História Platonic - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Harry Styles, One Direction, Romance
Exibições 91
Palavras 1.608
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Ecchi, Escolar, Festa, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Slash, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Mil Vezes Droga!


Novamente fiquei ali o observando esperando alguma reação sua, até mesmo um xingamento, mas nem isso aconteceu, ele ficou ali parado feito um robô durante os segundos seguintes. Olhei para o lado encontrando seis pares de olhos nos observando, encolhi os ombros e ergui um pouco os braços mostrando que eu não sabia o que fazer, até suspirar frustrada e voltar a encarar Harry que agora estava me inspecionando com curiosidade para a minha surpresa.

– Você é...apenas, fique longe – Ele disse de uma forma estranhamente irritada em um sussurro e deu as costas indo direto para a escada, sem antes chamar os garotos, Abby e Norah, enquanto eu ficava ali confusa, tentando digerir aquela frase.

E o que posso fazer se a culpa me fez querer me aproximar dele?

– Você poderia me ajudar querida? – Olhei para o lado e lá estava a mãe de Harry carregado uma bandeja repleta de sanduíches.

– Ah claro! – Me aproximei e peguei o objeto com o lanche de suas mãos e ela imediatamente me agradeceu – A senhora deve ser mestre na cozinha porque fez tudo isso rapidinho.

– Me chame de você ou Amy, por que não gosto disso de senhora – Ri com o bom humor que ela exalava – Bom, na verdade quando vocês chegaram eu já estava fazendo, então preparei mais alguns de sobra já que aqueles garotos comem demais, até a Norah, aquela menina tem um buraco no estômago.

– Ah é mesmo? Isso é uma boa informação! – Sorri maleficamente e vi dona Amy rir.

– Só não diga que soube por mim! – Gargalhamos um pouco e logo me ofereci para levar os sanduiches enquanto ela avisou que iria levar o suco em seguida. Apenas sorri uma última vez e quando percebi já estava subindo a escada. Quando cheguei ao topo me senti uma completa idiota e uma grande burra, eu simplesmente não sabia onde era o quarto de Harry e nem me lembrei de ao menos perguntar a dona Amy.

Olhei para o corredor a minha frente sem saber o que deveria fazer.

Será que bato de porta em porta?

Mas antes que eu fizesse o que pretendia, vozes se sobressaltaram no instante e percebi que vinham do fundo do corredor, então decidi me guiar pelo som, caminhei passando por duas portas até chegar à terceira do outro lado e perceber que era ali. Dei mais alguns passos e pude enfim ouvir a voz de Niall.

– Eu vou procurar a Hannie.

– Aproveita e vê se não sumiu nada aqui de casa – Minha boca se abriu em total surpresa ao ouvir o que Harry acabara de falar.

Como é que é? Esse cabelo de ninho acha que eu sou uma ladra?

Aproximei-me da porta ainda mais furiosa e comecei a lançar vários chutes fortes na porta com um dos meus pés já que minhas mãos estavam ocupadas, até que finalmente a porta se abriu e Harry estava ali bem a minha frente.

– Mas que ca... – Ele mal pode terminar a frase, pois lhe dei um chute certeiro em sua canela de ganso e rápido senti a alegria começar a envolver o meu corpo quando ouvi o seu gemido de dor e quando vi que ele se agachou segurando aquela vareta que ele acha ser uma canela eu senti uma imensa vontade de rir – Sua... – Ele tentou dizer algo outra vez, mas as risadas ao seu redor o interromperam e ele voltou a grunhir de dor.

– Acho que ela ouviu o que você disse cara – Louis falou entre risos olhando para Harry que o ignorava.

– Óbvio que ouvi! Esse espanador humano disse que eu sou uma ladra! – Mais risadas ecoaram após o que eu disse e eu pude notar o Niall completamente vermelho repetindo ’Espanador humano’.

– Eu não disse nada – Harry se manifestou enquanto esticava aos poucos o seu corpo e começava a pular de um pé só até a cama que ficava encostada na parede, na qual estavam Abby, Niall e Zayn.

– Mas insinuou! – Eu reclamei, até ouvi alguém tossir um pouco mais a frente e percebi ser Norah que sussurrou em silêncio ‘’Se controla!’’

– Você é uma maluca! Deveria está em um hospício! – Respirei fundo exatamente duas vezes tentando me acalmar e por fim calmamente andei em direção a Harry que estava sentado a beira da cama um pouco inclinado acariciando o lugar que eu havia acertado.

– O que será que a Hannie vai fazer? – Zayn provocou soltando uma risada e no mesmo instante o Styles olhou para frente notando a minha presença tão perto e se ergueu alinhando a sua postura enquanto me olhava de forma ainda mais confusa quando me agachei a sua frente.

– Talvez ela beije a canelinha dele – Liam zombou e eu revirei os olhos antes de notar que Harry havia soltando uma pequena risada, mas quando ele percebeu que eu o olhava, seus lábios se apertaram formando uma linha fina em descontentamento.

