História Pessoas merecem morrer - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Hentai, Originais, Violencia
Exibições 25
Palavras 2.297
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Não tive ideia do que colocar no título, Boa leitura!

Capítulo 27 - Batalha mortal


Fanfic / Fanfiction Pessoas merecem morrer - Capítulo 27 - Batalha mortal

Pedro - certo... que a batalha comece - sorri e pega uma faca

Lucas - apenas isso? - pergunta segurando a risada

Pedro - não... vou logo lhe avisando que tenho cartas na manga - continua a sorrir

Lucas - então vamos começar logo com isso - fala seriamente

Pedro - vamos - fala no mesmo tom 

Pedro se afasta e fica em posição de ataque, os outros também e o primeiro a agir foi Gabriel que ia arrancar o braço esquerdo de Pedro com o machado mas Pedro foi rápido e desviou do ataque e aproveitando que Gabriel estava tirando o machado que havia fincado no chão Pedro ia dar uma facada na cabeça de Gabriel mas o mesmo desviou e só fez um corte em sua bochecha

Gabriel - quase... - murmura

Ester pega a sua faca e derruba Pedro com um chute em sua barriga que fez ele cair, ela mirou a faca no joelho dele e o atacou sem dó nem piedade, Pedro grita de dor, Ester fincou a faca no joelho dele e ela tira a faca do joelho dele e o encara

Ester - agora não pode correr - fala friamente 

Lucas chuta o rosto de Pedro e segura a cabeça dele mas quando ia martelar a cabeça dele Pedro fez Lucas cair e ficou em cima dele depositando socos em seu rosto, Lucas para ele e chuta o joelho dele oque faz ele cair no chão

Lucas se levanta e quando ia martelar o rosto de Pedro vê Gabriel arrancando o braço de Pedro com o machado, Gabriel tinha um sorriso psicopata em seu rosto, Pedro gritou de dor mas mesmo assim encarou Gabriel e se levantou com um pouco de dificuldade por causa do joelho e esfaqueou o ombro dele, depois Pedro deu uma cabeçada na cabeça de Gabriel que fez o mesmo cambalear, cair e ficar um pouco tonto

Lucas se irrita e dá um soco tão forte no rosto de Pedro que fez o olho dele ficar roxo, Pedro se levanta e encara Juliana, ela faz o mesmo e começa a dar chicotadas nele e Simone surge atrás dele e o derruba, depois disso ela começa a bater nele com o pé de cabra, depois de alguns instantes todos pensaram que ele havia morrido mas ele abriu os olhos e ao ver que Simone não estava mas o batento ele se levantou e socou a barriga dela que fez ela cair e cuspir sangue

Lucas novamente ataca Pedro que desvia e acerta um soco no rosto de Lucas, Lucas estava apanhando de um cara que tinha perdido um braço, Lucas se irrita e desconta toda sua raiva em Pedro o espancando e depois Gabriel aparece ao lado de Lucas o fazendo parar mais ao fazer isso o Pedro se levanta e dá uma voadora na barriga de Lucas o fazendo cuspir sangue e Gabriel soca o rosto de Pedro, Pedro vê sua faca caída no chão e pega a mesma, ele esfaqueia a barriga de Gabriel quatro vezes e fez o mesmo cair no chão com a mão em sua barriga

Gabriel - d-droga... - fala cuspindo sangue mas se levanta com dificuldades e encara Pedro que estava muito machucado mas mesmo assim estava aguentando

Pedro - eu... eu irei ganhar - fala com dificuldades e quando ia esfaquear o olho de Gabriel o mesmo desvia e acerta um soco forte na barriga de Pedro e faz o mesmo cuspir sangue

Gabriel - Juliana agora! - fala em um tom alto para ela escutar

Ela confirma com a cabeça e começa a dar chicotadas nas costas de Pedro e depois coloca álcool em suas costas fazendo as feridas dele arderem, ele range os dentes e soca Gabriel e depois se vira para Juliana, quando ela ia dar mais chicotadas nele ele segura o chicote dela e a empurra mas ela ainda segurava o chicote e viu Lucas chegar atrás de Pedro e segurar o pescoço do mesmo fazendo ele perder o ar

Lucas - você vai morrer aqui e agora! - fala friamente e com os olhos opacos

Pedro ia desmaiar mas foi esperto e soltou o chicote de Juliana e deu uma cotovelada na barriga de Lucas fazendo o mesmo soltar seu pescoço, depois que Lucas soltou o pescoço dele Pedro se vira e dá uma facada na barriga de Lucas, Gabriel olha aquela cena sem poder fazer nada mas ele se levanta ainda com dificuldades e vai lentamente até Pedro, quando ele chega perto de Pedro ele pega a faca dele e tira da barriga de Lucas 

