História Please Don't Go - Capítulo 15


Escrita por: ~

Exibições 82
Palavras 1.347
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Poesias, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


{ Atenção! }
Gentee, o episódio 32 do Amor Doce lançou! Eu estou pirando, pirando muito. Lançou 4 da manhã e eu estava acordada! Eu tenho uma conta com o Lysandre e outra com o Armin (o Armin atualizou e o Alexy também, eles estão MUITO GATOS <3) e eu queria dizer uma coisa aqui pra vocês que estão jogando o ep. 32 (eu já o joguei)
- Se você quer a imagem com a Rosalya, compre o pijama de 70$.
- Se você quer a imagem com a Bia, compre o traje de 160$ ( é 160 ou um valor aproximado, não lembro. )
Eu fiz replay para conseguir todas as imagens. E, sim, a única imagem com paquera é a do Lys!

Música: Monster- Meg & Dia (Remix)
Aproveitem <3

Capítulo 15 - Reciprocidade


Fanfic / Fanfiction Please Don't Go - Capítulo 15 - Reciprocidade

*Elisa on*

Depois das aulas, passeei pelos corredores como de costume para me distrair um pouco. Quando finalmente acabei minha caminhada, eu estava pronta para ir embora, quando caí no chão. Ouvi uma risada extremamente desagradável. Na verdade, três risadas desagradáveis... 
Ainda no chão, me virei e vi Ambre, Charlotte e Li rindo da minha cara. A3: Ambre. C2: Charlotte. L3: Li.
E: Vocês... Eu já deveria imaginar...
A3: Você não faz ideia do quão está ridícula agora! 
 As três soltaram gargalhadas. É insuportável ouvi-las rindo assim. 
A3: Você é uma fraca, mesmo. Não vai nem se defender? Empurrá-la não chega nem perto do que eu posso fazer com você. 
E: Ignorar atitudes ridículas como essa não me faz fraca, pelo contrário. E isso não vai me impedir de fechar sua boca um dia desses! 
A3: Estarei esperando... Hahaha! 
 Elas saíram rindo. Eu estava machucada e com algumas dores, ainda no chão. 
L: Ei, você está bem?
 Lysandre estendeu a mão para me ajudar.
E: S-sim, não se preocupe... * ele me ajudou a levantar. * Obrigada. 
L: Você caiu sozinha ou...:

E: Não. Quer dizer, sim... E-eu me destraí, escorreguei e...
L: Tem certezaEu vi a Ambre e suas amigas dando risada, eu pensei que... 
E: Não se preocupe, não tenho necessidade de fazer nada com elas. Não vale a pena. 
L: É uma inteligente decisão!
E: Obrigada...
 Ficamos alguns segundos nos olhando, envergonhados. 
L: Você... Quer que eu lhe acompanhe até sua casa?
E: Seria um prazer! 
 Nós saímos da escola de mãos dadas e seguimos o caminho. É tão agradável estar assim com ele... Pensei que isso nunca voltaria a ser como antes...
L: Eu até te convidaria para ir até a lanchonete pela tarde, mas prometi ajudar meu irmão a comprar alguns tecidos...
E: Não se preocupe! Outro dia marcamos. Eu não ia poder ir hoje, de qualquer maneira...
L: Mesmo
?
E: É, eu irei ao parque com o Nathaniel. 
L: * ele parou de andar e me encarou. * 
E: * ops... * 
L: Você... Vai ao parque... Com o Nathaniel
?
E: C-calma... Lembra quando eu fui até o pet shop para acompanhá-lo
? Então... Ele quer que eu conheça a Branca, gatinha que ele comprou. 
L: Ele sabe mesmo como se aproveitar...

E: Como assim?
L: Ele te convida para lugares estranhos, não?
E: Lysandre, deixe disso... Prometo ficar pouco tempo. Você precisa confiar em mim! 
L: Eu confio! Só quero lhe dizer que o senhor representante gosta de você. 
E: N-não, nada a ver! 
L: Às vezes, percebo que as mulheres demoram mais que os homens para perceberem que há alguém interessado nelas...
E: Lysandre, deixe de ciúmes! Bom... Chegamos na minha casa. Obrigada por ter me acompanhado. 
L: Hm. 
E: Lysandre? Ei, Lysandre!
L: O quê? Ah, é, a aula de hoje estava realmente puxada...
E: Estou com a impressão de que você não está prestando atenção na conversa...
L: ... 
E: Lysandre, esse é um motivo bobo para brigar comigo e me ignorar dessa maneira. 
L: Bom, eu tenho que ir, até mais. 
 Ele foi embora sem olhar para trás. O Lys realmente ficou chateado, ele é ciumento. Eu vou pensar em alguma maneira de agradá-lo.

