História Pieces - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Girls' Generation, Got7, TWICE
Personagens Jungkook
Tags Bts, Colegial, Drama, Snsd
Visualizações 3
Palavras 1.865
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa Leitura.

Capítulo 3 - Friends


Fanfic / Fanfiction Pieces - Capítulo 3 - Friends

BUSAN

07:15 AM

SuMin Pov’s

    Por algum milagre o metrô não estava tão cheio como de costume durante esse horário. Um assento pequeno ao lado de senhor de idade é o que temos para hoje. Eu já trajava o uniforme branco, azul e vermelho do colégio, que, honestamente, tinha caído bem para um uniforme escolar. Pelo menos não terei que reclamar de vestes estranhas – pelo menos para mim – para diretoras novamente.

Em poucos minutos cheguei ao meu destino, uma parada perto do colégio. Desci do metrô e senti o frio me acertar em cheio. A primeira prioridade do ano será chegar no colégio rapidamente, antes que eu congele no meio da rua. Eu deveria ter pedido uma carona a JinYoung.

Depois de vários passos apressados, pude finalmente ver a estrutura moderna que o prédio do colégio tinha. Um jardim grande e bem arrumado servia como umas boas-vindas, as decorações externas chamavam a atenção de qualquer um, sem falar na quantidade de alunos que começavam a se aglomerar em vários cantos.

- Tudo tem que dar certo. – Sussurrei para mim mesma

Andei devagar para que eu pudesse analisar ainda mais o espaço até que eu chegasse na porta de entrada. Assim que entrei pude parar de tremer como lá fora, provavelmente havia algum aquecedor por ali. Era um hall aconchegante com dois ou três jardins de inverno estrategicamente colocados, deixando o espaço mais aberto e mais natural. A secretaria era a primeira coisa que podia ser vista, seguida das demais salas do corpo docente. Um mapa já enquadrado e coloca na parede mostrava quais eram os jeitos de acessar as outras salas, tanto externos quanto internos. O colégio era grande, e se eu for pensar por esse lado, não tenho tanto mérito de estar em um lugar como esse.

Desviei de alguns grupos de alunos pelo corredor a fim de encontrar a sala em que eu fui colocada. 3A. Assim que entrei recebi alguns olhares, que por acaso me incomodaram, porém não fiz questão de demonstrar isso. Comecei a procurar algum lugar para sentar e esperar que o sino batesse, mas nada como uma má sorte no primeiro dia de aula para me atrapalhar.

- Me desculpe! – Falei para menina que eu havia esbarrado

- Tudo bem. – Deu um sorriso mínimo e voltou a se sentar

Seus olhos, que tiveram o primeiro contato com os meus, eram realmente de se encantar, assim como seu rosto. Eram grandes e redondos. Seu cabelo castanho e longo parecia bem hidratado, sua pele parecia bem cuidada e seu tom de voz não era nem um pouco enjoativo. A menina era realmente bonita. E aproveitando a situação, me sentei em uma cadeira vazia logo atrás da sua.

- Qual é o seu nome? – A menina se virou para mim

- Baek Su Min – Eu disse meio incerta

- Eu me chamo Park Soo Yeon. Bem-Vinda a esta tortura!

Eu ri do seu comentário. Será que eu seria capaz de iniciar algum tipo de amizade logo no primeiro dia de aula? Estou me surpreendendo cada vez mais, Su Min.

- Brincadeira. – Sorriu

Logo o sinal bateu e fomos obrigadas a deixar a conversa de lado e prestar atenção no professor. Pude conhecer os outros alunos através das descrições que Soo Yeon dava, que por acaso levaram quase todo o tempo livre que tivemos para conversar. Também pude conhecer melhor as outras salas, o jardim, as quadras esportivas e a cantina. Eu nunca havia estudado em um lugar bem planejado como esse. Talvez encarar uma escola de artes no último ano do ensino médio teria sido uma boa opção.