Pedro estava com um tapa-olho pois ele tinha seu olho arrancado por Lucas quando lutou com ele uma vez e quase morreu, Gabriel olha pro tapa-olho e sorri maleficamente

Gabriel - sabe... se você não quer perder mais um olho você deveria pedir perdão e sair daqui o mais rápido possível - fala sorrindo

Pedro - não irei... desistir tão fácil... assim - fala seriamente

Gabriel fica sério e quando ele ia arrancar o olho de Pedro viu algumas sombras com formato de mãos segurando ele, Gabriel sorriu e afastou a faca do olho de Pedro

Pedro percebe que tem algo o segurando e quando ele ia virar sua cabeça para ver oque era as sombras o jogam no chão e ele vê uma sombra maligna que mostrava apenas os olhos vermelhos e sua boca e esta sombra estava sorrindo

Sombra - senhora, deverei matar este indivíduo? - pergunta ainda sorrindo, parecia feliz

Juliana - sim - responde seriamente

Sombra - certo... - chega perto de Pedro e faz surgir outras sombras só que em formato de mãos como as sombras anteriores

Juliana - demônios... apareçam e acabem com ele - fala friamente e demônios começam a surgir ao redor dela e todos tem uma aura maligna emanando de seus corpos

Os demônios assim como a sombra vão se aproximando de Pedro que se afastava mas foi parado por Gabriel e sente um líquido sair de sua barriga, ele olha para sua barriga e vê sangue saindo dela e uma faca fincada na mesma, ele arregala os olhos e vê que Gabriel estava sorrindo

Gabriel - agora você irá morrer... pode dizer suas últimas palavras - fala 

Pedro - EU NÃO VOU MORRER AQUI! - exclama e dá uma cotovelada no peito de Gabriel e depois um soco no rosto do mesmo - EU IREI VIVER, EU IREI VENCER ESSA BATALHA! 

As sombras em formato de mãos começam a puxar o Pedro mas o mesmo fica se debatendo tentando fugir dessas sombras e consegue, depois ele pega sua faca e mira no olho de Juliana mas quando ele ia arremessar a faca ele viu os demônios a protegendo e  sombra chegando cada vez mais perto

Pedro - droga... - murmura e se vira mas ao se virar se depara com Lucas em pé o encarando, o mesmo também estava machucado mas estava aguentando toda a dor

Lucas - você não irá a lugar nenhum - fala friamente e vê algo atravessar a barriga de Pedro, se parecia com uma espada... era uma espada negra, uma espada de um demônio

Juliana sorri - bem aonde eu queria! - fala

Pedro cuspiu sangue e tinha sangue escorrendo de sua barriga, ele tinha perdido muito sangue e estava perdendo a consciência mas ele conseguiu dizer algumas coisas

Pedro - L-lucas... - murmura e Lucas ouve

Lucas - oque? - pergunta 

Pedro sorri - espero que você morra logo seu desgraçado - dá uma risada baixa

Lucas - bom... se eu morrer eu vou pro inferno mesmo - suspira

Pedro - que bom... pois eu também irei pra lá - sorri

Lucas - ...agora morra de vez - fala e enfia a faca que estava segurando no peito dele - adeus Pedro

Pedro mais uma vez cuspiu sangue e encara Lucas e depois sorri, Lucas não entende

Pedro - Obrigado Lucas... - ri baixo - eu não preciso ser o herói esta noite

Lucas não entende oque ele quis dizer com isso e Pedro morre, Lucas retira a faca do peito dele e a espada some assim como os demônios e a sombra

Lucas - ...mais uma morte - murmura e começa a andar pra trás e desmaia por causa da perda de sangue

Gabriel se levanta e vai até Lucas, ele carrega o mesmo até a pousada, todos entram na pousada e ficam lá cuidando dos ferimentos dos outros, o Lucas foi oque mais se feriu, Gabriel já estava melhor e Lucas também só que ainda estava desmaiado

Ester, Juliana, Simone e Gabriel jogaram o corpo de Pedro no mar para a policia não desconfiar de nada

 Gabriel estava fora da pousada sentado na calçada olhando para o céu estrelado

Gabriel - é... realmente seremos castigados e iremos para o Inferno - suspira - mas se bem que estamos fazendo a coisa certa... eu acho

Ele continua a olhar o céu até que percebe a presença de alguém, era Simone, ela se senta ao lado dele e passa a encarar o céu também

Simone - ei... posso desabafar com você? - pergunta

Gabriel - pode - responde calmamente

Simone - sabe... sempre que eu faço o certo eu penso que estou fazendo o errado e quando eu faço o errado eu penso que estou fazendo o certo... afinal, oque é o errado e o certo? não é a mesma coisa? oque tenho que fazer? o certo ou o errado... eu não entendo... realmente não entendo... - fala olhando para baixo

Gabriel a encara - não precisamos entender oque é certo e oque é errado, precisamos escolher mesmo não entendendo oque é isso - sorri - mas teremos a possibilidade de entender isso em breve

Simone - é... você tem razão - sorri - você está meio estranho, aconteceu algo?

