História Playground ;; yoonseok - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Hoseok, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Rap Monster, Suga, Taehyung, Yoongi
Exibições 189
Palavras 1.253
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


to chorosa
fui escrever a ultima parte desse cap ouvindo fools aaaaaaa :c
troye e meu bebe gent

Capítulo 29 - Twenty Seven!


Fanfic / Fanfiction Playground ;; yoonseok - Capítulo 29 - Twenty Seven!

 

Taehyung estava decidido, iria terminar com Joe hoje, não importa as desculpas que o garoto ira dizer, ou o quanto ira chorar, isso tudo acaba hoje. Taehyung conheceu Joe em uma daquelas típicas baladas que você tem que gritar para falar com alguém; em certos casos, as pessoas nem se falam, só se beijam, Taehyung acha isso um absurdo! mas por " sorte ", Joe foi gentil, comparado a os caras que tentaram beija - lo no meio da multidão. Contava os minutos para o sinal bater e finalmente falar com Joe; três minutos para pensar o que falaria para o garoto.
" Então, Joe, não da mais! acabou, adeus. "
" Joe, eu quero terminar, não me importa se você me traiu, só me deixe ir."

E nesse meio tempo que pensava, o sinal finalmente bateu, tacou tudo dentro da mochila e correu para fora da sala. Fazia um curso de inglês, apesar de ser horrivel e odiar tentar entender algo que não é bom, queria se ocupar. Caminhou lentamente até a casa de Joe e bateu na porta, a sua irmã menor, Allicia atendeu, uma garota doce e bonita, sempre usava saias rosadas e sapatilhas do mesmo tom, Taehyung admiti, queria se vestir assim algum dia. A garota deu um sorriso largo e quadrado como o de Taehyung e deu passagem ao garoto. O menino sempre brincava que Allicia é sua filha, e acabou que, a menina começou a chama -lo de Appa! e esse apelido ficou.
— Appa!!! — A menina o abraçou. 
— Não posso falar agora, tudo bem, meu amor? depois falo com você — Subiu as escadas da grande casa. — Joe? — Bateu na porta duas vezes; jurou ter ouvido gemidos femininos do outro lado.
— Ah, Oi Taehyung! — Ele estava com uma marca de batom no pescoço.
— Vou ser rapido, tudo bem? — Assentiu e sentou na cama. — Desculpe, mas, precisamos terminar. — Fechou os olhos fortemente.
— O QUE? — Pegou no braço de Taehyung, o apertando. — NÃO POR FAVOR, EU TE AMO. — Suspirou.
— Seu pescoço não diz o mesmo. — Ele colocou a mão no lugar da marca de batom e deu um riso, sarcastico.
— Não é questão disso, bebê. A questão aqui é, você é so meu, minha bonequinha, que eu vou usar, e quando eu quiser te jogar fora, eu jogo. Você tem o direito de escolha. — Beijou Taehyung, mas o mesmo não correspondeu e o empurrou.
— Não Joe, acabou. — Ele queria tanto o xinga - lo — Adeus.  — Soltou o braço de sua mão e saiu so cômodo, já estava chorando, pegou a bolsa que terá deixado no sofá e saiu da casa sem nem ao menos dar um tchau para Allicia.
Sabe, quando Taehyung conheceu Joe, ele tinha sido rejeitado por um garoto, ele se sentiu um idiota, foi para a maldita balada, encheu a cara, e pensou que tinha achado o garoto perfeito.  Joe Wayne, veio da California para estudar e levou a familia junto, acabaram a ficar aqui, era hetero até conhecer Kim Taehyung, olhos azuis, apaixonantes, corpo perfeito, se mostrava um namorado perfeito, até o colégio acabar. Em meio desses olhar azulado e apaixonante, tinha uma personalidade que Taehyung não queria ver, mas foi obrigada, porem, ele tem 4 pares de olhos de duas pessoas maravilhosas, que por acaso, estão esperando os olhos do garoto encontrarem com os deles. Caminhou cada vez mais rapido, dessa vez sabia onde ir; a casa de Jimin, aonde provavelmente Jungkook estaria. Chegou lá rapidamente, tocou a campainha.
— T - Taehyung?! esta chorando? — Pegou na mão do garoto e subiu até o quarto.
— O - Oi Jeon, Jimin. — Sorriu fraco. — Terminei com Joe, ele me disse que eu não tenho direito de escolha. — Mordeu os labios. — Que eu sou uma boneca.
