História Pessoas de vidro - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Eu Que Criei ??
Exibições 18
Palavras 771
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Shonen-Ai, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


....
Não sei o que falar (._. )

Capítulo 2 - ... Como eu?


           -Você está bem?-

O encaro. Depois encaro as duas garotas. Quem são eles? Obviamente tem a maldição. Uma maldição diferente da minha mas.... Como sabem que eu sou como eles? Eles me viram gritar e aquele homem morrer? Seus pensamentos não revelam muita coisa...O pensamento da garota que matou os aldeões era algo como "Esse garoto está calado...... É perigoso?" 

A outra garota, uma loira com o cabelo preso numa trança fala tirando o capuz:-Bem, não temos tempo para saber se você está bem ou não. Nós temos que ir embora. Podem vir mais aldeões.-

O pensamento do garoto que desistiu de estender a mão para mim era:"Paciência e compaixão são sentimentos que faltam nela." Logo em seguida o garoto fala olhando para a garota que ainda está de capuz:- Além disso, Gabrielle está ficando fraca... Tem razão. Vamos indo... E então, garoto? Não vai se levantar?-

Me levantei desconfiado e os segui ainda lendo seus pensamentos estranhos de fome e de cansaso. E tinha a garota encapuzada que ficava a todo o custo sem pensar em coisas comprometedoras. Essa garota com certeza faz de tudo para guardar qualquer pensamento comprometedor de mim. Porém, já deu para notar que essa garota é apaixonada pelo garoto que... Tem o nome de "Phil" se não me engano... Quanto mais os seguia, mais coisa descobria. Por exemplo, o garoto Phil tem a maldição da invisibilidade. A garota encapuzada, nem precisava ler os pensamentos. O nome era Gabrielle, o próprio Phil falou. E o poder é controlar objetos... Ou bloquear objetos. Não sei ao certo. E por ultimo tinha a garota loira de tranças que parecia ser a líder.... Ela estava o tempo todo pensando se eu estava lendo seus pensamentos. Descobri que seu nome é Annie. Todos parecem ter minha idade.... A maldição só ataca pessoas que nasceram no mesmo ano?

Chegamos numa casinha mal cuidada. Provavelmente é onde eles moram. Assim que entrei na casa, não vi ninguém ou nenhum pensamento por lá. São órfãos? Moram sozinhos? Estranho.... 

Phil fala:-Bem vindo ao nosso refúgio!-

Annie o empurra de leve e fala:-Você já sabe quase tudo sobre nós, não é? Deve ter lido nossos pensamentos. Então acredito que não precisamos nos apresentar. Um problema a menos!-

Gabrielle sussurra:-Então....fale nossos nomes.-

Essa Gabrielle estava desconfiada de mim. Nem precisa ler mentes para notar. Falo:-Annie, Phil e Gabrielle.-

Sim. Esse não era o nome real dela. Era Safira. Pelo jeito inventou um novo nome...  Leio os pensamentos da "Gabrielle"... Não era nada comprometedor sobre o nome dela. Ela só não falava seu nome por não gostar de quem era antes. Ela matou seus proprios pais acidentalmente e não quer que os outros saibam disso. Não era um teste para saber se tenho mesmo a maldição de ler mentes, era só um pensamento escapado. 

Annie fala:-Acertou. Enfim, sabe por que está aqui?-

Nego com a cabeça. Annie pensou;"Primeira pessoa que admite não saber porque está aqui..."

Ela dá um sorriso satisfeito e fala:-Existem mais de nós e eles estão desaparecendo. Eu sei disso pois consigo achar um de nós aonde quer que ele esteja. Existiam muitas pessoa como nós mas a cada ano o número foi diminuindo.... Então eu soube por meus dons de ver a vida dos outros também que não é só uma pessoa matando elas ou simplismente esses dons estão sumindo. A verdade é que um entre 20 pessoas que têm o nosso dom, uma se descontrola e mata todos os outros. Ou seja, um entre 20 pessoas tem o poder maior que é capaz de matar todos os outros. Logo em seguida essa pessoa some... Ou morre por outras pessoas mais poderosas que ela.-

O Phil  continua:-Então, um dia a Annie viu você e viu que quando você gritou, um homem caiu morto. Se tem uma pessoa que é capaz de matar com um grito só.... Essa pessoa é muito poderosa.-

Então irão me matar. Isso era o que a Gabrielle gostaria. Ouvi em seus pensamentos... O Phil viu que eu estava encarando a Gabrielle. Li em seus pensamentos:"Ela pensou em matá-lo? Como gostaria de ter esse poder de ler mentes! Assim eu saberia quando a Gabrielle tem esses ressaltos... E... Agora ele está me encarando. Acho que devo parar de pensar isso.... Espera. Garoto, se você está me ouvindo, já lhe aviso: não vamos te matar. Até porque não iríamos conseguir.... Mas, por favor, não nos mate!! Não sabemos as causas e nem os motivos que a pessoa se descontrola... Ou se já nasceu assim... Por isso queremos você ao nosso lado. Para impedir que você seja o um entre 20 pessoas."


Notas Finais


E aí? O que acharam? (^-^)
Ficou um pouco pequeno comparado ao anterior e a história foi rápida, mas, de acordo com o que planejo, cada episódio vai revelar uma coisa importante. Cada episódio na sua sequência de tempo. Isso se não aparecer nenhum tipo de imprevisto... Upupupu pupu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...