História Photograph - Memórias Vazias - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ed Sheeran
Tags Edsheeran, Memoriasvazias, Photograph, Sheeran
Exibições 23
Palavras 704
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Saga
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um capítulo para vocês.
Me agradeçam favoritando, comentando e dando nota.
Música do capítulo: Stay - Rihanna.

Capítulo 16 - Always Be A Friend.


Fanfic / Fanfiction Photograph - Memórias Vazias - Capítulo 16 - Always Be A Friend.

Eu não queria falar disso com ele, eu queria um amigo, mas não queria falar, queria ele pudesse ler mentes e simplesmente entender tudo sem eu precisar falar uma só palavra.

- E você dizia...

- Então... – Respirei fundo – Não foi um semestre muito bom.

- E por quê?

Era a hora, só tinha que decidir como colocar tudo aquilo para fora.

- Bom, meu pai foi morar lá em casa e eu ficava na sala, dormia na sala, tudo na sala, meio que perdi toda a privacidade, tinha coisas para fazer o tempo todo, estava tentando terminar a faculdade, passar na OAB.

Respirei fundo de novo, não foi exatamente isso que me deixou mal.

- E minha vida amorosa estava um caos.

- Ah sério? – Ele riu – Sobre isso eu realmente quero ouvir.

Eu não podia dizer que não ia falar, mas aquilo me machucava ainda, e muito. Dei um sorriso meio sem graça e tentei resumir.

- Então... Enquanto eu tentava fazer um rolo de quatro anos dar certo, eu  tentava me separar também. O ruim foi que além de lidar com a insistência do meu ex, eu levei o fora mais dolorido da minha vida.

Ufa! Consegui falar. Falei por cima, mas falei.

- Só isso? Não pode ser. Quero mais detalhes.

- Sobre o que? – Eu ri, mas no fundo eu estava com medo de me aprofundar no assunto e acabar chorando, como  já havia feito várias vezes.

- E o que exatamente você quer saber?

- Primeiro: por que vocês ficaram enrolados quatro anos?

- A gente se conheceu pela internet. No começo a gente se gostava mesmo sabe? Era tipo, namoro pela internet mesmo. Ás vezes ele sumia por meses e nós ficávamos sem nos falar. Com o tempo foi ficando mais complicado e uma das últimas vezes que ele sumiu, quando voltou, estava namorando...

- Então você fez alguma coisa para eles terminarem?

Eu sorri:

- Claro que não. Não é meu estilo isso aí não.

- Fez o que então?

Continuávamos andando e eu já conseguia ver a base da torre onde fica o Big Ben e torcia para que chegasse logo, assim conseguiria mudar de assunto.

- Eu só deixei claro que eu gostava dele e sempre conversávamos, mas com o tempo ele começou a dizer que o namoro não estava legal... A gente meio que flertava e se divertia com isso.

- Então...

- Então ele parou de falar comigo.

- O que? Do nada?

- Do nada. Depois de uns três meses a gente voltou a se falar e ele me confessou que havia terminado o namoro.

- Por causa de você, claro.

- Queria eu! – Respondi rindo – Eu nem precisei fazer nada. Não sou tudo isso.

- E porque foi  que ele terminou? O que aconteceu depois?

Eu estava ficando mais nervosa porque era aí que realmente começava a história, foi daí pra frente que as coisas me magoaram em um tamanho imensurável. Eu andava e respirava pausadamente, o Ed logo percebeu:

- Tudo bem se não quiser contar.

Eu disse de uma só vez, sem respirar.

- Na verdade eu preciso falar isso. Eu passei dois meses inteiros chorando por isso. Me afastei de todo mundo, não tive ninguém com quem conversar...

- Mas ainda dói né?

- E como. – A essa altura eu não conseguia nem ao menos olhar para o Ed.

- Tudo bem. – Ele passou a mão atrás das minhas costas e posicionou sua mão no meu ombro esquerdo – Eu estou aqui. Eu vou ser sempre seu amigo e vou ficar com você até conseguir falar.

Eu ri, respirei fundo e continuei:

- Certo, ele me disse que havia se distanciado porque durante uma viagem que ele fez, a namorada dele havia descoberto que estava grávida e decidiu tirar o bebê sem falar com ele. Ele ficou acabado por perder esse filho, depois disso conversamos, eu disse algumas coisas, para mim eu estava apoiando ele e talvez isso fizesse a diferença porque voltamos a nos falar.

Ele me deu um sorriso tímido que me lembrou da parte final do clipe da Taylor Everything Has Changed. Eu estava cada vez mais confiante para terminar de contar tudo ao Ed.


Notas Finais


Obrigado por lerem.
Bjos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...