História Photographs - Seana - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Regina Mills (Rainha Malvada)
Tags Fic Seana, Lana, Lana Parrilla, Ouat, Outlawqueen, Sean, Sean And Lana, Sean Maguire, Seana
Exibições 92
Palavras 2.624
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi, ressurgi hahaha gente, desculpa se estiver zoado é que sinceramente eu não dei aquelaaaaa revisada. E, por favorrrrrrrrrrrrr, leiam as notas finais pois quero conversar com vocês. Aproveitem o cap :)

Capítulo 4 - Festa parte II


​Lana já estava de volta pra festa, dançando com todos na pista, a morena estava pensando em Sean e no que acabara de acontecer na cozinha, mas conseguia disfarçar bem isso. O loiro ainda estava na cozinha, já tinha colocado sua roupa mas diferente de Lana, não conseguia disfarçar o enorme sorriso e cara de tesão, então resolveu esperar um pouco.

-Latina, quando é que você vai me dar mais que uns beijos hein? -disse Jenn no ouvido de Lana.

-Morrison... Morrison... Você está bêbada! Não sei se aguenta o tranco e se não vai se arrepender depois -retrucou a morena.

-E dai? Você também está bêbada! Talvez amanhã quando acordamos nem lembremos disso, a única prova que teremos serão as marcas roxas dos chupões, e nem vai ter como saber quem foi que deixou sua marca ali.

-Eu vou pensar no seu caso, loirinha. Hoje acho que to topando de tudo -falou Lana com um sorriso malicioso no rosto e saiu em direção à piscina.

A morena sentou na beirada e colocou os pés na água, não tinha ninguém na piscina. Ela ficou pensando em Sean, queria muito provocar ele e fazer com que mesmo tão bêbado, ele lembrasse dela no dia seguinte. De repente ela começou a pensar sobre Jennifer também, a loira estava tão gostosa naquela noite e porra, beija tão bem! Ela queria mais disso e principalmente, além disso. Lana nunca havia ficado com garotas, digo, nunca passara dos beijos e tinha imensa vontade de experimentar mais. Em uma mistura de pensamentos envolvendo Sean, Jennifer e seus desejos sexuais, a latina teve uma ideia. Uma ideia que iria satisfazer o desejo de todos e fazer o membro do amigo latejar de desejo, ela queria provoca-lo.

JMo estava dançando e Lana se aproximou, começou a dançar de maneira que seus corpos roçavam em sincronia, a morena ficou de frente pra loira de maneira que pudessem ter olhos nos olhos, ambas tinham tesão e vontade em seu olhar. Sem nenhum aviso ou previa Lana começou a empurrar seu corpo pra cima do de Jennifer, de modo que a loira foi andando para trás até esbarrar em um dos sofás e cair sentada nele. JMo mordida o lábio inferior e olhava para Lana como quem diz "E ai? Vai tomar atitude ou eu vou ter que tomar?". Então Lana sentou ao lado de Jenn, segurou os cabelos da amiga e puxou sua cabeça de maneira que ficasse inclinada para trás, e começou a distribuir beijos e chupões por todo seu pescoço. Enquanto isso as mãos de Jenn passeavam pelo corpo da morena, acariciando sua costa, suas coxas, sua bunda e seus peitos. Lana chegara finalmente a boca da loira e começou a beija-lá sem cerimônia, a língua de Jenn já estava explorando toda a boca da latina, sentindo seu gosto e logo entrelaçando-se com a língua da amiga. Elas beijavam-se com vontade, ferocidade, curiosidade e um imenso desejo, parecia que o fôlego delas não acabaria a menos que fosse para avançar para o próximo passo, e foi o que Jennifer tentou fazer. A loira colocou a mão por dentro do vestido da morena, no começo só acariciava sua coxa, mas depois foi subindo pra sua barriga, quando estava prestes a apertar os peitos de Lana a latina segurou sua mão pelo lado de fora e interrompeu o beijo.

-Ah, qual é Parrilla? Você não vai me deixar na mão assim né? - reclamou a loira que ficou um pouco confusa e irritada com a atitude da amiga.

-Calma, Morrison! Quero dar muito mais que isso a você - falou Lana com um sorriso sedutor e malicioso que fez Jenn enlouquecer e voltar a beijar a amiga - Jennifer, espera! Para!

