História Pesadelo!! - Capítulo 8


Escrita por: ~

Exibições 342
Palavras 937
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi pessoal.
Me desculpem mesmo pela demora. É por que aconteceu algumas coisas durante esse tempo e eu não tinha capítulo pronto para postar, mais aqui estou eu!!!!

Capítulo 8 - Pensamentos em interrogação


  - Já adiantou meu trabalho e tirou a roupa pra mim? - eu estava tão assustado, não queria ser violentado novamente por aquele homem.

   Isso não podia acontecer de novo... Não hoje, nem nunca... Nunca mais...

   - Você está tão estranho, parece que aconteceu algo... - seu tom era irônico. - Você está dando muitas pistas para sua mãe. Ela está desconfiando de tudo e disse que não vai descansar até descobri o que aconteceu! Você não quer que ela descubra, ou quer?

   - balancei a cabeça negativamente depois que ele me apertou mais.

   Eu tentava gritar, mas ele não tirava a mão da minha boca.

   - shiii..., irei te soltar, mas não quero nenhuma gracinha. Entendeu? -

   Ele me soltou e jogou me na parede. Eu apenas chorava tentando pensar que aquilo tudo não passava de um grande pesadelo.

   Ele me deixou na parede, e passou a retirar seu cinto, talvez ele não estivesse com pressa como na última vez.

   Dessa vez nada foi como eu imaginei.

   Ele pegou o cinto e se colocou a me bater. Era uma dor insuportável, senti algumas feridas arderem após o contato de sangue de outras feridas se chocarem com as mesmas.

   Era uma dor latejante em minhas costas e nadegas. Eu queria gritar, porém não queria descobrir o que iria acontecer.

   Pensei um pouco. O que poderia ser pior do que ser espancado e abusado por ele. Juntei todas as minhas forças e consegui dar um grito. Um grito de dor.

   Ele pressionou um pano qualquer, que eu não conseguia indentificar o que era, em minha boca. Eu já estava apagando, quando ouço a campainha. Fui largado no chão do meu quarto, desacordado.

           ~ JORGE ON ~

   Droga, todas as vezes alguém brota de não sei aonde e estraga tudo.

   O deixei no chão e comecei a vestir minhas roupas.

   Desci para atender a porta. 

   - Quem é você, e com quem gostaria falar? - eu estava dum tanto impaciente.

   - Oi, eu sou Josh. É que eu ouvi um grito e gostaria de saber o que está havendo ai.

   - Você perdeu seu tempo. Está tudo bem. - eu já iria fechar a porta se ele não fosse tão insistente.

   - Mas... já que eu estou aqui, posso falar com Kauã? Serei breve.

   - Ele não está aqui. - menti friamente.

   - Está sim! Eu conversei com ele alguns minutos atrás e ele me disse que ficaria em casa o dia todo.

   - Ele não está. Você pode por favor ir embora.

   - Para de mentir eu sei que ele está ai!

   - Olha aqui, garoto... -comecei a alterar. - Quem você pensa que é para falar assim comigo!? Você vem até minha casa para me insultar? Vai embora agora. Kauã está bem e não quer falar com você.

   Fechei a porta na cara dele e fui em busca de alguma bebida. Me sentei ao sofá e fui assistir TV.

          ~ JOSH ON ~

   Que cara mal-encarado. Eu em. Depois eu volto, Kauã deve mesmo estar bem.

   Mesmo assim, ainda sim eu sinto um mal pressentimento. 

   Voltei para minha casa e me deitei um pouco. 

   Eu não consegui dormi então fiquei pensando. O que será que o Kauã estava fazendo?

   Ele é tão legal, muito bonito também. Seus olhos verdes com um tom puxado um pouco para o cinza, combinam perfeitamente com seus cabelos castanhos. Sua pele era pálida, talvez até demais, corpo magro, em proporção para ele.

   Muito inteligente também, percebi isso na aula.

   Não sei por que ando pensando tanto nele. Ele é apenas um garoto com quem eu fiz amizade.

   Nem ao menos sei o que estava acontecendo comigo, o por quê destes pensamentos.

   As vezes me peguei imaginando coisas estranhas. Me peguei visualizando a imagem do Kauã em minha mente. Me veio um arrepio quando imaginei sua boca, quente, fervendo, mas ao mesmo tempo congelando a ponto de esfriar qualquer sentimento. Seja dele mesmo ou e outra pessoa.

   Adormeci em meio a pensamentos que aos olhos de certas pessoas podem ser impróprios.

          ~ Kauã ON ~

   Que frio. Olhei com os olhos ainda embaçados. Eu estava no chão e tinha sangue no chão e um cinto ao meu lado. 

   Algumas lágrimas escorreram ao lembrar do que havia acontecido. 

   Apenas fiquei tentando acordar direito ainda no chão.

     Qual é o por quê disso tudo? Por que era comigo? Eu fiz algo tão ruim assim para ter que pagar desse jeito?

   Eu não consigo achar uma explicação para isso tudo. Talvez eu fosse o culpado disto estar acontecendo, talvez eu seja o errado aqui.

   Sai do chão e fui para o banheiro. Fiquei apenas chorando com o arder das feridas recentes ao contato da água. Mas nada era mais doloroso do que a dor que eu estava sentindo dentro de mim.

   Muito devem dizer: por que você não pede ajuda? Ou conta para alguém?

   Acho que talvez as pessoas não entenderiam, me julgassem. Acho que esse sofrimento é apenas meu. Além disso, não quero pessoas com pena de mim.

   Me deitei e me encolhi em um canto qualquer da cama. Eu me sentia... tão vulnerável. Um lixo. Fezes que nem sequer serviam para fazer adubo.

   Peguei meu celular e  meu fone de ouvido, e coloquei no modo aleatório, fiquei passando as músicas até cair em uma que eu deixei.

   TETO DE VIDRO da Pitty

   Não sei o por quê, apenas adoro essa música.

   Adormeci com a batida da música.

   Acordei sorrindo no meio da noite. Tive um sonho... mas, não era um sonho normal. E tinha um ser em meu sonho. E esse ser tinha nome...   


Notas Finais


Pessoal realmente peço desculpas! Acho que ninguem estava esperando isso.
Deixem suas opiniões, sugestões, ideias e etc.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...