História Pillowtalk - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias MasterChef Brasil
Personagens Henrique Fogaça, Paola Carosella, Personagens Originais
Visualizações 115
Palavras 816
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vamos deixar esse clima gostoso mais um pouquinho...
Hot parte 2

Capítulo 7 - Bed all day, fucking in, and fighting on...


Fanfic / Fanfiction Pillowtalk - Capítulo 7 - Bed all day, fucking in, and fighting on...

Eram 4:00 da manhã quando ela despertou. Sentiu o braço de dele a envolvendo em seu peito. Saiu levemente para não acordá-lo, sentou-se na beirada do sofá, estava completamente nua. Estava meio dormindo meio acordada, quando sentiu a respiração quente de Henrique em toda a extensão se suas costas chegando em sua nuca e indo até seu ouvido.

- Tá cedo ainda minha Argentina. - distribuiu beijos pelos seus ombros. 

- Perdi o sono tatuado. - disse tombando o pescoço para o lado com os beijos de Henrique que a provocavam permitindo assim que ele a beijasse ali naquele local.

- Então já que estamos acordados, assim do jeitinho que viemos ao mundo, que tal aproveitar esse momento só nosso?. - disse se aconchegando atras de Paola e tocando seus seios

- aah, Díos, porque você consegue me deixar tão vulnerável así? - disse suspirando.

Henrique aperta os seios de Paola com vontade enquanto sussurra coisas loucas em seu ouvido. Mas num lampejo de sanidade ela levanta do sofá.

- Estás insasiavel cariño? - sorri sexy pra ele.

- Se eu passar 24 horas de todos os dias vou querer te fazer minha. Céloko! Volta pra vai!

- No, que tal tomarmos um banho de ofuro? Vamos! - Paola morava na cobertura e tinha a liberdade de poder desfrutar dessas intimidades de ficar nua em sua área de lazer. Henrique a seguiu. 

Chegando na banheira redonda com aquela água morna, adentraram ficando um de frente ao outro. Ao sentar-se, água cobria até a altura da cintura de Paola, deixando seus seios a mostra. Henrique tinha a visão mais perfeita que ja havia presenciado em sua vida. Aquele cabelo cacheado todo natural ao acordar, aqueles seios fartos tão bem desenhados, ela era incrivelmente linda.

- O que tanto olha Henrique?

- Se existiram mesmo deusas gregas, você é Afrodite. - disse ele admirando-a. - A deusa do amor.

- Então você é meu Ares. - disse ela indo de encontro a ele, depositando um beijo quente em sua boca, que logo foi retribuido pelo tatuado.

- Argentina fogosa!

Paola sentou-se de lado no colo de Henrique, e notou o quanto ele ja estava excitado só em ver ela daquele jeito. Agora que ja sabiam o quanto eram bons juntos, sabiam que estavam viciados em dar prazer um ao outro. Mas não era só sexo que rolava ali. 

- O que é isto que estamos vivendo? Como podemos chamar? Sé que estamos começando agora, mas o que tenho certeza é de que eu vou querer mais e mais e mais - disse distribuindo beijos em todo o rosto dele.

- Não precisamos chamar de algo específico, precisamos somente sentir tudo isso e deixar acontecer lindinha! - beijou-lhe a face acariciando as costas dela.

Paola estava tensa. Ao mesmo tempo que estava extasiada com prazer sentia sua cabeça pesar pensando em como levaria aquilo adiante tendo um comprimisso com Jason.

- Você tá tensa Pao. Vem que eu te faço relaxar.

Henrique sentou Paola na beirada do ofurô abriu levemente as pernas dela, e foi beijando da altura dos joelhos até chegar no meio das coxas torneadas que ela tinha. A morena foi a loucura quando sentiu o homem beijar sua intimidade. Henrique a olhava enquanto se deliciava com a intimidade de Paola, notando os seios dela subindo e descendo. Então ele intensificou os movimentos enquanto tocava o seio eaquerdo dela.

- aaaah, caralho! 

- Geme pra mim minha gostosa. - ele a penetrou com a língua, levando ao delirío aquela mulher fogosa.

- Eu vou gozar Fogaça! 

Quando Paola disse, Henrique parou o que estava fazendo e a encarou. Ela o olhava com cara de reprovação.

- Você vai gozar sim, mas no meu pau! Vamos pro seu quarto.

Foram aos beijos pro quarto, esbarrando nas coisas pelo corredor. Henrique a deitou na cama deitada de barriga pra baixo, colocou a camisinha que encontrou no móvel ao lado da cama e se encaixou nela, penetrando-a por trás. Paola estava fora de sí, gemia coisas sem sentido a cada estocada que ele dava nela. Henrique apertava com força, uma mão no quadril e a outra no seio direito dela. Estavam loucos de prazer e ele começa a estocar com mais força.

- Así, mais forte! Meu tatuado gostoso!

- aaah gostosa! Goza pra mim goza?! Fogaça disse no ouvido dela, mordiscando sua orelha. 

- Vamos gozar juntos!

Então, como se fosse possível, ele estocou mais fundo e mais rápido. Sentiu ela se contrair em seu pau, foi quando ele gozou também, caindo exausto ao lado dela. Ao se recompor ele foi até o banheiro e jogou fora a camisinha e voltou pra cama.

Deitou-se encaixando nela que estava deitada de lado.

- Queria que essa noite não terminasse nunca pra ficar assim com você todo el tiempo. - disse ela ao sentir o braço forte dele a envolver, e ela enlaçou sua mão a dele.

- Eu também minha Afrodite.

Alguns minutos depois eles ja haviam adormecido, tranquilos e em paz um ao lado do outro...




Continua...



Notas Finais


E ai amorcinhos. O que acharam desse cap?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...