História Playing With Fire - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Suga
Tags Bangtanboys, Bts, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Rapmonster, Suga
Exibições 10
Palavras 1.999
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Musical (Songfic), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeong!
(Nunca sei o que falar aqui ;-;)

Capítulo 6 - The Day


Fanfic / Fanfiction Playing With Fire - Capítulo 6 - The Day

Acordei com o despertador berrando nos meus ouvidos, viajar é bom, mas acordar às 4 da manhã não!


Me levantei, percebendo que estavam todos dormindo ainda, desci as escadas devagar e voltei com duas panelas em mãos, contei até três e comecei a bater uma na outra, as garotas nem olharam pra mim, apenas jogaram os travesseiros na minha direção.


Os garotos não estavam no quarto, provavelmente já acordaram e estão lá fora, olhei pela janela, afirmando minha dúvida, já estavam prontos, sentados no jardim.


[•••]


Depois de tomar banho, descemos junto, peguei minha bolsa apenas para me certificar que tudo estava certo, celular, fone, carregador, ok!


E assim fomos a caminho do colégio, a gatinha havia ficado com Mi-Cha, que foi embora sábado a noite, a pequena insistiu e nossa tia deixou, por isso não nos preocupamos com nada.


Quando chegamos ao colégio, demos de cara com os alunos alguns sentados no chão, outros em grupos conversando, e eles, o grupinho de Yoongi, ignorei, como sempre faço, e me sentei no chão, seguida dos garotos, como estava sem fazer nada, peguei meu celular, coloquei a senha e abri na câmera, tirando uma foto (Imagem do capítulo), logo depois a diretora chegou, pedindo para fazermos fila na porta do ônibus, cada um foi chamado para confirmar sua presença, e depois entramos, me acomodei nas cadeiras de trás.


– Posso me sentar aqui? – ouvi uma voz familiar, e me virei na direção vendo Bambam – Deixa?


– Claro! – ele rapidamente se acomodou – Não precisa pedir Bam, sua companhia me anima!


– Que fofa! – minhas bochechas foram apertadas, logo depois Bambam me abraçou – Com quem vai ficar?


Minha voz saiu num sussurro ao dizer o nome de Yoongi, e o garoto ao meu lado ficou sério.


– Esquece isso, vamos perturbar o casal aqui na frente! – franzi o cenho e nos levantamos – Markson!


– Tão bonitinhos! – fiz um coração com as mãos e os três riram – Quer dizer que vocês estavam se pegando aqui na frente?


– Até vocês nos atrapalharem! – Mark sorriu bagunçando minha franja – Podemos?


Concordamos, voltando a nos sentar, enquanto os últimos alunos subiam.


Um papel foi entregue a todos, até chegar às nossas mãos, eram as regras.


1°-Não chegar ao hotel fazendo bagunça.

2°-Não arrumar confusão.

3°-Não sair sem permissão.

4°-Não pichar nada.

5°-Não passar da hora do toque de recolher.

6°-Não levar bebidas alcoólicas.

7°-Sem brigas.

8°-Não sair durante a noite.

9°-Sem brincadeiras de mau gosto.

10°-Aproveitar o máximo e se divertir muito!


Não sei porque, mas acho que a regra quatro foi uma indireta para mim, pois na última festa do colégio, eu invadi a sala da diretora e fiz meu “trabalho” lá dentro, eu estava sozinha e ela acabou me pegando, pelo motivo da minha burrice de escrever meu nome na parede, obviamente eu não sou a única Sun Hee do colégio, mas eu sou a que mais apronta.


– Conhecendo você como eu conheço. – Bambam disse encostando a cabeça no meu ombro – Você não vai seguir as regras, estou certo?


– Super certo! – rimos, e eu passei meu braço por trás de sua cabeça – Não tem como aproveitar as férias com regras!


Dei um dos meus fones para ele, colocando 뱅뱅뱅 do BIGBANG, começamos a cantar e em fração de segundos, todos estavam cantando.


Na parte do refrão “Bang Bang Bang” todos se levantavam para gritar, até a diretora se animou, e ficamos assim até a música acabar, depois coloquei 소방차 do NCT 127, novamente tiveram a mesma reação.


Passamos a viagem toda assim, cantando e fazendo gracinhas, durante quatro horas e meia, até Busan.


[•••]


Depois de chegarmos, todos desceram e ficaram admirados com o tamanho do hotel, e como a diretora havia falado era perto do mar.


Peguei a chave do quarto e fui na frente de Yoongi, não fazia questão de gastar saliva para falar com ele.


