História Please Don't Go - Capítulo 16


Escrita por: ~

Exibições 88
Palavras 717
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Poesias, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Música a critério de vocês, se quiserem, deixem aí embaixo uma música que vocês acham que combina com o capítulo! (Não faço ideia!)
Aproveitem <3

Capítulo 16 - You murdered my love!


Fanfic / Fanfiction Please Don't Go - Capítulo 16 - You murdered my love!

*Elisa on*

D: Você... Sério?
E: É isso mesmo. 
D: Bom, eu vou comprar o meu óculos... 
 Ele foi até a porta da livraria e se virou para mim.
D: E, Elisa, você não sabe mesmo o que está perdendo!
 Dake piscou o olho e foi embora. 
L: Mas que desaforado esse Dake!
E: Muito obrigada, Lys... Eu já não sabia como dispensar o Dake sem parecer grossa...
L: Você não parecia estar tentando muito...
E: L-Lysandre, pare com isso! 
L: Bom, eu preciso encontrar o meu irmão. Com licença...
E: Está bem, nos vemos daqui a pouco então. 
 Ele foi embora. Passei mais alguns minutos na loja quando finalmente achei um livro que me interessou de verdade. "Quem é você, Alasca?" do John Green. Paguei e fui embora. 
E: Puxa, cadê a Lety? O melhor a fazer é procurá-la na loja de roupas. Não acho que ela esteja lá ainda, mas não custa tentar... 
D: E aí, aquele carinha dos olhos bicolores nos deixou em paz? 
E: AI!! 
D: Hahaha, se assustou? 
E: O-o que você acha? 
D: Isso quer dizer que você não estava esperando ninguém... Venha, podemos passear no shopping sem que aquele seu namorado chato nos atormente novamente. 
E: Escute aqui, Dake... Eu estou o dia inteiro tentando te dar um "chega pra lá" e você não me dá escolha. Eu estou procurando uma amiga, e você é infinitamente mais chato que o meu namorado! Ele não me atormenta nem um pouco, ao contrário de algumas pessoas. Se me dá licença, EU QUERO PASSAR. 
 Eu o empurrei para o lado e fui até a loja. 
E: Gente, eu não aguentava mais... Ei, com licença, moça, você viu uma garota de com os cabelos cheios de presilhas coloridas?
Atendente: Vi sim, mas ela já foi embora, sinto muito. 
E: Oh, obrigada, de qualquer maneira...
 Eu entrei em várias lojas e nada da Lety. Entrei em uma loja e nem mesmo li a faixada. No meio de várias prateleiras de tecidos, logo avistei... A Lety... Com o Lysandre! 
L3: Ha, ha, verdade! Esse tecido é muito legal! 
L: É, pois é...
L3: Ah, Elisa! 
E: Lety! Te procurei pelo shopping inteiro... Você me deixou preocupada!
L3: Eu estava com esse rapaz super gentil chamado... Bem... Chamado...
L: Lysandre.
L3: Lysandre!
L: E o Dake? Tornou a te incomodar?
L3: Hã, não, na verdade eu não conheço nenhum Dake.
L: E-eu... Estava falando com a Elisa, senhorita.
L3: Ah, tá! Hahahaha!
 Lety está claramente forçando a risada...
E: Eu mandei ele pastar de uma forma, hm, educada, digamos assim...
L: Esta é a minha garota. 
 Lety nos olhou, desconfiada.
L3: Eu preciso mesmo comer alguma coisa... Vamos, Elisa?
E: Oh, está bem...
L3: Até mais, gatinho! 
E: * GATINHO? * 
L: A-até mais... 
E: Tchau, Lys...
L: Até logo, Elisa. 
 Assim que saímos da loja, Lety fez milhões de comentários.
L3: Ai, ele é um gato, não é mesmo?
E: É... ele é o rapaz mais lindo da minha escola. 
L3: Eu não duvido de nada! Ele é um fofo, super gentil, cavalheiro... um partidão!
E: Pois é... Ele é o rapaz mais legal da minha escola. 
L3: Deve ser, mesmo! E você viu? Ele te chamou de "minha garota"... Fiquei com ciúmes! Já estou fazendo planos para conhecê-lo melhor, se é que me entende!
E: L-Lety! Quer parar com isso?
L3: Hein? Qual é o problema? 
E: Ele é MEU NAMORADO!
L3: Oh... D-desculpa, mesmo... Como estou envergonhada... 
E: Bem, então vamos comer alguma coisa. 
 Nós fomos até a praça de alimentação. Lety comprou um sorvete e eu comprei dois. 
E: Vamos voltar até a loja de tecidos? 
L3: Vamos!
 *Na loja de tecidos*

E: Oi, Lys, nós voltamos...
L: Ah, olá novamente...
E: Eu trouxe um sorvete para você...
L: Verdade? Eu estava mesmo com fome! Mas não precisava... Quanto custou? Preciso te reembolsar. 
E: Nem pensar! É um simples agrado. Sou sua namorada e tenho o direito de te presentear, não? 
L: Obrigado!
E: Bom, está ficando tarde e eu e Lety temos que ir para casa... Você dormirá lá hoje, Lety?
L3: Sim! Tchau, Lysandre! 
L: Tchau... 
L3: Lety!
L: Tchau, Lety! 
E: Tchau, Lys...
L: Tchau, amor... 
 Ele me deu um selinho. Foi de surpresa, mas confesso que foi muito bom...
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...