História Pessoas merecem morrer - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Hentai, Originais, Violencia
Exibições 29
Palavras 1.572
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Boa leitura!

Capítulo 26 - Que comece a batalha!


Fanfic / Fanfiction Pessoas merecem morrer - Capítulo 26 - Que comece a batalha!

Eles conseguiram escapar no último segundo, Lucas fez todas as portas se abrirem e  todos saíram e assim que o carro explodiu é claro que fez fumaça e graças a essa fumaça eles não foram vistos por Pedro que agora estava indo embora, Lucas se levantou e não pensou antes de agir por causa do ódio que estava lhe consumindo

Ele foi pra cima de Pedro e o atacou sem dó nem piedade, ele ficou depositando socos no rosto de Pedro que não entendia oque estava acontecendo ali, Gabriel se levanta do chão e vai ajudar o Lucas, Gabriel fica dando chutes no rosto de Pedro que entende oque estava acontecendo

Quando Gabriel ia dar outro chute no rosto de Pedro o mesmo segura a perna de Gabriel e o faz cair, Pedro fica em cima de Gabriel depositando socos em todo seu rosto fazendo ele sentir dores, já que Pedro estava em cima foi mais fácil pra Lucas chutar ele, Pedro cai e Gabriel levanta e coloca a mão na boca pois estava sentindo gosto de sangue, ao tirar a mão de sua boca a mesma estava sangrando

Gabriel - nossa... você vai pagar bem caro - ri baixo

Lucas - vai mesmo... quase nos matou e agora está apanhando, e aí? como se sente depois de ser humilhado? - pergunta sorrindo cinicamente

Pedro - me... me sinto o mesmo... de sempre - fala com dificuldades

Gabriel o encara friamente e não aguenta, o soca mais uma vez, só que dessa vez mais forte, Pedro grita de dor mas mesmo assim Gabriel não para, continua a socar o rosto de Pedro mais forte, muito mais

Ester, Juliana e Simone tinham saído do meio da fumaça e estavam encarando Pedro friamente querendo o matar mas os garotos já estavam fazendo isso, Gabriel para de socar Pedro e vê a expressão de medo que o mesmo fazia

Gabriel ri - você está com medo? calma... isso só foi a metade do seu sofrimento! - fala friamente e com os olhos opacos

Pedro olha nos olhos de Gabriel e vê os olhos opacos do mesmo mas... ele vê a dor que Gabriel está tendo, o sofrimento, a tortura, o seu passado... Pedro arregala os olhos e encara Gabriel com um olhar triste

Pedro - eu... eu sei oque você passou... - fala quase sussurrando

Gabriel arregala os olhos - não... você não sabe... VOCÊ NÃO SABE DE NADA! - se irrita

Pedro - eu sei... Gabriel eu sei... de tudo... sobre você - fala ainda com dificuldades

Gabriel - você não sabe absolutamente... - dá uma pausa - de nada!

Pedro dá uma pequena risada - é isso... que você... acha... - murmura mas deu para escutar

Gabriel - apenas morra de uma vez! - fala irritado 

Ele fecha seu punho como se fosse dar um soco mas antes dele dar o soco é parado por Lucas que segura seu braço

Lucas - os policiais estão vindo, vamos embora - fala soltando o braço dele

Gabriel - mas e ele? - aponta pra Pedro que agora estava desmaiado

Lucas - deixamos ele ai, vamos - fala indo embora

Gabriel se levanta e segue ele, as garotas fazem o mesmo

Simone - está ficando de noite... vamos voltar pra pousada - fala

Lucas - não temos mais carro - fala calmamente

Simone - simples... rouba um ué - dá ideia

Gabriel - gostei... vamos roubar! - fala sorrindo e faz Juliana corar pois estava encarando ele pelo canto dos olhos

Ester - vamos achar um carro bom e veloz - fala

Lucas - certo, vamos procurar - fala olhando ao redor na tentativa de encontrar um carro do jeito que Ester descreveu

Gabriel acha um e pega uma pedra que estava no chão e joga no vidro do carro, ele vai em direção ao carro e liga o mesmo, ele chama os outros e Lucas começa a dirigir esse carro e vai em direção à pousada

Não demorou muito pra eles chegarem na pousada, Lucas estaciona o carro e todos saem dele, Lucas nem dá dinheiro para pagar pra ficar na pousada e sim mata o homem que pedia o dinheiro para eles ficarem na pousada, Lucas mata todos com a ajuda dos amigos

Quando acabaram eles foram dormir, depois amanheceu, todos acordaram menos o Gabriel e Lucas foi lá acordar ele, Ester estava tomando café tranquilamente ao ouvir a porta ser aberta bruscamente, ela foi pra sala ver oque estava acontecendo e viu Gabriel segurando Lucas pela gola da camisa