Ao longo do dia pude conhecer um pouco mais de Park Soo Yeon, a minha provável nova amiga ou garota que eu poderia conversar durante o intervalo. Ela tinha 17 anos assim como eu, e começou a estudar aqui desde o primeiro ano graças ao aumento do salário do seu pai, pois sua tentativa para uma bolsa não tinha dado muito certo. Morava em um bairro de classe média com seu pai, sua mãe e mais dois irmãos. Me falou dos seus hobbies e interesses, que por acaso, pareciam legais.

Minha timidez e falta de assunto não permitiu que eu conhecesse mais alguém da minha turma, mas o fato de ter sido obrigada a me apresentar na frente de classe já foi o suficiente. Pude encarar todos os rostos que me encaravam atentos mesmo sem que eu tenha nada chamativo. Teria sido uma experiência quase horripilante, se não fosse pela mais nova conhecida que estava sentada no lado direito da sala.

As aulas acabaram no fim da tarde, logo me vi livre para decidir onde passar mais um fim de tarde tedioso. Orla da Praia. Não era tão longe assim, talvez uns 20 minutos a pé, mas nada que ocupasse o meu “precioso” tempo. Em uma semana eu consegui me acostumar a andar por Busan, já que ficamos sem carro depois daquele dia.

Andei sem me preocupar com o tempo, logo eu já estava avistando a praia de maré calma. A avenida não estava tão lotada como de costume, mas os estabelecimentos continuavam abertos a espera dos seus clientes. Estava escuro e começando a ficar mais frio do que já estava. Andei mais rápido em direção ao emprego de JinYoung, à procura de comida, calor e uma carona.

O lugar era meio rústico, aconchegante, como se fosse um lugar caseiro. Os móveis eram revestidos em madeira e os estofados eram incrivelmente confortáveis. Algumas plantas e decorações davam um toque natural e meio moderno, eu diria que dava vontade de experimentar todo o cardápio só de pisar ali. O gosto do dono daqui é bom, isso eu não posso negar.

Entrei e me dirigi as cadeiras que ficavam em frente ao balcão.

- Eu gostaria de ser atendida pelo atendente gatinho. – Disse olhando em direção ao meu primo

- Boba – JinYoung riu

- Acho que pela cara das duas moças ali atrás – apontei – também gostariam

Arqueei minhas sobrancelhas e JinYoung fez bico. É como aquele ditado, “seria cômico se não fosse trágico”. É incrível o número de paqueras que ele ganha dessas adolescentes por aí sendo atendente de um restaurante qualquer. É tão incrível que chega a ser engraçado ver o mesmo grupo de amigas aqui quase todos os dias.

- Está com inveja? Ciúmes? – JinYoung riu

- Eu só preciso de uma carona.

Ele ignorou meus comentários anteriores e voltou da fazer o seu serviço enquanto eu olhava o cardápio. Acho que a gororoba que serviram no almoço do colégio não me fez muito bem e eu preciso reviver o meu estômago pra já. Um suco de laranja foi minha escolha.

Não demorou muito e em alguns minutos JinYoung já me levava para casa. Ele me fazia perguntas sobre  o primeiro dia de aula mas eu não conseguia responder além de ter sido interessante entrar em um colégio bem estruturado e com oficinas legais. Eu não expressava muita opinião, tudo era novo. Era um recomeço um tanto quanto diferente.

 

07:30 PM

Jungkook Pov’s

- Não adianta desistir.

Parei de andar e observei o mais velho, logo a minha frente, me observar duvidoso. Coçava sua cabeça de nervoso, esperando alguma resposta útil da minha pessoa.

- Às vezes me sinto cansado. Mas também sinto que não vou conseguir me livrar dessa bagunça nem quando eu for para o inferno.