Abri a porta do quarto, indo rapidamente para a cama do lado direito do quarto, logo depois o branquelo entrou, comecei a guardar minhas roupas.


– Hey, hey! – meu santo G-Dragon, dai-me paciência – Nós não podemos ficar sem nos falar durante duas semanas, sendo que dormimos no mesmo quarto!


Eu disse que não ia gastar saliva com ele e levo minha palavra até o fim, peguei meu celular e abri nas notas escrevendo: Não faço questão de falar com você!


– Para de graça! – revirei os olhos – Eu sei que você quer falar comigo.


Continuei escrevendo: Como já falei, não faço nenhuma questão, se fosse por mim eu estaria com o Hyun agora!


Foi a vez dele revirar os olhos, e eu continuei séria.


–  Você vai falar comigo, de um jeito ou de outro! – ri nasalado, tentando voltar minha atenção as roupas – Apenas espere.


A porta do quarto foi aberta, e um Bambam afoito entrou, parando logo ao ver a proximidade em que eu e Yoongi estávamos.


– Vamos! – Bam me puxou para fora, e logo chegamos ao saguão do hotel – Ele fez alguma coisa?


– Não, apenas estava dizendo que não poderíamos ficar sem conversar, porque iríamos dormir juntos! – fiz aspas enquanto falava – E você, como soube o quarto em que eu estava?


– Deu pra ver o número da chave quando a diretora te entregou! – ele disse enquanto eu mexia em seus cabelos – Além do que, seu quarto fica ao lado do meu, se acontecer alguma coisa você corre pra lá!


– Tudo bem! – continuamos andando por ali – O que acha de irmos andar pela praia?


O tailandês concordou, pegando na minha mão.


[•••]


Depois de alguns minutos, havíamos chegado, minha roupa estava molhada, e a de Bambam também, ele havia me jogado na água, e eu o tratei de puxar ele junto.


– Você é mau! – falei rindo, enquanto saía das águas cristalinas, me sentando na areia – É gelada.


Ele se sentou ao meu lado, apoiando a cabeça no meu ombro e ficamos admirando a água, uma música me veio na cabeça, e eu comecei a cantar.


Your eyes
Crashin' into my eyes
Was accidentally falling in love
Your words
Didn't mean to heal the hurt
Were coincidentally more than enough


Eu sorria enquanto cantava, e Bambam apenas ouvia de olhos fechados.


All these days I never thought
That I would need someone so much
Who knew?
But I don't think I ever planned
For this helpless circumstance
With you


Me lembrava de várias coisas, mas apenas deixava me levar pela música.


You're scared, I'm nervous
But I guess that we did it on purpose, on purpose, on purpose
Baby, I know it's weird, but it's worth it
Cause I guess that we did it on purpose, on purpose, on purpose


Era um sentimento de liberdade, era o que eu sentia enquanto cantava.


My dreams running into your dreams
It's as if we wished on the same star
And my time changing all of your time
It's a butterfly effect on my heart


Apenas continuei, sentindo a água em meus pés, e a brisa em meu rosto.


All these days I never thought
That I would need someone so much
Who knew?
But I don't think I ever planned
For this helpless circumstance
With you
Oh, woah


A cada vez, eu me sentia mais solta, como se somente existisse eu e Bambam, nada para nos atrapalhar.

You're scared, I'm nervous
But I guess that we did it on purpose, on purpose, on purpose
Baby, I know it's weird, but it's worth it
But I guess that we did it on purpose, on purpose, on purpose


Meu sorriso aumentava, à medida que minha voz ficava mais alta.


Lost in darkness
You're my focus
Love me hopeless
But I guess that we did it on purpose
Lost in darkness
You're my focus
Love me hopeless
Oh, you're scared


Na minha parte favorita da música, me lembrei de alguém, porém no meu pensamento não conseguia ver o rosto da pessoa.


Lost in darkness
You're my focus
Love me hopeless
But I guess that we did it on purpose
Lost in darkness
You're my focus
Love me hopeless
But I guess that we did it on purpose


Nos últimos versos, minha voz foi diminuindo, até acabar a música, depois Bambam me olhou sorrindo.


– Você canta bem! – franzi o cenho, ainda olhando para o mar – Por que nunca participou das apresentações do colégio?


– Não gosto daquilo! – revirei os olhos – Perca de tempo.


– Se você participasse, seria a atriz principal! – ele se levantou me pegando no colo novamente – Agora vamos voltar!


[•••]


Entrei no quarto, encontrando Yoongi dormindo, e minhas malas  vazias?


