História Pingado - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Sehun
Tags Baekhun, Byun Baekhyun, Hunbaek, Oh Sehun, Sebaek
Visualizações 48
Palavras 1.227
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Shonen-Ai
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


~socorro~
Olá
a pessoa é flop, mas não desiste de apresentar a palavra do otopê do amor

Pois, primeira vez escrevendo uma oneshot Sebaek e do EXO, but pretendo excrever muito mais se a vida permitir.

esse oneshot é meu xodó, sinceramente espero que gostem ♡

boa leitura ♡

Capítulo 1 - Viciado em café


Você era um viciado em café, Oh Sehun!

Mas eu realmente não te culpo, afinal essa fora a forma que nos aproximou, não é? Então devo dizer que seu vicio nos levou a ser quem somos agora.

Foi naquela sexta feira, onde o horário seguia para as três da tarde, eu ouvi o sino da livraria, mas não me preocupei em olhar, afinal não era minha função ficar encarregado com o que acontecia lá embaixo. Isso, é claro, até eu ouvir passos vindos da escada, virei meu corpo para olhar e lá estava você, eu poderia dizer que não via expressão ali em seu rosto, mas algo me fazia ficar encarando aquele rosto por um bom tempo.

Talvez fosse porque você era muito bonito, Oh Sehun. Deveria ser proibido ser tão lindo como você era e é. Ficamos nos encarando por um bom tempo e eu realmente fiquei envergonhado ao perceber o quanto eu admirava seu rosto e o quanto você olhava para o meu. Mas mesmo após você se sentar, continuei te olhando e devo admitir que fora difícil conseguir falar com você sem gaguejar.

Nesse mesmo dia você bebeu um cappuccino, um mocha, um café com chantilly, um mocchiato e para finalizar, um simples café puro. Seu viciado em café!

Mas aquela não foi a primeira e nem última vez que você apareceu ali, você ia todas as sextas, todos os sábados e de vez em quando, aparecia nas quartas e quintas. Você ficava até fecharmos a livraria. Durante o tempo que você ficava ali pedindo sempre uma boa quantidade, considera absurda para a sociedade, de café, eu te encarava, te analisava, te admirava, e consequentemente, eu te amava.

E então, outro vicio cresceu em você, Oh Sehun!

O vicio de me esperar sair da livraria, o vicio de ir todos os dias para me ver, o vicio de tomar somente os cafés preparados por mim. Fora no final do expediente de um sábado que você acabou por dormir enquanto lia um livro. Eu não queria te acordar, era tão linda a forma em que dormia, tudo em você era lindo, Oh Sehun.

Eu tinha arrumado todas as mesas, inclusive a sua, tudo que restava era te acordar e apagar as luzes, me aproximei do seu corpo e toque levemente seu ombro, você despertou assustado, procurei dar meu sorriso mais gentil para que você nota-se que estava tudo bem.

– Desculpe-me lhe acordar assim, mas estamos fechando – vi seu olhar atordoado passar por todo o local, não pude deixar de rir um pouco de sua cara confusa, até isso era bonito.

– Me desculpe, Baekhyun, não queria atrapalhar seu horário de saída – eu não pude evitar a surpresa, você sabia meu nome, meu crachá só tinha o “Byun” não havia como você saber.

– Como sabe meu nome? – você parou de recolher suas coisas e olhou para eu, posso dizer que senti todo meu corpo arrepiar, a sensação era boa e ao mesmo tempo incomoda, meu coração apertava o que ocasionava uma respiração diferente e desconhecida por mim.

– Perguntei ao Kyungsoo lá embaixo – você sorriu pela primeira vez ali, até seu sorriso era bonito – espero que não se incomode.

– Poderia ter perguntado diretamente a mim – mordi meus lábios ao ver seu olhar novamente sendo direcionado a mim, havia um clima ali, eu só não havia conseguido distinguir se era bom ou ruim – eu com certeza teria lhe respondido com todo o prazer.

– Então, Baekhyun... – minhas bochechas queimaram ao ouvir meu nome novamente sair de seus lábios – aceita uma carona para casa?

