebê. A garota o protegia acima de tudo, tal como o Treinador Hedge. Nico sentia-se como um fardo para a equipe e amaldiçoava a Eros por deixá-lo nesse estado, ainda por cima numa guerra.

No Argo II, Frank e Jason ainda estavam bem, mas não tinham tempo um para o outro, não com tantas adversidades. A quantidade de monstros aumentou depois que Nico saiu e levou a aura de medo da Atena Partenos junto.
Hazel ficava cada dia mais ansiosa para rever Calipso e seu estado se refletia nas missões, onde deixava uma trilha de metais e pedras preciosas.
Leo ainda estava chateado pela situação com Jason e focar em Will ajudava cada dia menos. Mas disfarçou com um sorriso, como quase sempre fazia.
Percy estava triste, preocupado e irritado pela guerra. Seu amor havia partido numa jornada perigosa grávido e Gaia não o deixava ter uma boa noite de sono.

Lembrava-se de quando perdeu a memória e começou a flertar com Di Ângelo. O garoto ficava ainda mais bonito à luz do luar, enquanto gemia seu nome e rebolava sensualmente com Percy dentro de si.

Agora que parou para pensar, se sua relação com Annabeth era regida por Afrodite, talvez a relação com Nico fosse obra de Eros. Explicaria porquê o deus estava tão ligados aos dois nos sonhos.

Sentia uma relação de Amor e Ódio por Eros. Sem o deus, talvez Nico estivesse morto e mesmo se não estivesse, talvez eles não se falassem mais. Os métodos dele foram bem incomuns, mas uniram Nico à Percy de forma incontestável.

- Pensando em mim, semideus? - Eros perguntou enquanto se materializava na cama, ao lado de Percy, que pulou pra fora da cama com o susto.

- Por que você me atormenta?! - Percy perguntou irritado.

- Porque você e Nico são semideuses únicos! - Eros respondeu feliz e foi ao teto do quarto com as asas, descendo lentamente. - Dos pés à cabeça, vocês são incrivelmente irresistíveis! E eu quero ter vocês...

O deus aproximou seu rosto ao de Percy, como se fosse beijá-lo, mas se fez invisível e afastou-se do filho de Poseidon, rindo maleficamente.

- Você gosta de nós dois? - Percy tentava assimilar tudo. - Você é o deus do desejo! Por que tanto interesse em nós?

- Porque o deus do desejo também tem desejos, Percy. - Eros se fez presente novamente. - E eu desejo vocês dois. - O deus beijou Percy, que não conseguiu resistir, hipnotizado pelos encantos daquele homem tão sedutor. - Eu quero me lembrar de vocês assim como o outro semideus que eu engravidei há milênios atrás. Vocês são minhas jóias raras... - Eros beijou Percy uma vez mais. Percy sentia o gosto de ambrosia e néctar vindo do deus, que invadia sua boca com a língua, como se quisesse pegar qualquer resistência do garoto pela boca.

- Então me considere um diamante bruto. - Percy se separou do beijo, rompendo o encanto com Eros. - Me quer tanto assim? Você vai ter...
O filho de Poseidon agarrou o deus por trás, baixando suas calças.

- Isso é pelo Nico! - Percy inseriu um dedo de uma só vez no ânus do homem, que soltou um gemido de dor. - Isso é pelo bebê que você colocou nele! - Mais um dedo foi inserido no deus, que num estalar tirou as roupas de ambos, deixando as de Percy em cima da cama. - E isso é por mim! - Percy tirou os dedos e se enfiou numa só estocada no ânus de Eros, que soltou um grito abafado.

- Faz tempo que eu não sou dominado... - Eros comentou enquanto Percy começou a se mover rapidamente dentro do deus.

- É tão bom ver um deus tomando, só pra variar... - Percy o cortou aumentando a velocidade das estocadas, ouvindo os gemidos abafados de Eros.

O filho da Poseidon gozou sem avisar dentro do deus, que fez o mesmo na cama do garoto. Eros fez surgir suas roupas de volta e arrumou os cabelos.

- Geralmente minha aura de desejo faz humanos passivos. - Eros admitiu.

- Mais um diferencial em Percy Jackson. - Percy respondeu risonho. - Você tá ajudando o Nico na jornada?

- Um dia sim, outro não. - O deus respondeu. - O bebê para de prejudicar Nico quando eu apareço e desde que eu ainda realize minhas tarefas divinas, posso visitá-lo.

- Você é um deus estranho, Eros. Você deseja dois semideuses e engravida um deles pra se lembrar deles?

- O desejo pode ser mais estranho que o amor, Percy. Nem minha mãe entende os meus planos pra vocês do Argo II.

- Sabe, apesar da minha raiva de você e como você armou pra comer o Nico, eu nunca vi aquele garoto tão vivo e nunca me vi tão preocupado com alguém ou feliz de estar com ele. - Percy confessou, abrindo um sorriso leve no final.

- Talvez dentro desse pervertido egoísta eu queira o bem de vocês. - Eros respondeu sorrindo. - Eu quase nunca me importo com mortais, Percy. - Ele confessou. - Pergunte ao Leo como eu o fiz se sentir. Mas quando eu encontro semideuses como vocês... - O deus se aproximou do garoto, beijando-o uma última vez. - Eu fico obcecado.

- Você sente na pele o que é ficar apaixonado. - Percy completou.

- Até a próxima, semideus.

Eros acenou e desapareceu.
A divindade se transportou para perto do quarto de Jason e viu, num espelho especial feito por Hefesto, Jason e Frank jogando conversa fora.

- Quando eles finalmente têm tempo, eles o desperdiçam. - Eros reprovou o ato estalando a língua duas vezes. - Romanos...

O moreno estalou os dedos, fazendo brotar desejo no pensamento dos garotos, que logo se insinuaram, se agarraram e foram pro quarto.

- Bem melhor. - o deus sorriu antes de se transportar para paradeiro de Nico, em Portugal.

- Hora da sua dose diária de amor, Angelo. - Eros sussurrou no ouvido de Nico, dando um susto no garoto.

O filho de Hades mirou suas orbes negras no vermelho da divindade antes de soltar um você é desprezível e levar o deus para o banheiro mais próximo.

- Tenta fazer melhor dessa vez. - Eros provocou Nico, que mostrou o dedo do meio para o mais velho. - Vai ser melhor pro bebê...

- Vamos logo com isso. - Nico o cortou antes de abrir o zíper dos jeans escuros de Eros e tirar seu membro de lá. O abocanhou todo de uma vez e o chupou rápido, ignorando o prazer no doce pênis do deus e a aura de luxúria que ele emanava.

Já estava se cansando dessa rotina a cada dois dias para manter o bebê saudável. Sorte que só seria necessário fazer isso até o fim do primeiro mês de gestação.

Mas Eros foi mais forte que ele e pouco a pouco, Nico foi ficando excitado e começou a chupá-lo com vontade, querendo aproveitar o ato. O mais velho alisou sua cabeça, como forma de lhe retribuir por isso, mesmo que fosse obra dele.

Não tardou muito e gozou direto em sua garganta, fazendo o mais novo engolir de uma vez o "remédio" pro bebê.

- Sobe, Nico. - Eros mandou.
Nico o obedeceu.

O deus então deu um beijo tênue, apaixonado no filho de Hades.

- Eu não faria nada disso com você se eu não me importasse, Nico. - Eros o fitou, sério. - Tenha isso em mente antes de me amaldiçoar.

O deus desapareceu, deixando Nico pensativo no banheiro.


Notas Finais


Sem comentários :X
Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...