– Desculpe pelo chute – Disse e encolhi os ombros um pouco envergonhada enquanto ele permanecia sério – Bom, eu sei que você não me quer aqui, eu...

– Trouxe suco! – Ouvi a voz de dona Amy surgir e eu soltei um palavrão baixinho em meio aos meus pensamentos – Querida, o que faz agachada aí? – Olhei para trás e vi seus olhos confusos sob mim.

Ai que caramba!

– Eu...é…

– Minha nossa! Como eu não percebi? Vamos crianças, venham comigo assistir um filme porque eles precisam de um pouco de privacidade para namorar – Eu quase surtei com o que acabei de ouvir.

– Beleza! – Norah concordou exageradamente contente e eu me senti perdida, nervosa e completamente envergonhada.

– Não! Não... – Tentei protestar mas Abby gritou um ‘Vamos!’ e todos saíram dali às pressas e de repente eu me vi ali agachada e sozinha com Harry.

– Agora ela pensa que somos namorados – Ele disse de uma forma irônica, enquanto levantava um pouco desajeitado por causa da sua canela dolorida, então me ergui e virei ficando de frente para suas costas enquanto ele parava um pouco a minha frente.

– É só explicar o mal entendido depois, aliás, ela me adorou, então acho que Amy vai ficar um pouco triste ao saber que não sou a nora dela – Ri do que eu própria disse, enquanto Harry virava-se ficando frente a frente comigo. 

– Amy? Desde quando tem intimidade com a minha mãe? E pode sonhar porque nós nunca vamos ter algo Hannie – Eu poderia ter ficado furiosa com o que ele disse, mas minha cabeça ficou fixa em apenas uma palavra enquanto o restante acabou não me abalando.

– Hannie? – Perguntei confusa e curiosa, mas de repente toda aquela arrogância se dissipou de suas feições e seus olhos se ampliaram de um jeito engraçado.

Ele voltou a me chamar de Hannie!

– Só...não crie nada na tua cabeça – Harry tentou ignorar a minha pergunta, mas ele soou tão inseguro e eu quis rir do jeito em que ele estava lidando com o seu nervosismo.

– Se não quer dizer tudo bem, mas eu não estou dizendo que vamos ter algo, nem em sonho! Só estou apenas querendo dizer que eu e sua mãe nos demos muito bem, ela é bem bacana.

– Eu sei, eu sei! – Respondeu sem paciência e um pouco envergonhado já que não olhava mais para mim.

– Enfim... – Suspirei tentando pensar um pouco no que iria dizer e deixei carta branca para que ele pudesse falar algo, mas como já era de se esperar ele não fez, parecia mais que Harry era uma bananeira na minha frente – Olha, eu já te pedi desculpas... – Comecei o meu discurso e seus olhos finalmente guiaram-se até mim, então prossegui – E não sei mais o que fazer e nem sei como te mostrar que eu estou realmente mal por tudo. Eu me sinto muito culpada, de verdade mesmo! Sei que extrapolei e não nego isso, mas se eu realmente não estivesse arrependida, nem teria vindo aqui na sua casa, nem na primeira e muito menos pela segunda vez. Harry, eu só queria que você pagasse pelo o que aprontou comigo, mas acabei fazendo tudo errado e o pior de tudo foi vê que você tinha comprado o que eu mais queria só para que eu ficasse mais feliz e isso jamais vou esquecer, por...– E assim eu não consegui terminar a frase, pois no exato momento ele lançou os seus braços em volta da minha cintura e apoiou a sua cabeça na curvatura do meu pescoço, onde eu podia sentir os seus lábios tocarem ali. Sim, o Styles estava me abraçando e eu fiquei estática, surpresa, nervosa e completamente chocada – Harry... – Sussurrei o seu nome em um fio de voz. Seu corpo era tão quente ali colado ao meu, tão confortável e aconchegante que começou a me assustar.

– Fica quieta – Ele soprou as duas palavras quentes em meu ombro e meu corpo inteiro se arrepiou ao movimento e o calor de sua boca. 

Ai meu senhor! 

Sem qualquer aviso prévio, finalmente envolvi os meus braços em volta de seu pescoço um pouco receosa com medo de fazer com que ele se afastasse e o puxei para mais perto. Seu rosto subiu um pouco e seus lábios tocaram o meu pescoço e dessa vez arrepiou até onde não devia.

Ops!

– Harry nós... – Ouvi aquela voz estranhamente conhecida juntamente com um rápido barulho da porta se abrindo. Antes que eu pudesse ver quem era, Harry me afastou dele praticamente me empurrando e ao olhá-lo completamente furiosa pelo seu gesto, vi o que eu menos queria. Candice estava ali.

– Candy? O que faz aqui? – Ele perguntou um pouco ofegante.

Candy?

– Hazz, sua namorada che...olha! É a garota dos peitos pequenininhos – A irmã menor de Harry disse ao surgir atrás de Candice me deixando extremamente envergonhada.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...