-O que foi? Por que você tá me interrompendo desse jeito Lana??

-Você faria qualquer coisa? Qualquer loucura? - perguntou Lana.

-Ué, não sei, depende. O que você quer?

-Quero te chupar e provocar alguém.

-Não sei em que parte esse alguém entra e não me importo, só de ouvir você falando que quer me chupar eu faria qualquer coisa.

-Ótimo! Então me encontra no quarto lá de cima ao lado do banheiro, daqui 10 minutos. Preciso procurar alguém, até daqui a pouco.

A morena saiu e deixou Jennifer sob tortura, como se os 10 minutos fossem 10 horas. Como não tinha nada pra fazer, a loira foi pegar um drink e logo em seguida subiu pro quarto. Já Lana, agora procurava Sean no meio da bagunça de corpos dançando, mas ele não estava. Olhou em todos os sofás mas também não viu o loiro. Não seria possível que ele ainda estava na cozinha, né? De qualquer forma, Lana foi em direção da casa para conferir. No meio do caminho acabou esbarrando com quem tanto procurava.

-Ai!!! Olha por onde anda, Maguire! - reclamou a morena.

-Desculpa, ando muito distraído pensando em você, em quanto quero ser usufruído por você. - ao dizer isso Sean tentou beijar Lana mas ela o afastou - qual é a sua, hein Lana?

-A minha é te fazer sofrer! Pra quando o seu momento chegar, ele valer a pena. Você quer mais de mim? Pois terá. Com uma condição: só vai poder encostar em mim quando eu deixar, enquanto isso, tudo o que acontecer você só poderá assistir.

-Ahn... Ok, eu acho - disse o loiro meio confuso com essa de assistir e não poder tocar na amiga.

-Pois então me encontre no quarto do 2º andar ao lado do banheiro, em 10 minutos.

-Tudo bem. Posso saber o que você está aprontando, latina?

-Não. -disse a morena firmemente que logo em seguida foi em direção à casa.

Lana na sua adolescência fazia muitas loucuras, mas tinha parado um pouco com isso conforme foi crescendo. As transas em si tinham fantasias e posições criativas, mas nada além disso. Uma transa com a sua amiga de elenco assistida pelo seu outro amigo de elenco, não era nada tão louco assim, mas era algo que ela nunca havia feito. Claro, talvez se ela não estivesse chapada não teria pensado ou topado uma coisa dessas, a Lana sóbria ainda tem suas vergonhas. A latina abriu a porta e Jennifer estava deitada na cama, só de calcinha e sutiã, bebendo um drink Sex On The Beach. A latina primeiramente ficou assustada de ver a amiga semi nua, mas depois começou a apreciar a visão, começou a passear com os olhos pelo corpo de Jenn. Aquela barriga definida, os braços que eram musculosos mas de uma forma muito atraente, as coxas, os peitos e aqueles lábios que estavam encostados no copo mas que Lana queria agora mesmo no corpo dela.

-Gostando da visão, Parrilla? - perguntou a loira de maneira provocante.

-Vou gostar mais quando eu puder sentir ao invés de olhar - retrucou Lana.

-E tá esperando o que?

-O Sean. -disse a morena quase que em um sussurro como se não quisesse ser ouvida.

-SEAN? - gritou a loira. Mas nesse momento o britânico apareceu atrás de Lana e era difícil saber se a surpresa fora em reação ao sussurro da morena ou ao surgimento do homem.

-Jennifer? Lana? O que tá acontecendo? - Sean estava confuso.

-Calma, gente! Deixa eu explicar! Vocês se propuseram a isso e não aceito que alguém saia desse quarto - a voz de Lana era firme mas com um toque de vergonha - Jenn, nós vamos ter uma noite e tanto, te juro. Mas o Sean vai assistir tudo de perto.

-QUE? - o som foi uníssono entre os loiros.

-Ah, qual é Jennifer! Você vai estar em tanta êxtase que nem vai perceber que ele está aí. Ainda mais que ele tem umas regras a seguir. - falou a morena tentando esconder um sorrisinho.

-Que regras? - perguntou Sean.

Lana pegou uma cadeira que ficava junto à penteadeira do quarto, e a arrastou posicionado-a de frente para a cama. Ela abriu sua mala, que estava no quarto, e tirou um cinto fino de lá.

