História Photograph - L3ddy. - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti
Personagens Gustavo Stockler, Kéfera Buchmann, Lucas "LubaTV", Lucas Olioti
Tags Kéfera, Kesta, L3ddy, Leddy, Luba, Lucas Feuerschutte, Lucas Olioti, Lucas Rossi, T3ddy
Exibições 74
Palavras 2.041
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, atrasada sim, mas pelo menos to aqui <3
JESUS OUTRA DESPEDIDA? poha, desculpa.
Motivos da demora ( quem não quiser ler, nem precisa e.e)
▪ Ocupação na minha escola ( Se não sabe do que se trata, vai pesquisa urgente, brigada) : Eu volto em casa pra dormir, só isso, então definitivamente sem internet.
▪ Quando eu tenho tempo em casa, eu arrumo casa, vou conversar sobre ocupações com pessoas de fora, ou dormir por que é bem cansativo.
▪▪▪▪ BOA LEITURA COISINHA FOFA ▪▪▪▪

Capítulo 16 - Despedida 3.0


Fanfic / Fanfiction Photograph - L3ddy. - Capítulo 16 - Despedida 3.0

T3ddy apareceu na porta do quarto. Observou Feuerschütte arrumar a mala e deu meia volta. Qualquer conversa que eles tinham sobre a viagem acabava em briga, era quase impossível manter um diálogo. A viagem se Luba seria no dia seguinte e nem ao menos discutiram como seguiriam.

— Amor? — Luba o chamou, fazendo o moreno dar meia volta e entrar o quarto. Olioti usava uma camisa branca sem qualquer estampa ou escrita, e uma calça de moletom.

— Hm? — Murmurou sentando-se no canto da cama, ao lado da mala.

— Nada — Luba revirou os olhos e voltou a dobrar algumas blusas.

— Tu sabe o que eu acho de namoro a distância — Disse bufando e se jogando para trás, caindo de costas na cama.

— Acha melhor terminar então? — Luba perguntou jogando as blusas com certa força na mala. Ele não queria aquilo, mas tinham que outra opção? As conversas sempre acabavam assim.

— O quê? Eu não disse isso — T3ddy ergueu-se, levantando da cama e fechando a mala de Luba, tendo toda a atenção do namorado. — Mas já que tu sugeriu, acho que é o que você quer.

Luba suspirou. — Não, é que... — Disse abaixando a cabeça, o moreno logo o puxou para um abraço, afagando seus cabelos.

— Vamos tentar, são apenas cinco meses, certo? — T3ddy sussurrou ao pé do ouvido de Luba.

Passara a ser cinco meses quando o grupo decidiu ir a um evento do youtube.

— Certo — Sussurrou de volta.

— Nada que a gente já não tenha passado — Olioti riu, e depositou um beijo no queixo de Lucas e seguiu até encontrar seus lábios.

Feuerschütte passou os braços em volta do pescoço do moreno, e intensificou o beijo. Olioti passou as mãos pela lateral da camisa do loiro e a puxou para cima, fazendo Luba separar o beijo.

— T-tenho que arrumar a mala — Murmurou, passando a língua pelo lábio inferior e exibindo um sorriso.

— Já tinha que ter arrumado, quem manda ser enrolado — Olioti retrucou e o abraçou por trás, desferindo beijos em seus ombros cobertos pela camisa.

— Lucas é serio, e eu tenho que acordar cedo amanhã — Luba disse e conferiu as horas no celular em seu bolso. — Já são onze e meia. Puta que pariu, já são onze e meia — Ele se assustou, pegando algumas calças e colocando no canto da mala que estava quase cheia. E ligou o computador para programar os vídeos para quando estiver fora.

— Quatro meses sem sexo, é maldade — Olioti disse e virou-se para o guarda roupas pegando um frasco de perfume.

— Ficou vinte e quatro anos sem, alguns meses sem não vão fazer diferença — Disse com um sorriso e piscou para o moreno, que fez uma careta.