Jimin riu e me puxou para andar com ele novamente. Depois de passarmos algum tempo nos empanturrando de comida em um restaurante simples perto do colégio, Jimin decidiu que iríamos conversar com nosso hyung. Fazia tanto tempo que não marcávamos pra sair ou ficávamos jogando conversa fora, isso me fazia sentir falta dos velhos tempos.

Avistamos um carro parado em um dos cantos menos movimentados de Busan. Ele realmente havia vindo. De longe avistei o seu cabelo preto, calças rasgadas e um boné antigo. Quando chegamos mais perto Hoseok hyung pode nos cumprimentar com um abraço apertado, praticamente um abraço de irmãos.

- Você têm crescido bastante, Kookie. Já você Jimin... – Ri com o seu comentário

- Hyung, estamos nos vendo agora, não me deixe mal – Jimin disse risonho

- Aceita? - Hoseok estendeu uma garrafa de soju pra mim

Peguei a garrafa sem exitar e permaneci apoiado no carro do mais velho, um Korando que havia recebido de seus pais como presente de aniversário.

- Então, hyung, como tem sido a faculdade? - Perguntei

- Eu tenho me esforçado bastante, quero deixar minha vó orgulhosa de mim. - Respondeu com um sorriso no rosto - Sabe, Namjoon com aquele vício e isso têm tomado muito o meu tempo.

Namjoon-hyung voltou a ter problemas. Mais uma coisa para eu me preocupar. Ele voltou para Ilsan faz algum meses para cursar uma faculdade, assim poderia ter mais contato com os seus pais. Não tenho tantas notícias dele, depois que foi embora nós nos distanciamos. E receber esse tipo de notícia logo agora é algo preocupante. Tão preocupante quanto a ameaça que recebi recentemente.

Continuei a encarar a pequena praça e aos pequenos comércios em meio a uas não tão longe dali, tentando ignorar a conversa dos dois ao meu lado. Logo percebi uma silhueta bem semelhante. Ja não usava os acessórios e o uniforme escolar. Estava com roupas tão confortáveis que nem e conseguiria dizer que seria ela mesmo. Naeyeon.

Ela começou a se aproximar do carro assim que me viu, e eu queria correr para o mais longe que eu pudesse.

- Oppa! - Me cumprimentou com um abraço

Atrás dela vi outra pessoa, que dava uma corridinha meiga para alcançar a amiga.

- Annyonghaseyo - Sana nos cumprimentou com uma reverência

- Não vai nos apresentar ao seu amigo, Oppa? - Naeyeon perguntou

Encarei Jimin e ele tentava ao máximo ignorar o jeito de Naeyeon. Estava esperançoso por uma resposta do mais velho ja que nada vinha a minha mente. Aguentar Naeyeon tem sido uma tarefa difícil pra mim ultimamente.

- Me chamo Jung Hoseok. - Hoseok se pronunciou antes de mim, de modo informal

- Então você é o Hoseok! - Naeyeon apontou com uma feição esperançosa - Jungkook fala bastante de você.

A garota se encostou no carro ao meu lado e Sana a acompanhou. O clima ficou tenso entre nós. A presença suspeita de Naeyeon e Sana me deixava reprimido, como se eu não pudesse dizer nada em frente a duas mesmo que elas soubessem dos meus piores segredos.

- Está entendiado, Oppa? - Naeyeon susurrou para mim, enquanto os outros três criavam algum diálogo - Sabe, eu adoraria conhecer o seus outros amigos.

- A troco de que? - A encarei - Sexo?

- Não. É algo bem mais interessante. Deviamos marcar mais encontros como esses, não acha? - Perguntou

Dito isso, Naeyeon pegou a garrafa de soju da minha mão e começou a beber na mesma. Parecia não se importar mais com as regras impostas por seus pais, um sorriso divertido teimava em parmanecer no canto da sua boca. Meu íntimo começava a despertar, sem ao menos o meu consenso. Naeyeon despertava em mim vários sentimentos, mesmo que fosse momentâneo, era tão profundo quanto o que ela sugava de mim.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...