Procurei dentro do closet, e encontrei todas lá, as blusas nos cabides e as calças dobradas, OK, onde está o Yoongi chato e rude que eu conheço, prefiro aquele!


Afastei aquele pensamento e fui tomar um banho.


[•••]



Depois de sair, coloquei um moletom branco, com o Kumamon na frente, eu adorava moletons, principalmente aquele, ficava gigante em mim, mas do mesmo jeito eu coloquei um short por baixo.


Me sentei em frente ao espelho do closet e comecei a secar meus cabelos, cantando Roll Deep da Hyuna, não é nenhum segredo que ela e a CL são minhas cantoras favoritas.


Depois de uns minutos, senti alguém se sentar do meu lado.


– Gostei do moletom! – Yoongi disse sorrindo – Você é fofa!


OK, agora eu realmente estou assustada, mas continuei o ignorando.


– Estou invadindo! – louvado seja o Bambam! – Nos chamaram para descermos, e de calça jeans.


Terminei de secar meus cabelos e entrei no closet para colocar a calça, assim que o fiz saí do mesmo, e fui em direção até o quarto do Bambam, que a propósito, eu não sabia com quem estava.


Bati na porta, e Youngjae abriu, me deixando entrar.


– Então você está aqui com o Bam? – ele sorriu concordando – Ele não me disse nada.


– Ele não me avisou que você estava no quarto aqui do lado! – o garoto ao meu lado protestou e eu dei risada – Mas, quer dizer que você está com o Yoongi, ouvi a voz dele.


Tive que concordar, por mais que eu não quisesse aquilo.


– Vamos descer? – Bambam disse nos empurrando para fora do quarto – Não entendo, estamos de férias, podíamos estar dormindo, mas acabamos de chegar e a diretora já nos chama!


Conversamos sobre essa injustiça, até chegarmos aos fundos do hotel, havia uma quadra de paintball, obviamente, eu adorei.


Pegamos as armas e colocamos os coletes e máscaras, eu já tinha várias vítimas em mente.


– O que está pensando? – Hyun chegou perto de mim – Quando você sorri assim, não é uma coisa boa.


– MaHee tem uma dívida comigo. – sorri e Hyun balançou a cabeça, em negação – E dívidas foram feitas para serem pagas!


Meu interior entrou num estado de felicidade suprema quando a diretora disse que o jogo não haveria regras.


Fiquei entre MaHee e Yoongi, me curvando até o ouvido dela.


– Preparada para o troco? – vi sua expressão mudar para séria – Bom jogo!


Me afastei e a diretora deu o grito de início.


Meu primeiro alvo foi Yang Mi, que quase me deu o troco, se eu não tivesse me abaixado, logo depois me virei na direção de Chanyeol, fui acertada, mas logo devolvi o tiro, meu melhor alvo viria agora.


Como imaginei, MaHee estava perdida, apontei o armamento em minha mão na sua direção e apertei o gatilho, não uma, nem duas, mas cinco vezes, Yoongi, que estava ao seu lado, deu risada, e ela ficou furiosa, como eu esperava, corri o mais rápido possível, as vezes eu acertava ela, outras vezes as pessoas que estavam atrás.


Até que Yoongi entrou na minha onda, atirando em MaHee também, parece que o jogo virou não é mesmo?


O colete de MaHee estava todo sujo, e agora ela morreria, pelo simples fato de Suni ter ela como alvo também, nem as seguidoras dela escaparam, de repente éramos trinta e três contra três, ou seja, a sala inteira odeia essas garotas.


Acabamos dando risada, as roupas e cabelos delas estavam cheios de tinta, e as três acabaram saindo, agora posso admitir, eu sou muito má!


[•••]


Depois de mais ou menos uma hora jogando, todos estavam cansados, então subimos para tomar um banho, por sorte meu cabelo estava salvo e meu moletom também, não sei como.


Coloquei uma calça novamente, e uma camisa de manga preta, meus converses pretos, boné, máscara, peguei uma das tintas em minha mochila e fui até a porta, mas antes Yoongi me puxou.


– Onde vai? – tentei me soltar, mas ele era mais forte, pedi licença, pegando o celular, abri nas notas e escrevi:Não interessa! – Tudo bem, pode ir!


Sai do quarto e desci as escadas rapidamente, não conhecia muito bem o local onde estávamos, então entrei na primeira rua que vi, abandonada.


Sorri, começando a fazer meus desenhos, a inspiração fluía cada vez mais.


Notas Finais


Até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...