Mais tarde, me arrumei e esperei a chegada do Nathaniel. Ele chegou 4 minutos adiantado. Sem dúvidas, ele é um rapaz extremamente pontual. 
* barulho da campainha * 
E: * abre a porta * Oh, olá, Nath! 
N: Olá, Elisa! 
 Ele segurando estava com uma linda gatinha filhote. * Miauu! * ela pulou nos meus braços.
E: Ah!!
N: Branca! D-desculpe, ela não costuma atacar assim... Venha cá, Branca! 
 Porém, aquilo não parecia nem um pouco com um ataque. Ela se confortou nos meus antebraços. 
E: Ela é tão fofa...
N: Ela nunca fez isso com ninguém... Ela gostou mesmo de você!
E: Haha, é o que parece! 
N: Vamos? Se você quiser levar a Branca no colo, pode levar! 
E: Está bem. Vamos! 
 Eu fechei a porta e nós caminhamos até o parque. Assim que chegamos, entreguei a Branca ao Nathaniel.  
N: Ela precisa se exercitar um pouquinho... É aquele tipo de gato que acha que é um cachorro! Ela adora correr. 
E: Verdade?
 Ele a largou no chão e Branca brincou com alguns insetos que estavam ali perto. 
E: Ela é brincalhona mesmo! 
N: Venha, eu preciso lhe mostrar uma coisa!
E: Ah, está bem...
 Ele pegou minha mão e me levou até um lago em um outro canto do parque. 
E: Puxa... Eu não conhecia este lugar! É realmente muito lindo. 
N: Verdade... 
 Ele encostou as mãos no meu rosto e se aproximou devagar. 
E: Hã... N-Nath...
L3: Lety
L3: Elisa! Finalmente te encontrei, sua mãe me falou que você estaria aqui e...
 Nathaniel olhou para ela com um olhar assassino. 
L3: Oh...
E: ...
L3: M-me desculpe, vejo que... 
E: Ah... Lety! Eu estava te esperando!
 Eu me aproximei dela. 
L3: Me esperando? Você nem sabia que eu... 
 Eu pisei no pé dela. 
E: NÓS VAMOS AO SHOPPING! Puxa, como você é esquecida, haha! 
L3: V-vamos? 
N: Mas, espere, você...
E: Tenho que ir, Nath, me desculpe...
N: S-sem problemas... Vou procurar a Branca... 
 Eu puxei a Lety para saírmos. Me pergunto se Nath percebeu que seu sentimento não é correspondido...
E: Ufa! Finalmente! 
L3: O que acabou de acontecer? 
E: Eu estou namorando... E o Nath acabou de tentar me beijar!
L3: Jura? Quem? Quem? 
 Os olhos da Lety brilharam de uma forma estranha.
E: N-ninguém! Eu estava brincando. Vamos, Lety. 
 Nós pegamos um ônibus e fomos ao shopping. 
E: Eu vou na livraria ver se tem algo interessante por lá...
L3: Está bem! Eu vou naquela loja ali para experimentar algumas roupas. 
E: Ok. Mais tarde nos encontramos. 
 Ela acenou e foi até a loja. Eu estava entrando na livraria quando esbarrei com um rapaz.
E: G-gente, hoje eu acordei para esbarrar em todo mundo! Desculpe, eu não te vi...
?: Sem problemas, eu te ajudo. 
E: D-Dake? 
D: Dake
D: Elisa! Que surpresa agradável...
E: Hm, o que faz aqui? 
D: Meu tio me convidou. Pelo jeito, sua escola está preparando um dia de visitas... O que significa que passarei mais tempo ao seu lado!
E: Verdade? Qual evento? 
D: Ainda não sei direito.
E: Ah...
D: Onde você estava indo? 
E: Comprar algo.
D: O quê? 
E: Dake, quer me deixar em paz? * eu já tenho problemas demais hoje, tenho que cuidar mais deste aqui... * 
D: Não estou nem um pouco a fim de te deixar em paz. * ele abriu um sorriso malicioso. * 
 Eu o ignorei e entrei na livraria. Vi um livro interessante no alto da prateleira e fiquei na ponta dos pés para alcançá-lo, sem sucesso. Então, vi uma mão muito familiar alcançar o livro para mim. 
L: Então... Seu passeio com o senhor representante já acabou?
E: Lysandre? Você por aqui? Que bom te ver!
L: Se não me engano, eu havia mencionado que eu ajudaria meu irmão a comprar tecidos... 
E: Sim, é verdade!
L: Aproveitei para dar uma olhada nos livros por aqui, e quem sabe compr...
D: Não pense que fugirá tão fácil de mim, garotinha!
L: Hein? 
E: D-Dake! Quer parar de me seguir? 
L: Então... Por isso você dispensou o "Nath"... 
E: N-não, Lys! Nos encontramos por acaso! E agora Dake não larga do meu pé! Eu vim com uma amiga!
L: Bom, de qualquer maneira...
D: Ei, você é o cara que eu encontrei na praia, aquele dia, não é? 
L: Não me recordo de nenhum "Dake". 
E: * Ele pode estar fingindo... Mas vindo do Lysandre, não é de se duvidar! * 
D: Elisa estava lá, também. 
L: Ah, eu me lembrei. Você é o rapaz que ela dispensou para ficar ao meu lado. 
D: ...
E: * Agora tenho certeza que o Lysandre está tentando provocá-lo... * 
D: Bom, eu e Elisa temos que ir. Até mais, Shakespeare! 
L: Quer parar de pegar na cintura da minha namorada? 
D: Sua... Espere...
E: * Lysandre está realmente MUITO irritado. * 
 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...