Aquela foi a primeira vez que você me levou para casa e consequentemente o primeiro beijo que você me deu, eu não estava preparado para receber aquele afeto, pois se parássemos para analisar nossas situações, éramos meros desconhecidos, mas mesmo assim você me beijou, e mesmo assim eu correspondi após meu choque. Beijar você era bom, Oh Sehun, e ali, em nosso beijo, tinha a essência de café.

E mais um vicio, Oh Sehun!

Você me levava para casa todos os dias, me beijava dentro daquele carro todos os dias, nas sextas e sábados você entrava em minha casa e eu preparava um simples mocha para nós dois, passávamos um tempo trocando afetos no sofá e você ia embora, me deixando com sorrisos bobos pela casa.

Foi em uma sexta feira, onde mais uma noite você me levava para casa, antes do nosso beijo tradicional dentro daquele carro, pedi para que passasse a noite ali, e você passou, Oh Sehun.

Oh Sehun, este nome que eu gemia naquela noite, Oh Sehun, era você quem me tocava, Oh Sehun, era você quem me beijava, me mordia, me preenchia. Aquela foi nossa primeira noite, felizmente não fora a última.

– Baekkie, me prepara um pouco de mocha, por favor – seus braços envolviam minha cintura, enquanto você fazia aquele pedido em meu ouvido.

– Oh Sehun, seu viciado em café! – você sorriu, e em seguida me virou para me beijar, como eu poderia negar um pedido seu se a cada pedido eu recebia um sorriso e um beijo de tirar o fôlego? – vá para sala, eu levo para você.

– Não, eu gosto de ver você preparando – você sempre se sentava na cadeira mais próxima do balcão onde eu geralmente preparava nossos tipos favoritos de café – como pode ser tão lindo? – não vou mentir que fiquei envergonhado com aquela frase, uma simples frase que mexerá de várias formas comigo.

– Hunnie, não fale coisas assim – pedi me virando e focando em terminar o nosso mocha.

– Mesmo após três anos de relacionamento você fica vermelho quando te elogio, Baekkie estávamos caminhando para o quarto ano, não precisa reagir assim – eu suspirei e me virei para você, aquele sorriso lindo e idiota, que me fazia esquecer tudo que se encontrava em minha mente.

– Essa será minha reação para tudo que vier de você, Oh Sehun, não importa os anos – novamente seu corpo estava ali, colado com meu, sua respiração batendo contra a minha, seu olhar penetrante contra o meu intimidado. Era sempre a mesma reação.

Naquela noite o mocha foi deixado de lado pela primeira vez, você, Oh Sehun, comprovado cientificamente por mim, um viciado em café, deixar um mocha de lado foi algo raro de ser visto. Mas foi para um bem maior, naquela noite nos amamos de uma forma intensa, diferente de todas as últimas vezes, você estudava meu corpo, e eu estudava o seu, você mordia em seus lugares favoritos em meu corpo, e eu... Eu te mordia por completo.

Seus toques eram mais significativos, eram carinhosos, o jeito que você me olhava me fazia sentir único e especial, você me causava isso, Oh Sehun. Você me fazia te amar pelo jeito que era comigo, a cada dia mais esse amor crescia, se é que aquilo era possível.

– Por que você me morde tanto? – você me perguntou enquanto olhava seu corpo nu pelo espelho, eu sorria com o trabalho bem feito que eu havia feito ali.

– Você cheira a leite em pó – vi seu rosto formar uma careta engraçada – uma vez você me disse que eu exalava café, poderíamos formar um bom pingado – você riu, e eu também.

Você era grande, tinha cheiro de leite em pó, aquele cheiro era o meu favorito. Eu era pequeno e como você dizia, eu cheirava café, pela qual você tinha um vicio enorme. Juntos formávamos uma pingado, como deveria ser, uma boa quantidade de leite e um pingo de café.



Notas Finais


aaaaa então foi isso ♡
não tenho muito o que dizer aqui

se tudo ocorrer bem e eu consegui fazer meu cronograma para as oneshots do amor, logo voltarei com mais sebaek
porque é necessário mostrar a beleza do otopê


obrigada por ler ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...