História PERNICO & VALGRACE — I LOVE YOU, ALWAYS. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Annabeth Chase, Frank Zhang, Hades, Hazel Levesque, Hefesto, Jason Grace, Leo Valdez, Nico di Angelo, Percy Jackson, Piper McLean, Poseidon, Sally Jackson, Thalia Grace, Will Solace, Zeus
Tags Pernico, Valgrace
Exibições 376
Palavras 1.707
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Hentai, Lemon, Yaoi, Yuri
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ohayo Nekos-chan, bem espero que gostem dessa fic, e eu estou muito indecisa e nervosa, aliás, é a primeira e eu não sei se sou uma ótima escritora e se levo jeito com isso, mas espero que gostem.


Bjs Nekos-chan e boua leitura!!

Capítulo 1 - CAP. I: THE DARKNESS AND THE OCEAN


Fanfic / Fanfiction PERNICO & VALGRACE — I LOVE YOU, ALWAYS. - Capítulo 1 - CAP. I: THE DARKNESS AND THE OCEAN

≈ PERNICO ≈

° NOITE DE SURPRESAS °

PERCY ON.

Todos estavam reunidos na fogueira e de longe eu podia ver meu moreno sentado sozinho em sua mesa, seu olhar fixo na mesa do jantar, suas costumeiras roupas pretas e seu casaco de aviador, suspirei nervoso. Droga!! Eu ia pedi-lo finalmente em casamento, na frente de todo o Acampamento, por Afrodite tomara que ela me ajude com essa minha decisão e por falar nela… Onde está Piper?? Ela disse que me ajudaria com o…

— Percy, cheguei!! — ela apareceu do além e me assustou, a olhei nervoso e ela sorriu fraco, ofegante — Você não sabe o quanto foi difícil convencer a Hazel a me levar a uma joalheria sem contar sobre o plano! Mas aqui está!! — me entregou uma caixinha de veludo preta, abri a caixinha e vi duas alianças douradas, uma com um diamante preto e o outro azul, sorri sentindo meu nervosismo suavizar e meu peito aquecer — Está quase na hora! Will também está nos ajudando e ele disse que…

— O Will?? — perguntei confuso e ela me olhou, nervosa.

— Oh, ops. — sorriu sem graça — E-eu pedi ajuda dele! — deu de ombros, franzi as sobrancelhas.

— Como assim pediu a ajuda dele?! Em que diabos ele iria me ajudar?! Esqueceu que ele foi o primeiro namorado do Nico e que ainda o ama?! — rosnei e ela revirou os olhos.

— Percy, se ele está te ajudando é por que ele quer o melhor para o Nico. — a morena argumentou — Ele sabe que o Nico nunca seria realmente feliz ao lado dele, e que a pessoa que ele ama é a pessoa mais cabeça oca que eu conheço! — cruzou os braços, bufei e assenti.

— Desculpe, Piper! Mas vamos logo com isso que daqui a pouco os filhos de Apolo irão começar com a cantoria! — avisei ainda escondido entre os chalés, observando de longe todos terminarem suas refeições e se sentarem de volta em suas mesas, ele olhava para os lados, talvez me procurando e voltava com o olhar triste para as mãos, mordi meu lábio inferior e vi os primeiros filhos de Apolo se aproximarem segurando seus instrumentos musicais. E a primeira música começou a tocar, logo retirei da minha mochila meu terno e comecei a retirar minhas roupas.

— Percy!! Seu idiota!! Esqueceu que eu estou aqui?! — gritou a morena e eu subi minhas calças a vendo toda furiosa ao meu lado.

— D-desculpa Piper!! Esqueci que estava aqui!!

— Mais é um Cabeça de Algas mesmo! — xingou-me saindo rapidamente dali, voltei a me trocar e já estava completamente arrumado, só faltava aquela maldita gravata que eu não sabia como colocar!! Por que que diabos eu tinha que usar aquilo mesmo?? Bom, não é desse jeito... Argh enrosquei meu dedo nessa porra!!! Ouvi uns barulhos e olhei para o lado, Annabeth apareceu agora, me olhando com um sorriso debochado nos lábios, tentando não rir.

— Finalmente hein Cabeça de Algas resolveu fazer a coisa certa! — disse sorrindo, sorri revirando os olhos e ela se aproximou e começou a arrumar a gravata — Olha aqui Percy! Você sabe o passo que você estará dando não sabe? — assenti — Então, não estrague nada, ele te ama de verdade e eu sei, sei que você também o ama. Só essa sua lerdeza que te atrasa um pouco! — rimos e ela entregou um buquê com lírios brancos — Faz ele feliz! Você e ele merecem! — piscou para mim, sorri alegre para minha melhor amiga.

— Você devia fazer o mesmo com Piper. Ela também merece, Sabidinha. — sugeri olhando para a morena que estava à espera da namorada e vi o sorriso de Annabeth aumentar e suas bochechas corarem.

— E isso não vai demorar a acontecer! — e saiu em direção a Piper, voltei a olhar para a fogueira, especificamente, para meu moreno, ele agora continuava de cabeça baixa, olhando para os lados procurando por mim, sorri e era a minha hora de entrar, e mais uma vez o nervosismo tomou conta de mim, mas eu não iria deixar aquele sentimento tomar conta de mim, inspirei fundo e corri até a fogueira, atraindo o olhar de muitos, cheguei o suficiente perto da fogueira e olhei para os semideuses que estavam presentes, todos estavam ali, até Jason, Hazel e Frank que eram do Acampamento Júpiter estavam aqui, Jason por causa de Leo e Hazel por causa de Nico, e Frank por causa da Hazel. Inspirei fundo e continuei olhando até parar na mesa dos Três Grandes, vendo o olhar curioso do meu moreno, onde minhas safiras se conectaram com seus ônix, e naquela densa escuridão eu arranjei coragem e força, pigarreei e inspirei fundo.

