História Pictures of Park Jimin - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, V
Tags Bangtan Boys, Bangtan Sonyeondan, Bts, Bulletproof Boys Scouts, Idols, K-idols, Kpop, Park Jimin, Romance
Exibições 257
Palavras 952
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Como vocês sabem, ontem foi aniversário do nosso Jimin❤ Desejamos a ele muita felicidade e sucesso, pois ele merece isso e muito mais. Park Jimin merece o mundo, porém o mundo não merece Park Jimin.

Esse capítulo é um dos meus textos escritos pra ele, sim, eu escrevo textos pra ele desde 2014. Preciso dar algo a vocês, e enquanto o próximo cap não sai, eu lhes darei algo para ler. Amo vocês❤

Capítulo 10 - Especial: Apenas mais um texto sobre você


Fanfic / Fanfiction Pictures of Park Jimin - Capítulo 10 - Especial: Apenas mais um texto sobre você

[17/09/2016 - Noite]

Sabe, você não mudou nada. Embaixo desse cabelo tingido de loiro, eu ainda vejo aquele garotinho fofo e bochechudo de antes, o garoto inseguro, alegre e amável, o garoto por quem me apaixonei. Quantas vezes terei de repetir que você é perfeito, huh?! Por que tanta insegurança? Se você soubesse o quanto eu te admiro, você nunca mais ousaria duvidar de si mesmo. Ah se você soubesse o quão boba eu fico ao falar sobre você, se você soubesse quantas noites eu já passei em claro idealizando um futuro utópico ao seu lado. "Será que terá olhinhos puxados?" "Um menino ou uma menina?" "Um garotinho..."

Se eu já chorei por você? 

Esta pergunta deveria ser substituída por "Quantas vezes eu já chorei por você?" Ela faria mais sentido assim. Entretanto, eu não saberia respondê-la com precisão, já que não foram poucas as vezes em que você me emocionou. Se tu fosses uma bebida, dela me embriagaria, se tu fosses uma droga, com ela me alucinaria, se fosses uma fruta, apenas dela comeria, e se tu fosses meu, apenas por ti viveria.

Como sinto saudades de alguém que nunca conheci? 

Sinceramente, eu não sei. Mas este é o pior e mais devastador sentimento que já experimentei, e eu não o desejo nem ao meu pior inimigo. O sentimento de sentir falta de algo que nunca esteve lá, o sentimento de perder o que nunca foi seu, o sentimento de estar perdidamente apaixonado por alguém que não está ao seu alcance. Esse é o pior sentimento que um ser humano é capaz de sentir, e não há drink, droga ou morfina capaz de livrar o indivíduo da fúnebre sensação de dilaceramento. Será que em minha vida passada eu fui alguém tão ruim assim? Alguém tão ruim que merece lidar com o fato de que nunca sequer verá de perto a pessoa amada?

Como me apaixonei por você?

A resposta pra essa pergunta é incerta, eu nunca saberei respondê-la com total convicção, até por que, nem mesmo eu sei como isso foi me acontecer. Apenas aconteceu, porém eu digo e repito, você foi a melhor coisa que já me aconteceu.

Por que eu me apaixonei por você? 

Jagiya, eu tenho mil motivos para amar você. És apaixonante de todas as maneiras possíveis e imagináveis. Você e as suas perfeitas imperfeições se encaixam como um quebra-cabeças em meu peito, não faz sentido dizer que és minha metade quando és meu tudo. As lacunas vazias da minha vida só se preenchem com a sua presença, mesmo que de longe e sem ao menos saber, você me faz a garota mais feliz e orgulhosa do universo.

Estava em meus planos amar alguém assim?

Poucas pessoas sabem, mas eu sempre quis me apaixonar, viver aquele romance gostoso e jovem mesmo quando estivesse velhinha, permanecer com a mesma pessoa até notar fios brancos em meio à mechas de meu cabelo. Porém apenas uma parte disso aconteceu, eu me apaixonei, mas nunca esteve em meus planos me apaixonar por alguém nem sequer sabe da minha existência. Meu amor, você não sabe o meu nome, não sabe a cor dos meus olhos, não sabe que me faz mais feliz, não faz ideia do quanto eu te amo, nem imagina que o meu amor por ti atravessa um oceano. E bem... você não precisa saber.

Por que eu continuo amando você? 

Como eu já havia dito, você é apaixonante. Tentar me afastar de ti seria como entrar em abstinência, não quero nem imaginar como seria acordar e não te ter em meus pensamentos, nem sei como seria viver sem seu sorriso, sem ouvir tua risada, sem marejar os olhos toda a vez em que me pego pensando em ti. Deus me livre e guarde de viver sem você.

As vezes parece que gosto de sofrer, e pra falar a verdade, eu amo a dor que é amar você. Amo cada aperto em meu peito por não te ter junto a mim, cada lágrima, cada angústia e todo o vazio que só seria preenchido por ti. E se essas forem as consequências de amar você, que assim seja.

Você é como uma droga alucinógena, você me entorpece. De mim fogem os sentidos , e tudo o que eu consigo fazer é me deixar levar pelos efeitos colaterais que o amor causa a quem um dia o desafia.

Amar você é como injetar na veia uma agulha nutrida de morfina, a dor permanece ali, mas você não a sente, e por um breve momento o sentimento de prazer e alívio te preenche. Porém você sabe que logo logo a dor vai voltar, e lidar com ela tem sido a coisa mais difícil pela qual já passou.

Amar você é como agarrar-se a uma rosa repleta de espinhos, o cheiro é inebriante, porém o contato é fustigante.

Apaixonados andam com seringas anestésicas nos bolsos, a cada vez que são machucados, uma dose liquefeita de sevoflurano os entorpece, e assim eles vivem, cheios de danos reais e curas ilusórias.

Sabe, eu já nem sinto quando me perfuras, seu tiro é uma flor sedativa disparado por um rifle de precisão.

Você é extraordinário, é de longe a pessoa mais maravilhosa que eu já conheci, o mais belo ser em que já tive a audácia de pôr os olhos. O causador do meu choro e riso. Você isocronicamente me golpeia e me acaricia, dor e sorrisos nunca tiveram significados tão condizentes.

Eu te amo, eu te amo, eu te amo! DROGA! Como eu te amo.

Saber que eu nunca terei você da forma que desejo me destrói por completo.

O masoquismo está próximo à minha realidade. Por que mesmo sofrendo tanto, eu continuo te amando incondicionalmente.


Notas Finais


Comentem❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...