 

 

Era pra lá de três da manhã. Luba intercalava entre olhar para o celular e para o teto. Estava ansioso e inquieto, queria levantar mas não tinha nada para fazer. Virou-se de lado e encarou o moreno ao seu lado, respirando pesado e com as costas nuas. O cutucou.

— T3ddy — Chamou baixinho. — Lucas — Chamou novamente.

— Quê? — Murmurou, semicerrando os olhos.

— Não to conseguindo dormir — Disse e o garoto não respondeu. — Conversa comigo.

— Fecha o olho e dorme — Retrucou, passando o braço pela cintura de Luba.

— Conversa comigo, urso — Pediu manhoso.

— Hm... eu não sei — Falou baixo, tanto que Luba esperou um pouco para responde.

— Você é entediante — Retrucou encarando o teto.

— Meu deus, amor — T3ddy disse e Luba sorriu só por ouvir aquela palavra. O moreno virou-se para cima e o puxou para deitar em seu peito, Feuerschütte o fez e então fechou os olhos. Afagou os cabelos de Luba e deslizou os dedos por sua coluna, indo e voltando. Luba ainda sim, demorou a dormir, porém os movimentos em sua coluna causavam uma sensação boa, deixando-o mais tranquilo.

 

 

O alarme tocou, e Luba grunhiu por não ter dormido direito.

Olioti levou a mão ao celular desligando o despertador. O quarto estava pouco iluminado, o dia começava a amanhecer. Em rápidos minutos ambos já estavam de pé, se arrumando e tomando café. O moreno concordou em levar Luba ao aeroporto.

— Só quero dormir — Luba murmurou cansado.

Olioti sorriu de lado encarando o loiro e então olhou as horas no celular. — Vamos, o senhor está atrasado.

— Ah — Luba soltou em reprovação e deu um último gole no café.

 

 

Uma música eletrônica soava no carro, juntamente com o barulhinho do ar saindo das entradas do ar condicionado. T3ddy estava com sono, a única coisa organizada em si era o cabelo. Luba por outro lado já estavam mais arrumado, com uma calça jeans e uma camisa preta, os cabelos bagunçados com um óculos pousado em meio aos mesmos, e como sempre já estava preso em pensamentos. Suspirou e o moreno o encarou.

— Tudo bem? — Perguntou, tirando o olhar da rua por rápidos segundos.

— Uhum — Murmurou. — Só, pensando...

— Você pensa muito — Olioti retrucou com um sorrisinho.

— E você, pouco — Rebateu com um sorriso, que Olioti adorou ver naquela manhã.

A pista a caminho do aeroporto estava muito calma, essa hora da manhã costumava ser horário de trabalho e costumava sempre passar no noticiário como “ Via engarrafada” ou, “ 3 quilômetros de congestionamento”.

— Disse que estávamos atrasados e vamos chegar uns quarenta minutos antes — Luba disse mexendo no telefone celular. — Está tentando se livrar de mim mais cedo, Olioti?

— Quase isso — Sorriu de lado.

— Será que a sensação de estar no avião é melhor do que de estar indo embora de carro? — Luba perguntou com um sorriso, lembrando-se das outras vezes que o moreno teve que viajar.

— É, provavelmente — O moreno concordou. — Afinal, a vista é melhor.

 

 

 

Feuerschütte puxava a mala de rodinha até a entrada do aeroporto, junto com Olioti que trazia uma mochila em suas costas. Logo avistaram Gabbie e Victor sentados em uma fileira de bancos. Deixaram as bagagens em um canto e Luba se jogou nos braços da garota, tinham se tornado tão amigos nos últimos três meses. Olioti apenas acenou e se jogou em uma das cadeiras acolchoadas, seus olhos pesavam de sono.

 

— Eu quero dormir — Murmurou Victor assim que abraçou o loiro.

— Queremos — Luba disse e abraçou Faru, noivo de Gabbie.

