História "Pirralha" - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 30
Palavras 975
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, FemmeSlash, Festa, Fluffy, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Devia ter postado antes? DEVIA.
Postei hj? POSTEI.
dsclp pela demora genti

Capítulo 4 - Trabalho?


Fanfic / Fanfiction "Pirralha" - Capítulo 4 - Trabalho?

Pov. Bianca


Pra um primeiro dia de aula, esse não foi ruim como os outros. A Lúcia me convidou pra ir na casa dela hoje, e eu vou! Pra um trabalho de geografia, que é a matéria que ela mais odeia, eu já tô achando ela responsável haha.


-Hello, hello, baby, you called, I can't hear a thing. I have got no service in the club, you see, see.- Meu celular tocou, enchendo o meu quarto já decorado com o som de Telephone-Lady Gaga (DIVA). Me deu até dó de atender porque, tipo, eu amo essa música! Contra minha vontade eu atendi, era a Lúcia.


-Alô?-Falei irritada, poucos segundos depois de acabar com a minha tão amada música.


-Oi, pirralha! Tá bravinha com o quê?- Disse com voz de bebê.


-Você quebrou o meu clima aqui, mas nada que deva se preocupar, mamãe.- Respondi com voz de bebê também.


-Para com isso e vamos pro que interessa, quer que eu te busque pra vir aqui em casa?-Me perguntou meio receosa.


-Pode me buscar, serva!-Ordenei já falando o meu endereço.


-É, você mora meio longe mesmo. Lá pelas 14:00 eu passo aí.-Respondeu prontamente.


-Tá bem então, tchau!


-Tchau!


Ainda é 11:10 e eu vou compensar meu "tempo perdido". Peguei meu rádio, liguei o bluetooth com meu celular e subi na minha cama grande, começando a dançar.


-STOP CALLING, STOP CALLING, I DON'T WANNA THINK ANYMORE. I LEFT MY HEAD AND MY HEART ON THE DANCE FLOOR. STOP CALLING, STOP CALLING, I DON'T WANNA TALK ANYMORE. I LEFT MY HAND AND MY HEART ON THE DANCE FLOOR.- Gritei enquanto aumentava o volume(super histérica). Bem na hora do refrão meu pai entra no quarto e se depara com a cena: Uma pequena coisa loka, com cabelo bagunçado pacas, cantando igual uma foca parindo, que a cada vez que pulava quase caía da cama. Eu nem sabia que ele tava no quarto então continuei minha festinha da alegria.


-Nããããoooo!- Fiz minha cara dramática quando percebi que o papai desligou o rádio.


-Porque você não escuta com seus fones de ouvido?-Perguntou com a cara fechada.


-Primeiro e mais importante: se eu escuto com o fone, eu vou continuar cantando horrivelmente terrível e não vai ter a música pra amenizar a foca parindo.-Falei gesticulando como se fosse uma coisa óbvia.


-Uhum, e o segundo motivo?-Disse, segurando a risada ainda não convencido.


-Com o rádio é mais emocionante, pai!- Implorei de joelhos na cama MUITO, MUITO bagunçada.


-Tá bem, tá bem. Pode escutar no rádio só que BAIXO.-Disse ele ligando o rádio novamente e levando um susto pelo volume ainda estar alto.


-Uhuuu! Segundo round da festaa!- Falei empurrando o papai pra fora do quarto e fechando a porta. Vou dar um tempo da Lady Gaga... Ajeitei o kinect pra eu conseguir jogar Just Dance em cima da cama.


-Nossa, eu tô acabada de dançar. Que horas são?- Bufei caindo na cama e olhando o relógio na parede.13:25. AI MEU CORI, DAQUI A POUCO A LÚCIA PASSA AQUI E EU TÔ TODA SUADA! Não muito exagero até porque deve estar uns 40 graus! Desliguei o xbox e corri pro banheiro, preciso tomar banho muito rápido! 


Saí do banheiro só de toalha escorregando no caminho de água que fiz no corredor, chegando no quarto já pegando uma calça jeans, tênis vermelho, uma camiseta preta que tem um gatinho no bolso, e um boné só pra não precisar arrumar o cabelo. Me vesti e dei uma arrumada no quarto que tinha passado o furacão Bianca. Ouvi uma buzina na frente de casa e olhei pela janela. Era a Lúcia, de moto BMW? Ela deve ser riquinha. Peguei minha mochila e desci as escadas correndo. Dei um beijo no papai e expliquei que era pra fazer um trabalho e tals. Saí de casa e fui correndo.


-Qual é dessa moto hein?-Falei tirando meu boné e colocando o capacete que ela me deu.


-Não é nada.- Disse ela me estendendo a mão pra eu conseguir subir na moto.


-Segura firme, pirralha.-Avisou ligando o motor.


-Aonde eu seguro?


-Em mim.-Ela falou rindo enquanto acelerava. E não parou de rir quando percebeu que eu realmente tava segurando firme.

  

Ela ia MUITO RÁPIDO, e isso meio que me obrigava a agarrar ela e fechar os olhos de medo.


Quando eu percebi a velocidade diminuindo levantei a cabeça e olhei em volta, aquilo era um condomínio de gente rica e eu fiquei de boca aberta. Lúcia entrou em uma casa enorme e bonita e estacionou a moto na garagem. Novamente estendeu a sua mão pra me ajudar a descer.


-Obrigada.-Entreguei o capacete pra ela e coloquei meu boné novamente. Lúcia abriu a porta e me deparei com um sofá gigante e aparentemente super confortável e com uma tv embutida na parede branca. Eu tava adorando admirar aquela sala enorme, mas fui interrompida.


-Você elogia a casa depois, pirralha.-Falou Lúcia enquanto me pegava no colo e subia as escadas, como se eu fosse uma criança mimada eu dava tapas fracos nela.


Depois de ser "gentilmente" carregada pelas escadas, a garota ainda me jogou na cama dela como se eu fosse uma coisa!


-Eu sou uma pessoa com sentimentos, okay!?- Disse fingindo indignação.


-Vamo fazer o trabalho logo, estressadinha.- Falou rindo enquanto pegava os livros, papéis e canetinhas. E eu tava reparando no quarto dela. UAU. Tipo, tinha banheiro, varanda e uma tv enorme na parede.


-Se você odeia tanto geografia, porque tá com pressa de fazer esse trabalho?-Disse me espreguiçando e bagunçando a cama macia e grande. 


-Porque... Eu quero ver como você é em relação a prestar atenção em coisa de matéria.- Não tinha outra desculpa? Ela demorou pra responder e isso me deixa curiosa... Guria complicada.


-Vou fingir que acredito só pra apressar o processo.-Falei levantando da cama e encarei a garota.


Duas horas muito chatas de trabalho depois...


-TERMINAMOOS!-Gritamos juntas depois de finalizarmos o belo trabalho.


-Vamo fazer o que agora?-Falei e deitei no tapete que estávamos sentadas.


-Lembra que eu tava animada pra terminar logo essa coisa?


-Sim, ué.


-Hoje tá calor, e eu tenho piscina.


Notas Finais


♡amo ler os comentários♡
(genti dsclp pela demora)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...