— Primeiramente, boa noite à todos! — comecei — Vocês devem estar se perguntando o que diabos eu estou fazendo aqui? Atrapalhando o jantar de vocês… — comecei a suar e apertei a caixinha de veludo na minha mão, que eu a deixava atrás da minhas costas — E aposto que estão achando que estou louco… E realmente eu estou… Estou louco, mas não de cabeça e sim de coração. — fixei meus olhos nos ônix de meu amado que estava começando a ficar corado, e sorri — Estou louco por um garoto que é o contrário de mim, que é contrário da pessoa que eu achei que era predestinada a mim — olhei para Annabeth e ela sorriu e Piper me incentivou a continuar, mordisquei o lábio inferior — Que é totalmente o oposto de mim… Mas ele não deixa de ser o homem da minha vida… O dono do meu coração… — olhei para o Nico e sua face estava vermelha e seus olhos marejados — Mas, dizem que os opostos se atraem e eu acredito nisso… Por que eu me apaixonei por Nico Di Ângelo, filho de Hades que a propósito é meu tio e isso faz ele ser meu primo, estranho, não? — todos riram um pouco e até ele riu — Mas eu não me importo, não me importo com a classe, a origem, de onde veio, a aparência, a aceitação alheia e do preconceito que muitos sentem por nós — comecei a andar em sua direção, passando pela fogueira e pelos demais semideuses — Eu só me importo com os sentimentos e os efeitos totalmente colaterais que ele me causa… Como calor, febre, arrepios, excitação, desejo amor quando está perto, triste, vazio, insônia e pesadelos quando está longe… — cheguei a sua mesa e as lágrimas deslizavam pelas suas bochechas vermelhas, estiquei minha mão para ele — Por que isso, todos esses sentimentos, é o que Nico Di Ângelo causa em mim e ninguém mais pode ou vai causar… — ele segurou minha mão e eu o puxei para mim, fazendo-o ficar em pé, meus olhos arderam, denunciando minha emoção — E por isso, Nico, por exclusivamente você ser você e ninguém mais, por ser esse garoto misterioso e calado que é, por demonstrar somente a mim o garoto safado que você pode ser, e por sorrir apaixonadamente, somente a mim que eu te amo Nico Di Ângelo — ajoelhei-me e tirei a caixa de veludo de dentro do blazer, sorri mais ainda, e minhas lágrimas embaçaram minha visão, funguei um pouco, e o olhei e ele arregalou os olhos e levou sua outra mão a boca, ficando mais vermelho do que as próprias chamas de Hefesto — E é por isso, Nico, que eu te amo e é com esses e outros milhares de motivos que eu Percy Jackson, ajoelhando, aqui, na frente de todo o Acampamento, te pergunto: ,— meu coração apertou e uma lágrima deslizou em minha face — Aceita se casar comigo?? — abri a caixa e mostrei-lhe as alianças, todos se calaram a nossa volta, e ele, continuou alternando o olhar de mim e para as alianças — Nico Di Ângelo você quer casar comigo?? — repeti a pergunta, já ficando nervoso, outras lágrimas deslizarem e ele continuava ali, parado, ficando mais pálido que o normal, até que um soluço escapou de seus lábios e seus olhos se fecharam, mais lágrimas despencaram de seus olhos enquanto um sorriso lindo estampavam em seu belo rosto.

— P-Percy… Claro que sim!! — sua voz saiu em um fio e ele chorou, todos começaram a aplaudir e a gritar, sorri aliviado e ainda ajoelhando, coloquei a aliança azul em seu dedo e me levantei, e ele fez o mesmo comigo, olhando-me tão profundamente que fez meu coração parar por alguns segundos, todos ainda aplaudiam e gritavam “Pernico” que era mistura dos nossos nomes, toquei o rosto do meu amado e me aproximei dele, observando atentamente seu rosto pálido, banhado pelas lágrimas e ainda vermelho — P-Percy, eu também te amo, amo muito!! — sussurrou fechando os olhos, sorri e não esperei mais nenhum segundo, puxei-o contra mim e o beijei, intensamente, era apenas um beijo, uma conexão de lábios, seus lábios frios e macios contra os meus me causavam um calor incomum, e já não existia mais nada além dele e eu em nosso pequeno universo, nossas línguas se tocaram e meu corpo esquentou, apertei meu pequeno contra meu corpo, tirando-o do chão e sentindo-o sorrir durante o beijo, não sei por quanto tempo ficamos assim, mas foi o suficiente para todos gritarem para irmos para o quarto, afastei-me de meu pequeno sem fôlego e o fitei, as bochechas vermelhas e os lábios inchados e vermelhos, a respiração descompassada e a alegria em suas ônix, sorri e colei nossas testas, sentindo sua respiração fria contra a minha.

— Que tal irmos para meu chalé? Continuamos com a diversão lá, pequeno… — sugeri mordendo a ponta do seu nariz e ele riu, ficando vermelho.

— Não vejo por que não… — sussurrou beijando-me de um jeito luxurioso, encerrando-o com um forte puxão em meu lábio inferior, ele se afastou de mim, entrelaçando nossos dedos e me puxando, sorri maliciosamente e notei que os outros também nos olhavam desse jeito, pouco me importei, hoje às paredes do meu chalé iriam rachar! Disso eu tinha certeza!!

≈ PERNICO ≈


Notas Finais


Heey Nekos, então o que acharam?? A opinião de vocês é muito importante para mim!

Deixem um comentário caso tenham gostado e algumas sugestões!!


Bjss meus nekozinhos fofos :3


PS: Próximo cap. Não sei quando sai!! Hehehe mas não vai demorar, prometo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...