Gabriel - não, só estava pensando na minha vida... nada de mais - fala voltando a olhar o céu

Simone - bom, irei voltar para a pousada, vai ir também? - pergunta

Gabriel - depois - responde sorrindo

Ela confirma com a cabeça pra dizer que entendeu e entra na pousada para ficar com as garotas, depois de alguns minutos olhando o céu e se lembrando do passado Gabriel se levanta e entra na pousada

Gabriel - é melhor eu pensar no futuro do que no passado, o passado já se foi e agora só irei pensar em meu futuro - murmura 

Ele vai pro seu apartamento e ao entrar no mesmo tranca a porta pra ninguém o incomodar, ele se deita no sofá e liga a Tv, estava passando um jornal e uma notícia que chamou a atenção dele

Jornalista - mais uma morte em Minas Gerais e parece que a vítima morreu por causa de espancamento - fala seriamente

Gabriel - como que eles descobriram? a gente jogou o corpo dele no mar... caraca esses policiais são uns ninjas mesmo viu - fala e desliga a Tv

Gabriel coloca o controle da Tv no chão porque estava com preguiça de se levantar e colocar no lugar onde estava anteriormente, e depois dorme, as garotas estavam vendo o jornal e viram essa notícia também

Ester - só falta chamar todas as policiais dos quatro cantos do mundo para procurarem a gente - fala irritada

Juliana - também acho - fala no mesmo tom

Simone - eu acho que isso vai acontecer, só que pode demorar um pouco - fala calmamente

Juliana - tem que ter certeza - fala em um tom sério

Simone - mas eu não tenho, ou seja, isso pode ou não acontecer - sorri

Ester - é... e o Lucas ainda não acordou... acho que ele precisa de alguns dias de descanso ou algumas horas, do jeito que ele é ele pode acordar a qualquer momento - suspira 

Todas ouvem barulho de passos e olham pro quarto de Lucas depois elas viram a porta do quarto dele se abrir, era o Lucas com uma cara de sono e bocejando

Lucas - já é de manhã? - pergunta sonolento

Ester - não... - responde - e vê se dorme de novo!

Lucas - eu to sem sono - boceja

Juliana - nem parece - fala alto pra ele ouvir

Simone - concordo - fala n mesmo tom

Ester - os policiais já descobriram que o corpo do Pedro estava no mar, esses ninjas! - fala indignada

Lucas - vocês jogaram no mar? NEM ME ACORDARAM PRA ISSO! - fala indignado

Ester - meu filho, tu tava quase morrendo naquele momento, COMO É QUE A GENTE IA TE ACORDAR?! - exclama

Lucas - acordando - fala sorrindo

Ester - ...então ta né - suspira - mas os policiais podem vir nessa pousada, é melhor irmos pro hotel onde estávamos

Lucas - tudo bem, vamos até lá amanhã de manhã, estejam todas acordadas! - avisa

Ester/Juliana/Simone - não somos você - falam

Lucas - nossa... tudo bem né... só foi pra avisar, agora irei voltar a dormir mesmo sem sono, BOA NOITE! - fala indo para o quarto

Ester - boa noite... certo, amanhã iremos sair daqui, espero que nenhum policial nos encontre se nos encontrarem a gente vai fugir deles mesmo - fala

Juliana - é, devemos ser discretos - fala normalmente

Simone - devemos agir como pessoas normais e deixar a janela do carro fechada! - fala

Ester - é, agora vou dormir pra acordar cedo amanhã, vocês também? - pergunta

Juliana - sim, vamos Simone, tchau Ester - fala já saindo do apartamento de Ester junto de Simone

Simone - tchau! - sorri  e vai para seu apartamento assim como Juliana

Ester - é... devemos ter cuidado amanhã, não se sabe oque pode acontecer - fala seriamente

Continua...


Notas Finais


Espero que tenham gostado e, amanhã é um novo dia e tem o próximo capítulo, tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...