História Photograph (Imagine Jungkook - Bad Boy) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Cl, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bad Boy, Drama, Jungkook, Romance, Você
Visualizações 43
Palavras 972
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Como prometido meus Pujins, a fic do Jao

Espero que gostem Dela

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A
A
A

Capítulo 1 - I- A new life


Era uma típica tarde de uma Terça-feira, estava sentada no quintal de minha casa relembrando o que havia acontecido no dia interior, chorando por ser obrigada a fazer algo que não queria fazer

 

     Noite Anterior 

 

 Era uma Segunda-feira, tinha acabo de voltar do Colégio, meu pai me convocou até seu escritório falando que tinha um assunto super importantíssimo para falar comigo e com minha mãe

 

—Diga logo o que queres meu pai, tenho que terminar meus deveres de casa- Falo já impaciente

 

—Tudo bem, ______________  sexta-feira iremos nos mudar- Disse meu pai

 

—Como? Para onde nós iremos?- perguntei

 

—Iremos para Coréia do Sul em Seoul, consegui comprar uma empresa lá, então moraremos lá

 

—Não, mãe por favor diga que isto não é verdade- falo olhando para minha mãe, que infelizmente assentiu com a cabeça- NÃO, EU NÃO VOU PARA LUGAR ALGUM PAI, VOCÊ NÃO PODE ME OBRIGAR A SAIR DE MEU PAÍS, EU NASCI AQUI ENTÃO MORREREI AQUI- Falei gritando em um tom rude

 

ABAIXE SEU TOM DE VOZ COMIGO ___________, QUEM VOCÊ ACHA QUE EU SOU PARA FALAR ASSIM COMIGO?- Diz meu pai falando no mesmo tom que eu, não respondi nada, apenas sai dali batendo a porta do escritório com força e subindo as escadas

 

      Noite anterior/ off

 

 Odeio lembrar que a partir da sexta-feira terei de deixar o brasil para morar na Coréia

 

— ____________ minha filha venha comer, o almoço está pronto- chamou minha mãe lá de dentro

 

—Já estou indo mãe- Falei de volta, me levantei do gramado, bati minhas mãos nas minhas nádegas para tirar um pouco da terra e grama que Havia lá, entrei dentro de casa e me sentei na mesa começando a me servir

 

—Pai, desde quando o senhor está tentando comprar esta empresa para tê-la só agora?- Pergunto

 

—Já faz uns anos, mais você sabe muito bem como é difícil conseguir algo- Diz ele terminando de ler seu jornal

 

—Por isso que o senhor me colocou naquelas aulas de coreano?- Perguntei

 

—Sim, eu já sabia que uma hora ou outro eu iria conseguir comprar a empresa então adiantei as coisas, não gostaria de ver minha filha falando apenas Inglês lá, até porque várias norte-americanas sabem falar Coreano- Diz ele 

 

—Mas nós não somos norte-americanos pai- Respondi de volta

 

—Mais, você entendeu o que eu quiz dizer não entendeu?- Perguntou, apenas assenti com a cabeça e voltei a comer meu almoço

 

   {....}

 

Hoje já era uma Quinta-feira, o tempo passou tão rápido que eu nem pude sair direito com meus amigos, para falar a verdade eu não tenho amigos, eu sou na minha, sou antissocial, sou isolada

 

—___________ vá arrumar sua mala minha filha, a partir das 03:00 estaremos saindo daqui- Diz minha mãe entregando uma mala que ela costumava a usar

 

—Minha mãe, eu não quero ir estou muito bem aqui no Brasil- Digo pegando a mala de sua mão

 

—Por favor filha, faça isso pelo seu pai, agora a mamãe também vai arrumar a mala Dela , até mais tarde filha- Disse minha mãe dando um beijo em minha testa e indo até seu quarto

 

—Saco- Falo assim que entrei em meu quarto e joguei a mala em minha cama, comecei a pegar tudo o que era de especial para mim, roupas, sapatos, lingeries, etc...

 

 Depois de meia hora terminei tudo, já havia tomado um banho, coloquei o celular  para carregar, e despertar às 02:30

 

   {....}

 

—Merda- Digo logo depois de acordar com o barulho irritante do despertador, me levantei da cama indo direto ao banheiro, peguei a toalha que estava pendurada na porta e comecei a me despir, entrei no box e liguei a água deixando-a cair em meus ombros. Depois de alguns minutos sai do banheiro e fui direto pegar as roupas que separei na noite anterior -minhas lingeries, Calça preta rasgada no joelho, moletom simples, e um tênis-

 

—__________ ande logo estamos te esperando lá em baixo- Disse minha mãe batendo na porta

 

—Já estou indo

 

  Peguei minhas malas, separei em uma mochila meu notebook e carregador, conectei o fone com o celular e ó coloquei em meu bolso, antes de sair dei uma última olhada em meu quarto e comecei a relembrar os momentos que passei brincando com meu pai enquanto tínhamos uma relação boa, senti uma lágrima cair de meus olhos, limpei e sai do quarto começando descer as escadas

 

—Vamos logo, o motorista está nos esperando- Disse meu pai pegando suas coisas

 

—Vamos filha- Falou minha mãe pegando minhas mala me deixando apenas com a mochila

 

—Já estou indo minha mãe- Minha mãe saiu me deixando ali com a casa totalmente vazia, peguei o pingente que estava em meu bolso, apertei ele com minha mãe o olhando e deixando novamente uma lágrima cair, ganhei aquele pingente de minha única amiga, ela morava nesse mesmo bairro, era minha vizinha para falar a verdade, ela morreu quando tinha 13 anos, diagnosticada com câncer, agora que completei meus 18 anos irá fazer 5 anos que ela morreu

 

    {.....}

 

—Vamos logo se não perderemos o nosso Voo - Falou meu pai correndo até o portão de embarque- Conseguimos, tome _______ este é o nosso lugar, vá indo que terei que resolver algumas coisas com sua mãe- Assenti com a cabeça e comecei a andar por aquele avião até encontra nosso lugar, me sentei na janela e peguei meu celular e os fones, coloquei a primeira música que vi e me ajeitei naquela cadeira, meus olhos foram pesando aos poucos e acabei dormindo

 

     Depois de algumas longas horas chegamos -Finalmente- descemos do avião e fomos pegar nossas malas, caminhamos até a porta de saída daquele aeroporto e entramos em uma carro que provavelmente deve ser mais um dos motoristas de meu pai

 

—Então é isso _______________ começaremos uma nova vida, em um novo lugar- Sussurro para mim mesma 

 

         •Uma nova vida

 


Notas Finais


Então é isso, espero mesmo que tenham gostado, até o próximo cap

Beijos da Uniyll

Fic do Wonho

Just mine (Imagine Wonho Monsta x; Submissa)
https://spiritfanfics.com/historia/just-mine-imagine-wonho-monsta-x-submissa-9091889


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...