— Kim Taehyung, se for para ser boneca de alguém, você vai ser a nossa boneca, ou melhor nosso, babyboy, por que não iremos te descartar — Jeon piscou
— Eu sou daddy! nem vem. — Jimin colocou as mãos no rosto; tentando esconder suas bochechas que estavam num tom avermelhado. —  Hmm, por acaso, o Jimin seria o baby, então? — Sorriu malicioso.
— P - Parem! os dois. — Jeon e Taehyung se entreolharam; Jeon se levantou e começou a dar leves mordidas pelo pescoço de Jimin, Taehyung o entendeu, levantou a blusa branca de Jimin e passou a mão por seu abdomen, que era definido, e isso exitou Taehyung? hm, talvez. — M - Minha mãe.
— É só gemer baixinho, babe. — Os morenos falaram em unissono, fazendo Jimin rir.
— Isso é algo que vocês não podem me pedir. — Mordeu os labios.
— Então deixe sua mãe saber o que nós faremos. — Taehyung murmurou e tirou a camiseta do garoto, o tirando da cadeira e tacando - o na cama. — O que faremos primeiro, Jeon?
— Babyboy, você não poderá se tocar, entendido? — Jimin assentiu e Jungkook começou a beijar Taehyung; apertando seu membro. — Hmm, você já esta tão duro, sente - se — Jeon ordenou, apesar, Taehyung era Daddy ou Baby? 
Jungkook agachou - se e tirou as calças dos garotos, os dois já estavam tão duros, e Jeon não era uma exeção. Tirou a cueca de Taehyung e sem nenhum aviso, começou a chupar o garoto; que revirou os olhos de prazer.
— Jeon Jungkoookie, v - você é um grande filho da puta. — Jeon percebeu o quão exitado Park estava e foi até o mesmo, deixando Kim ali, fazendo Taehyung xinga - lo de todos os nomes possíveis. — Vai se foder.
— Hmm, já esta assim, baby? — Jeon mordeu os lábios ao ver o corpo de Park, totalmente nu; Jimin fechou os olhos, envergonhado, e novamente sem avisar, Jeon começou a chupa - lo. 
— P - Porra. — Jimin agarrou os cabelos de Jeon; o mesmo tirou a mão de Jimin e parou. — Jeon, eu vou te matar.
— Agora, a melhor parte. — Ordenou para que Jimin ficasse de quatro. — Taehyung, vou te deixar escolher, dessa vez. — Jimin deu um suspiro, impaciente. — Primeira opção. — Disse calmamente. — Ficar como Jimin. Segunda opção, me ajudar com ele. — Piscou para Taehyung; é claro que ele escolheu a segunda opção.
Jungkook penetrou Jimin; fazendo o mesmo gritar de dor, mas a dor foi desaparecendo, e o prazer estava dominando. Jimin estava quase em seu ápice, mas Jeon parou; Park jurou que mataria ele depois disso. Jeon piscou para Taehyung, que entendeu e penetrou Jimin; e em poucos minutos; os dois já atigiram o seu ápice. Jeon trabalhou sozinho, observou a imagem dos dois ali, ofegantes e sujos e acabará atingindo seu ápice, deitando no meio dos dois.
                                                                                       x
— Anda logo Jimin! sobe! — Jimin estava no penúltimo degrau — Amém!
— Aish, isso é muito alto. — Disse ofegante. — Então, Taehyung, é aqui onde eu e Jeon nos conhecemos! — Park sorriu e se sentou num dos poofs que tinha ali. 
— Por que tem três? — Disse Taehyung, confuso, sentando no poof do meio.
— Compramos a pouco tempo, por sua causa. — Jeon riu baixinho. — Queremos perguntar algo. — Jimin mordeu os lábios. — Quer namorar, conosco? — Taehyung arregalou os olhos e travou por um momento.
— CLARO! SIM! SIM, HUHUM. — Começou a pular.
— Olha, isso é uma arvore, e a casa da árvore só aguenta umas seis, no máximo, você ficar pulando não vai ajudar. — Jungkook riu. — Então, me prometam uma coisa, vocês não ficar pra sempre comigo? 
— Eu prometo. — Jimin e Taehyung disseram em unissono. — Para sempre!
— Mas para sempre é muito tempo! — Taehyung se pronunciou.
— Quando eu morrer, vou voltar e buscar vocês dois, assim nós poderemos assustar pessoas por ai. — Jeon riu.
Tudo bem, para sempre! — Taehyung riu, se jogando no chão de madeira.


Notas Finais


fim de taekookmin na fanfic.
proximo é namjin
depois o esperado yoonseok

mano, eu sou horrivel fazendo lemons perdoa eu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...