História Please Don't Go - Capítulo 19


Escrita por: ~

Exibições 96
Palavras 889
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Poesias, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Música: Wonderland- Natalia Kills
Aproveitem <3

Capítulo 19 - Inesperado


Fanfic / Fanfiction Please Don't Go - Capítulo 19 - Inesperado

*Elisa on* 

Lysandre estava nervoso, nunca pensei em vê-lo assim. Ele é extremamente calmo, mas em alguns temas ele pode se descontrolar um pouco...
L: Ele... Ele está te perseguindo!
E: Fique tranquilo, Lys...
L: Digo o mesmo para você.
 Ele se aproximou e me abraçou.
L: Enquanto eu estiver aqui, nada vai acontecer com você. Prometo. 
 Eu me afastei um pouco dele. 
E: Muito obrigada, amor, mas eu vou ver caminhar um pouco lá no ginásio, para falar com a Rosa e o Alexy. 
L: Está bem. 
 Eu fui atrás do palco e vi a Rosa mexendo em umas roupas, mas o Alexy não estava lá. 
E: Licença...
R: Ah, oi, Elisa! Estou arrumando alguns figurinos... Sabe como é, eu e o Alexy éramos os responsáveis pela vestimenta do pessoal. O prazo que a diretora nos deu foi bem curto, mas admita, ficou tudo maravilhoso! 
E: Com certeza... Vocês tem mãos de fada. Mas e o Alexy? Cadê ele?
R: Sei lá... Foi dar uma volta e me abandonou. E, se você não se importa, eu também vou dar uma volta para ver se encontro o Leigh. 
E: Claro, pode ir. 
 Ela saiu e em seguida eu saí também. No pátio, encontrei o Alexy e o Armin.
E: Oh, aqui estão vocês! Espera aí...
 Olhei para eles e eles estavam com caras de quem viu um fantasma. Mas eles não estavam olhando para mim.
 Eu reparei o motivo de todos os presentes no local estarem pasmos. A Debrah estava beijando o Castiel. D: Debrah.
A2: Gente... O que é que essa vagabunda... 
A: C-Calma, Alexy...
 O Castiel empurrou a Debrah para longe. 
C: Me solte, sua maluca! 
D: M-Mas, fofo...
C: Você tá louca? O que deu em você?
 Ambre surgiu no meio da multidão. 
A3: LARGA ELE! 
C: AMBRE, NÃO SE META! Debrah, saia daqui agora mesmo! Qual o seu problema?
E: E-eita... Por essa ninguém esperava... * o que é que a Debrah está fazendo aqui? * 
 A Ambre estava furiosa. Ela tremia dos pés a cabeça e sua voz também estava trêmula de tanta raiva.
A3: V-Você... É a última vez que você estraga minhas chances com o Castiel! 
 Ambre levantou a mão e deu um tapa com toda a força na face esquerda da Debrah. 
D: VOCÊ ESTÁ LOUCA? Gatinho, me defenda, eu voltei só para te ver...
C: Debrah, nossa história acabou há muito tempo! E Ambre, nós nunca tivemos e nem nunca vamos ter nada! 
 Debrah avançou para cima da Ambre. Antes que ela pudesse fazer algo, eu, Armin e Leigh seguramos a Ambre, enquanto Rosalya, Alexy, Castiel e Lysandre seguravam a Debrah. 
E: Chega! Parem com isso! 
 Kentin e Nathaniel chegaram correndo para ajudar. 
K: G-gente... O que tá acontecendo? 
A2: Essa cobra aí voltou para a escola só para tirar nosso sossego! Ela beijou o Castiel e agora a Ambre tá doida da vida!
D: EI! QUEM É COBRA?
 Kentin segurou a Debrah e o Nath nos ajudou a segurar a Ambre.
N: Chega, Ambre! Pare de agir como criança! Não vale a pena! 
D: Ela... Ela me bateu! A culpa é dela, não minha! 
C: VOCÊ ME BEIJOU! E QUE FIQUE AQUI REGISTRADO QUE FOI HORRÍVEL!
D: Mas, gatinho...
L: Debrah, você machucou muito o Castiel...
A2: Isso mesmo! Ele não quer mais nada com você, mona. Cai na real!
D: V-vocês não tem o direito de se meter!
E: Todos nós temos, sim! Você fez mal para nós, inclusive! E Castiel é nosso amigo!
D: Ai, chega! 
 Debrah se soltou e saiu correndo, chorando.
A: Eu, hein? 
E: Acho que ela chorou pois achou que não iria ser rejeitada...
C: Da onde ela tirou a ideia de que eu ainda sinto algo por ela?
A2: Também não sei! Eu nunca ficaria com ela...
 Todos olharam para o Alexy.
A2: Se eu fosse hétero! 
 Ele piscou. Todos deram risada.
A: Vale rir, depois de presenciar uma cena dessas...
N: Ambre, o que te deu na cabeça para dar um tapa na Debrah? Se a diretora descobre, você pode ser expulsa! 
A3: N-Nath, a culpa é dela... Ela... Beijou o meu Cast!
C: "Seu" Cast? Pelo jeito temos duas iludidas aqui... * risos * 
 Ambre também saiu correndo chorando.
C: Ops...
 Nath segui a Ambre.
E: C-Castiel... O que acabou de acontecer?
C: A Debrah chegou aqui, me agarrou pelo braço e me beijou, sem dizer nada. Acho que ela ficou sabendo do dia de visitas e resolveu vir aqui me ver... Afinal, sou irresistível. 
E: Quanta modéstia...
A2: Se acha mais que eu. 
C: Eu não me acho... Eu sou! 
A: Enfim... Será mesmo que a Debrah veio apenas para o dia de visitas? Será que ela...
E: Se matriculou novamente?
A2: Eita, gente...
R: Nem falem uma coisa dessas, credo... Imagina se ela resolve dar em cima do meu Leigh de novo? 
 Ela agarrou o Leigh pelo braço.
L2: Fique tranquila, Rosa... Aliás, todos vocês. A possibilidade de ela ter se matriculado mesmo não é assim tão grande... 
A2: Mas a possibilidade ainda existe... Não tô tentando jogar praga na escola, mas vai que ela tenha entrado de novo, mesmo? 
A: Prevejo altas tretas... 
 Armin deu muita risada. Mas é verdade. Todos estavam apreensivos com a possibilidade de sermos obrigados a receber a Debrah como aluna na escola...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...