História Pero me acuerdo de ti - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~AryanaSantos

Postado
Categorias A Feia Mais Bela
Personagens Aldo Domenzaín, Alicia Ferreira, Erasmo Padilla, Fernando Mendiola, Julieta Solís de Padilla, Letícia "Lety" Padilha Solís, Márcia Vilarroel, Omar Carvarral, Personagens Originais, Tomás Moura Gutiérrez
Exibições 71
Palavras 716
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi oi gente! Deixando aqui o primeiro capítulo de "Pero me acuerdo de ti" escrita por mim e pela minha irmã querida Bia <3

Esperamos de verdade que gostem, e boa leitura <3

- Ary

Capítulo 1 - Meus pensamentos, minhas realidades


LETY   

Abri as cortinas do meu quarto e vi mamãe no jardim regando cuidadosamente suas flores. Ri sozinha. Seu empenho era admirável. Em tudo que fazia havia um pouco de amor, deve ser por isso que saia tão perfeito. Saí e descendo as escadas me deparo com papai, me olhou sorridente, beijou minha testa e se afastou, caminhei mais um pouco e tudo estava calmo. Muito calmo. Tomás poderia aparecer agora e alegrar essa tediosa tarde de folga, suas trapalhadas me fazem rir, meu melhor amigo tem um verdadeiro espirito alegre. Caminhei até o jardim para fazer companhia a mamãe e logo o avistei de longe. Na parte que não era visível da janela do meu quarto Rafael estava sentado conversando com minha mãe. Assim que me viu perto aproximou-se.

    - Lety meu amor – Me beijou

    - Que surpresa querido – Correspondi e nos sentamos perto de onde mamãe estava

    - Estava quase mandando ele te tirar daquele quarto querida, o que fazia enclausurada lá?

    - Nada de interessante – Rafa passou seu braço pelos meus ombros me abraçando – Tirando o pó dos livros. Preciso atualiza-los – Ri

    - Uma boa ideia essa Dona Julieta! – Riu e me olhou - Meu amor gostaria de sair? Tem um lugar especial que queria lhe levar

     - Por que não? Vamos sim – Respondi mesmo não estando tão entusiasmada

     - Podemos Dona Julieta?

     - Claro que sim, queridos. Cuide da minha filha seu Rafael – Piscou para ele

    Rafael era o tipo de “genro” perfeito. Educado, gentil e o principal e que em muito agradou meu pai: respeitador. Não posso negar que ele é maravilhoso comigo, me entende e espera o “meu tempo”, mas algo nele ou nas suas atitudes não me deixa plena nesse relacionamento.

     Acabamos por ir em um restaurante caro comemorar nosso sexto “mêsversário” de namoro. Perdi de vez o ânimo. Ele sabe muito bem que não dou valor ao luxo e mesmo assim ele insiste em tentar me comprar com coisas caras. Dessa vez, o presente foi um belíssimo - devo admitir – e exagerado buquê de rosas vermelhas em forma de coração. Sinto que sua intenção é boa, mas... ‘É difícil demonstrar simplicidade!’, principalmente se seu namorado não mede custos.

    - O que achou do dia?

    - Muito bom – Sorri sem mostrar os dentes

    - Fico feliz por ver seu sorriso – Me deu um selinho e me deixou na porta de casa. Até amanhã amor. Li em seus lábios e entrei

    - Já está de volta? – Papai olhou em seu relógio - Gosto cada vez mais desse Rafael – ri e subi para meu quarto

    Entrei e me senti como aquele ambiente: vazia. Sentei e olhei o anel de compromisso no meu dedo. Instantaneamente me veio a lembrança...

    - Vem Lety!

    - Fernando! Me espera – Ri o vendo mais a frente

    - Nossa Lety! – Ele parou e correndo voltou ao meu encontro

    - Que bom que desistiu de correr – Rimos – Eu já estava cansada

    - Ah não desisti não! – E em um único movimento Fê me pôs nos braços e me carregou até uma árvore, no sentamos na grama e observamos o pôr-do-sol juntos, abraçados.

    - Isso é tão...

    - Mágico? – Me olhou

    - Sim...

    - Todos momentos com você são assim, por mais simples que sejam

    - Fê... – Ele pegou minhas mãos

    - Eu te amo Letícia!

    Claro que aquelas palavras me pegaram de surpresa, estávamos juntos a um tempo e mesmo ouvindo isso outras vezes, eu nunca deixaria de me emocionar quando ele me falava essa pequena frase. Era difícil descrever as inúmeras emoções que sentia estando ao seu lado. Era simples e intenso. Calmo e maravilhoso. Terno e... verdadeiro!

    Voltei de meus devaneios com uma mensagem no celular. Rafael... Eu gosto verdadeiramente dele mais... As vezes ele é sufocante, não tem 30 minutos que nos vimos... “Amor, mãe quer fazer um jantar amanhã a noite, você vem?”. Dona Julia, uma doce senhora, claro que ei iria, ela não tem culpa do que acontece entre mim e o filho dela, ou melhor, do que acontece comigo. “Claro querido, pode confirmar”. Respondi e voltei a viajar em pensamentos. Como poderia esquecer alguém que foi muito importante na minha vida e que bruscamente fomos separados? Por onde andaria meu amado Fê? Meu primeiro amor, meu primeiro sorriso apaixonado, meu eterno namorado...


Notas Finais


Talvez alguém aí já tenha visto uma de nossas fics que escrevemos individualmente, se não, deixo o link caso queiram ler :D
Confusões do passado: https://spiritfanfics.com/historia/confusoes-do-passado-6174922 ~ Bibifb1903
Confusões do futuro: https://spiritfanfics.com/historia/confusoes-do-futuro-6912581 ~ Bibifb1903
Não vivo sem você!: https://spiritfanfics.com/historia/nao-vivo-sem-voce-7102948 ~ AryanaSantos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...