-Senta, Maguire! - ela disse apontando para a cadeira. Ele obedeceu. - existem duas regras básicas aqui: você não vai poder me tocar em momento algum, ao menos que eu permita isso. E nem tocar a si mesmo, vou ser legal e te dar uma ajuda nessa parte. - ela pegou as mãos do loiro e amarrou-as com o cinto.

-Lana, pra que isso? - perguntou o loiro confuso e decepcionado.

-Isso é pra você me assistir transar e ter muita, muita, mas muita vontade de me ter. Só que você só vai ter, quando eu quiser. Ah! E você também não pode me chamar ou interromper nossa fodida. - Sean estava incrédulo e Jennifer ria da cara dele - e você loira? Tá esperando o que pra tirar minha roupa, hein? - disse Lana olhando diretamente para os olhos de Jenn.

A loira levantou, deixando seu drink no criado ao lado da cama. Ela segurou a cintura de Lana e a empurrou de maneira bruta contra a parede, começando logo a beijar ela com vontade, com fervor. Logo suas mãos começaram a percorrer as coxas de Lana por dentro do vestido, não demorou muito e ela tirou a peça do corpo da morena, a deixando apenas de calcinha. Elas não se desgrudavam. Quando Jenn deu uma pausa nos beijos, Lana olhou para Sean, já era perceptível o aumento de seu membro dentro da calça.

-Olha lá, Jennifer! O coitado já tá assim só de te ver me beijando.

-Imagina só quando ele me ver te chupando, sendo minha puta! - ao terminar de dizer isso JMo pegou Lana pelos braços e a jogou na cama.

A morena caiu no colchão mas se apoiou nos cotovelos para olhar a loira com a maior cara de safada que ela podia fazer. Logo Jennifer estava na cama, por cima da Lana, a beijando. A loira começou a dar beijo e chupões no pescoço da latina, que já estava ofegante de tanto desejo. Jennifer finalmente chegou aos peitos de Lana, começou a dar lambidas em volta do mamilo esquerdo e a apalpar o direito. Ela começou a dar chupões no peito da latina, que respirava com dificuldade, foi alternando as lambidas e chupões entre o direito e o esquerdo, sempre apalpando o outro. Quando estava chupando seu peito direito deu uma mordida leve em seu mamilo, o que rendeu um gemido alto de Lana. Depois ela repetiu o processo no esquerdo.

E aí você me pergunta do Sean. Ah, o loiro estava boquiaberto, seu membro chegava a doer, ele sentia desejo por ambas e faria de tudo para estar ali no meio. Estava realmente sendo uma tortura, se ele pudesse se soltar dali diria foda-se para as regras e pegaria Lana de jeito. Mas não conseguia. Jennifer deu uma pausa em tudo que estava fazendo e pegou seu drink da cômoda.

-Sabe, Parrilla, eu estou com sede. Estou com sede de você e sede de álcool, e não quero fazer injustiça com nenhum dos dois. Posso resolver isso da minha maneira? - perguntou a loira que estava com o copo na mão e um sorriso torto estampado na cara.

-Você pode tudo, Morrison! Hoje sou seu brinquedo.

-Muito bem! É assim que tem quer ser.
Jennifer virou o copo delicadamente, deixando escorrer um pouco do líquido na boca de Lana. Ela começou a chupar o líquido da boca da latina, beijou ela, misturavam e brincavam com as línguas, saboreando o sabor da vodka e uma da outra. Depois ela derrubou o líquido entre os peitos da morena, que escorreram pelos dois seios. Ela lambia e chupava todo o líquido, sem deixar resquício nenhum além do molhado de sua saliva. Ela olhava provocante para Lana, a qual alternava seu olhar entre a amiga que a "tomava" e entre Sean, que mordia os lábios de maneira que estavam prestes a sangrar.
Depois ela preencheu o umbigo da Lana com o drink, deu beijos e chupões na barriga dela até chegar ao umbigo, onde rodeou com a língua para depois chupar tudo o que tinha ali. Lana estava pirando, a língua da loira era ágil e prazerosa, a latina queria sentir aquilo em cada parte de seu corpo.
Jennifer subiu para dar um beijo na amiga. Depois desceu e mordeu sua calcinha, tirando-a devagar com a boca.

