História Please Don't Go - Capítulo 11


Escrita por: ~

Exibições 82
Palavras 674
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Poesias, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Música para ouvir lendo esse capítulo: https://www.youtube.com/watch?v=S0qTOHnfs-M
( Esse capítulo tá mais curto que os demais pois hoje estou sem inspiração... Espero que compreendam )
Aproveitem <3

Capítulo 11 - You are my sky


*Elisa on*

Eu abracei a carta. O Lysandre... Ele me escreveu coisas lindas. Ele citou "nosso namoro", algo que eu desconhecia até então. Isso que dizer que estávamos namorando antes do acidente? Eu... não sei se ele está falando a verdade, já que eu não me lembro de nada... Mas foi a carta mais linda que eu já li em toda a minha vida.  
ME: Filha? Você está bem? 
E: M-mãe?!
 Eu escondi a carta embaixo dos lençóis. 
ME: Está escondendo alguma coisa? 
 Ela inclinou a cabeça, curiosa. 
E: N-NÃO! Da onde você tirou isso? 
ME: Bom, você não é obrigada a me mostrar, de qualquer maneira. Vim conversar com você. 
E: Conversar? Sobre o quê? 
 Ela se sentou na ponta da cama. 
ME: O médico quer fazer alguns testes psicológicos com você, para garantir que seu cérebro está funcionando 100% normalmente. Você não se incomoda?
E: Não, claro que não. Eu os farei, sim. 
ME: Oh, que bom! Então, vamos fazê-los. 
E: Agora?
ME: Sim...
E: Ah, está bem. 

O médico entrou no quarto com uma prancheta na mão e me fez algumas perguntas bem básicas. Ele perguntou meu nome completo, minha idade, data de nascimento e outras, para ver se eu me lembrava. Eu respondi, apesar de estar nervosa. Ele se ausentou por alguns instantes e depois voltou com um sorriso nos lábios. 
M: Amanhã, de manhã, você estará liberada! 
E: M-mesmo? Não é uma das piadas como as do Nathaniel, é?
M: Do... quem? 
E: Nada! Eu estou tão ansiosa! 
ME: Licença... Os resultados estão prontos?
 Minha mãe abriu a porta, entrando no quarto.
E: Mãe!  Eu estou liberada! 
ME: Mesmo? Que notícia ótima! Quando você poderá voltar para casa? 
M: Amanhã pela manhã. É bom para garantir que ela não terá nenhum tipo de recaída esta noite. 
ME: Perfeito! Vou arrumar suas roupas, filha, para estar tudo pronto para amanhã. Vou avisar seu pai! Com licença...
M: Tudo bem. Eu vou até o quarto de outro paciente. 
E: Ok! 
 Estiquei meus braços para alcançar a mesinha e reuni minhas coisas para me preparar para a saída no dia seguinte. Peguei o ursinho de pelúcia, as flores do Castiel e também o buquê e a carta do Lysandre. 

Eu dormi extremamente ansiosa. Porém, antes de dormir, mandei mensagem para todos os meus amigos - incluindo o Lysandre - (atráves do celular da minha mãe, já que eu estava sem créditos) contando a novidade. Todos me responderam imediatamente.

** MENSAGENS ** 
Você: 
Amanhã de manhã poderei finalmente sair do hospital! 
Castiel: Garota, eu não poderia receber notícia melhor. 
Kentin: Puxa, verdade? Eu disse que tudo melhoraria! 
Armin: Eu já ia brigar por me enviar mensagem no meio da minha partida de LoL. Mas quando eu vi que a mensagem era sua, eu me acalmei, e quando li a mensagem, então... EU SABIA QUE VOCÊ FICARIA BEM <3
Nathaniel: Mas essa é uma notícia maravilhosa! 
Iris: Eba! A escola não seria a mesma sem sua presença! 
Kim: Eu te avisei, guria, nenhuma maré de azar dura por muito tempo! 
Violette: Que bom, eu fico muito feliz! 
Alexy: Mona, é melhor que você não esteja brincando, eu acabei de dar um berro de tanta felicidade!
Rosalya: Aiiii, eu já vou comprar na loja do Leigh um lindo modelito pra você, para comemorar! 
Leigh: Rosalya está me obrigando a ir até a loja, sendo que são 22 horas, para ver vários tecidos... Mas estou feliz mesmo! 
Lysandre: Você não faz ideia do quanto me deixou feliz. 

No meio da madrugada, acordei com um barulho de notificação do celular. Olhei a tela. Era um SMS. Abri a mensagem. 

** Conversa com Lysandre ** 
Lysandre: Ah, e me desculpe por aquela hora... Eu espero não ter lhe magoado... Eu me arrependi de deixá-la sozinha. Você não tem noção do quanto você é importante para mim...
Você: Não se preocupe com isso...Todos somos impulsivos às vezes.
 Preciso conversar com você pessoalmente. 
Lysandre: Está bem... Nos vemos na escola, então. 

Você: Ok. Boa noite. 
Lysandre: Boa noite. Te amo.



 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...