 

Faru era alto, usava óculos, tinha cabelos negros e tinha várias tatuagens distribuídas pelo corpo. O casal tinha se tornado ótima companhia para sair em algumas noites nos últimos meses.

 

— Lucas — Gabbie chamou, e os dois olharam. — Luba — O loiro se sentou ao lado dela. — Dez reais que a Sange vai chorar quando for se despedir.

— Ela já deve ter chorado — Luba argumentou e logo aceitou.

— De onde saiu a ideia de marcar voo tão cedo? — Indagou Victor.

— Gabriela — Luba murmurou mandando um olhar para a amiga.

— Não discute, só aceita — Ela retrucou.

 

O grupo ficou trocando conversas ali por vinte minutos, mudaram de lugar para ficar perto das tomadas. Logo Sangerine surgiu na entrada do aeroporto com um imenso sorriso e veio correndo, deixando o namorado para trás.

 

— Você perdeu dez reais — Luba murmurou e levantou-se para abraçar a amiga.

— Tu que pensa — Gabbie disse e arregalou os olhos quando a amiga a abraçou fortemente.

 

Luba cumprimentou o namorado da garota com a cabeça e se sentou ao lado de Olioti. Ele praticamente dormia na cadeira, só não dormia por que olhava as redes sociais. Luba deitou sobre o ombro do namorado e fechou os olhos, queria que aquele momento durasse para sempre. Logo Luba puxou a mão de T3ddy para si e as entrelaçou, e então ele sorriu.

 

“Olioti sorriu e selou seus lábios com os de Luba. Sentiu seus lábios quentes e não quis mais sair dali, ele lhe trazia conforto e felicidade.”

 

— Ei, psiu — Ambos abriram os olhos, era Victor. — Vamos para o embarque.

Assentiram e seguiram para o embarque, todos já estavam no clima tens de despedidas. Carregavam suas malas com certa vagareza para adiar o momento.

 

— Bom, hora de irmos — Victor falou e então todos se olharam.

 

T3ddy deu um sorriso para o loiro, que já estava com uma cara triste. O puxou para um abraço aperto. Luba afundou o rosto no pescoço do moreno, deixando suas mãos afagarem seus cabelos lisos e castanhos. Olioti o apertou, sentindo o cheiro doce de seu cabelo.

 

“ Luba analisou os amigos rindo, Olioti e Mauro disputavam uma competição de videogame. T3ddy olhou o loiro e deu uma piscadela pra ele, em meio ao seu sorriso. Luba adorava seu sorriso, como ele o comovia de um jeito, e que o deixava apaixonado cada vez mais pelo moreno.”

 

Ao lado deles Gabbie se beijava com Faru, em meio a sussurros e abraços fofos e contagiantes. Seus cabelos verdes se destacavam em meio a camisa preta de Faru. Sangerine e Lucas estavam já abraços no cantinho, esperando os outros terminarem.

 

“— Vira, vira! — O grupo gritou e, Luba e T3ddy viraram dois copos de uísque.

Todos gritaram e jogaram os braços par cima. Logo Faru puxou mais uma garrafinha e colocou em mais dois copos.

— Vez de vocês — Apontou para Sangerine e Victor, que ponderaram e o fizeram.

Riram, T3ddy passou a mão pela cintura de Luba, o puxando pra mais perto e depositando um beijo em seu maxilar. Juntando logo em seguida suas mãos.”

 

T3ddy ergueu a cabeça do namorado e deu inicio a um beijo, bem calmo. Não gostava muito de beijar em lugares públicos, mas esse era um caso em exceção. Luba cruzou os braços ao redor do pescoço de T3ddy e deram outro abraço. “Te amo” – Sussurraram.

 

“— Ei, ficou bravo? —  T3ddy perguntou ao loiro.

— Não — Falou, sem desviar o olhar da televisão.

— Sei — Disse e iniciou um beijo. — Sabe que eu te amo, né?