Ester - oque aconteceu? - pergunta ao ver Lucas desacordado

Gabriel - ele me acordou - fala colocando ele deitado no sofá e encara Ester

Ester - e oque que tem? - não entende

Gabriel - você não ta entendendo... vou te avisar uma coisa... - dá uma pausa - você pode me atacar de todas as maneiras... você pode até tentar roubar o último kitkat do pacote... mas só quando você rouba o papel do meu despertador e me acorda... você consegue virar meu inimigo mortal

Ester - nossa... - fala sem se preocupar

Gabriel - mais um aviso... me acorda que tu vai ver que meu nome era pra ser " Maquina mortífera Ak-47 " - fala calmamente

Ester - Você... tem uma Ak-47? - pergunta despreocupada

Gabriel - não, mas se você quiser me dar uma eu vou te agradecer pra sempre - fala sorrindo

Ester - não... - fala calmamente

Gabriel - tudo bem então - fala e se joga no sofá que Lucas estava

Lucas resmunga algo antes de derrubar o Gabriel e o mesmo cai no chão, Gabriel se levanta rapidamente e encara Lucas mortalmente

Lucas - mano... TU QUASE ME MATOU PORQUE EU TE ACORDEI! - exclama irritado

Gabriel - EU DISSE QUE NÃO GOSTAVA QUE NINGUÉM ME ACORDASSE! - exclama no mesmo tom

Lucas - AH É?! ENTÃO VEM PRA BRIGA OTÁRIO! - exclama

Gabriel - VOU MESMO! - exclama e quando ia dar um chute " naquele lugar " mas Ester já dá uma voadora nele que ele cai no chão - VOCÊ TA DOIDA?!

Ester - TO MUITO LOUCA! - exclama 

Eles ouvem barulho de porta se abrindo e olham para a mesma, e vê que eram só Juliana e Simone entrando ainda sonolentas

Juliana - que gritaria toda é essa - fala bocejando

Gabriel - o Lucas que me acordou esse desgraçado! - fala ainda irritado

Lucas - pra falar a verdade eu não te acordei, eu apenas estava sendo o teu despertador por um dia - sorri 

Ester - dá pra calarem suas bocas! - fala em um tom alto

Gabriel  e Lucas suaram frio - s-sim... - falam 

Ester - que ótimo - sorri e encara as duas garotas - podem voltar a dormir

Simone - perdi o sono - faz cara fofa ao bocejar

Juliana - também...

Ester - então fiquem por aqui que eu vou preparar o almoço - fala indo pra cozinha

Lucas fica conversando sobre coisas aleatórias com as garotas junto de Gabriel que não parava de encarar Juliana enquanto falava e quando ela olhava pra ele, ele olhava para algum móvel do apartamento

Lucas percebe e sorri malicioso - como vai a relação do garanhão com a sua gatinha - sussurra para apenas Gabriel ouvir

Gabriel cora de leve - do que você ta falando - ri um pouco nervoso - eu não fiz nada

Lucas - sei... - estreita os olhos ao desconfiar dele

Ester avisa que o almoço está pronto e todos vão se servir, ao se servirem começam a almoçar, depois que almoçaram foram escovar os dentes, e depois foram para a sala e quando chegaram na sala viram uma pedra ser arremessada pra dentro do apartamento - tinha quebrado a janela - todos encaram a pedra como se fosse uma pequena mosca

Gabriel pega a pedra e percebe que tem algo escrito nela, ele vira a pedra e vê a mensagem quem alguém tinha deixado na pedra " me encontre na rua de frente para esta pousada " Gabriel mostra a mensagem que tinha na pedra para todos ali presentes

Lucas - tenho certeza que foi o Pedro - fala normalmente

Gabriel - mas como ele pode estar bem tão rápido assim? - pergunta desconfiado

Ester - é... também estou desconfiando - fala no mesmo tom que Gabriel

Juliana - talvez seja pegadinha - fala olhando para a pedra

Simone - é, mas nunca se sabe - fala também desconfiada

Lucas - bom, vamos fazer oque ele pediu - fala sorrindo

Gabriel - tem certeza?

Lucas - tenho! eu não tenho medo dele, vamos pra lá de noite, por enquanto vou assistir Tv, até logo - fala ligando a Tv

Todos também vão assistir Tv junto de Lucas até que anoitece, todos se arrumam e pegam seus itens e vão para a rua que tinha à frente da pousada e ficaram esperando algo acontecer mas oque puderam ver foi um carro parado na estrada e Pedro sai desse carro e vai em direção a eles

Eles ficam parados, sem reação, apenas encarando Pedro que fazia a mesma coisa até que ele se pronuncia

Pedro - eu apenas queria falar com vocês mas... eu irei perguntar... querem lutar ou conversar? - pergunta

Lucas - acho que você já deve saber a resposta - sorri mas depois seu sorriso se desfez - lutar...

Continua...

 


Notas Finais


Até o próximo e prepare-se para a batalha hehe :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...