-Morrison, você podia parar de enrolar e me chupar logo né? - disse a morena que estava ofegante e louca pra ser chupada pela loira.

-Calma, Parrilla. Ainda não terminei meu drink.

Ao dizer isso Jennifer despejou o restando do líquido por cima da vagina da latina, e começou a lamber e dar chupões em todo seu externo. Lana segurava os fios loiros em uma mão e apertava o lençol com a outra. Sem nenhum aviso Jennifer colocou sua língua no clitoris da morena, fazendo ela se curvar e soltar um gemido alto. Nesse momento Sean estava prestes a surtar, era ele quem queria estar ali fazendo ela curvar daquele jeito, sua vontade era levantar com cadeira e tudo, mas estava muito concentrado e tenso para fazer tanto esforço.

Jennifer fazia movimentos circulares no clitoris de Lana, a morena tentava aproveitar a sensação o máximo que podia, até onde sabia Morrison nunca havia feito aquilo e pra uma primeira vez, ela estava sendo maravilhosa.
Jenn penetrou três dedos de uma vez em Lana, sem parar com os movimentos da língua no clitóris. Ela fazia movimentos que arrancavam gemidos altos de Lana, a morena se curvava e segurava com força o lençol abaixo dela. Parrilla estava impressionada com o tesão que aquilo proporciona, por nunca ter transado com garotas não sabia se aquilo era realmente muito bom ou se estava bom por estar descontando todo o tesão que tinha pela loira naquela noite.

-Jennifer... Eu vou... - Lana estava gemendo mas a loira parou todos os movimentos que estava fazendo - porra, Morrison! O que você tá fazendo?

-Você vai o que?? - perguntou a loira rindo da cara de frustração da morena.

-Eu IA gozar -disse Lana brava.

-Você VAI... Mas precisa implorar por isso - disse JMo mordendo os lábios.

-Ah, fala sério! Olha minha cara de quem implora por... -antes da terminar Jenn penetrou dois dedos nela e começou a fazer movimentos lentos.

-Quer que eu continue? -perguntou Jennifer.

-Morrison, eu to te implorando! Me faz gozar como ninguém nunca fez -disse a latina que estava super ofegante.

Jennifer continuou os movimentos com os dedos, percorrendo todos os espaços da vagina de Lana e depois fazendo movimentos largos e circulares. A latina gemia algo e se curvava, e com isso Sean estava indo a loucura, era ele quem deveria deixar ela daquele jeito! Ele se remexeu na cadeira mas não conseguia sair dali. A hora que Lana o soltasse... Ah, ela ia gemer muito mais alto do que agora!
Lana finalmente gozou nos dedos de Jenn e relaxou na cama.

-Será que é clichê demais eu pergunta se foi bom pra você? - disse Jennifer brincando.

-Bom? Isso foi maravilhoso! A melhor transa da minha vida - Lana disse isso olhando desafiadoramente para Sean. Depois puxou Jenn e deu um beijo nela, usando o que ainda restava de fôlego. - eu quero mais disso, Morrison... Mas agora, será que você pode deixar eu e Sean a sós? Eu e você ainda temos alguns dias para aproveitar, não pense que eu não vou torturar você também.

-Olha, eu só vou embora porque você falou que ainda temos alguns dias. Vou descer tomar um porre então - Jenn deu um último beijo em Lana, pegou suas roupas e saiu do quarto, mas antes de fechar a porta olhou para Sean - boa sorte tentando ser melhor que eu.
 


Notas Finais


OI LINDOS, então, eu sumi bastante né? Vou ser sincera com vocês, eu to bem desanimada dessa fic hahaha eu só postei esse cap pq ele já estava pronto há muitooo tempo e joguei aqui pra vocês. Minha intenção é parar de escrevê-lá, eu queria finalizar mas eu to sem ideia mesmoooo (e sem tempo). Juro que nas férias tento finalizar e colocar mais do Sean. Se alguém quiser me ajudar, tiver ideias, falar o que passou pela cabeça pro final de história, bate um "fone" comigo lá no meu twitter @wickedmillss :)
desculpa abandonar vocês e obrigada por mesmo assim continuarem tão atenciosos e lembrarem de mim <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...