— Sei — Respondeu, e cedeu um sorriso. — Te amo.”

 

Afastaram-se e então Olioti enfiou as mãos dentro do moletom, encarando os amigos embarcarem. Feuerschütte lançou um sorriso para o namorado e andou até os amigos e entraram na fila de embarque.

— Me deve dez reais —  Gabbie sussurrou.

Luba sorriu e entregou a passagem para a moça em frente a porta, ela acenou com a cabeça e eles se perderam de vista. Seu celular vibrou, ele retirou o mesmo do bolso e desbloqueou-o.

“ Não se esqueça, que eu te amo” —  Urso.

 

 

Acomodaram-se em suas poltronas. Assim que olhou para o lado, Sangerine chorava, ele a puxou para seu colo e ela sorriu. Seus olhos lacrimejaram e ele lançou um olhar divertido para Gabbie.

— Me deve dez reais — Ele disse mexendo os lábios, sem emitir som.

— Parem de brincar com os sentimentos dos outros — Victor advertiu com um sorriso divertido.

Pegou o celular, e digitou com uma das mãos. Usando a outra para abraçar Sangerine.

 

“Estar no avião, é bem melhor.” — Luba.

“Não fode.” — T3ddy.

“Até.” — Luba.

“Bye.” — T3ddy.

 

 

Junho

Luba abriu o notebook e conectou no Skype. Logo pode ver a imagem meio embaçada do namorado.

— Oi — Disse, acenando.

— Como está aí? — Perguntou.

— Amazing, vou te mandar algumas fotos pelo chat. — Disse.

[ Foto arquivada]
[ Foto arquivada]
[ Foto arquivada]
[ Foto arquivada]

T3ddy sorriu e ergueu o olhar para a câmera. — Essa foto ta esquisita — Riu debochado.

— Cala a boca — Retrucou, e Gabbie apareceu na câmera.

— Oi T3ddy — Ela sorriu alegre.

— Oi Gab — T3ddy sorriu e olhou para trás. — Tão tocando campainha, depois te ligo.

— Ok, tchau — Disse.

— Tchau, te amo.

 

 

T3ddy iniciou uma chamada de Skype.

— OLÁ — Gritou, assustando Luba.

— Ô, filho da puta — Xingou e surgiu uma pessoa ao lado de Luba. — Esse é o Matheus, dono da casa.

— Eai — Ambos acenaram.

— Chama a Sange, que o boy dela tá aqui — T3ddy anunciou e Lucas apareceu ao lado dele.

— Sangerine — Luba gritou e ela desceu as escadas correndo.

— Oi? — Perguntou, se jogando no sofá.

— Oi amor — Lucas disse á namorada.

— Lucas, Oi — Disse animada.

Então, Olioti e Luba decidiram deixar a chamada apenas para os dois.

 

Julho

— Ei urso — Luba disse e virou o celular para o mar. — Olha essa vista.

— Que lindo — T3ddy sorriu.

— Estamos em cima de uma ponte — Disse e mostrou as meninas animadas.

— Ei, adivinha — Falou.

— Choveu refrigerante? — Luba perguntou empolgado.

— Mauro tá namorando.

— Serio? Quem? A Natália?

— Ei calma, ela mesma — T3ddy informou.

— Devo dinheiro pro Chris então — Luba riu.

— Para de apostar sobre a vida das pessoas — T3ddy gargalhou.

— Ei, depois te ligo, ta ventando muito, ta bugando o áudio — Falou dando tchau.

— Ok, beijo.

Te amo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, espero mesmo.
▪ Essa fanfic não irá passar de 25 capitulos.
▪ Obrigada por todos os favoritos e comentários. AMO VOCÊS.
▪ Obrigada por ficar aguardando capitulo, por que eu sei que eu demoro mais do que o esperado, mas tamo aí na luta.
▪ Comentem, deem dicas, criticas, amores, sei lá, qualquer coisa.
▪ OBRIGADA POR LER <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...