História Pinecest um amor proibido - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Candy Chiu, Dipper Pines, Gideon Gleeful, Grenda, Mabel Pines, Pacifica Northwest, Personagens Originais, Soos Ramirez, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines, Waddles, Wendy Corduroy
Tags Amor, Dipper, Gravity Falls, Incesto, Mabel, Pinecest, Proibido, Soos, Taboo
Exibições 253
Palavras 936
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente desculpa pela demora, eu me mudei de casa, e tive alguns problemas quanto a internet....desculpem mesmo

Capítulo 3 - Primeiro dia de aula


Fanfic / Fanfiction Pinecest um amor proibido - Capítulo 3 - Primeiro dia de aula

P.O.V Mabel Acordei bem cedo, eu arrumei ben meu cabelo, e coloquei um tiara verde água, passei rímel no meu olho, logo apos isso, escovei meus dentes, e então, fui na cama do Dipper, e fiquei encima dele, e o acordei, ele também se arrumou, e colocou se boné de pinheiro...o melhor boné do mundo, logo ele ainda com a cara meio de sono me 

perguntou: 

 Dipper: 

 - *bocejo* Mabel, que roupa você fez para usarmos exatamente? Então eu puxei as blusas de lã, a minha era rosa claro, e estava escrito com gliter "sou do meu irmão", e a do Dipper, que era um azul escuro (sem gliter) "sou da minha irmã", ele ficou bem corado, no momento que viu a roupa. Dipper: - A-ah ficou bem maneiro as b-blusas maninha. Então, eu virei de costas para ele, e tirei a parte de cima do meu pijama, (sem maldade nisso tudo, ate porque somos irmãos então...) então coloquei o sutiã, e ainda de costas, pedi para que ele fecha-se, provavelmente ele estava bem envergonhado ou estava tremendo no mínimo, pois demorou para conseguir fechar, mas então coloquei o moletom, e logo pus minha saia roxa, a que eu usava lá em gravity falls..... Heh, é minha favorita. 


P.O.V Dipper Bem, acordamos cedo...no caso a Mabel, me acordou algum tempo depois que ela na estava quase pronta, eu só dei uma ajeitada no meu cabelo, e coloquei o boné de pinheiro que me trazia tantas lembranças. Uma coisa que me deixou bem envergonhado, foi quando a Mabel se trocou na minha frente...no caso de costas mas mesmo assim....e ainda por cima pediu para que eu fecha-se o sutiã dela, eu fiquei muito corado e meu coração disparou, de nervosismo, mas nos somos irmãos e não tem nada de maldoso nisso. Após nos arrumarmos, descemos e como direto para o carro, nosso pai já estava lá, nos esperando, então eu entrei no banco de trás, na que Mabel sempre ia na frente....ia, porque nesse dia ela veio e sentou do meu lado, nosso pai deu a partida, e foi em direção a escola, ficávamos fazendo piadas, e olhando a cidade através da janela, ela era bem mais agitada que gravity falls, *suspiro*. 

Demorou uns 10 minutos graças ao trânsito, eu e Mabel descemos do carro, e paralisamos na frente da entrada do colégio, ficamos parados lá até, uma mulher com longos cabelos ruivos, e um "uniforme" com um crachá escrito ( coordenadora) nos pegar pelo braço e dizer que estava na hora da foto, e que estávamos atrasados, para falar a verdade achei ela bem grossa mas fazer o que né. Na hora da minha foto eu ia sabia oque fazer, me enquadrei meio que do lado esquerdo da câmera, e então meio que dei um toque no ar, Mabel fez a mesma coisa, mas no canto direito, e colocando a mão, para o lado esquerdo. 

Logo depois de tirarmos a foto, começou a aila, o sinal bateu e como animais todos correram para a sala, uma menina loira de olhos amarelados, nos levou até a nossa sala, agora ela era meio que nossa colega, praticamente os três períodos, foram da gente se apresentando e conhecendo os colegas melhor, amém de explicações e um "tour" pelo colégio, depois de tudo isso bateu o sinal, eu e Mabel ficamos no corredor, nos encarando, sem fazer praticamente nada, eu não sabia oque fazer. 

Continuamos lá, até que uma hora um menino meio alto, com cabelos castanho claro, olhos verdes e algumas espinhas na cara veio e uh... Apertou a bunda da Mabel, ela ficou corada na hora, e sem reação, a primeira coisa que eu fiz foi, correr e dar um soco no olho dele, além de falar: -

 Ei quem você pensa que é idiota. Logo venho outros dois meninos, provavelmente amigos dele, então eles disseram quase que só mesmo tempo: 


 - Muleque você mexeu com a pessoa errada. 

 Logo os 3 vieram para cima de mim, e realmente espancaram me chutaram, me socaram, me bateram e por ai foi, então Mabel tomada de coragem, veio na minha frente e com algumas lágrimas nos olhos abriu bem os braços e falou: 

 - PAREM AGORA!! Eles deram risada, e saíram do ficando algo sobre nós, meu nariz e minha bica estavam sangrando, e eu estava todo roxo, de dentro da mochila, Mabel tirou um lencinho, e com os olhos cheios de lágrimas, ela colocou uma mão na minha cara, e com a outra usava o lenço para limpar o sangue, depois de terminar ela me abraçou, e ficamos lá, para não acontecer mais problemas, ela pegou uma base dela, e passou por cima de alguns roxos que tinham na minha cara, e então o sinal bateu, entramos na sala, e ficamos a aula inteira nos encarando. 

No final, da aula, descemos correndo, mas nosso pai ainda não havia chegado, então sentamos em um banco isolado de todos, e Mabel olhou reto no meu olho e disse: 

 - Desculpa, não te defender, é que eu sou fraca demais... 

 Eu a abraçei, dei um sorriso de canto de boca seguido de uma risadinha e falei: 

- Maninha, você me defendeu sim, vir na minha frente, exposta para eles te baterem, foi um grande ato seu, e ei você é a menina mais linda, corajosa e FORTE que eu na conheci. Então ela sorrio, e logo em seguida nosso pai chegou, fomos correndo para o carro, ele nem sequer perguntou como foi o primeiro dia de aula, não que fôssemos falar a verdade....mas poxa, ele podia fingir que se i.portava com nós.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...