História Personal trouble (my monster) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Imagine, Namjoon, Romance
Visualizações 26
Palavras 347
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei, desculpa os erros eu nao revisei
Ps.: Obrigado pelos favoritos e comentarios
<3
Sem mais
Enjoy

Capítulo 7 - 07. visitor



Pov namjoon 
Eu me lenvantei para seguir hyorin 
-aonde você pensa que vai kim namjoon? 
Sabia que seokjin estava calado demais sabendo da implicações de trazer visitas pra casa, até por que quando ele estava no ensino medio ele trouxe uma colega pra casa, nosso pai viu e fez com que jin atirasse na cabeça daquela menina, não que fosse a primeira vez que ele matava alguem mas  era assim que as coisas funcionavam na mafia, mas especificamente a do nosso pai, você pode entrar mas nunca vai sair 
-quer falar comigo hyung? 
-você sabe das conseguencias dessa visita, não sabe? Não diga que não foi avisado. 
-não é uma visita hyung, ela vai ser uma de nós eu meio que a recrutei 
- e ela sabe disso? Ela sabe o que tem que fazer pra entrar? Ela pelo menos sabe quem somos? Onde você a encontrou? E não minta pra mim 
Suspirei, não tinha como sequer pensar em fugir aquele era o meu hyung responsavel, que por tanto que passou, acabou assumindo essa postura de mãe, e apesar de nao ter convivido com nossa mae o bastante pra dizer algo sobre, os seriados que eu assitia me mostraram mais ou menos como seria 
-sai pra caminhar ontem e vi ela tentar suicidio, achei que seria um desperdicio, a salvei e trouxe pra ca, eu me responsabiliso por ela.
Ele fechou os olhos apertando as temporas, suspirou e me olhou serio
-acho bom mesmo por que no primeiro deslize dela eu vou fazer você atirar nela, não ouse me desafiar namjoon
Ele terminou de falar e saiu 
Quando ele fala assim ate parece que ele é o chefe , nem parece que renunciou seu lugar como herdeiro pra passar o resto da vida como cafetao 
Fiquei sozinho naquela sala e olhei pra um dos quadros na parede era uma pintura que tae deu presente de aniversario ao nosso pai, eu apenas olhei mesmo, nada daquilo fazia sentido, pelo menos não pra mim, desisti de pensar resolvi que deveria apenas agir como fiz ontem, apenas seguiria meus instintos 


Notas Finais


Acho que ainda hj vou postar, serio essa fic ta fluindo de um jeito que vcs nao fazem ideia
Entao ate o proximo capitulo
Sabem os comentarios? Entao eles me insentivam a escrever
Bjs amo vcs :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...