História Piratas, Dragões & Outros Bichos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Nórdica, Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Deuses, Dragões, Idade Média, Lobisomens, Padres, Piratas, Trolls
Exibições 0
Palavras 259
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 1 - O Exorcismo


Era janeiro de 1106, e fazia muito frio na região que hoje é conhecida como Finlândia. O ano novo havia passado há pouco tempo, e todas as famílias estavam voltando às suas vidas normais.

Bem, quase todas. Mas não a do camponês Risto, pois sua filha Inkeri estava apresentando um comportamento estranho desde o Natal. Ao invés de ir à missa com os pais e irmãos, a menina ficava em casa e, enquanto eles estavam na igreja, frequentava rituais pagãos clandestinos. 

Preocupado com a introversão repentina da filha, Risto decidiu conversar com o bispo da cidade, que visitou a família na semana seguinte. Inkeri demonstrou profunda antipatia ao clérigo, que disse que ela estava possuída por um demônio, mais precisamente Belzebu, um dos Sete Príncipes do Inferno. 

Desesperado, o pai da menina implorou ao bispo que ele retirasse o demônio do corpo de sua filha. O clérigo então decidiu exorcizar a jovem, prendendo-a numa cama e obrigando-a a rezar diversos Pai-Nossos e Ave-Marias, batendo em sua barriga e gritando palavras em latim e hebraico. Incompetente, o padre acabou recitando uma antiga maldição que transformava pessoas em dragões, e a criança tornou-se um desses terríveis répteis gigantes, voadores e cuspidores de fogo,

A menina recém-draconificada destruiu a cabana em que vivia com a família e voou para as distantes terras escocesas. Ao chegar, ela viu pessoas trabalhando em moinhos, celebrando missas e pescando. Assustada, ela fugiu para o litoral, onde encontrou um navio cheio de homens bebendo rum e conversando. E por incrível que pareça, Inkeri foi muito bem recebida por eles,




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...