História Pesadelo Eterno - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Aventura, Luta, Shounen
Exibições 1
Palavras 584
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Que o rapaz Diori tenha sorte. Ele vai precisar

Capítulo 4 - O Calor de um Erro


Fanfic / Fanfiction Pesadelo Eterno - Capítulo 4 - O Calor de um Erro

Já fazem 3 semanas desde quando Diori partiu. Sua fuga rápida o fez esquecer de pegar comida e uma quantidade útil de água. Mas ele não sentia fome, nem sede, ele sempre foi assim, se esforçando para sobreviver e superar as adversidades. Ele então ouve um aviso de emergência da nave. Ele fez os cálculos na pressa, mas nada poderia causar problemas agora, a não ser que...

-Como assim? Estamos sendo atraídos por uma força gravitacional uma semana antes do previsto! – Diori analisa a mesa tridimensional de simulação e vê que estava dentro do campo gravitacional do Terceiro planeta do Sistema Solar. Ou seja, a Terra...

Diori fica mudo ao saber que estava prestes a cair em um dos planetas mais primitivos que ele já ouviu falar. O planeta azul, conhecido por sua imensidão de águas, e a tolice de sua espécie dominante. Tão tolos que chamam o seu lar de Terra. Bem pouco original. A sua nave começa e tremer e a se incendiar. Natural da atmosfera terrestre, oxigênio é um bagulho estranho...

Ele então abre a cápsula e se joga. Uma queda livre de 10 mil quilômetros para a costa do oceano Atlântico, tudo para dar certo... Diori sente a explosão de sua nave atrás de suas costas e o vento contra seu corpo enquanto vê cada vez mais próximo ao ponto de sua queda. Na hora do impacto, Diori liberou uma grande quantidade de energia azul de suas mãos, que gerou uma explosão que ajudou bastante a amortecer a sua queda na água. Então o mesmo nadou até a costa, e viu que a Terra tinha sua beleza.

O horizonte terráqueo é lindo. O céu azul infestado de nuvens e o mar, com suas ondas se chocando e crescendo cada vez mais, porém morriam antes de chegar até a areia. Logo, Diori sentiu um imenso calor, e tirou as roupas que vestia, ficando apenas com uma camiseta preta e shorts brancos.

Ele viu o reflexo do seu corpo na água e ficou indignado. Seu corpo franzino, mesmo depois de seu treinamento intensivo em Júpiter, não tinha formado sequer um músculo. De longe ele até lembrava uma garota. Isso o incomoda, mas não muito, já que as garotas sempre gostaram daquele estilo dele, mesmo ele não sabendo o porquê.

Depois de arrumar e secar seu cabelo, ele olha para o céu e se pergunta: O que diabos eu faço agora?!

Natural. Não é todo dia que se chega em um planeta por acidente. Diori segue pela praia e encontra muitas pessoas, elas eram incrivelmente parecidas com ele. Com peles claras, apesar de alguns terem cores mais escuras. Foi divertido ver tanta diversidade, mas ele preferiu não falar com ninguém enquanto andava pela esquisita e quente areia.

Ele se manteve assim por horas. A costa parecia nunca ter fim. Ele olha para o lado e vê o anoitecer. O crepúsculo é maravilhoso, ele adoraria compartilhar isso com seus antigos amigos, mas agora ele tem outra vida, tem de aprender a recomeçar.

Até aí tudo bem. Até ele sentir um cheiro esquisito. O lembrava do odor que saiu da sua nave quando ela entrou na Atmosfera. Ao olhar adiante ele vê uma cabana, ligeiramente isolada do resto da praia, completamente banhado em chamas. Ele corre até lá para ver melhor e se assusta....

“NÃO ERA PARA NÍNGUÉM ME VER AQUI, MERDA!” Gritou um rapaz, engolido naquelas chamas fortíssimas, com os olhos vermelhos cheios de ódio.

Uma ótima festa de boas-vindas para o Príncipe Alienígena...


Notas Finais


Próximo capítu será focado em um combate. Será ótimo. Ou não.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...